Nos siga nas redes sociais

Sem categoria

Aplicativos recompensam seus usuários mais fieis

Programas dão pontos, que podem ser trocados por produtos, ou dinheiro.

Avatar

Publicado

No mês que vem, chega ao mercado brasileiro o aplicativo Mova+. Ele vai monitorar a atividade física de seus usuários e dar-lhes, de acordo com a assiduidade de cada um, pontos que podem ser trocados por produtos em programas de fidelidade. Recompensar usuários fieis é um modelo que ganha força entre os apps para dispositivos móveis. Alguns oferecem dinheiro como forma de recompensa pela simples utilização, outros, em troca da participação em pesquisas de opinião.

O Mova+ é o primeiro aplicativo criado no Brasil para incentivar atividades físicas por meio de recompensa. Mais de 15.000 pessoas já se inscreveram no site oficial para ter acesso primeiro ao novo app. A lógica é a mesma adotada pelos programas de fidelidade de cartões de crédito — a diferença é que em vez de premiar os maiores consumidores, o programa beneficia quem se exercitar mais. A pontuação acumulada valerá prêmios que vão de liquidificadores a passagens aéreas. “Muita gente não faz exercícios porque o benefício só aparece depois de alguns meses. Nossa ideia é dar uma recompensa imediata para que as pessoas se sintam estimuladas a continuar”, diz Marco Gomes, fundador da empresa especializada em publicidade on-line Boo-Box e cofundador da startup Mova+.

O novo aplicativo não é o único a recompensar quem busca uma vida mais saudável. O Pact, desenvolvido por uma startup do Vale do Silício, nos Estados Unidos, está disponível no Brasil desde 2012. Porém, como sua interface ainda não foi traduzida para o português, ele reúne apenas 2.000 usuários no país. Nos Estados Unidos, são mais de 500.000 pessoas cadastradas. “Eu estabeleci uma meta de me exercitar três vezes por semana e tenho que pagar cinco dólares a cada atividade perdida. Esses pagamentos vão para um fundo, de onde tiramos o dinheiro para pagar as pessoas que alcançam suas metas”, diz Marissa Jean, gerente de marketing do Pact. As transações são feitas via PayPal. Quem cumpre as metas pode lucrar entre 30 centavos de dólar e 5 dólares por semana.

O modelo deu tão certo que, em janeiro de 2014, a empresa lançou um recurso que remunera o usuário que incluir mais frutas, legumes e verduras em seu cardápio. Os adeptos também estão sujeitos à multa se não atingirem a meta. “Após essa atualização do app, o número de pessoas que se comprometeram a pagar a multa caso não sigam a deita à risca aumentou 65%”, diz Marissa. Para não ter surpresas, o usuário pode definir o valor da multa que vai pagar e a quantidade de vegetais (ou atividades físicas) consideradas na meta.

Reprodução

No caso do Mova+, as recompensas não serão custeadas pela comunidade de usuários, mas por empresas que querem estimular a atividade física entre os funcionários, operadoras de planos de saúde e outras companhias que querem se associar ao conceito de qualidade de vida. “Queremos criar uma relação entre a marca que ofereceu aquela recompensa e o usuário. Ela vai oferecer algo tangível, que realmente faz diferença na vida dele”, diz Fernando Aquino, responsável pelo desenvolvimento do Mova+.

Outro aplicativo que tem um modelo de negócios parecido, apoiado em servir como intermediário entre marcas e consumidores, é o Kiip. Criado por três empreendedores do Vale do Silício, ele monitora as atividades do usuário em outros aplicativos. Quando alguém quebra um recorde em um game ou atinge um objetivo em um programa de treinamento físico, o Kiip oferece créditos para a aquisição de itens na loja de músicas da Amazon, descontos em caronas pelo serviço digital Uber ou uma assinatura gratuita do serviço de música Hulu.

“O objetivo do Kiip é permitir que as marcas façam parte dos momentos de realização das pessoas, oferecendo-lhes um prêmio”, disse Brian Wong, cofundador do Kiip. O programa já está instalado em mais de 75 milhões de dispositivos móveis em todo o mundo e vai chegar ao Brasil nos próximos meses. Até o momento, mais de 2 milhões de prêmios foram entregues por meio do app.

A eficiência da recompensa é objeto de estudo da psicologia econômica, área que investiga de que forma e em que medida fatores sociais, cognitivos e emocionais influenciam a tomada de decisões por indivíduos e também grupos. As principais conclusões das pesquisas ajudam a explicar o mecanismo. Em linhas gerais, o ser humano tem dificuldades em lidar com situações nas quais uma decisão e suas consequências estão separadas por um hiato relativamente longo de tempo. Tendemos a não agir se achamos que vamos demorar a desfrutar do produto dos nossos atos. A recompensa pode encerrar a inércia, como um empurrão, acenando com um pouco de prazer.

