Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Dez dicas para dormir bem no calor

O incômodo causado pelas altas temperaturas atrapalha o sono. Algumas orientações ajudam a ter uma boa noite de descanso

Avatar

Publicado

Sono

No verão, cumprir a meta de dormir oito horas por noite é uma tarefa mais difícil. Além do desconforto provocado pelas altas temperaturas, os dias longos aumentam o período de exposição à luz solar — o que prejudica a secreção de melatonina, o hormônio que promove sonolência e é produzido apenas na escuridão. O prejuízo é ainda maior porque a estação coincide com as férias. “Nesse período, as pessoas costumam dormir e acordar mais tarde que o normal, confundindo o relógio biológico”, diz Maurício Bagnato, especialista em medicina do sono do Hospital Sírio-Libanês. “Para não sofrer com a mudança de ritmo, é preciso sincronizar novamente o relógio biológico, criando uma rotina com horários regulares um pouco antes do retorno ao trabalho.” Conheça as orientações para garantir a qualidade do sono durante o verão.

Ventilar o quarto

má ventilação inadequada no quarto aumenta a sensação de calor e o incômodo durante a noite. Deixar a janela aberta, ligar o ventilador ou acionar o ar-condicionado é fundamental. Mauricio Bagnato, especialista em medicina do sono do Hospital Sírio-Libanês, recomenda que a temperatura no quarto esteja amena o suficiente para a pessoa se sentir confortável ao se cobrir com um lençol.

Usar lençol de algodão

No calor, tecidos que absorvem o suor, como o algodão e o linho, são boas opções para lençóis, capas de travesseiros e pijamas, ao contrário da maioria dos materiais sintéticos. Antes de colocar o pijama, tomar um banho com água morna – e não gelado – também ajuda a enfrentar o calor intenso. “Nenhuma temperatura extrema é boa para dormir. Só não sentimos tanto desconforto no frio quanto no calor porque resolvemos o problema de maneira mais fácil, dormindo com vários cobertores”, afirma a neurofisiologista Stella Tavares. 

Umidificar o ar

O verão costuma ter temperatura alta e ar úmido. Mas na estação também há dias sem chuva, que deixam o ar seco. Além disso, o ar-condicionado desumidifica o ambiente — quanto menor a temperatura, mais seco o ar. Se a umidade estiver baixa, é indicado usar umidificadores de ar ou espalhar bacias com água e toalhas úmidas no quarto.

Dormir de lado

A posição de dormir influencia a qualidade do sono. Segundo Ivan Okamoto, dormir de bruços é a pior forma possível. “Essa posição prejudica a respiração, pois o colchão comprime o peito e atrapalha a movimentação do pulmão”, diz. Além disso, causa problemas relacionados à postura e à coluna. “O melhor jeito é de lado, com a cabeça reta e uma almofada entre as pernas. Assim não há prejuízo à coluna ou à respiração.”

Maneirar no álcool

O álcool é um falso aliado do sono. Se por um lado provoca a sensação de sonolência, por outro prejudica a qualidade e a duração do descanso. “O álcool deprime o sistema nervoso central, deixando a pessoa sonolenta. Mas é um sono sem qualidade e com despertar precoce”, explica a neurologista Dalva Poyares, coordenadora do Instituto do Sono. “Além disso, a substância induz o ronco.”

Beber água durante o dia


Hidratar-se é importante o ano todo, mas no verão ainda mais – o corpo precisa repor o líquido perdido com a transpiração. Cerca de 1,5 litro de água por dia costuma ser suficiente. “É melhor tomar a água durante a manhã e a tarde”, diz Ivan Okamoto. “Se beber à noite, você terá vontade de ir ao banheiro enquanto dorme, o que vai prejudicar o sono.”

Fazer refeições leves antes de dormir


Especialistas recomendam comer comidas leves, de preferência até duas horas antes de se deitar. “O metabolismo à noite é mais lento e a posição horizontal desfavorace a digestão”, diz a neurologista Dalva Poyares. A médica sugere o consumo de frutas, iogurtes, alimentos integrais e carnes magras, como salmão e frango, sempre em pequenas porções.

Criar uma rotina


Dormir e acordar no mesmo horário ajuda o relógio biológico a entender quando é hora de ativar e desativar o metabolismo. “Nós não temos uma chave de ligar e desligar”, diz o neurologista Ivan Okamoto. “Por isso temos de diariamente fazer um ritual do sono — assim, o corpo sabe que deve descansar naquele horário.”

Evitar atividades estimulantes


Cerca de uma hora antes de ir dormir, é recomendável desligar o telefone celular, a televisão e o computador. A luz vinda desses aparelhos impede a produção de melatonina, hormônio responsável por induzir a sensação de sono. “Ler pode ser uma boa ideia, de preferência um texto curto de uma revista”, afirma Ivan Okamoto. “Um livro com um enredo interessante pode surtir o efeito contrário ao desejado: você fica acordado até mais tarde para continuar lendo.”

