Nos siga nas redes sociais

Brasil

Alagoas tem duas cidades com mais eleitores que habitantes

Em Belém e Jundiá, excedente é de 737 eleitores em relação à população desses municípios. Dados são do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e do IBGE.

Lucas Passos

Publicado

Belém e Jundiá, no interior de Alagoas, têm mais eleitores que habitantes — Foto: Nelson Jr./TSE

Duas cidades alagoanas têm mais eleitores que habitantes. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que há excesso de 737 pessoas registradas para votar em Belém e Jundiá em relação à estimativa populacional do IBGE divulgada em julho de 2020.

Veja a situação detalhada por município:

Belém

  • Eleitores: 4.836
  • População: 4.284
  • Excesso de eleitores: 552
  • Número de eleitores aptos a votar equivale a 112,89% da população

Jundiá

  • Eleitores: 4.322
  • População: 4.137
  • Excesso de eleitores: 185
  • Número de eleitores aptos a votar equivale a 104,47% da população

A biometria confirma a diferença. Em Belém, são 4.811 eleitores com registro biométrico, 527 a mais que o número de habitantes. Já em Jundiá, são 4.263 registros biométricos, uma diferença de 126 pessoas.

O município com a maior diferença proporcional no país é Severiano Melo (RN), que tem 6.482 eleitores registrados, mas apenas 2.088 habitantes, uma diferença de 310%.

O G1 entrou em contato com a Prefeitura de Belém e aguarda posicionamento. A reportagem não conseguiu falar com a Prefeitura de Jundiá.

O Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) informou ao G1 que as revisões de eleitorados de Belém e Jundiá estão em tramitação, mas não há previsão para serem realizadas. O TRE é quem arca com os custos da revisão eleitoral.

O professor de ciência política da Universidade Federal do Paraná (UFPR) avalia que um dos motivos para a diferença pode ser o fato de o IBGE considerar o domicílio civil, onde a pessoa efetivamente mora, e de o TSE levar em conta o domicílio eleitoral, que pode ser o lugar em que o eleitor tenha “vínculo político, familiar, afetivo, profissional, patrimonial ou comunitário”.

Ou seja, se a pessoa morava em um município e se mudou para estudar ou trabalhar, pode continuar votando na cidade de origem. Se tem um imóvel ou interesses comerciais em outra cidade, também.

Revisão do eleitorado

Nos casos em que há muita discrepância entre eleitores e habitantes ou que há um aumento da transferência de domicílios, a legislação prevê que o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) deve fazer uma revisão completa do eleitorado.

A Resolução 22.586/2007, do TSE, determina que seja feita uma revisão do eleitorado sempre que for constatado que o número de eleitores é maior que 80% da população, que o número de transferências de domicílio eleitoral for 10% maior que no ano anterior, e que o eleitorado for superior ao dobro da população entre 10 e 15 anos, somada à maior de 70 anos no município.

Informações: G1

Brasil

Policia Federal prende suspeitos de fraudes contra a Caixa

Operação Abono cumpre oito mandados de prisão temporária

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

 

Policiais federais cumprem hoje (22) oito mandados de prisão temporária contra suspeitos de cometer fraudes contra a Caixa Econômica Federal. A Operação Abono, da Delegacia Federal de Niterói, também cumpre 11 mandados de busca e apreensão.

De acordo com a Polícia Federal (PF), até as 8h já tinham sido presas oito pessoas, das quais sete tinham mandados de prisão contra elas e uma foi detida em flagrante por falsificação de documentos.

O grupo, que tinha participação de um funcionário da Caixa, é investigado por se utilizar de uma rede de falsificadores e sacadores para recebimento indevido de valores do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e da cota PIS. Também eram feitas retiradas de valores de contas do banco. O prejuízo estimado é de R$ 2 milhões.

A investigação já indiciou 23 pessoas. Mais seis já tinham sido presas anteriormente. Os investigados vão responder pelos crimes de estelionato qualificado, organização criminosa, peculato, crimes contra o sistema financeiro e lavagem de capitais.

As informações são da Agência Brasil.

