Nos siga nas redes sociais

Entretenimento

Como superar o fracasso e recomeçar?

Infelizmente, a nossa cultura prega a felicidade contínua. Como se a dor devesse ser evitada a qualquer custo

Avatar

Publicado

Resultado de imagem para recomeçar

O termo fracasso, por si só, já causa arrepio em muita gente. Fracassar é algo que gera temor, vergonha, tristeza e até revolta. Contudo, antes de se recolher sob esse rótulo, é preciso analisar friamente a situação em que julgamos ser fracassada. Muitas vezes, uma perda, de qualquer ordem, pode ser interpretada como um livramento. Assim como um prejuízo pode significar um belo aprendizado, daqueles que a gente vai carregar como lição para a vida toda. 

O fato é que nós não podemos mudar o passado, mas podemos dar um novo sentido a ele. Aliás, é bem mais inteligente fazer isso do que ficar se remoendo, punindo ou lastimando sobre algo que já foi. Todos os dias quando acordamos, ganhamos um “presente”, que é estar vivo. Se formos capazes de acreditar em nós mesmos, investir em nossos sonhos, certamente o universo tenderá a conspirar a nosso favor. Não é simples ou fácil, mas é poderoso.

Eu mesmo sou um bom exemplo de que é possível dar a volta por cima, ressignificar o nosso passado e escrever um novo futuro. Nasci numa pequena cidade no interior do Espírito Santo. Só conheci energia elétrica quando tinha 14 anos. Fui alfabetizado numa escola rural e só retomei os meus estudos, em supletivo, aos 16 anos de idade. Eu poderia me sentir um fracassado, uma vítima do mundo, da sociedade. Mas não, rompi com o ciclo do “coitadismo”, arregacei as mangas e fiz o melhor que pude com o que a vida que tinha. Iniciei meus estudos e, até a universidade, que parecia um sonho tão distante para alguém com a minha história, eu consegui concretizar. 

Me apaixonei pelas pessoas e pelo potencial transformador que cada uma tem dentro de si. Uma noite sonhei com um treinamento capaz de transformar pessoas, fazer com que elas vissem o que é realmente importante e pudessem ir atrás das melhores versões de si mesmas. Assim nasceu o MAP – Mindset de Alta Performance, que vem ganhando cada vez mais adeptos. Meu objetivo é fazer com que todos descubram o vencedor que há dentro de si. 

Infelizmente, a nossa cultura prega a felicidade contínua. Como se a dor devesse ser evitada a qualquer custo. Mas, costumo dizer que todos nós temos a nossa cobertinha da amargura. Precisamos nos recolher embaixo dela, permitindo-nos sentir a dor, experimentá-la, em vez de simplesmente fingir que ela não existe. É preciso ser honesto com os seus próprios sentimentos. E entender que, por pior que seja, tudo vai passar. E passa mesmo. Vivemos num mundo regido pela lei da impermanência. Nada é para sempre. Tudo está sempre em transformação. 

Um dos exercícios que sugiro em meus treinamentos é o “ponte para o futuro”. Nele, proponho que as pessoas busquem tomar contato com situações prazerosas, vislumbradas num futuro próximo. Esse bem estar proporcionado pelas emoções positivas dão força para superar um momento de dor ou fracasso. As pessoas passam a entender que não vítimas do mundo, apenas estão passando por um momento difícil que, assim como os bons, também vai passar.

Outro ponto interessante em relação a esse tema é que, algumas vezes, o fracasso é consequência das nossas próprias atitudes ou escolhas. Um casamento falido, um emprego ruim. No entanto, em outras situações, o fracasso é advindo de uma situação externa, algo que eu não tenho controle. A morte de uma pessoa querida, um acidente, um prejuízo material. Existe uma teoria muito interessante, chamada 90×10. Ela demonstra que apenas 10% do meu tempo é gasto com situações específicas. Ou outros 90% é como lidamos com elas. Ou seja, temos o poder de escolher se vamos lidar com tranquilidade ou resistência. 

Nesse sentido, é muito importante exercer a auto-responsabilidade. Eu sou o autor da minha história, mesmo quando lido com situações que não dependem exclusivamente de mim. É preciso criar estratégias para enfrentar as adversidades. Escolher a forma como vou reagir. Assumir o protagonismo da sua própria vida é o único caminho para a superação verdadeira. Fracassado é quem desiste. Quem luta será sempre um vencedor. 

