Nos siga nas redes sociais

Mundo

Assista: Após ser roubada, idosa persegue e derruba ladrão com ‘golpe ninja’

“Não sei o que deu em mim naquele momento”, afirmou a vítima em entrevista ao site, ressaltando que não deixaria ninguém atrapalhar ou arruinar sua festa de aniversário.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Na última sexta-feira (19), câmeras de segurança próximas a um restaurante na cidade de Gold Coast, na Austrália, registraram as cenas de uma briga inusitada. Após ter sua bolsa furtada, uma idosa correu atrás do assaltante e conseguiu recuperar seus pertences após usar um “golpe ninja” para derrubar o suspeito.

De acordo com o site 7 News, a vítima estava comemorando seu aniversário na Taverna Pimpana quando percebeu que um homem estava roubando sua bolsa. Sem pensar duas vezes, ela tirou os sapatos e iniciou uma curta perseguição, que terminou poucos metros depois da porta do estabelecimento.

As imagens gravadas mostram a dupla já do lado de fora e a mulher atingindo o suspeito diversas vezes. Quando ele tenta fugir em direção ao estacionamento, ela corre atrás dele e consegue derrubá-lo no chão.

Por alguns segundos, a luta pela bolsa segue com os dois já deitados, até que o homem desiste e corre em direção a um veículo estacionado. Vencedora, a idosa ainda tem tempo de atirar um dos chinelos do suspeito, que havia caído durante o embate.

“Não sei o que deu em mim naquele momento”, afirmou a vítima em entrevista ao site, ressaltando que não deixaria ninguém atrapalhar ou arruinar sua festa de aniversário.

Após a celebração, ela foi encaminhada para um hospital da região, onde tratou os leves ferimentos adquiridos durante a briga.

Segundo o site 7 News, o suspeito foi encontrado pela polícia de Queensland poucas horas depois. Ele foi levado a delegacia, onde foi acusado de furto.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Austrália registra primeira morte por Covid-19 de 2021

A vítima é um idoso, que havia voltado de viagem das Filipinas.

Redação PortalPE10

Publicado

Homem caminha em rua vazia de Brisbane, na Austrália, após lockdown (AAP Image/Darren England via Reuters)

A Austrália registrou nesta terça-feira (13) a primeira morte provocada pela Covid-19 de 2021. O óbito de um homem de 80 anos foi registrado no estado australiano de Queensland. A última vítima fatal da doença havia sido registrada no dia 28 de dezembro no país. As informações são do NE10.

De acordo com a chefe do Escritório Médico de Queensland, Jeanette Young, o idoso havia voltado recentemente de uma viagem às Filipinas e recebeu o diagnóstico da doença no dia 25 de março. Ele cumpriu quarentena obrigatória, que é determinada para todas as pessoas, australianas ou não, que chegam de viagem de outros países.

O homem chegou a ser atendido em um hospital, mas não resistiu e morreu. Recentemente, a maior cidade de Queensland, Brisbane, e parte do estado entraram em lockdown depois que o governo identificou um grupo de casos em pessoas que já estava cumprindo a quarentena.

Não há registro de transmissão comunitária do vírus na região e as medidas de combate ao coronavírus em Queensland serão totalmente retiradas na próxima quinta-feira (15). Medidas de prevenção, como máscaras de proteção, por exemplo, não serão mais obrigatórias em locais públicos.

Continuar Lendo

Cotidiano

Família quebra porta de hospital e arrasta maca com corpo de morto por Covid-19 até cemitério

Familiares não concordaram com os protocolos de sepultamento para evitar contaminação pelo coronavírus.

Redação PortalPE10

Publicado

Família arrastou a maca com cadáver até o cemitério. (Reprodução)

Uma família quebrou as portas de um hospital, retirou o corpo de um parente morto por Covid-19 e arrastou a maca com o cadáver pelas ruas até o cemitério. O caso aconteceu na última quinta-feira (8), no município de Fundación, em Magdalena, na Colômbia. As informações são do NE10 Interior.

Segundo o site colombiano de notícias RCN, os familiares de Ramón Eliecer Quintero, de 59 anos, não concordaram com o diagnóstico médico e com os protocolos de sepultamento – que são restritos devido ao risco de contaminação pelo novo coronavírus. Eles decidiram levar o corpo do falecido embora, sem a permissão do hospital.

O corpo foi levado de maca por familiares ao longo de sete quarteirões até o cemitério, conforme mostram as imagens que repercutem nas redes sociais.

“Peço desculpas ao município, não somos vândalos, mas como pobres temos que agir assim para que eles nos escutem”, disse Rosa Katherine Quintero, a filha mais velha, ao jornal “El Heraldo”. Em nota, o Hospital San Rafael repudiou o episódio.

Continuar Lendo

Cotidiano

Candidato a deputado simula o próprio enterro em campanha

Carlos Mayorga lançou candidatura simulando seu próprio funeral. Político quer representar região da fronteira com os Estados Unidos marcada pela violência.

Redação PortalPE10

Publicado

De dentro de caixão, candidato a deputado mexicano Carlos Mayorga participa de evento de campanha em Ciudad Juarez na terça-feira (6) — (Foto: Jose Luis Gonzalez/Reuters)

Um candidato a deputado no México lançou sua candidatura com um funeral: Carlos Mayorga simulou que ele mesmo estava dentro de um caixão, cortejado rumo ao enterro, em uma ponte que liga o território mexicano aos Estados Unidos. As informações são da Agência Reuters

“Se eu não cumprir com minhas promessas, que me enterrem vivo”, diz Mayorga, no slogan de campanha.

As eleições estão marcadas para 6 de junho, quando o México elegerá 500 congressistas, 15 governadores e mais de 20 mil pessoas em cargos eletivos locais.

O político é candidato a deputado federal em um distrito no norte do país que inclui Ciudad Juarez. A localidade, dividida pelo Rio Grande da texana El Paso, nos EUA, está entre as mais violentas do México.

Além disso, a região — assim como todo o México — sofre com a pandemia do coronavírus: mais de 205 mil pessoas morreram de Covid-19 desde o início da pandemia, uma das mais altas taxas no mundo inteiro.

“Somos mortos pela indiferença em face da situação violenta e pandêmica que temos experimentado. Pelo silêncio dos corruptos, dos políticos mentirosos que mantêm uma nação inteira morta. Mas essa situação termina em 6 de junho”, afirma Mayorga.

“O México vai voltar à vida. Ciudad Juarez, a mais violenta cidade do México, vai ressuscitar, graças ao voto popular”, prometeu.

A violência também é preocupante para os candidatos: segundo a consultoria Etelleket, 126 políticos e candidatos foram assassinados entre setembro de 2020 e março de 2021.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.