Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Desastre: Rio Grande do Sul tem 10,7 mil desabrigados

A previsão do 8º Distrito de Meteorologia indica que a chuva vai diminuir nos próximos dias.

Avatar

Publicado

Rio Grande do Sul  As inundações decorrentes de uma semana de chuva no noroeste e oeste do Rio Grande do Sul forçaram 10.749 pessoas a deixarem suas casas até este domingo, 29. Segundo levantamento da Defesa Civil, há 2.480 pessoas abrigadas em ginásios de esportes, centros comunitários, escolas e salões de baile e 8.269 hospedadas por parentes e amigos nos 59 municípios atingidos pelas enchentes. As prefeituras de Alpestre, Cristal do Sul, Chiapetta, Irai, Vicente Dutra, Barão do Cotegipe, Erval Grande, Porto Lucena e Pinheirinho do Vale pediram à Defesa Civil homologação dos decretos de situação . 

  O quadro dos desastres climáticos foi alterado neste final de semana. Como choveu menos no noroeste, o volume de água das cabeceiras dos rios da bacia e do próprio Uruguai baixou. Em Iraí, cidade da divisa com Santa Catarina que chegou a ter 1,3 mil desabrigados, o Uruguai e seus afluentes baixaram cinco metros durante o domingo, permitindo que muitas famílias começassem a preparar a volta para casa.

  Enquanto a população do noroeste do Estado e do oeste catarinense pode imaginar algum alívio para os próximos dias, a das cidades do oeste do Rio Grande do Sul, na fronteira com a Argentina, tem motivos para preocupação. À medida em que a inundação segue do curso superior para a foz, vai fazendo o rio Uruguai sair do curso e invadir as cidades próximas. É o caso de São Borja, que teve bairros inundados e já está com cerca de mil desabrigados. Equipes da Defesa Civil, da Brigada Militar e do Exército passaram o domingo avisando famílias para deixarem suas casas e auxiliando na retirada das que começavam a ficar ilhadas.

Outras regiões do Estado, o sudeste, o centro e o leste, ficaram sob a zona de influência de um ciclone extratropical que se formou no Oceano Atlântico e enfrentaram chuvas fortes e ventanias durante o final de semana. Em Santa Maria, 20 famílias tiveram de sair de suas casas. 

Deslizamentos de terra e inundações interromperam parcial ou totalmente o tráfego por pelo menos dez rodovias do Rio Grande do Sul no final de semana. Mesmo que não esteja submersa, a ponte sobre o rio Uruguai entre Iraí (RS) e Palmitos (SC) foi interditada para análise da estrutura, que pode ter sido prejudicada pela cheia.

Em Marcelino Ramos, outro acesso para Santa Catarina, pela BR-153, ficou interrompido temporariamente por deslizamento. Na serra gaúcha, a estrada entre Bento Gonçalves e Cotiporã teve um trecho invadido pelo rio das Antas. No centro do Estado, uma ponte sofreu danos e o tráfego pela RSC-287, entre Novo Cabrais e Candelária, ficou interrompido.

Previsão

A previsão do 8º Distrito de Meteorologia indica que a chuva vai diminuir nos próximos dias. Neste segunda-feira, 30, o tempo passa de nublado com chuva a parcialmente nublado. Na quarta-feira, 02, pode chover em áreas isoladas do noroeste. A temperatura varia de 5 graus a 18 graus nesta segunda-feira, de 2 graus a 17 graus na terça-feira e de 5 graus a 21 graus na quarta-feira. 
 

fonte: estadão 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Profissionais do Hospital Regional de Palmares recebem primeira dose da vacina contra Covid-19

Unidade de Saúde é a maior da região e recebe pessoas de todo o estado.

