Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Começa cúpula africana para combater a epidemia de Ebola

“Trata-se da maior epidemia em termos de pessoas afetadas, de mortos e extensão geográfica”

Avatar

Publicado

AFP-Arquivo  Ministros da Saúde de onze países da África Ocidental e especialistas internacionais abriram nesta quarta-feira uma cúpula de dois dias para examinar a opção de um “plano radical” de luta contra a epidemia mais mortal da história do vírus Ebola. 

 A epidemia afeta atualmente Serra Leoa, Guiné e Libéria.

 Segundo o último balanço da Organização Mundial da Saúde (OMS), divulgado nesta terça-feira, os três países vizinhos somam, desde o começo do ano, 759 casos de febre hemorrágica, entre eles, 467 mortais.

 São 129 casos mortais a mais que o balanço anterior – um número 38% maior -, que remonta à semana passada, um sinal de que a epidemia voltou a disparar após uma trégua no mês de abril. 

“Trata-se da maior epidemia em termos de pessoas afetadas, de mortos e extensão geográfica”, destacou em um comunicado a OMS, que organiza o encontro na capital de Gana.

“As decisões que forem tomadas durante esta reunião serão determinantes para combater a epidemia atual e as que estão por vir”, acrescentou a organização no comunicado.

Diante do aumento contínuo da mortalidade e do número de pessoas afetadas pelo vírus Ebola, a OMS advertiu que serão “necessárias medidas drásticas” para conter esta epidemia mortal e altamente contagiosa.

AFP  Em 23 de junho, a ONG Médicos sem Fronteiras (MSF) já tinha advertido que a epidemia estava “fora de controle” e ameaçava se propagar para outras regiões.

 A OMS, que enviou 150 especialistas a campo desde a primeira aparição do vírus na Guiné, em janeiro passado, compartilha desse prognóstico.

 Apesar dos esforços da OMS e de outras agências especializadas, houve uma “alta importante” das taxas de novos casos e de mortes nas últimas semanas, segundo o comunicado.  

 “A OMS está muito preocupada com a transmissão da epidemia para países vizinhos, e com o potencial de propagação internacional posterior do vírus Ebola”, declarou há alguns dias Luis Sambo, diretor regional da agência da ONU para a África.

– Basta um único caso –

A “segunda onda” da epidemia, marcada por um salto no número de mortos nas últimas semanas, deve-se a um “relaxamento” de mobilização nos três países da África Ocidental afetados pelo vírus, quando a crise parecia ter se estabilizado em abril, explicou o especialista da OMS, Pierre Formenty, à AFP na semana passada.

“Um único caso basta para reiniciar toda uma epidemia”, afirmou, justificando as drásticas medidas necessárias para conter a doença.

Participam da reunião os ministros da Saúde e autoridades dos governos de Guiné, Libéria, Serra Leoa, Costa do Marfim, República Democrática do Congo, Gâmbia, Gana, Guiné-Bissau, Mali, Senegal e Uganda. Também estão presentes os diferentes parceiros da OMS envolvidos na busca de uma resposta para a explosão do Ebola, incluindo representantes da indústria da mineração, da MSF, do Instituto Pasteur, da União Europeia e dos Estados Unidos. 

A Guiné é o país mais afetado, com 413 casos de febre hemorrágica (sendo 303 mortais), de acordo com a OMS. A Libéria registrou 107 casos de febre hemorrágica, incluindo 65 mortais. Serra Leoa teve 239 casos, com 99 mortes.

O vírus do Ebola, que causa em poucos dias “febres hemorrágicas”, seguidas de vômitos e diarreia, recebeu esse nome em função de um rio no norte da República Democrática do Congo (antigo Zaire), onde foi descoberto pela primeira vez em 1976.

Sem vacina homologada, sua taxa de mortalidade oscila entre 25% e 90% no homem, dependendo das cepas do vírus.

A doença é transmitida por contato direto com o sangue, com os fluidos biológicos ou com os tecidos das pessoas ou animais infectados. 

fonte: AFP 

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Corpo é encontrado em terreno baldio em São Bento do Una

O corpo apresentava deformações e estava irreconhecível, diz Polícia Militar.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Na manhã do domingo (17), um corpo foi encontrado em um terreno baldio, em São Bento do Una, no Agreste pernambucano.

Segundo a Polícia Militar, o corpo estava irreconhecível. O Instituto de Criminalística (IC) foi ao local para realizar a perícia. A suspeita é de a pessoa tenha sido vítima de homicídio, mas ainda não foi confirmada a causa da morte.

O corpo foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML) e o caso foi repassado para a Polícia Civil, que irá continuar com as investigações.

Continuar Lendo

Cotidiano

Seleção da Secretaria Estadual de Saúde com 828 vagas começa a inscrever nesta segunda (18/01)

Serão selecionados 258 médicos, 234 profissionais de diversas áreas de nível superior e 336 de nível médio.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Ascom-UFCG/Divulgação)

(Foto: Ascom-UFCG/Divulgação)

Já está aberto o período de inscrição da seleção pública simplificada da Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) com 828 vagas. O objetivo é atender a necessidade temporária de excepcional interesse público relacionada à emergência em saúde pública provocada pelo novo coronavírus. Ao todo, serão selecionados 258 médicos, 234 profissionais de diversas áreas de nível superior e 336 de nível médio, que serão lotados em todas as 12 Gerências Regionais de Saúde (Geres). Os interessados têm até o dia 21/01 para se inscrever pelo ead.saude.pe.gov.br. O edital foi publicado na última quinta-feira (14/01) no Diário Oficial (DOE) e também está disponível no https://cutt.ly/djIOtW2.

