Nos siga nas redes sociais

Brasil

Campanha das eleições municipais começa neste domingo

Os candidatos estarão liberados, por exemplo, a pedir votos e divulgar propostas nas ruas, na internet e na imprensa escrita.

Marcelo Passos

Publicado

Urna Eletrônica— Foto: Nelson Jr./TSE

A partir deste domingo (27) as Eleições Municipais 2020 entram em uma nova etapa, com o início da campanha aos cargos de prefeito, vice-prefeito e vereador. Os candidatos estarão liberados, por exemplo, a pedir votos e divulgar propostas nas ruas, na internet e na imprensa escrita. Já a propaganda gratuita em rádio e televisão do primeiro turno – marcado para 15 de novembro – será veiculada de 9 de outubro a 12 de novembro.

No ambiente virtual, em plena pandemia do novo coronavírus, quando a Internet ganha cada vez mais importância, a publicidade eleitoral poderá ser feita nos sites dos partidos e dos candidatos, em blogs, postagens em redes sociais e aplicativos de mensagens, como WhatsApp e Telegram. Já os impulsionamentos de publicações feitas por terceiros, o disparo em massa de mensagens e a propaganda em sites de quaisquer empresas, organizações sociais e órgãos públicos, estão proibidos.

Outra conduta proibida, na mira da Justiça Eleitoral, são os conteúdos enganosos ou descaracterizados, utilizados pelos candidatos. Nesses casos, eles serão responsabilizados por publicações desse tipo.

Nas ruas, ficam permitidas bandeiras móveis entre 6h e 22h, desde que não atrapalhem o trânsito de veículos e pedestres. Os carros de som só serão permitidos em carreatas, passeatas ou durante comícios e reuniões. Os candidatos também podem colocar em mesas materiais impressos de campanha.

Para receber denúncias de cidadãos, além do registro em cartórios eleitorais e no Ministério Público Eleitoral, o aplicativo Pardal, específico para informar irregularidades de campanhas também estará disponível. Todas as denúncias precisam identificar o cidadão denunciante.

Brasil

Coronavírus Reino Unido anuncia novo lockdown até início de dezembro

De acordo com o governo, nova onda de contaminações pode ser duas vezes pior que a primeira.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Neste sábado (31), o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson, anunciou as novas medidas de lockdown para o Reino Unido. Para conter o acelerado avanço da segunda onda de contaminações pelo novo coronavírus no país, as novas regras de confinamento passam a valer a partir da meia-noite de quinta-feira (5) até dia 2 de dezembro.

Boris Johnson afirmou que o crescimento no número diário de novos casos de Covid-19 é maior do que o pior cenário previsto e que, sem uma ação imediata, há risco de sobrecarga total do sistema de saúde britânico e que o número de mortes pode ser superior a mil por dia.

O conselheiro para assuntos científicos do Reino Unido, Patrick Vallance, disse que a quantidade de mortes durante a onda do coronavírus no inverno pode ser duas vezes maior que a primeira onda, na primavera.
Neste sábado, o Reino Unido se tornou o nono país a ultrapassar a marca de 1 milhão de casos de Covid-19. São mais de 20 mil novos casos diários, em média.

Continuar Lendo

Brasil

Eleições 2020: candidatos agora só podem ser presos em flagrante

Ainda pelo calendário eleitoral, hoje também é o último dia para a requisição de funcionários e instalações destinadas aos serviços de transporte de eleitores no primeiro e eventual segundo turnos de votação.

Marcelo Passos

Publicado

(Foto: Montagem/PortalPE10)

(Foto: Montagem/PortalPE10)

A partir deste sábado (31), nenhum candidato às eleições 2020 pode ser preso ou detido, a não ser em casos de flagrante.

Segundo o Código Eleitoral, a imunidade para os concorrentes começa a valer 15 dias antes da eleição. Já eleitores não poderão ser presos cinco dias antes das eleições, ou seja, a partir do dia 10, exceto em flagrante delito; em virtude de sentença criminal condenatória por crime inafiançável; e por desrespeito a salvo-conduto.

