Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Doação de sangue em debate

Público LBGT lamenta os constragimentos na hora da coleta. Tratamento dado aos casais gays e heteros é diferente

Avatar

Publicado

Durante uma campanha de coleta de sangue realizada numa unidade de ensino superior, há cerca de seis anos, o psicólogo Thiago Carvalho, de 26 anos, decidiu tornar-se um doador, mas foi surpreendido no momento do questionário de pré-requisitos. Ao assumir a sua homossexualidade, ele foi informado de que não teria o perfil adequado. Em 2011, um amigo estava precisando de coletas de bolsas de sangue e Thiago, mais uma vez, teve a iniciativa de procurar o Hemocentro para ajudá-lo. Na ocasião, tinha decidido que omitiria a homossexualidade para conseguir. Para o seu espanto, novamente foi impedido. Desta vez, seu cadastro constava no sistema e, por isso, seu perfil já havia sido cadastrado como inapto para a doação.

De acordo com a Portaria Nº 2.712, publicada em 12 de novembro de 2013, no Diário Oficial da União, todos os doadores devem ser questionados sobre comportamentos que levem a risco de Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs), excluindo, assim, aqueles que se enquadrarem no perfil. O mesmo documento alega que os serviços de hemoterapia devem realizar a triagem dos doadores com isenção de juízo de valor, preconceitos e discriminação sexual, identidade de gênero, hábitos de vida, entre outros tantos pontos, sem oferecer risco à segurança do receptor.

 

Desde a segunda tentativa, Thiago desistiu de colocar-se em situação de constrangimento, como ele mesmo definiu a condição a qual foi submetido nos dois casos. Mesmo não se tratando de uma postura confortável, muitos dos seus amigos conseguem doar sangue através da omissão da orientação sexual. “É uma agressão ter que esconder o que se é para doar sangue, que é algo que vai contribuir para a vida de outras pessoas. Cada vez mais gente precisa e essas proibições só atrapalham”, afirmou o psicólogo.

 

 

Muitos países do mundo adotam a lógica do comportamento de risco, mas alguns já iniciaram o debate para a promoção de mudanças. “A prevalência do HIV (vírus) na população LGBT é maior do que a população em geral”, afirmou a advogada e assessora de programas da ONG Gestos, Juliana César. Esta é a proposição epidemiológica usada para fortalecer a tese de que casais homossexuais compõem o grupo de comportamento de risco. “Pressupõe-se que o sangue do homossexual é ruim porque, para doar sangue, é preciso que se passe 12 meses sem nenhuma prática sexual, o que acredito, virtualmente, como a configuração de uma proibição ao grupo”, pontuou.

Os casais heterossexuais que praticam o sexo seguro, com um único parceiro, podem doar sangue tranquilamente. No entanto, dois homens que mantém o mesmo modelo de relacionamento não são aptos, ao menos que não pratiquem sexo há 12 meses. “Existe uma disparidade de tratamento. A evolução da tecnologia possibilita cada vez mais a quebra dos estereótipos. Por conta dos avanços, a restrição não implica na redução dos impactos no risco dos contágios”, opinou a advogada.

“Podemos resumir afirmando que se a pessoa tem comportamento sexual seguro, não deveria ser impedido de doar. Não existe motivo que me convença que esse sangue não possa ser aceito porque esse mesmo tratamento não é igual para os casais heterossexuais”, disparou Juliana. Para ela, a condição configura um quadro de comportamento institucional de discriminação.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Mais de 2,8 mil candidatos devem fazer a prova do Enem nesse domingo, em Palmares

Provas serão aplicadas nos dois próximos domingos.

Redação PortalPE10

Publicado

Sala de aula – Foto: Rafael Furtado/Folha de Pernambuco

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) começa a ser aplicado neste domingo (17). O Enem 2020 terá uma versão impressa, nos dias 17 e 24 de janeiro, e uma digital, realizada de forma piloto para 96 mil candidatos, nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro. Ao todo, cerca de 5,8 milhões de estudantes estão inscritos para fazer as provas. No município de Palmares, que fica na zona da Mata Sul de Pernambuco, 2.853 candidatos se inscreveram para as provas.

Neste ano, além do documento oficial de identificação com foto e da caneta esferográfica de tinta preta, fabricada em material transparente, itens obrigatórios também nos exames anteriores, a máscara de proteção facial passa a integrar essa lista. Os participantes que não estiverem com máscara de proteção facial não poderão ingressar nos locais de prova.

A lista de documentos aceitos está disponível na página do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). Entre eles estão a Carteira de Identidade, a CNH, o passaporte e a Carteira de Trabalho emitida após 27 de janeiro de 1997.