Escurecer o quarto

A melatonina, hormônio responsável por promover a sensação de sono no organismo, só é produzida quando há ausência de luz. Por isso, o quarto deve estar totalmente escuro, com as luzes apagadas e janelas fechadas. “Mesmo pouca quantidade de luz, como a de um rádio relógio, pode atrapalhar o sono”, afirma Mauricio Bagnato.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Boletim Covid: Palmares contabiliza uma nova morte pela doença e ultrapassa os 2 mil casos

Agora o município contabiliza 77 óbitos. Informações são do boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde (SES)

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: OCON/ AFP)

O boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde nesta sexta-feira (22) indica que em Pernambuco foram registrados 1.714 novos casos da Covid-19 nas últimas 24 horas.

Com a atualização, são 248.513 casos confirmados da doença, sendo 30.562 graves e 217.951 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha. Além disso, o boletim registra um total de 212.111 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.920 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 193.191 eram casos leves.

Sobre os novos óbitos o boletim informa que foram registrados 19 novos óbitos (11 masculinos e 8 femininos), registrados entre os dias 11/06/2020 e 20/01/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Camaragibe (1), Olinda (7), Ouricuri (1), Palmares (1), Petrolândia (1), Petrolina (1), Recife (4), Salgueiro (1), Santa Cruz do Capibaribe (1) e Serra Talhada (1). Com isso, o Estado totaliza 10.152 mortes pela doença.

Com relação aos casos ativos da doença, de acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, o município de Palmares tem atualmente 1.839 casos leves e 195 casos graves, totalizando 2.034 casos.

Continuar Lendo

Brasil

Após criticar Coronavac, Secretário de Saúde fura fila no Amapá

O caso entrou para a lista de denúncias de autoridades que furam a fila para receber as primeiras doses em todo o país.

Redação PortalPE10

Publicado

Segundo informações do perfil do próprio secretário, ele não é da área de saúde, mas formado em Comunicação e Marketing (Foto: Reprodução)

Circula pelas redes sociais uma foto do secretário de Saúde de Serra do Navio (AP), Randolph Antônio Pinheiro da Silva, se vacinando contra a Covid-19 na primeira fase da campanha de imunização do município. O caso entrou para a lista de denúncias de autoridades que furam a fila para receber as primeiras doses em todo o país.

Conhecido como Randolph Scooth, o secretário recebeu críticas nas redes sociais, uma vez que o primeiro lote de vacinas que chegou à cidade conta com apenas 89 doses, para uma população de 5,4 mil habitantes. Além disso, o político era conhecido por criticar o desenvolvimento da Coronavac publicamente.

“O doente mental quer obrigar nosso povo a usar vacina chinesa”, escreveu na legenda de uma foto em referência ao governador de São Paulo, João Dória (PSDB). Na imagem, há ainda uma crítica ao não uso da cloroquina no tratamento para o novo coronavírus, mesmo que a eficácia do medicamento contra a doença não tenha sido comprovada.

Em outro texto, publicado no mesmo dia, ele argumenta contra o uso da Coronavac: “não somos cobaias”.

Sob investigação

Na quinta-feira (21), o Ministério Público do Amapá (MPAP) abriu inquérito para apurar a responsabilidade de Randolph Scooth no caso. O Plano Nacional de Vacinação prevê que sejam imunizados nesta etapa os profissionais de saúde que estão na linha de frente do combate à pandemia e os idosos asilados.

“É notória a insuficiência das doses da vacina da Covid- 19 para imunização da população como um todo e por isso as autoridades públicas instituíram a ordem de prioridades. Caso sejam constatados os fatos noticiados, o Ministério Público velará pela restauração da legalidade e responsabilização dos envolvidos”, diz a nota divulgada pela Promotoria de Justiça de Pedra Branca do Amapari.

Pelas redes sociais, Randolph Scooth não se manifestou sobre as críticas em relação à vacinação. A última postagem compartilhada por ele foi na manhã desta sexta-feira (22), com um texto que diz: “Afasta deste lugar toda inveja!”.

O Correio procurou o secretário, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta. O espaço segue aberto, caso ele decida se pronunciar futuramente.

*Com informações Diário de Pernambuco

Continuar Lendo

Brasil

Avião com 2 milhões de doses da vacina de Oxford chega ao Brasil

Agora, o carregamento seguirá em avião da Azul para o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. A aeronave da companhia brasileira deve decolar 20h30 e chegar pouco antes das 22h.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Chegou ao Brasil nesta sexta-feira (22) o avião transportando 2 milhões de doses da vacina da AstraZeneca e da Universidade de Oxford, produzidas pelo laboratório Sérum, na Índia.

O carregamento foi recepcionado por três ministros. Eduardo Pazuello, da Saúde; Ernesto Araújo, das Relações Exteriores; e Fábio Faria, das Comunicações. Eles estavam acompanhados do embaixador da Índia no Brasil, Suresh Reddy.

A aeronave deixou o país asiático por volta das 20h da quinta-feira (21) em direção a Dubai. De lá, o imunizante foi embarcado em um voo comercial da companhia aérea Emirates até o aeroporto de Guarulhos, em São Paulo.

Agora, o carregamento seguirá em avião da Azul para o aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro. A aeronave da companhia brasileira deve decolar 20h30 e chegar pouco antes das 22h.

A distribuição das vacinas aos estados pelo Ministério deve acontecer no sábado (23) após as caixas passarem por um processo de rotulagem. Segundo a Fiocruz, que será a responsável pelo procedimento, o processo deve durar de três a quatro horas.

*Com informações CNN.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.