Nos siga nas redes sociais

Esportes

Barrichello revela retirada de tumor benigno após Corrida de Duplas

O princípio de AVC pelo qual Rubens Barrichello passou no começo de 2018 tem emocionado o piloto

Avatar

Publicado

O princípio de AVC pelo qual Rubens Barrichello passou no começo de 2018 tem emocionado o piloto. Sempre que questionado sobre, ele se emociona e cita que está aproveitando ao máximo cada detalhe da vida, nesta ‘nova chance’ que ganhou – como quando fez a pole da etapa de Curitiba da Stock Car, por exemplo, e falou em poder “acordar e agradecer”.

Mas a história completa do caso ainda não havia sido contada ao público. Em entrevista ao ‘conversa com Bial’, programa da ‘TV Globo’, Barrichello revelou que, além do princípio de AVC, ele também passou por cirurgia para retirada de um tumor em seu pescoço neste ano.

O piloto contou que o tumor, benigno, foi descoberto em exames feitos após a Corrida de Duplas em Interlagos, no começo de março, abertura da temporada da Stock Car.

“Depois de todo o acontecido, eu fui fazer um monte de exames para saber. Miunha familia queria saber como eu estava. Fui fazer um exame e acharam um tumorzinho aqui (apontou para o pescoço). Abriu e tirou”, contou, enquanto mostrava a cicatriz no local.

“Eu tirei rapidinho porque, é benigno, mas precisava-se tirar porque ele cresce”, seguiu. E ainda brincou com a situação: “Como eu não quero incômodo no meu carro…”

Barrichello também deu mais detalhes de como descobriu que passava por um princípio de AVC: “Era um dia em que eu acordei cedinho, ia levar meu filho Eduardo para assistir as 24 Horas de Datona. Acordei cedinho, estava tomando um banho, saí do banho e, de repente,a dor que eu senti na cabeça foi algo assim… A gente fala, de zero a 10, eu menciono bastante isso para o pessoal entender. De zero a 10, se você tem dor de cabeça, é aquela dorzinha, um, de repente, se o cara tem um ‘migrane’ (enxaqueca) mesmo, ele tem dois…”

“Mas a dor era para quebrar mesmo. Era um oito ou nove”, completou.

Ele, então, percebeu que havia algo errado e deitou no chão, evitando acordar a família. Acabou desistindo dessa situação e foi ao médico após começar a passar mal. E descobriu outra situação; uma veia havia estourado e, no caminho para o médico, acabou se regenerando.

“Com o próprio sangue, em duas horas e meia”, contou. E, assim como fez ao GRANDE PRÊMIO, contou que ouviu dos médicos que apenas 14% das pessoas que passam por isso saem, como ele, vivas e sem sequelas.
Barrichello citou com carinho a Corrida de Duplas, lembrando que ela ocorreu pouco mais de um mês após o episódio. Na ocasião, falou com exclusividade ao GRANDE PRÊMIO sobre o caso, emocionado, e ouviu de Filipe Albuquerque, seu parceiro na segunda colocação da prova, que tem “sete vidas” e o “privilégio de levá-las na pista”.

Ele ainda contou o quão “grandioso” foi poder correr em Interlagos e o medo que teve em não participar da etapa. “Eu voltei do hospital mais rápido, mais forte e mais choroso, pode ter certeza absoluta”, disse então.

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Título do Brasileirão rende ao Flamengo premiação de R$ 33 milhões

Redação PortalPE10

Publicado

O sucesso no Brasileiro foi a única meta batida pelo time na previsão de orçamento para temporada 2020, que previa a chegada na final da Copa do Brasil e ao menos na semifinal da Libertadores. No caso do Brasileiro, a projeção era de terminar pelo menos em segundo.

Para a temporada 2021, otimismo segue, e a previsão é de, por exemplo, chegar ao menos na semifinal da Libertadores. A estimativa é de alcançar uma receita de até R$ 953 milhões.

Veja a lista de prêmios em dinheiro e leia as observações no fim:

  • Flamengo: R$ 33 milhões
  • Internacional: R$ 31,3 milhões
  • Atlético-MG: R$ 29,7 milhões
  • São Paulo: R$ 28 milhões
  • Fluminense: R$ 26,4 milhões
  • Grêmio: R$ 24,7 milhões
  • Palmeiras: R$ 23,1 milhões
  • Santos: R$ 21,4 milhões
  • Athletico-PR: R$ 19,8 milhões
  • Bragantino: R$ 18,1 milhões
  • Corinthians: R$ 14,2 milhões
  • Ceará: R$ 13,2 milhões
  • Atlético-GO: R$ 12,2 milhões
  • Bahia: R$ 11,9 milhões
  • Sport: R$ 11,5 milhões
  • Fortaleza: R$ 11,2 milhões

OBS: Os valores-base são referentes a 2019, sem correção. As equipes rebaixadas não recebem valor algum. E os times que assinaram com a Turner na TV fechada (Inter, Palmeiras, Santos, Athletico-PR, Ceará, Bahia e Fortaleza) podem apresentar pequena variação.

Continuar Lendo

Esportes

Sport perde para Galo na Ilha, mas segue na Série A

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

Sport e Atlético-MG entraram em campo com objetivos claros. Até porque o resultado tem impacto na a permanência do Leão na Série A, nas vagas da Sul-Americana e da Libertadores. Dessa vez, o Galo terminou vencendo por 3 a 2, mas ambas as equipes cumpriram metas em um duelo marcado por confusão e gol decisivo no apagar do luzes. O time mineiro abriu o placar com Jair e viu o rival empatar com Dalberto. No segundo tempo, ampliou com Thyere (contra), viu o Leão empatar de novo – de pênalti, com Thiago Neves -, mas garantiu a vitória com um gol de Marrony no fim.

O Sport segue na 14ª posição, com 42 pontos, e apesar da derrota, está garantindo na Série A 2021. Isso porque o Vasco, que tem 38 pontos e abre o Z-4, empatou com o Corinthians. O Atlético-MG, por sua vez, saltou para 65 pontos e está agora na 3ª posição.

No Brasileirão, o Sport visita o Athletico na Arena da Baixada, enquanto o Atlético-MG recebe o Palmeiras no Mineirão. Ambas as partidas acontecem na quinta-feira, às 21h30, pela despedida do campeonato.

Antes disso, o Rubro-negro estreia no Pernambucano contra o Vera Cruz, às 19h da quarta-feira.

Continuar Lendo

Esportes

Internada em dezembro, mãe de Ronaldinho morre aos 71 anos de Covid-19

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Ronaldinho Gaúcho e sua mãe Miguelina de Assis — Foto: Pedro Souza / Atlético

Morreu na noite deste sábado em Porto Alegre Miguelina Elói Assis dos Santos, mãe do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho. Dona Miguelina, como era conhecida, tinha 71 anos e estava internada desde dezembro do ano passado após complicações decorrentes de um quadro de Covid-19.

A informação foi publicada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo ge com pessoas ligadas ao estafe de Ronaldinho. Sobrinho de Ronaldinho e filho de Assis, Diego Assis também confirmou que a avó “foi descansar”.

Em dezembro passado, Ronaldinho usou os seus perfis nas redes sociais para pedir orações para a mãe. Ela havia sido internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, após contrair coronavírus.

– Queridos amigos, minha mãe está com Covid e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe – escreveu o ex-jogador.

O Hospital Mãe de Deus não divulga informações sobre pacientes.

Em nota oficial, o Atlético-MG se solidarizou com Ronaldinho e declarou que o clube está em luto pela morte de Dona Miguelina. O meia foi campeão da Libertadores e é ídolo do Galo.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.