Nos siga nas redes sociais

Empregos

Defensoria do Rio apresenta ação para facilitar transferência de alunos da Gama

Universidade foi descredenciada pelo MEC nesta semana

Avatar

Publicado

Alunos da Gama Filho montam acampamento próximo ao Palácio do Planalto e pedem que o ministério da Educação cancele o descredenciamento da instituição ou que ofereça condições para que os alunos concluam seus cursos

A Defensoria Pública do Rio de Janeiro apresentou, na tarde desta quinta-feira, uma ação civil pública com pedido de liminar para facilitar o processo de transferência dos estudantes da Universidade Gama Filho, descredenciada nesta semana pelo Ministério da Educação (MEC). A Gama Filho faz parte do grupo Galileo, que também controla o Centro Universitário da Cidade (UniverCidade), outra instituição fechada pelo MEC. Juntas, as duas têm cerca de 9.500 alunos.

De acordo com Larissa Davidovich, coordenadora do Núcleo de Defesa do Consumidor da Defensoria Pública do Rio (Nudecon), a ação visa facilitar a entrega de documentos para a transferência. Após o descredenciamento, o MEC informou que abriria um edital para outras instituições de ensino superior interessadas em receber os estudantes. Entretanto, Davidovich afirma que os estudantes precisam de respaldo judicial para conseguir a documentação o mais rápido possível. “Pedimos o prazo de dez dias para que eles sejam atendidos pelo grupo Galileo. Com os papéis em mãos, eles poderão procurar outra universidade enquanto o processo de transferência assistida não começa.”

O Nudecon recebeu mais de 1.000 reclamações de estudantes da Gama Filho nesta semana. Entre eles, muitos alegavam que o Galileo não estaria respondendo aos e-mails de solicitação de documentos. A assessoria de imprensa do grupo informou, entretanto, que continua trabalhando para responder a todas as solicitações em até dez dias e que vai aumentar o grupo de atendentes para responder aos pedidos. Ainda segundo a assessoria, o Galileo trabalha em uma ação judicial para reverter a decisão do MEC. Também nesta quinta-feira, o Procon do Rio de Janeiro autuou o grupo Galileo por dificultar a entrega de documentos para a transferência dos alunos.

Desde a terça-feira, cerca de 30 estudantes estão acampados em Brasília. Eles participaram de audiência no MEC para tratar da questão. Agora, pedem um encontro com a presidente Dilma Rousseff. Ana Flávia Hissa, estudante de medicina e membro do diretório central dos estudantes da Gama Filho, disse que o grupo tem duas pautas. “Primeiro, queremos uma participação mais ativa da comissão de estudantes no processo de transferência assistida proposto pelo MEC. Segundo, defendemos a federalização da universidade.”

Na tarde de ontem, o MEC publicou uma nota informando que a federalização da instituição particular está fora de cogitação. “Não reconhecemos base jurídica para que os estudantes da Gama Filho e UniverCidade possam ingressar em qualquer universidade pública desconsiderando o processo seletivo em curso, o Sistema de Seleção Unificada (Sisu)”, informava a nota, que destacava ainda a impossibilidade de contratação de funcionários sem concurso público. A Pasta veio a público após uma declaração de reitores de universidades federais que defendiam a medida.

De acordo com o MEC, o descredenciamento foi determinado devido à má qualidade do ensino oferecido nas instituições e porque o grupo Galileo não tinha um plano para superar os problemas financeiros, que causaram atrasos no pagamento de professores e funcionários. ?Em 2013, o vestibular das instituições foi suspenso em duas ocasiões. Em agosto, o grupo foi notificado após um período de paralisação das atividades causado pela falta pagamentos. Diante da situação, a mantenedora assinou um termo de saneamento de deficiências (TSDs). Porém, em dezembro, as instituições tiveram novamente os vestibulares suspensos por terem descumprido o acordo.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Depen retoma provas de concurso público para 309 vagas

Cargos são de nível médio e superior; salários vão até R$ 6.030,23.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

O Departamento Penitenciário Nacional (Depen) retomou as provas objetivas e discursiva do concurso público, que estavam previstas para setembro do ano passado e foram suspensas devido à pandemia. Agora, as provas serão aplicadas no dia 28 de fevereiro deste ano.

