Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Cirurgia que pode recuperar movimentos em paraplégicos chega ao Brasil

O procedimento, realizado anteriormente apenas na Suíça, Áustria, Alemanha e França, foi aplicado com sucesso

Avatar

Publicado

Uma nova opção para tratamento de lesões medulares chega ao Brasil. Médicos da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp) e do Hospital São Paulo (HSP) divulgaram nesta quarta-feira uma técnica que combina conhecimentos da ginecologia e da neurologia para ajudar pacientes paraplégicos e tetraplégicos a recuperar movimentos e funções corporais, como o controle da bexiga. Chamado Implante Laparoscópico de Neuroestimulador (Lion, na sigla em inglês), o método havia sido realizado apenas em quatro países (Suíça, Áustria, Alemanha e França) e foi testado em quatro brasileiros.

A neuroestimulação é um método conhecido por ajudar pacientes a recuperar movimentos, por meio de eletrodos implantados em sua medula. Desta vez, os cientistas colocaram os eletrodos nos nervos femorais (que controlam o músculo da coxa), ciáticos (pés e quadril) e pudendo (responsável pelo controle da urina e das fezes). Para atingir esses nervos, localizados em uma região mais interna do abdômen, foi feita uma laparoscopia, cirurgia minimamente invasiva muito utilizada na ginecologia. Além dos eletrodos, um neuroestimulador foi implantado no paciente, por baixo na pele, na região próxima ao umbigo.

Depois da operação, um controle remoto é usado para manipular a emissão de estímulos elétricos, escolher quais nervos e em qual intensidade. Além disso, o tratamento envolve um processo intenso de reabilitação motora. De acordo com a fisioterapeuta Salete Conde, são necessárias dez horas semanais de exercícios para ganho de massa muscular e coordenação. “A fisioterapia é que ajudará o paciente a reaprender os movimentos perdidos com a lesão”, explica.

Caso de sucesso — O estudante de medicina Francisco Moreira, de 25 anos, sofreu uma lesão na quinta vértebra (na região do pescoço) em 2009, praticando snowboard. A lesão foi considerada de grau B, quando o paciente tem alguma sensibilidade abaixo do nível da lesão, sem função muscular. Hoje, cinco meses após a cirurgia, Francisco consegue elevar os braços acima da cabeça, ficar de pé, deslocar o quadril para a lateral e mover os pés.

Francisco Moreira, de 25 anos, ganhou mobilidade em pernas, braços e pés

Nas sessões de fisioterapia, ele caminha dentro de uma piscina e, na semana passada, deu seu primeiro passo fora d’água. Além disso, a capacidade de sua bexiga dobrou, permitindo que ele possa ficar mais tempo sem uma sonda para coletar a urina – o que foi, segundo ele, um dos maiores ganhos em qualidade de vida gerados pelo tratamento. “Eu faria a cirurgia novamente mesmo se fosse só por isso”, afirma. Francisco também passou a ter mais sensibilidade na sola do pé e nas pernas.

Custos — Nucelio Lemos, ginecologista que trouxe a técnica para o Brasil e realizou a cirurgia, estima que cerca de 100 pessoas no mundo foram submetidas a esse tratamento até hoje. O procedimento é caro: custa por volta de 300.000 reais, sendo metade consumida pelo aparelho implantado. Além disso, as sessões de fisioterapia consomem aproximadamente 5.000 reais por mês, e a cada dez anos são gastos mais 100.000 reais para trocar a bateria do aparelho. Desde janeiro deste ano, o método entrou para a lista de cobertura obrigatória da Agência Nacional de Saúde Suplementar, o que significa que os planos de saúde precisam cobrir as despesas.

 

A técnica pode ser aplicada em paraplégicos ou tetraplégicos, com a condição de que os nervos estimulados estejam intactos. Pessoas com lesão incompleta e mais baixas, salientam os médicos, são os maiores beneficiados. Os quatro pacientes que passaram pelo procedimento no Brasil recuperaram algumas funções e até movimentos, mesmo uma pessoa acidentada onze anos antes. “Quanto menos tempo se passa entre a lesão e o implante, maior o ganho do paciente”, afirma Lemos. A razão disso é que, em casos mais recentes, o estímulo elétrico provoca neuroplasticidade, a capacidade do sistema nervoso de se reeducar para realizar as funções prejudicadas pela lesão. Lemos conta que, na Suíça, onde a técnica foi criada, um dos pacientes já consegue andar por 30 metros com o aparelho de estimulação desligado. “Com o dispositivo ligado, o paciente caminha 1,5 quilômetro.”

