Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

1º de Maio: Dilma anuncia correção da tabela do IR e reajuste no Bolsa Família

Estamos vencendo a luta mais difícil e mais importante: a do emprego e do salário, afirma Dilma

Avatar

Publicado

A presidenta Dilma Rousseff afirmou, em pronunciamento, nesta quarta-feira (30), que a luta pelo emprego e pelo salário está sendo vencida. Ela ainda revelou ter assinado uma medida provisória que corrige a tabela do Imposto de Renda, como nos últimos anos, garantindo mais dinheiro no bolso do trabalhador. Dilma ainda assinou decreto que atualiza em 10% os valores do Bolsa Família, que é recebido por 36 milhões de brasileiros. A medida assegura que os beneficiários continuem acima da linha da extrema pobreza definida pela ONU.

“Estamos vencendo a luta mais difícil e mais importante: a luta do emprego e do salário. Não tenho dúvida, um país que consegue vencer a luta do emprego e do salário nos dias difíceis que a economia internacional atravessa, esse país é capaz de vencer muitos outros desafios. (…) Nosso governo tem o signo da mudança e, junto com vocês, vamos continuar fazendo todas as mudanças que forem necessárias para melhorar a vida dos brasileiros, especialmente dos mais pobres e da classe média”, disse.

Dilma também destacou que o governo vai continuar com a política de valorização do salário-mínimo, apesar das críticas de que o pagamento tem crescido mais do que devia. Para a presidenta, é um instrumento efetivo para a diminuição da desigualdade e para o resgate da grande dívida social que ainda existe com os trabalhadores mais pobres.“Nosso governo nunca será o governo do arrocho salarial, nem o governo da mão dura contra o trabalhador. Nosso governo será sempre o governo dos direitos e das conquistas trabalhistas, um governo que dialoga com os sindicatos e com os movimentos sociais e encontra caminhos para melhorar a vida dos que vivem do suor do seu trabalho”, afirmou.

Estabilidade

Dilma afirmou que, mesmo que, em alguns períodos do ano, tenham ocorrido aumentos localizados de preços, motivados, na maioria das vezes, por fatores climáticos, os últimos 11 anos foram o período mais longo de inflação baixa da história brasileira. Ela ainda lembrou que o salário do trabalhador cresceu 70% acima da inflação, com a geração de mais de 20 milhões de novos empregos com carteira assinada, sendo que 4,8 milhões no atual governo.“E esses aumentos causam incômodo às famílias, mas são temporários e, na maioria das vezes, motivados por fatores climáticos. Posso garantir a vocês que a inflação continuará rigorosamente sob controle, mas não podemos aceitar o uso político da inflação por aqueles que defendem ‘o quanto pior, melhor’”, destacou.

Combate à corrupção

Dilma reafirmou o compromisso do governo no combate incessante e implacável à corrupção e que são órgãos do governo federal que têm revelado novos casos, caso da Polícia Federal e da Controladoria-Geral da União. Segundo ela, mesmo que a exposição dos fatos cause indignação e revolta de todos, isso não inibirá as instituições de apurar e denunciar mais, lutando para os investigados sejam punidos com rigor.

“O que envergonha um país não é apurar, investigar e mostrar. O que pode envergonhar um país é não combater a corrupção, é varrer tudo para baixo do tapete. O Brasil já passou por isso no passado e os brasileiros não aceitam mais a hipocrisia, a covardia ou a conivência”, destacou Dilma.

A presidenta também defendeu a Petrobras, que é um símbolo de luta e afirmação do Brasil, e que nunca vai se confundir com atos de corrupção. Segundo Dilma, tudo que tiver que deve ser apurado vai ser apurado com o máximo rigor.“Não transigirei, de nenhuma maneira, em combater qualquer tipo de malfeito ou atos de corrupção, sejam eles cometidos por quem quer que seja. Mas igualmente não vou ouvir calada a campanha negativa dos que, para tirar proveito político não hesitam em ferir a imagem dessa empresa que o trabalhador brasileiro construiu com tanta luta, suor e lágrimas”, completou.

Pactos

Dilma lembrou os pactos firmados após as manifestações de junho, que já produziram resultados. Na educação, a lei que permitirá que a maior parte dos royalties e dos recursos do pré-sal sejam aplicados na educação foi aprovada. Na saúde, o programa Mais Médicos viabilizou a chegada, em seis meses, de mais de 14 mil médicos em 3.866 municípios, oferecendo uma cobertura de atenção básica para 49 milhões de brasileiros.

