Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

600 casas do “Minha Casa Minha Vida” serão construídas em Ribeirão,na Mata Sul

O Ministério das Cidades deve liberar, nas próximas semanas, autorização para a construção de 600 moradias no município

Avatar

Publicado

O Ministério das Cidades deve liberar, nas próximas semanas, autorização para a construção de 600 moradias no município de Ribeirão, localizado na Mata Sul do Estado, pelo programa Minha Casa, Minha Vida. A informação foi passada pela secretária de Habitação, Inês Magalhães, em encontro com o líder do PT no Senado, Humberto Costa, e o prefeito da cidade, Romeu Jacobina (PR).

“O Ministério das Cidades foi muito sensível ao pleito de Ribeirão, que é extremamente justo. De forma que saímos de lá com uma impressão muito positiva e com a certeza de que eles vão se debruçar sobre o caso para dar uma solução”, afirmou Humberto.

A princípio, o município não se encaixava em todos os itens do programa, o que prejudicava sua inclusão. No entanto, em razão de dados dos indicadores socioeconômicos importantes, como crescimento de matrículas do ensino fundamental e expansão industrial, a cidade pode ser beneficiada pelo chamado “regime de excepcionalidade”.

Das 600 habitações previstas, 400 devem ser para a Faixa 1 do programa (renda familiar até 3 salários mínimos) e 200 para a Faixa 2 (renda familiar de 3 a 10 salários mínimos). “É uma grande vitória. Temos um déficit hoje de mais de 1,5 mil moradias. Há gente em casa de taipa, em áreas de risco, em outros tipos de habitação inadequados e essas novas casas serão um enorme ganho para Ribeirão”, explicou o prefeito.

O prefeito ainda agradeceu a Humberto a alocação de R$ 600 mil em emendas parlamentares do petista destinadas à rede de saúde de Ribeirão. O município tem, atualmente, 47 mil habitantes. “Humberto tem lutado muito pelo nosso município e nós só temos a agradecer”, concluiu.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Corpo de homem é enterrado por outra família após ser trocado em hospital de Garanhuns

Caso aconteceu entre duas famílias de Saloá e Angelim.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

Os corpos de dois homens foram trocados no Hospital Dom Moura, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, nesta quinta-feira (21). O caso aconteceu entre duas famílias de Saloá e Angelim.

Segundo a família de Gilberto Antônio da Silva, de 59 anos, ele estava com sintomas gripais desde o início de janeiro, e estava internado em um hospital de Saloá, onde morava. No último sábado (16), ele foi transferido para o Hospital Dom Moura, em Garanhuns, e morreu nesta unidade de saúde. Ainda de acordo com os parentes, a família não foi autorizada a reconhecer o corpo porque os sintomas eram de Covid-19. Quando a funerária foi ao hospital, os funcionários informaram que não encontraram o corpo de Gilberto. Só depois foram avisados de que ele teria sido entregue para outra família e já tinha sido enterrado em Angelim.

Na cidade de Angelim, a família de José Sátiro, de 76 anos, também não reconheceu o corpo, pois ele estava com sintomas do novo coronavírus. Ele foi internado em um hospital de Garanhuns. A filha do idoso disse que desconfiou de que o corpo não era o do pai pelo peso do caixão, mas deu continuidade ao sepultamento. Depois da cerimônia, os parentes receberam a notícia de que o corpo estava ainda no necrotério.

O corpo de Gilberto Antônio será exumado após uma autorização da justiça. Já José Sátiro só será enterrado após o jazido ser desocupado. Um boletim de ocorrência será registrado na Delegacia de Polícia Civil de Garanhuns.

Continuar Lendo

Cotidiano

MPPE investiga se Cacique Marquinhos exerce cargo de prefeito sem tomar posse em Pesqueira

Cacique foi eleito com 17.654 votos, mas ficou em sub judice, e está em processo de elegibilidade em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) abriu um inquérito civil para investigar se o candidato eleito a prefeito de Pesqueira, Cacique Marquinhos, do Partido Republicanos, no Agreste de Pernambuco, está exercendo o cargo sem ter tomado posse.

Cacique Marquinhos foi eleito com 17.654 votos, mas ficou em sub judice. Ele está em processo de elegibilidade em curso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Através de nota, a 1ª Promotoria de Justiça de Pesqueira informou que recebeu, na última semana, através do Sistema Extrajudicial do MPPE (SIM), duas denúncias enviadas pela ouvidoria, relatando que o candidato a prefeito mais votado, ainda sub judice, estaria se apresentando como chefe do Executivo municipal. Uma visita foi realizada na terça-feira (19) pela 1ª promotora de Justiça da cidade, na sede do Executivo.

O prefeito eleito informou que respeita a decisão do MPPE e que cabe ao Ministério Público investigar. Ele disse que apenas acompanha o prefeito em exercício em alguns eventos, por serem do mesmo grupo político. Ele reiterou que entrou novamente com recurso e aguarda análise do supremo.

Já a Prefeitura de Pesqueira, por meio de nota, informou que segundo a promotora, a visita teria o intuito de flagrar Cacique Marquinhos exercendo o cargo de prefeito do município. O prefeito, Sebastião Leite da Silva Neto, mais conhecido como Bal de Mimoso, apresentou as dependências da sede administrativa do município. Na nota, a Prefeitura reforçou o compromisso de seguir a Constituição Federal e as leis que regem a sociedade, além de incentivar o cumprimento destas por parte de todos os cidadãos.

Continuar Lendo

Cotidiano

Pernambuco registra quase 2 mil novos casos de Covid-19 nas últimas 24h

Estado registra 1.985 casos e 35 óbitos causados pela Covid-19.

Redação PortalPE10

Publicado

Conceptual photo – testing for coronavirus: in the hand there is a test tube with a patient s blood sample, which gave a positive result for coronavirus COVID-19.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta quinta-feira (21), 1.985 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 55 (3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.930 (97%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 246.799 casos confirmados da doença, sendo 30.492 graves e 216.307 leves.

Também foram confirmados 35 óbitos, ocorridos entre os dias 29 de outubro de 2020 e essa quarta-feira (20). Com isso, o estado totaliza 10.133 mortes pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.