Lucas Fonseca é palestrante motivacional formado em administração de empresas com especialização em coaching. Fundador do Instituto Lucas Fonseca o palestrante criou a metodologia MAP – Mindset de Alta Permormance.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Entretenimento

Aos 87 anos, atriz Nicette Bruno é internada com coronavírus. Filha pede orações

No texto, a filha da artista ainda pediu orações e pensamentos positivos. “É isso o que a gente mais pode fazer para ajudar as pessoas que estão nessa situação. Agradeço o seu carinho”, disse Beth.

Redação PortalPE10

Publicado

A atriz Nicette Bruno. – (Foto: Selmy Yassuda/TV Globo)

Grupo de risco da Covid-19, a atriz Nicette Bruno foi diagnosticada com a doença. Quem deu a notícia foi a filha da artista, Beth Goulart, que afirmou que a mãe está internada no CTI de um hospital do Rio de Janeiro.

“Não tenho uma notícia muito agradável, mas enfim estamos numa pandemia. Infelizmente mamãe pegou Covid. Mas ela está bem, está internada sim, no CTI sim, mas está com uma ventilação não invasiva”; descreveu Beth Goulart. Nicette Bruno não está internada, e vem recebendo o apoio da família, fãs e amigos.

No texto, a filha da artista ainda pediu orações e pensamentos positivos. “É isso o que a gente mais pode fazer para ajudar as pessoas que estão nessa situação. Agradeço o seu carinho”, disse Beth.

Nicette Bruno foi casada com o também ator Paulo Goulart, que faleceu em 2014. Juntos, o casal teve três filhos: Beth Goulart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Júnior.

*Com informações Blog Social1/NE10

Continuar Lendo

Entretenimento

Pela primeira vez, MasterChef terá apenas participantes negros

Na primeira fase, os cozinheiros precisarão preparar pratos sugeridos por celebridades. Nesse episódio, participam Preta Gil, Elba Ramalho, Paula Fernandes e Di Ferrero.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação/Band)

Buscando ser cada vez mais inclusivo, o reality show MaterChef tem aberto espaço para diferentes minorias. Para quem acompanha o programa gastronômico, participantes LGBTs e mais velhos tem aparecido com frequência. Agora, o programa da Band irá escolher um elenco ainda mais diverso: todos os cozinheiros do elenco serão negros.

Por conta da pandemia, o formato do MasterChef mudou. Agora, cada episódio funciona ‘independente’ na temporada, de forma que um elenco novo é escolhido por semana. No episódio da próxima terça, 1, os participantes passarão por duas fases.

Na primeira fase, os cozinheiros precisarão preparar pratos sugeridos por celebridades. Nesse episódio, participam Preta Gil, Elba Ramalho, Paula Fernandes e Di Ferrero.

Já na segunda parte, os que sobrarem no MasterChef irão preparar um galeto recheado ao molho e acompanhamentos. O vencedor deste episódio deve levar o prêmio de R$ 5 mil mais adereços de cozinha.

De acordo com o UOL, ao anunciar os participantes da semana, a Band não ressaltou o fato de todos serem negros. A ideia é incluir com normalidade, fugindo dos padrões já impostos socialmente.

*As informações são do Blog Social1/NE10

Continuar Lendo

Entretenimento

Ex-sisters do BBB 20 fazem foto de Natal inspirada em ‘Meninas Malvadas’

Bianca Andrade, Marcela McGowan, Flay e Ivy Moraes se vestiram de Mamãe Noel um ensaio de fim de ano.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/Instagram)

Já é Natal para algumas sisters do BBB 20. Bianca Andrade, Marcela McGowan, Flay e Ivy Moraes se vestiram de Mamãe Noel um ensaio de fim de ano.

A foto foi publicada neste sábado (28) no Instagram de Bianca, que legendou: “Sisters Malvadas”.

A legenda é uma referência ao primeiro filme Meninas Malvadas, estrelado por Lindsay Lohan, Rachel McAdams, Amanda Seyfried e Lacey Chabert. No longa, as “Poderosas” se apresentam no show de talentos de fim de ano do colégio com uma coreografia sensual de Jingle Bell Rock.

Cena de filme inspirou clique das ex-participantes do BBB:

(Foto: Reprodução)

Recentemente, com a também ex-sister Mari Gonzalez, as amigas combinaram lingeries vermelhas num encontro com piscina e churrasco.

*Com informações Quem News

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.