Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Criança que apanha dos pais desenvolve medos e tem maior tendência a mentir

Com esse ciclo fechado, pais e filhos se afastam e a comunicação, o encontro e o respeito se tornam grande objetivos

Avatar

Publicado

Quando paramos para pensar em como queremos educar nossos filhos, muitos de nós respondem que gostariam de fazer bem diferente do que recebemos quando criança, principalmente no que se refere ao bater. Muitos pais e mães de hoje levaram seus tapas, cintadas e chineladas quando criança e hoje percebem que esse não é um bom caminho. Como pais buscam o diálogo, a aplicação das consequências, escolhas e limites colocados de uma maneira produtiva e respeitosa. 

Mas em algumas situações parece que ficamos sem saber o que fazer e quando saímos do sério, o tapa volta a aparecer. Pais e mães tristes, crianças tristes ou mesmo bravas, é iniciado um ciclo que pode crescer e tomar conta do dia a dia de uma maneira bastante complicada.

Quando batemos em nossos filhos eles aprendem algumas coisas:

– Aprendem a ter medo do mais forte, e isso pode seguir por bastante tempo na vida;Aprendem que é batendo que se resolvem os momentos difíceis, afinal é assim que vê seus pais resolvendo os mesmos momentos;Aprendem que o tapa vale mais do que o diálogo, a conversa.

Quando pais batem em seus filhos, normalmente buscam controlar alguma situação, mas os adultos nessa mesma situação, encontram-se completamente descontrolados. É muito confuso para a criança pensar que esse nosso descontrole que surgiu através do tapa, serve para educar ou controlar algum momento.

Toda essa confusão faz com que a criança não aprenda, afinal ela interrompe o que estava fazendo por conta do susto que leva, do medo que sente. Acontece que dificilmente aprenderá, isso porque não vive o processo natural de que toda ação tem sua consequência. Quando esse processo é interrompido, é como se a reflexão também fosse interrompida.

Essa é a grande armadilha, porque muitos pais pensam que o tapa funciona porque a criança realmente interrompe o que estava fazendo. Mas isso acontece com o susto e não por ganho de consciência. O que vem depois? A atitude se repete e os tapas se tornam mais frequentes. Fora que com o tapa e com essa falta de respeito iniciamos um embate que pode se tornar bastante complexo. Afinal, um ganha e o outro perde e a criança, ao perceber isso, faz também de tudo para vencer esse embate.

 Esse caminho gera medo, distância e muitas vezes até a mentira aparece como sendo a única maneira de evitar esse momento, o tapa. As crianças hoje entram nesse embate porque de alguma maneira, não toleram falta de respeito, mas normalmente sua forma de agir para vencer os embates é através da falta de respeito também.

Com esse ciclo fechado, pais e filhos se afastam e a comunicação, o encontro e o respeito se tornam grande objetivos difíceis de alcançar. Com firmeza amorosa, respeito e aplicando a constância, a coerência na forma de corrigir e a consequência de suas atitudes, o que encontramos são famílias unidas, parceiras e crianças crescendo com amor, respeito, e a real educação. Todos na ação de educar. Educação positiva que gera crescimento para todos. Fazer com que o outro faça algo que você quer não é difícil. O precioso é perceber por que motivo essa pessoa mudou sua atitude. Por medo, por estar sem saída, ou por amor, por ganho de consciência? A paisagem que vemos nessa caminhada depende dos lugares que caminhamos. E nós, os adultos, temos essa escolha.


 Fonte: Minha Vida

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Vídeo mostra vítimas nas ferragens após acidente que matou 3 na PE-126, em Catende

Vítimas de um dos carros envolvidos estavam seguindo para Tamandaré, onde iriam passar o final de semana..

Redação PortalPE10

Publicado

Vídeos enviados para o PortalPE10 mostram as vítimas ainda presas às ferragens após um acidente na PE-126, em Catende, na Zona da Mata Sul de Pernambuco. O acidente deixou três mortos e vários outros feridos, na manhã deste sábado (23). (Veja vídeo acima)

Segundo informações colhidas pela reportagem do PortalPE10 no local do acidente, as três vítimas residiam em São Domingos que é distrito-sede do município de Brejo da Madre de Deus. O veículo colidiu com uma Van de transporte alternativo que faz a linha Catende/Palmares.

.:: Veja também:  Três jovens morrem em colisão de carro contra van na PE-126, em Catende

.:: Veja também: Acidente entre carro de passeio e van deixa várias pessoas gravemente feridas

O motorista da van contou que havia saído de Palmares e estava seguindo para Catende, quando o motorista do Corola teria perdido o controle e invadido a pista contraria, causando a colisão.

Continuar Lendo

Cotidiano

Acidente entre carro de passeio e van deixa várias pessoas gravemente feridas

Redação PortalPE10

Publicado

 

Foto: Reprodução PortalPE10

Uma van de transporte complementar que faz a Linha Palmares- Catende bateu na manhã deste sábado (23) de frente com veiculo de passeio ,na PE-126.

O acidente foi no trecho conhecido como “Curva do Cacete” um vídeo enviado ao PortalPE10 mostra o carro de passeio bastante destruído. Informações preliminares de vários feridos estão no local e  estão sendo socorridos para Hospital

Equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) já estão no local .Não há informações sobre o seu estado de saúde das  vitimas.

Mais informações em instantes no PortalPE10

Continuar Lendo

Cotidiano

OMS afirma ser cedo demais para determinar origem do coronavírus

“É muito cedo para tirar quaisquer conclusões, mas sentimos que estamos fazendo alguns progressos e esperamos continuar assim pelo bem da saúde pública e do futuro”.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Boris SV/Getty Images)

(Foto: Boris SV/Getty Images)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) afirmou nesta sexta-feira (22) que é muito cedo para tirar conclusões sobre se a covid-19 teve origem na China, país ao qual enviou uma missão de investigação.

“Todas as hipóteses estão sobre a mesa. É claramente muito cedo para se chegar a uma conclusão sobre onde esse vírus nasceu, seja na China ou fora da China”, explicou Michael Ryan, diretor responsável por emergências de saúde da OMS durante coletiva de imprensa em Genebra.

“Existem diferentes observações científicas em diferentes partes do mundo”, acrescentou. “É um grande quebra-cabeça e você não pode ter uma imagem ampla olhando apenas para uma das 10.000 peças de um quebra-cabeça”.

Uma equipe de especialistas da OMS chegou a Wuhan em 14 de janeiro para investigar as origens do novo coronavírus, cujos primeiros casos foram detectados no final de 2019 nesta cidade da China central.

Após a chegada, os membros da missão foram transferidos para um hotel para uma quarentena de duas semanas. Desde então, trabalham remotamente e, quando a quarentena terminar, poderão ir a campo e encontrar seus contatos chineses.

A China afirmou várias vezes que o coronavírus surgiu fora de suas fronteiras.

Até agora, a covid-19 matou mais de dois milhões de pessoas em todo o mundo, infectou dezenas de milhões e causou estragos na economia global.

“Nossa equipe está no campo, o trabalho com nossos colegas chineses está indo bem. Analisamos os dados”, disse Ryan.

“É muito cedo para tirar quaisquer conclusões, mas sentimos que estamos fazendo alguns progressos e esperamos continuar assim pelo bem da saúde pública e do futuro”.

*Com informações AFP.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.