No livro Nudge, os acadêmicos da Universidade de Chicago Richard Thaler e Cass Sustein explicam esse comportamento econômico do ser humano de maneira simples: “A maioria das pessoas não precisa ser encorajada a comer mais um brownie, mas elas podem precisar de ajuda para se exercitar mais.” De fato, o prazer proveniente do doce é imediato; do exercício físico, demorado. A “ajuda” pode aparecer à nossa frente na forma de pontos a serem trocados por produtos, de pilhas de dinheiro ou até mesmo da aprovação para a fase seguinte de um game. “O ser humano sente prazer quando percebe que está avançando, que é capaz de alcançar um objetivo. Quando ganhamos pontos ou dinheiro, essa sensação aumenta ainda mais”, diz Vera Rita de Mello Ferreira, consultora de psicologia econômica e professora da Fundação Instituto de Pesquisas Contábeis, Atuariais e Financeiras (Fipecafi).

Os primeiros aplicativos que oferecem recompensas começaram a aparecer nos Estados Unidos em 2010. O pioneiro foi o ShopKick, que atualmente reúne 6 milhões de usuários. Ele dá descontos em compras quando um usuário visita uma loja e faz check-in por meio do aplicativo. “Recompensar o consumidor pelo fato de ele ter ido à sua loja é um tremendo incentivo aos potenciais clientes”, diz um porta-voz da empresa.

 

No Brasil, o PiniOn foi o primeiro aplicativo brasileiro a usar o modelo. Lançado em 2013, ele dá pequenas quantias em dinheiro para quem completa determinadas tarefas, em geral relacionadas a pesquisas de mercado. O app pode pedir, por exemplo, que usuário fotografe a gôndola de um produto no supermercado ou dê sua opinião sobre um novo brinquedo do parque de diversões do shopping mais próximo. “Já tivemos um usuário que sacou 675 reais de uma única vez pelas tarefas que realizou no app”, diz Ygor Lemos, diretor de tecnologia do PiniOn. Atualmente, mais de 60.000 brasileiros utilizam o aplicativo.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Mutação da Covid-19 fecha fronteiras e acende novo alerta às vésperas do Natal

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação/Getty Imagens)

O alerta veio do Reino Unido, que classificou como “fora de controle” uma variação do novo coronavírus, em uma cepa que indica ser muito mais contagiosa do que a que se disseminava até então no país.

O sinal amarelo provocou uma reação em cadeia, com diversos países anunciando restrições a viajantes oriundos do Reino Unido e de outras nações onde há indicativos ou casos confirmados dessa mutação da Covid-19.

Em solo britânico, o primeiro-ministro Boris Johnson fez um recuo brusco na reabertura do país e anunciou uma série de novas restrições, a fim de conter a disseminação do novo coronavírus.

O primeiro-ministro vinha indicando que iria no sentido contrário, flexibilizando as orientações com a proximidade das festas de final de ano. “Isso agora está se espalhando muito rápido”, alertou Johnson. “É com o coração muito pesado que digo que não podemos continuar com o Natal como planejado.”

Como quase tudo que diz respeito à pandemia, as decisões políticas estão tendo de ser tomadas com o carro andando, quando ainda não se sabe tudo a respeito dos desafios pela frente. Até agora, o panorama é de uma contaminação mais rápida, mas não mais mortal ou imune a uma vacina.

“Existe alguma evidência de que esta cepa pode ser mais infecciosa. Não há evidência de que seja mais mortal e não há evidência de que será mais resistente a uma vacina”, resumiu, em entrevista à analista da CNN Abby Philip, o médico Ashish Jha, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Brown.

Origem e disseminação
Em entrevista à rede britânica BBC nesse domingo (20), a líder técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou que os dados atuais indicam que a nova variante surgiu na Inglaterra, entre o sudeste do país e a capital, Londres.

Maria afirmou que casos de Covid-19 causados pela cepa mais contagiosa foram verificados na Dinamarca, na Holanda e na Austrália. No final do domingo, ao menos um caso já havia sido registrado também na Itália.

O final de semana se encerrou com crescentes anúncios de países impondo restrições de viagem a passageiros oriundos do Reino Unido.

A Holanda adotou uma das restrições mais longas, decidindo que voos oriundos do Reino Unido estarão impedidos de pousar no país até o final de 2020. O governo holandês afirmou que a cepa foi identificada em um paciente, diagnosticado no início de dezembro, e que está investigando se há outros casos.