A seleção simplificada será realizada em etapa única, de caráter classificatório e eliminatório, que consistirá em análise curricular. O resultado preliminar do certame sairá em 28/01. Já os recursos poderão ser interpostos até às 23h59 de 29/01. O resultado final será divulgado em 03/02. Os profissionais selecionados serão contratados por um período de até 6 meses, podendo ser prorrogado por até 2 anos.

Desde o início da pandemia, já foram convocados, por meio de seleções simplificadas, mais de 5,2 mil profissionais de saúde apenas para os serviços ligados diretamente à SES-PE. Ainda foram nomeados mais de 3 mil aprovados em concurso público, totalizando mais de 8,3 mil profissionais.

SELEÇÃO SIMPLIFICADA – CARGOS

Médicos: cardiologista, cirurgião geral, cirurgião pediátrico, cirurgião torácico, cirurgião vascular, clínico geral, coloproctologista, endoscopista, neonatologista, neurocirurgião, neurologista pediátrico, neurologista adulto, oncologista, otorrinolaringologista, pediatra, psiquiatra, tocoginecologista, traumato-ortopedista, radiologia em diagnóstico por imagem, urologista;

Outras profissões de nível superior: assistente social, biomédico, enfermeiro assistencial, enfermeiro sanitarista, enfermeiro obstetra, engenheiro de segurança do trabalho, farmacêutico, fonoaudiólogo, nutricionista e psicólogo;

Profissões de nível médio: técnico de enfermagem, técnico de mobilização ortopédica, técnico de laboratório, técnico de radiologia e técnico em farmácia.

 

Continuar Lendo

Cotidiano

Primeiro dia do Enem tem índice de abstenção de 48,4% em Pernambuco

Dados foram divulgados pelo Inep, na noite deste domingo (17). Ao todo, mais de 312 mil candidatos se inscreveram no exame e 151.535 faltaram. Próximas provas ocorrerão no dia 24 de janeiro.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Candidatos fizeram primeiras provas do Enem 2020, em Pernambuco, neste domingo (17) — (Foto: Aldo Carneiro/Pernambuco Press)

O primeiro dia do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem 2020), em Pernambuco, teve uma abstenção de 48,4,%. Os dados foram divulgados na noite de domingo (17) pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pelas provas. A segunda rodada de questões ocorre no dia 24 de janeiro.

No Brasil, a abstenção ficou em 51,5%, a maior de toda a história do Enem. Em 2019, o índice do primeiro dia ficou próximo a 23%, segundo o ministro da Educação, Milton Ribeiro.

Para ele, o alto índice ocorreu “em parte pela dureza e questão do medo da contaminação [com a Covid-19], em parte de um trabalho de mídia contrário ao Enem muito grande.”

Em Pernambuco, cerca de 312 mil pessoas se inscreveram para o exame de 2020. O número subiu 13,7%, em relação a 2019, quando houve 275.327 candidatos.

Na edição de 2020, 161.356 pessoas fizeram as provas (51,6% do total). Ao todo, 151.535 candidatos não compareceram.

Os testes só foram aplicados agora por causa da pandemia. Por isso, todos os candidatos tiveram que usar máscaras e adotar medidas de distanciamento social.

Para diminuir a quantidade de pessoas nas salas, houve aumento de 84,2% nos prédios, passando de 584 para 1.076, em relação ao Enem de 2019.

O tema da redação do Enem 2020 foi ‘O estigma associado às doenças mentais na sociedade brasileira’.

Os candidatos tiveram que fazer um texto dissertativo-argumentativo, apresentar opiniões e organizar a defesa de um ponto de vista.

Para os professores ouvidos pela reportagem, o tema foi considerado “pertinente” e “acertado”, mas os alunos devem ficar atentos à palavra “estigma” para desenvolver a argumentação.

O Enem é considerado o maior vestibular do país, e a nota serve para disputar vagas em universidades e ter acesso a programas de bolsas (Prouni) ou financiamento de mensalidade (Fies).

Neste domingo, os estudantes também responderam a 90 questões de múltipla escolha (45 de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e 45 de Ciências Humanas e suas Tecnologias).

No dia 24, serão 5 horas para responder a mais 90 questões de múltipla escolha (45 de Matemática e suas Tecnologias e 45 de Ciências da Natureza e suas Tecnologias).

Policiamento

Na tarde deste domingo, a Polícia Militar fez um balanço parcial da Operação Enem 2020, em Pernambuco. Segundo o tenente coronel Darlan Bartolomeu, coordenador da ação, o primeiro dia de provas foi marcado pela tranquilidade.

Segundo ele, não houve atraso na entrega das provas e dos cartões. O único problema registrado, informou o oficial, foi com uma aluna. “Minutos depois da prova, ela passou mal”.

Sobre possíveis problemas relacionados a aglomerações e desrespeito a regras contra a Covid-19, o tenente-coronel afirmou que também houve muita tranquilidade.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.