Embora não seja obrigatório, é recomendado que os participantes levem também pelo menos uma máscara extra para trocar durante a prova. Haverá nos locais de prova álcool em gel para que os estudantes higienizam as mãos, mas é permitido que os participantes levem seu próprio produto caso desejem.

Como se trata de uma prova longa, também é recomendado que os participantes levem lanche e água e/ou outras bebidas, com exceção de bebidas alcoólicas que não são permitidas e podem levar à eliminação do candidato. É recomendado também que se leve no dia do exame o Cartão de Confirmação da Inscrição. Nele está, entre outras informações, o local de prova. O cartão pode ser acessado na Página do Participante.

Caso necessitem comprovar que participaram do exame, os estudantes podem, também na Página do Participante, imprimir a Declaração de Comparecimento para cada dia de prova, informando o CPF e a senha. A declaração deve ser apresentada ao aplicador na porta da sala em cada um dos dias. Ela serve, por exemplo, para justificar a falta ao trabalho.

Enem na pandemia

As medidas de segurança adotadas em relação à pandemia do novo coronavírus serão as mesmas tanto no Enem impresso quanto no digital. Haverá, por exemplo, um número reduzido de estudantes por sala, para garantir o distanciamento entre os participantes. Durante todo o tempo de realização da prova, os candidatos estarão obrigados a usar máscaras de proteção da forma correta, tapando o nariz e a boca, sob pena de serem eliminados do exame. Além disso, o álcool em gel estará disponível em todos os locais de aplicação.

Quem for diagnosticado com covid-19, ou apresentar sintomas dessa ou de outras doenças infectocontagiosas até a data do exame, não deverá comparecer ao local de prova e sim entrar em contato com o Inep pela Página do Participante, ou pelo telefone 0800-616161, e terá direito a fazer a prova na data de reaplicação do Enem, nos dias 23 e 24 de fevereiro.

Locais de prova

Em Palmares, 9 locais entre escolas e faculdade foram preparados para as provas, são eles: Escola Ginásio Municipal de PalmaRes, Escola Dr. Pedro Afonso de Medeiros, Escola Maquinista Amaro Monteiro, Escola Estadual Galtemir Lins, Colégio Real, Colégio Realzinho, Escola Dimensão, Florence Palmares e Faculdade dos Palmaes (FAP).

A aplicação das provas é simultânea em todo o país, seguindo o horário de Brasília. Os portões dos locais de aplicação dos testes serão abertos às 11h30 (horário de Brasília), e fechados às 13 h – meia-hora antes do início das provas.

O exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Continuar Lendo

Cotidiano

Pernambuco registra 1.702 casos e 18 mortes pela Covid-19 nas últimas 24h

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

(Foto: Geraldo Bubniak/AEN)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, nesta sexta-feira (15/01), 1.702 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 76 (4%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.626 (96%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 239.155 casos confirmados da doença, sendo 30.177 graves e 208.978 leves.

Também foram confirmados 18 óbitos, ocorridos entre os dias 11/11/2020 e 13/01/2021. Com isso, o Estado totaliza 9.964 mortes pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Continuar Lendo

Cotidiano

Celpe doará refrigeradores para armazenar vacinas contra covid-19 a municípios pernambucanos

Diversas cidades também serão beneficiadas.

Redação PortalPE10

Publicado

A Companhia Energética de Pernambuco (Celpe) doará refrigeradores científicos para que 136 municípios de Pernambuco possam armazenar vacinas contra covid-19. 296 cidades na área de concessão da Coelba (BA), 95 no Rio Grande do Norte (Cosern) e 131 em São Paulo (Elektro), também serão beneficiadas.

“Neste momento em que a campanha de vacinação é a saída para conter a pandemia de Covid-19, apoiamos os municípios mais necessitados das nossas áreas de concessão, que precisam dos refrigeradores adequados para a vacinação da população com segurança”, disse o CEO da Neoenergia, Mario Ruiz-Tagle.

A companhia terá a parceria da Associação Municipalista de Pernambuco (Amupe) no estado.

De acordo com a Celpe, os refrigeradores são de fabricação nacional possuem temperatura programável e constante entre 2ºC e 8ºC. Eles também têm sensores e um sistema de alarme remoto a distância. Além disso, as câmaras têm capacidade de 280 litros e pode armazenar aproximadamente 18 mil doses de 0,5 ml.

Refrigeradores antigos devem ser entregues
Os governos municipais precisam entregar refrigeradores antigos para as distribuidoras da Neoenergia, nas UTDs (Unidade Territorial de Distribuição) das empresas para poder receber os novos equipamentos.

*Com informações Blog de Jamildo

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.