A retomada do concurso seguirá todas as regras de prevenção à Covid-19 em todas as etapas e as medidas de prevenção ao coronavírus serão divulgadas no edital de consulta aos locais de provas, bem como nos demais editais de convocação para cada fase, no site https://www.cebraspe.org.br/concursos/DEPEN_20.

Veja o edital no site do Cebraspe

O concurso público do Depen oferece 309 vagas em cargos de nível médio e superior.

Veja os cargos:

  • Nível superior: Especialista Federal em Assistência à Execução Penal, especialidades de Enfermagem, Médico Clínico, Médico Psiquiatra, Odontologia, Psicologia, Serviço Social e Terapia Ocupacional.
  • Nível Médio: Agente Federal de Execução Penal

Vagas:

  • 15 vagas para Especialista Federal em Assistência à Execução Penal
  • 294 vagas para Agente Federal de Execução Penal

Salários:

  • R$ 6.030,23 para o cargo de agente
  • R$ 5.865,70 para o cargo de especialista

Locais das vagas:

Os candidatos serão lotados na sede do Depen, em Brasília/DF, ou em uma das cinco penitenciárias federais, localizadas nas cidades de Brasília/DF, Campo Grande/MS, Catanduvas/PR, Mossoró/RN e Porto Velho/RO, de acordo com o interesse e a necessidade da administração.
As prova objetivas e discursiva para ambos os cargos serão realizadas nas 26 capitais e no Distrito Federal, além dos municípios de Mossoró (RN) e Catanduvas (PR).

Haverá ainda exame de aptidão física, avaliação de saúde, avaliação psicológica, investigação social e Curso de Formação.

Continuar Lendo

Cotidiano

Seleção simplificada oferece 142 vagas no Hemope com salários de até R$ 9,8 mil

Divulgação do edital ocorreu nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial do Estado. Inscrição começa na segunda-feira (25) e pode ser feita até o dia 28 de janeiro.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Hemope fica localizado no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife — (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

O governo do estado divulgou, no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (21), o edital da seleção pública simplificada para contratar 142 profissionais dos níveis fundamental, médio e superior para a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope). Os salários são de até R$ 9.886,16.

As inscrições podem ser feitas a partir da segunda-feira (25) pela internet. É possível se inscrever até o dia 28 de janeiro. As vagas são para as unidades do Hemope no Recife e Caruaru e para os hemocentros de Garanhuns, Petrolina, Serra Talhada, Salgueiro, Ouricuri e Arcoverde.

Para se inscrever, é preciso preencher um formulário de inscrição e anexar documentos como RG, CPF, comprovante de residência, certificado reservista (para candidatos do sexo masculino) e documento de comprovação de requisito para a função.

As contratações são para atender à necessidade gerada devido à emergência em saúde pública causada pela pandemia da Covid-19. Segundo o edital, pessoas com mais de 60 anos, grávidas puérperas ou que se enquadrem em outro grupo de risco da Covid-19 não podem participar da seleção.

O processo seletivo é realizado por meio de etapa única, de avaliação curricular, que tem caráter classificatório e eliminatório. A seleção simplificada tem validade de 12 meses e pode ser prorrogada pelo mesmo período.

A divulgação do resultado preliminar está prevista para o dia 4 de fevereiro. Os recursos podem ser enviados até 5 de fevereiro. Já o resultado final tem divulgação prevista para 10 de fevereiro, pela internet.

Continuar Lendo

Empregos

Ferreira Costa tem vagas de emprego para início imediato em Caruaru

Redação PortalPE10

Publicado

Apesar das dificuldades relacionadas à falta de emprego no País, alguns setores e empresas seguem ampliando e contratando profissionais de diversas áreas. Indo na contramão do desemprego, com data marcada para abertura em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, a Ferreira Costa está com 15 vagas abertas para Supervisor de Logística e de Vendas.

A previsão de inauguração do Home Center em Caruaru é para meados deste ano. Após a abertura da unidade, há previsão para mais de 400 vagas entre empregos diretos e indiretos.

Todo o processo seletivo é online, por meio do site da Ferreira Costa.

A loja está sendo erguida na BR-104, no final da Avenida Agamenon Magalhães. O home center contará com 9.000 m² de área de vendas, além de espaço para cinco lojas de conveniência, estoque para pronta entrega no local e trará os serviços do clube do profissional, lista de casamento, vendas corporativas e centro automotivo.  CLIQUE AQUI SITE DA FERREIRA COSTA 

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.