A regra para ambos os casos vale até 48 horas antes depois do término do primeiro turno.

Ainda pelo calendário eleitoral, hoje também é o último dia para a requisição de funcionários e instalações destinadas aos serviços de transporte de eleitores no primeiro e eventual segundo turnos de votação.

Este ano por causa da pandemia do novo coronavírus uma emenda constitucional, aprovada pelo Congresso Nacional, adiou as eleições de outubro para 15 e 29 de novembro, o primeiro e o segundo turno, respectivamente.

*Com informações Agência Brasil

Continuar Lendo

Brasil

Grávida de 4 meses e homem encontrados mortos em carro foram amarrados e queimados vivos, diz delegado

De acordo com a Polícia Civil, o jovem de 19 e a mulher de 36 anos assumiram que participaram do duplo homicídio durante interrogatório.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

 


A grávida e o homem encontrados carbonizados dentro de um carro, em Coroados (SP), foram amarrados e queimados vivos. Os dois eram amigos e, segundo a polícia, a mulher estava grávida de um dos suspeitos do crime. As informações são do delegado responsável pela investigação, Paulo de Tarso.

O crime aconteceu no dia 17 de outubro na estrada da Caximba, zona rural da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas foram identificadas como Ellen Priscila Ferreira da Silva, de 24 anos, e Ely Carlos dos Santos, de 39 anos.

Quatro suspeitos foram presos na manhã desta quinta-feira (29). Três homens, com idades de 38, 35 e 19 anos, e uma mulher, de 36, já foram interrogados.

Segundo Paulo de Tarso, delegado de Birigui e responsável pelo expediente de Coroados, os suspeitos jogaram gasolina nas vítimas e atearam fogo.

“Tenho quase 30 anos de profissão. Ou seja, já vi muitos crimes violentos, mas esse me chamou a atenção, pois realmente pegaram muito pesado”, afirmou.
Corpos encontrados carbonizados

Como o homem e a mulher foram encontrados carbonizados, a perícia técnica colheu material genético para que um laboratório especializado analisasse as amostras. Os resultados dos exames de DNA ainda não têm prazo para sair.

Apesar disso, familiares da grávida encontrada morta reconheceram características do carro.

“Sabemos que as vítimas são Ellen Priscila Ferreira da Silva, de 24 [anos], e Ely Carlos dos Santos de 39 anos. Estamos aguardando o resultado do exame para termos certeza absoluta”, disse o delegado.

Suspeitos interrogados

De acordo com a Polícia Civil, o jovem de 19 e a mulher de 36 anos assumiram que participaram do duplo homicídio durante interrogatório.

“A Ellen estava grávida do homem que a matou. Ele é casado, mas mantinha um relacionamento com a Ellen. A mulher do suspeito também estava grávida. Os dois queriam que a Ellen tirasse a criança, mas ela não aceitou”, afirmou o delegado.

Segundo Paulo de Tarso, a polícia trabalha com três linhas de investigação. A primeira é sobre Ellen ter sido testemunha em um caso de tentativa de homicídio cometido pelo suspeito. Além disso, ela possuía uma suposta dívida de drogas. Ely também devia dinheiro para um traficante, de acordo a polícia.

“Nós trabalhamos com três linhas de investigação. Dívidas de droga, crime passional e o fato de a Ellen ter delatado um outro crime que o homem cometeu”, afirmou.

“Até o momento, nós não temos certeza de como as vítimas foram abordadas. Sabemos o que aconteceu depois que eles estavam amarrados no carro. Estamos tentando comprovar que o homem e a mulher, que são casados, se juntaram com os outros dois suspeitos para cometer o crime”, completou o delegado.

Todos os suspeitos presos permanecem à disposição da Justiça para mais esclarecimentos. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.