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Artista palmarense Genésio Cavalcanti morre por complicações da Covid-19

Genésio Cavalcanti estava internado na UTI do Hospital Regional de Palmares (HRP), onde teve o estado de saúde agravado neste domingo (24).

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação)

O poeta, escritor e empresário palmarense, Genésio Cavalcanti, morreu por complicações da Covid-19, a informação foi divulgada neste domingo (24).

Genésio estava internado havia alguns dias no Hospital Regional de Palmares (HRP), mas de acordo com o boletim médico, ao longo da internação, seu estado de saúde teria se agravado e ele precisou ficar internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI).

No sábado segundo o boletim seu estado de saúde era estável com “pressão arterial normal, função renal normal. Porém, sedado, entubado e sob ventilação mecânica total. Sem febre ou outras anormalidades.”, informou o boletim.

Neste domingo (24) o quadro teria se agravado e o empresário acabou não resistindo.

Genésio é autor de várias obras como Noites Ensolaradas, Poéticas de Amor, Alma de Poeta e Tempo de Amar. Ele também era integrante da Academia Palmarense de Letra (APLE) e empresário.

Nas redes sociais amigos e familiares desejavam melhoras ao artista e realizavam orações pela recuperação.

Genésio Cavalcanti deixa esposa e dois filhos.

Continuar Lendo

Cotidiano

Acidente deixa criança e quatro adultos feridos em Gameleira

Condutor teria perdido o controle e veículo desceu um barranco na PE-073.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

Cinco pessoas entre elas uma criança ficaram feridas em um acidente na PE-073, em Gameleira, na Zona da Mata Sul na manhã deste domingo (24).

De acordo com informações o condutor teria perdido o controle do carro onde todos os ocupantes estavam, na altura do Engenho Bom Sucesso, zona rural de Gameleira. Ainda segundo informações não houve ferimentos graves entre as vítimas.

O acidente aconteceu na manhã deste domingo e o veículo desceu um barranco na lateral da rodovia. Várias  ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foram acionadas para socorrer as vítimas.

Quatro adultos sendo dois homens e duas mulheres teriam sido socorridos e encaminhados para o Hospital de Pequeno Porte Argemira S. R. Barros, em Gameleira, já a criança teria sido encaminhada para a emergência do Hospital Regional de Palmares (HRP). O estado de saúde das vítimas não foi divulgado.

Continuar Lendo

Cotidiano

Corpos das três jovens que morreram em acidente são liberados do IML e seguem para São Domingos

Carro em que elas estavam bateu em uma uma van de transporte alternativo. Elas moravam em São Domingos.

Redação PortalPE10

Publicado

Foto: Reprodução PortalPE10

Os corpos das três jovens que morreram em um acidente na PE-126, em Catende, na Mata Sul, foram liberados pelo Instituto Médico Legal (IML) no início da tarde deste domingo (24).

As vítimas moravam em São Domingos, distrito de Brejo da Madre de Deus, onde serão sepultadas.

.:: Leia também: ‘Foi um acidente, uma fatalidade’, diz motorista de Corolla após acidente na PE-126 em Catende

O acidente foi na manhã de sábado (23) e o carro onde as jovens viajava invadiu a faixa contraria e colidiu com uma van. Os ocupantes do carro ficaram feridos, sendo que as três acabaram morrendo no local. Ocorrência mobilizou equipes do Corpo de Bombeiros e do Samu.

Os passageiros da van tiveram ferimentos leves e foram liberados.

(Foto: Reprodução)

As três jovens foram identificadas por Cybelle Teodozio Dos Santos de 19 anos ,Isabela Giovana Leite de 18 anos e Vitoria Queiroz Honorato de 21 anos. Todas eram moradoras do Distrito de São Domingos que pertence à cidade de Brejo da Madre de Deus.

As causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.