Nos siga nas redes sociais

Política

Apoiadores de Lula se concentram em frente à PF em Curitiba; veja fotos

Com palavras de ordem, os apoiadores de Lula formam um cordão humano em frente ao portão do prédio.

Avatar

Publicado


Foto: Mauro Pimentel / AFP
Apoiadores do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva começam a chegar ao prédio da Superintendência da Polícia Federal em Curitiba. Cerca de 30 pessoas se concentram em frente ao local onde Lula deve ficar preso. Com palavras de ordem, os manifestantes formam um cordão humano em frente ao portão do prédio e afirmam que vão ficar no espaço em vigília e em apoio ao petista.

Segundo Nelson Silva de Souza, da Força Sindical no Paraná, a prisão de Lula é injusta. “Nós vamos ficar aqui. O processo na Justiça não terminou. Em seis meses julgaram todo o processo do Lula e de outros, não. Então é uma perseguição política. Deixa o Lula ir para as urnas.” Chegou a ocorrer uma discussão entre dois manifestantes contrários ao ex-presidente e o grupo favorável. Mas os manifestantes contrários se afastaram do local.

Nessa sexta-feira (6), também em frente ao prédio, cerca de 50 pessoas se reuniram para protestar contra Lula pedindo a prisão dele. Com bandeiras do Brasil e com roupas nas cores verde e amarelo, comemoravam a decisão do juiz federal Sérgio Moro que determinou a prisão do ex-presidente.

Entenda o caso:

Lula e a ex-primeira-dama Marisa Letícia foram denunciados pelo Ministério Público Federal, por serem supostamente os verdadeiros donos de um triplex no Guarujá. De acordo com a denúncia, as reformas feitas no imóvel pela construtora OAS eram parte de pagamento de propina da empreiteira, que teria sido favorecida em contratos com a Petrobras. O imóvel teria sido reservado para o ex-presidente, mesmo sem ter havido transferência formal, o que configura tentativa de ocultar o patrimônio (ou lavagem de dinheiro). O valor dos recursos citados chegaria a R$ 2,2 milhões.

Triplex do Guarujá: Justiça diz que Lula e Marisa eram donos; defesa nega

Em 12 de julho de 2017, o juiz de primeira instância Sérgio Moro,  da 13ª Vara Federal de Curitiba, condenou Lula a nove anos e seis meses de prisão. A defesa apelou ao Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) – em Porto Alegre, segunda instância da Justiça – , mas Lula foi condenado novamente, no dia 24 de janeiro de 2018, e teve a pena aumentada para 12 anos e 1 mês de reclusão. 

No dia 4 de abril, com o placar final de 6 a 5, os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) negaram o pedido de habeas corpus solicitado pela defesa de Lula na tentava de impedir a execução provisória da pena imposta a partir da confirmação de sua condenação pelo Tribunal Regional Federal da 4ª Região. 

Os advogados do ex-presidente sempre negaram as acusações, sustentaram que o julgamento foi político e que houve cerceamento da defesa. No dia seguinte (5 de abril), o juiz Sérgio Moro recebeu um ofício do Tribunal Regional Federal da 4ª Região informando que já não havia obstáculos legais para o início do cumprimento da pena do petista e emitiu a ordem de prisão em seguida.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Prefeito eleito em Goiânia está intubado com Covid e ainda não sabe da vitória

Neste domingo, o seu vice Rogério Cruz (Republicanos) foi votar acompanhado da esposa e do filho de Maguito.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

O candidato Maguito Vilela (MDB) foi eleito prefeito de Goiânia (GO) neste domingo (29). Maguito, que levou 52,60% dos votos válidos, derrotou o adversário, Vanderlan Cardoso (PSD), que conquistou 47,40% do eleitorado da capital goina. Foram 277.497 votos no total.

Aos 71 anos, o prefeito eleito ainda não sabe o resultado das eleições, pois, há mais de um mês, está internado em tratamento da Covid-19. Ele está sedado e entubado na UTI do Hospital Albert Einstein São Paulo.

Neste domingo, o seu vice Rogério Cruz (Republicanos) foi votar acompanhado da esposa e do filho de Maguito.

“Acabei de votar. Eu estava em São Paulo com Maguito, mas como ele vem melhorando, meu coração pediu para eu vir aqui votar e agradecer as orações”, disse Flávia, em vídeo publicado nas redes sociais.”Eu sei que Maguito, quando voltar, vai retribuir carinho trabalhando por Goiânia, lutando por Goiânia como está lutando pela vida dele”, acrescentou.

*Com informações Diário de Pernambuco.

Continuar Lendo

Política

PT não elege prefeito em capitais pela primeira vez desde 1985

A primeira vitória do PT em uma capital, na história, foi em Fortaleza (CE), com Maria Luiza Fontenele, em 1985.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Pela primeira vez na sua história, o PT não terá prefeito em nenhuma das capitais. Com a derrota de Marília Arraes no Recife e João Coser em Vitória neste domingo, o Partido dos Trabalhadores termina as eleições 2020 sem comandar, desde 1985, uma capital do país.

A primeira vitória do PT em uma capital, na história, foi em Fortaleza (CE), com Maria Luiza Fontenele, em 1985. De lá até as eleições de 2016, sempre teve representantes nos poderes municipais – aquele ano havia sido o pior pleito do PT na conquista de prefeituras.

A sigla do ex-presidente Lula passa por uma crise desde a Operação Lava Jato e o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, em 2016.

Em Vitória, Coser foi derrotado pelo bolsonarista Lorenzo Pazolini (Republicanos) por 58,50% a 41,40%. Já Marília perdeu para o primo João Campos, que pertence ao PSB, outro partido identificado com a esquerda. Campos teve 56,01% dos votos, contra 43,99% da petista. O PT fez uma força-tarefa para eleger Marília, com participação direta do ex-presidente Lula na campanha, enquanto Campos obteve apoio de partidos de centro-direita no segundo turno.

*Com informações Sobral Online.

Continuar Lendo

Pernambuco

Presidente de seção eleitoral morre após passar mal no Recife

Segundo o Tribunal Regional Eleitoral, mulher foi socorrida, mas não resistiu. Filha dela trabalhava como mesária na mesma escola.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/TV Globo)

Uma mesária que trabalhava como presidente de seção eleitoral morreu no domingo (29), dia de segundo turno das eleições municipais, no Recife. A informação foi divulgada pelo Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) nesta segunda-feira (30), que apontou que passou mal logo no começo dos trabalhos.

O caso aconteceu por volta das 7h em uma seção localizada na Escola Pintor Lauro Vilares, no bairro do Bongi, na Zona Oeste da cidade. Ainda de acordo com o TRE, agentes da Polícia Militar que estavam no local fizeram o socorro de Ana Cláudia de Souza.

De acordo com o diretor do TRE, Orson Lemos, a filha da presidente de seção também trabalhava como mesária no mesmo colégio, mas em outra seção eleitoral. “A filha dela era secretária da seção ao lado, a mãe era presidente da seção. Então, a filha foi liberada e substituímos elas depois”, declarou.

Lemos afirmou que o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado, mas a mulher acabou sendo socorrida por um carro particular até a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do bairro do Torrões, na Zona Oeste da cidade, onde faleceu.

*As informações são do G1

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.