Redação PortalPE10

Publicado

Os profissionais de saúde que trabalham na linha de frente de combate à covid-19 no Hospital Regional de Palmares (HRP) começaram a receber na tarde desta quinta-feira (21) as primeiras doses da Coronavac, vacina com uso emergencial aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), a primeira a receber a dose do imunizante foi a enfermeira Elidiane Luiza, que falou sobre o sentimento de estar vivenciando esse momento.(veja o vídeo acima)

Nesta etapa que envolve a primeira dose da Coronavac, profissionais de saúde como médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem e agentes operacionais, entre outros, receberam a vacina.

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

André Akel diretor médico do Hospital Regional de Palmares foi o responsável por aplicar as primeiras doses da vacina, ele falou do sentimento de gratidão e destacou também quais os profissionais que iram tomar a vacina nesse primeiro momento. Ele também destacou o trabalho do Hospital Regional frente ao combate ao novo coronavírus

Ao todo serão 90 profissionais da unidade que vão receber a primeira e segunda dose da vacina.

Continuar Lendo

Cotidiano

Catende inicia vacinação contra Covid-19 em profissionais da saúde e idosos

Primeira pessoa a ser imunizada foi uma técnica de enfermagem de 59 anos que trabalha na área há 29 anos. Cidade recebeu 504 doses da vacina.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação)

A Prefeitura de Catende, na Zona da Mata Sul de Pernambuco, começou a vacinação contra a Covid-19 nesta quinta-feira (21). A cidade foi uma das últimas da região a fazer a imunização contra o novo coronavírus.

A primeira pessoa a ser imunizada foi uma técnica de enfermagem de 59 anos que trabalha na área há 29 anos Zuleide Soares da Silva recebeu a primeira dose da Coronavac. A técnica de enfermagem Fabiane Maria Monteiro de Carvalho, 41 anos, também recebeu a primeira dose da vacina e a primeira moradora do abrigo Santo Antônio a ser vacinada foi Dona Rita de 104 anos.

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES), o município de Catende recebeu cerca de 504 doses da vacina, ao qual serão imunizados os profissionais da saúde, que atuam no Hospital Municipal e os idosos institucionalizados do abrigo Santo Antônio.

Ate esta quinta-feira (21) de acordo com o Boletim Epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Catende, a cidade tem 659 casos confirmados, desses 616 não apresentam mais sintomas da doença e são considerados recuperados do vírus e o total de óbitos em decorrência de complicações causadas pelo novo coronavírus é de 41.

Continuar Lendo

Cotidiano

Corpo de homem é enterrado por outra família após ser trocado em hospital de Garanhuns

Caso aconteceu entre duas famílias de Saloá e Angelim.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

Os corpos de dois homens foram trocados no Hospital Dom Moura, em Garanhuns, no Agreste de Pernambuco, nesta quinta-feira (21). O caso aconteceu entre duas famílias de Saloá e Angelim.

Segundo a família de Gilberto Antônio da Silva, de 59 anos, ele estava com sintomas gripais desde o início de janeiro, e estava internado em um hospital de Saloá, onde morava. No último sábado (16), ele foi transferido para o Hospital Dom Moura, em Garanhuns, e morreu nesta unidade de saúde. Ainda de acordo com os parentes, a família não foi autorizada a reconhecer o corpo porque os sintomas eram de Covid-19. Quando a funerária foi ao hospital, os funcionários informaram que não encontraram o corpo de Gilberto. Só depois foram avisados de que ele teria sido entregue para outra família e já tinha sido enterrado em Angelim.

Na cidade de Angelim, a família de José Sátiro, de 76 anos, também não reconheceu o corpo, pois ele estava com sintomas do novo coronavírus. Ele foi internado em um hospital de Garanhuns. A filha do idoso disse que desconfiou de que o corpo não era o do pai pelo peso do caixão, mas deu continuidade ao sepultamento. Depois da cerimônia, os parentes receberam a notícia de que o corpo estava ainda no necrotério.

O corpo de Gilberto Antônio será exumado após uma autorização da justiça. Já José Sátiro só será enterrado após o jazido ser desocupado. Um boletim de ocorrência será registrado na Delegacia de Polícia Civil de Garanhuns.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.