Já o pacto pela mobilidade urbana está investindo R$ 143 bilhões para melhorar o sistema viário e o transporte coletivo público nas cidades brasileiras, com a implantação de metrôs, veículos leve sobre trilhos, monotrilhos, BRTs, corredores de ônibus e trens urbanos. Sobre a reforma política, a presidenta afirmou que fará tudo o que estiver ao alcance para uma mudança na legislação que modifique as práticas, dando condições de construir a sociedade do futuro que todos almejamos.“Foi assim que encaminhei ao Congresso Nacional uma proposta de consulta popular para que o povo brasileiro possa debater e participar ativamente da reforma política. Sempre estive convencida que sem a participação popular não teremos a reforma política que o Brasil exige. Por isso, além da ajuda do Congresso e do Judiciário, preciso do apoio de cada um de vocês, trabalhador e trabalhadora”, disse.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Pernambuco vai receber 84 mil doses da vacina de Oxford contra Covid-19

Segundo Ministério da Saúde, lote com imunizante importado da Índia chega ao Recife na madrugada do domingo (24). Estado tem 9,6 milhões de habitantes.

Redação PortalPE10

Publicado

2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcam no aeroporto de Guarulhos, em SP, na sexta-feira (22) — (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

Pernambuco vai receber 84 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca, que foram liberadas após análise da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) neste sábado (23), segundo o Ministério da Saúde. O lote do imunizante contra Covid-19 deve chegar ao Recife na madrugada do domingo (24).

O número de doses destinadas a Pernambuco coincide com a estimativa que a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) havia feito com base na população do estado, que tem cerca de 9,6 milhões de habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na segunda-feira (18), o estado recebeu 270 mil doses da CoronaVac.

O avião da companhia Gol deve decolar do Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, na noite deste sábado (23) para trazer os lotes do imunizante vindo da Índia a Pernambuco.

Chegando ao Recife, as doses são levadas para a central de armazenamento de vacinas da Secretaria Estadual de Saúde. Elas só devem ser distribuídas depois de reuniões do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), convocadas para a tarde da segunda-feira (25).

Nesses encontros, segundo a SES, vão ser definidas as estratégias de distribuição e de uso, para então as doses serem encaminhadas e aplicadas na população.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou em nota que a vacinação segue normalmente em Pernambuco, visto que municípios e unidades estaduais continuam o processo de vacinação normalmente com as doses já distribuídas da vacina CoronaVac.

Até a sexta-feira (22), 34.336 pessoas que fazem parte do público prioritário da primeira fase foram imunizadas contra a Covid-19 em Pernambuco, segundo a SES. Deste total, 28.712 eram trabalhadores da saúde (sendo 5.298 profissionais que atuam nos hospitais do governo estadual); 3.265, indígenas; 2.278, idosos institucionalizados; e 81 pertencem ao grupo de pessoas com deficiência institucionalizadas.

Primeiro lote

O primeiro carregamento com 2 milhões de doses da vacina feita com a farmacêutica AstraZeneca e produzidas no Instituto Serum, na Índia, chegou ao Rio de Janeiro na noite de sexta-feira (22), depois que o governo indiano autorizou as exportações comerciais do imunizante. A carga vinda da Índia passou por um processo de análise de segurança desde a madrugada.

Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi dada prioridade nesse momento para o estado do Amazonas, por conta da crise acentuada que se vive em Manaus. A cidade vive um colapso no sistema de saúde por causa da pandemia de Covid-19 e receberá 100 mil doses.

A vacina vinda da Índia era para ter chegado cinco dias atrás, no dia 17, mas na época o país não liberou o envio para o Brasil. O avião que sairia do Recife para buscar o imunizante acabou sendo destacado para levar oxigênio a Manaus e retornou para Campinas (SP).

Continuar Lendo

Cotidiano

Jovens que morreram em acidente iriam passar o final de semana em Tamandaré

Veículo em que elas estavam colidiu com uma van na PE-126, em Catende.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

As três jovens que morreram no grave acidente entre uma van de transporte alternativo e um carro na PE-126 em Catende na manhã deste sábado (23) iriam passar o final de semana em Tamandaré, no Litoral Sul de Pernambuco. As vítimas são de São Domingos, distrito-sede do município de Brejo da Madre de Deus e de Santa Cruz do Capibaribe.

Vitória Queiroz Honorato, Cibelle Teodozio Santos e Isabella Lima não resistiram aos ferimentos e morreram no local do acidente. O motorista do veículo em que elas estavam acabou sendo preso. De acordo com a polícia ele foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil em Palmares onde foi realizado o teste do bafômetro que apontou 1.3 ml de álcool por litro de ar expelido, o permitido é de 0,33 ml. Ele aguarda à audiência de custódia que deve acontecer na manhã de domingo (23), em Palmares.

.:: Leia também: Vídeo mostra vítimas nas ferragens após acidente que matou 3 na PE-126, em Catende

.:: Leia também: Após acidente em Catende motorista do Corolla faz teste do bafômetro e é preso pela polícia

No carro haviam seis pessoas, três homens e três mulheres, os dois homens foram socorridos para a emergência do Hospital Regional de Palmares (HRP).