Continuar Lendo

Sem categoria

Suspeitos de matar adolescente de 13 anos por causa de R$ 10,00 são presos em Caruaru

Os dois suspeitos foram levados para Delegacia de Polícia Civil de Bezerros onde prestam depoimento.

Redação PortalPE10

Publicado

Menina de 13 anos foi encontrada com ferimento no pescoço em Encruzilhada de São João.

Os suspeitos de matar uma adolescente de 13 anos em Encruzilhada de São João, em Bezerros, no Agreste de Pernambuco, foram presos nesta sexta-feira (18), em Caruaru. Segundo a Polícia Civil, um dos homens assumiu que teria matado a menina por causa de R$ 10.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima, que tinha envolvimento com droga, comprou maconha ao suspeito. A polícia está investigando se o outro homem teve participação no crime.

Os dois suspeitos foram levados para Delegacia de Polícia Civil de Bezerros onde prestam depoimento.

Continuar Lendo

Mata Sul

Em São Benedito do Sul, Paulo Câmara entrega restauração da APE-48 e anuncia obra de abastecimento de água

Governador inaugurou o novo acesso, totalmente requalificado, e anunciou obra hídrica que vai eliminar o rodízio de abastecimento no município.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Douglas Fagner/SEI)

SÃO BENEDITO DO SUL – O governador Paulo Câmara esteve, na manhã desta quinta-feira (17.12), neste município da Mata Sul de Pernambuco, onde inaugurou a total restauração da APE-48, com o novo acesso à cidade, e anunciou o projeto de construção da barragem de nível no Riacho Bom Destino, além de uma estação elevatória de água bruta. A ação na rodovia, que contempla um trecho de 3 km de extensão, faz parte do programa Caminhos de Pernambuco, e teve um investimento de cerca de R$ 1 milhão.

“Estamos inaugurando o novo acesso da APE-48. São três quilômetros totalmente recuperados, um pleito da prefeitura. Agora, a gente vai iniciar uma nova etapa de uma obra que também é fundamental, que vai acabar com qualquer tipo de rodízio no abastecimento de água aqui em São Benedito do Sul. Vai haver a licitação e a gente quer, no máximo em março, iniciar a obra, para que no segundo semestre São Benedito já esteja totalmente livre de rodízio. É mais uma obra importante que vai se juntar a tantas outras que temos feito em parceria com o município”, afirmou Paulo Câmara.

Foram realizados na rodovia serviços de limpeza dos dispositivos de drenagem e recapeamento da pista, além da sinalização vertical e horizontal, incluindo tachas luminosas para garantir a segurança na trafegabilidade no período noturno. As obras foram executadas de setembro a novembro deste ano.

A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, destacou o potencial turístico de São Benedito do Sul e afirmou que novo acesso totalmente requalificado vai melhorar ainda mais essa vocação. “Esse investimento de R$ 1 milhão, em que três quilômetros foram totalmente reconstruídos, além da sinalização feita, vai melhorar a vida dos moradores e de quem passa por aqui. O governador também autorizou novos investimentos para retirar o município do rodízio de abastecimento de água. Essa obra vai ser iniciada no primeiro semestre de 2021 e vai ser concluída no segundo semestre”, ressaltou.

O caminhoneiro Alexandro Campos da Silva, de 45 anos, faz o trajeto pela via todos os dias. Para ele, depois da restauração, a estrada ficou bem melhor. “Agora melhorou nosso tempo de viagem, porque tem menos buraco para desviar. Além disso, também melhorou a iluminação e sinalização, então temos mais segurança no caminho”, avaliou.

MAIS ÁGUA – O projeto de construção da barragem de nível no Riacho Bom Destino, anunciado pelo governador, inclui ainda uma estação elevatória de água bruta, com vazão de 19 litros por segundo, a reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA) e a instalação de um macromedidor para controle da vazão de água na ETA. Na prática, será possível eliminar totalmente o rodízio da cidade e as pessoas vão receber água todos os dias, 24 horas por dia. A obra, que terá um investimento de R$ 315 mil, beneficiará cerca de 14 mil habitantes.

O diretor Regional do Interior da Compesa, Mário Heitor, explicou que a captação que era feita no riacho Água Fria sofria um problema de intermitência ao longo do ano. “O rio secava e a gente parava o abastecimento da cidade, que hoje fica 24 horas sem água. Com essa captação agora, no riacho Bom Destino, a gente vai conseguir ter uma continuidade no abastecimento da cidade e beneficiará toda a população de São Benedito do Sul”, disse o gestor, complementando que a obra terá duração de quatro meses, após a licitação.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.