Continuar Lendo

Brasil

Por celular e R$ 300, criança de 11 anos é morta com golpes de foice na BA

Suspeito do crime tem passagens pela polícia por furto e roubo e estava preso na Mata Escura, de onde saiu há três meses.

Redação PortalPE10

Publicado

Uma criança de apenas 11 anos foi morta com golpes de foice na cabeça, em um distrito de Feira de Santana, cidade a cerca de 100 Km de Salvador, na manhã dessa quarta-feira (21/10). O suspeito do crime, de 20 anos, é vizinho da vítima e está sendo procurado pela polícia.

Segundo o delegado Felipe Ghiraldelli, responsável pelas investigações, Kaíque Soares Queiroz foi morto durante um assalto na Fazenda Caldeirão, na localidade Água Grande, no distrito Maria Quitéria. O criminoso conseguiu levar um celular e uma carteira da criança com cerca de R$ 300.

Ainda conforme o delegado, pouco antes do assassinato, o garoto havia saído de casa com o objetivo de procurar algumas ovelhas que seriam de parentes dele. Ele estava no matagal com um aparelho celular e com a certeira, e não apareceu mais até ser achado morto.

A polícia informou ainda que o autor do crime saiu de casa no mesmo horário que o menino para capinar um terreno. Antes do corpo de Kaíque ser encontrado, ele teria chegado a ir em casa, com as roupas sujas de sangue e com R$ 300 além do celular da vítima, mas fugiu ao ser interrogado por familiares.

Ghiraldelli informou que o suspeito tem passagens pela polícia por furto e roubo e estava preso na Mata Escura, de onde saiu há três meses. “Ele já esteve preso duas vezes em Salvador. O irmão dele informou que ele já esteve no Presídio da Mata Escura”, ressaltou.

O corpo da criança foi encaminhado para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) da região. Não há informações sobre o enterro. A polícia faz rondas na localidade para achar o suspeito do crime. Até a publicação desta reportagem, ninguém havia sido preso.

  • BR-104 com Agências
Continuar Lendo

Brasil

Menina de 11 anos é vítima de estupro coletivo e família sofre ameaças de morte

Após os criminosos serem detidos, a família foi ameaçada e precisou deixar o lar onde viviam

Marcelo Passos

Publicado

IG: Uma criança foi vítima de um estupro coletivo cometido por três jovens em Belo Horizonte. Após o ato, a família da menina ainda teve que deixar às pressas a casa onde vivia, pois estava sendo ameaçada depois que os suspeitos foram detidos.
O crime aconteceu no último domingo (18), na Zona Norte de BH. Segundo as autoridades, a menina de 11 anos brincava com os amigos na rua e, em um determinado momento, eles foram embora e chegaram quatro adolescentes que ela conhecia.

Entretanto, esses meninos, com idades entre 12 e 13 anos, a pegaram com violência pelo braço e a arrastaram para um local mais isolado. A criança disse que tentou escapar diversas vezes, mas não conseguiu. Ao ser arrastada e ter sua roupa tirada à força, a menina foi vítima de um estupro coletivo.

De acordo com as investigações, um comerciante de 23 anos presenciou a cena e decidiu filmar o crime. No entanto, como foi indicado pela polícia, ele não tinha o intuito de denunciar, e sim de divulgar nas redes sociais. Dessa forma, o pai e a mãe da menina descobriram o que havia acontecido, foram até a casa dos responsáveis para tirar satisfação e acionaram a Polícia Militar.

Três dos rapazes envolvidos no crime foram apreendidos pela PM – o quarto se apresentou entre o fim de domingo e o início da madrugada de segunda. Eles disseram que a criança de 11 anos abordou o grupo e realizou os atos sexuais. Uma das mães dos suspeitos chegou a dizer às autoridades que conhecia a “fama” da garota de 11 anos.
O homem que filmou a cena também foi detido e levado à delegacia. Porém, após as detenções, a família da criança foi ameaçada. “Ou vocês se mudam daqui ou a gente volta e mata todos vocês”, teria dito um conhecido do grupo ao visitar a família. Então, precisaram abandonar o lar às pressas.

Chocados com toda a situação, os empregadores da mãe da vítima resolveram criar uma vaquinha online, com o intuito de quitar o aluguel do novo lar e equipar novamente a residência.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.