O motorista da van que faz a linha Catende/Palmares contou que havia saído de Palmares e estava seguindo para Catende, quando em uma curva o motorista do Corolla teria perdido o controle e invadido a pista contraria, causando a colisão.

Os passageiros da van tiveram ferimentos leves e foram encaminhados para o Hospital Regional de Palmares (HRP), o estado de saúde deles ainda não foi divulgado.

Continuar Lendo

Cotidiano

MPPE recomenda aos prefeitos de Maraial e Jaqueira obedecer plano de vacinação contra Covid-19

Por fim, o MPPE recomendou às Polícias Civil e Militar que adotem as providências legais cabíveis para aqueles que insistirem em descumprir essas mesmas normas.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE), por meio das Promotorias de Justiça locais, recomendou aos prefeitos e secretários de Saúde de São Lourenço da Mata, Chã de Alegria, Glória do Goitá, Macaparana, Maraial, Terra Nova, Passira, Jaqueira, Ibirajuba, Cabrobó, Custódia, Afrânio e Dormentes que cumpram rigorosamente o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19, a Portaria GM/MS nº 69/2021 e demais atos normativos e/ou legislativos pertinentes, em especial, pactuações estaduais.

O ato das Promotorias de Justiça das quatro cidades segue a Recomendação PGJ nº 01/2021,que orienta os promotores de Justiça de todo o Estado de Pernambuco com atribuição na defesa da saúde e criminal a adotar providências para acompanhar de perto a execução das ações de vacinação contra a Covid-19 por parte dos municípios pernambucanos.

O plano nacional de vacinação é destinado aos responsáveis pela gestão da operacionalização e monitoramento da vacinação contra a Covid-19 nas instâncias federal, estadual e municipal, e tem como objetivo instrumentalizar a operacionalização da vacinação contra o novo coronavírus, definindo grupos prioritários, população-alvo, capacitações e estratégias para a vacinação. Já a Portaria GM/MS nº 69/2021 institui a obrigatoriedade do registro de aplicação de vacinas contra o novo coronavírus nos sistemas de informação do Ministério da Saúde.

Assim, o MPPE recomendou aos gestores desses 13 municípios que cumpram os referidos atos e obedeçam a ordem de prioridade da vacinação contra a Covid-19 em cada unidade de saúde contemplada, estabelecendo a classificação de risco de contágio a ser efetivada por profissional, servidor, órgão, comissão ou entidade acreditada para esse fim, sob pena de, em caso descumprimento, serem adotadas as medidas cíveis, criminais e administrativas cabíveis.

Os gestores municipais também devem promover ações visando dar transparência à execução da vacinação em seus municípios, divulgando semanalmente as metas vacinais atingidas. Outra recomendação diz respeito à elaboração de um plano de vacinação local, com a adequação das unidades destinadas à sua execução e o registro diário das informações no sistema informatizado SI-PNI, sem prejuízo de outros correlatos (caso existam), em cumprimento à portaria do Ministério da Saúde.

Ainda de acordo com a recomendação, tanto prefeitos quanto secretários municipais de Saúde deverão informar se houve compra pelo município, disponibilização pela Secretaria Estadual de Saúde e/ou Ministério da Saúde, dos insumos necessários à concretização do plano de vacinação, tais como seringas, agulhas, caixas para descarte de resíduos, algodão, refrigeradores, acondicionamento adequado, entre outros. O quantitativo de vacinas recebidas pelo município, bem como de indivíduos que receberam a primeira e/ou segunda dose das vacinas também, deve ser informado pelos municípios.

Já aos conselheiros municipais desses 13 municípios, o MPPE recomendou que exerçam, no âmbito de suas atribuições, o controle social que lhes foi atribuído pela Lei nº 8.142/90, fiscalizando a execução dos planos locais de vacinação contra a Covid-19, e encaminhando relatórios semanais das suas atividades às referidas Promotorias de Justiça locais.

Os que insistirem em descumprir as normas sanitárias sobre a vacinação e distanciamento social poderão responder pelo crime de medida sanitária preventiva destinada a impedir a introdução ou propagação de doença contagiosa (art. 268 do Código Penal).

Por fim, o MPPE recomendou às Polícias Civil e Militar que adotem as providências legais cabíveis para aqueles que insistirem em descumprir essas mesmas normas.

As recomendações foram publicadas no Diário Oficial Eletrônico do MPPE desta quinta e sexta-feira (21 e 22 de janeiro). Ao longo dessa semana o MPPE emitiu recomendações semelhantes para outros cinco municípios.

*Com informações MPPE

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.