Nos siga nas redes sociais

Política

Doações em site de Dirceu ultrapassam meio milhão de reais

Criado há sete dias por amigos do ex-ministro José Dirceu, página na internet já arrecadou R$ 565.766,99

Avatar

Publicado

Na manhã desta terça-feira, a página virtual colocada no ar no último dia 12 registrava  R$ 565.766,99 doados por 1.794 pessoas foto: Reprodução/Internet (Reprodução/Internet)

O site criado por amigos do ex-ministro da Casa Civil José Dirceu já recebeu doações que ultrapassaram a cifra de meio milhão de reais. O valor arrecadado será usado para pagar multa imposta pelo Supremo Tribunal Federal (STF) de R$ 971.128,92 pela condenação no processo do mensalão. Na manhã desta terça-feira, a página virtual colocada no ar no último dia 12 registrava  R$ 565.766,99 doados por 1.794 pessoas. Dirceu recebeu pena de 10 anos e 10 meses pelos crimes de corrupção ativa e formação de quadrilha.

Dirceu é o terceiro dos quatro petistas julgados pelo STF a criar um site para arrecadar recursos para pagamento das multas impostas pela Justiça. O ex-deputado José Genoinio e o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares também adotaram a estratégia. Genoino arrecadou pouco mais de R$ 700 mil para quitar a dívida de R$ 667mil. Delúbio recebeu doações de R$ 1 milhão. A multa imposta pelo STF ao ex-tesoureiro foi de R$ 466 mil.

O ex-deputado e ex-presidente da Câmara dos Deputados João Paulo Cunha divulgou nota nesta semana informando que vai usar os recursos excedentes arrecadado por Delúbio para pagamento imediato da multa de R$ 373,5 mil

Polêmica

De acordo com especialistas, apesar de causarem um certo choque, iniciativas como essas não são proibidas pela legislação brasileira. No entanto, o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF Gilmar Mendes, na última sexta-feira (14) voltou a criticar os condenados. Mendes encaminhou uma carta para o senador Eduardo Suplicy (PT-SP) afirmando que a campanha de doações “sabota e ridiculariza o cumprimento da pena”.

O ministro chega ainda a provocar os petistas ao sugerir que Delúbio Soares “possa emprestar tal expertise à recuperação de pelo menos parte dos R$ 100 milhões subtraídos dos cofres públicos”. Um dia depois, Suplicy também enviou uma carta ao ministro.

Nela, o senador avalia que Mendes deveria ter “maior reserva”, uma vez que o ministro participou do julgamento do processo do mensalão, realizado no ano passado. “Devo externar que não tenho dúvidas de que, como cidadão, ele tem todo o direito de se expressar sobre essa ou aquela situação da vida política de nosso país. Porém, como juiz da causa que condenou os acusados, caberia a V. Exa. maior reserva”, afirma o senador em trecho da carta, escrita em forma de ofício.

Esta foi a segunda manifestação do ministro sobre as doações. No dia 4 de fevereiro, Gilmar Mendes sugeriu haver indícios de lavagem de dinheiro nas arrecadações. A declaração motivou o PT a interpelar judicialmente o ministro na quinta-feira, 13. No pedido de interpelação cível encaminhado pelo presidente nacional da sigla, Rui Falcão, ao Tribunal de Justiça do Distrito Federal, o PT pede esclarecimentos sobre as manifestações de Mendes, “que atacaram a honra da direção do partido, de seus filiados e simpatizantes”.

Conteúdo (DP)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Presidente faz visita surpresa à igreja Assembleia de Deus e é abençoado pelo Círculo de Oração

Bolsonaro passava por comunidade quando viu igreja aberta e resolveu entrar.

Redação PortalPE10

Publicado

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), fez uma visita surpresa a uma congregação da Assembleia de Deus Ministério de Madureira no bairro Morro da Cruz, em São Sebastião (DF), comunidade perto de Brasília. As informações são do GospelPrime.

Bolsonaro estava passando de moto pelo local quando viu a igreja aberta e resolveu entrar, sendo abençoado por irmãs do Círculo de Oração que estavam presente. O presidente também deu uma rápida saudação para os fiéis antes de deixar o local.

Em sua breve passagem pela congregação, o presidente agradeceu pela recepção e pelas bênçãos, recebendo uma oração das evangélicas presentes.

Na mesma comunidade, o presidente visitou uma casa onde venezuelanas que fugiram do regime socialista de Nicolas Maduro estão abrigadas. Bolsonaro aproveitou para alertar sobre os riscos do Brasil chegar a essa condição, passando a uma ditadura.

Continuar Lendo

Brasil

Empresário que organizou almoço de Bolsonaro com sertanejos está intubado com Covid-19 em hospital

PortalPE10 com informações G1

Publicado

O empresário do ramo artístico Uugton Batista da Silva, amigo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), está sedado e intubado em estado grave com Covid-19 em um hospital de Goiânia. A informação foi confirmada pelo advogado dele, Edemundo Dias.

“A esposa está pedindo corrente de oração pela saúde dele porque o estado é bem complicado. É muito grave. Todos estão preocupados com ele”, ressaltou Dias.
Em 15 de março, o empresário disse em uma rede social que testou positivo para o coronavírus e estava bem. Também pediu orações aos seguidores e amigos. Uugton tem três filhas.

O empresário promoveu encontros entre artistas sertanejos e o presidente Bolsonaro. Em um desses eventos, em 29 de janeiro, cerca de 50 artistas levaram propostas ao presidente para ajudar o setor artístico, que sofre a crise financeira gerada pela pandemia de coronavírus. Os participantes aparecem em fotos sem máscara.

O encontro entre a classe e Bolsonaro aconteceu em uma churrascaria em Brasília e durou cerca de uma hora e meia.

O empresário trabalha há muitos anos no ramo artístico, segundo o advogado, e promove eventos para cantores sertanejos e outras celebridades, como Amado Batista e o jogador de futebol Ronaldinho Gaúcho. Recentemente, ele se filiou ao Partido Trabalhista Brasileiro (PTB).

Continuar Lendo

Brasil

Bolsonaro sobre aumento de mortes: “Não vamos chorar o leite derramado”

Redação PortalPE10

Publicado

Em meio ao aumento dos casos e das mortes por Covid-19 no país, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quarta-feira (7/4) que não adianta “chorar o leite derramado”. Declaração ocorreu em Foz do Iguaçu, durante cerimônia de posse do novo diretor-geral Brasileiro da Itaipu Binacional, General João Francisco Ferreira.

“Não vamos chorar o leite derramado. Estamos passando ainda por uma pandemia que, em parte, é usada politicamente. Não para derrotar o vírus, mas para tentar derrubar o presidente. Todos nós somos responsáveis pelo que acontece no Brasil. Em qual país do mundo não morre gente? Infelizmente, morre gente em tudo que é lugar. Queremos é minimizar esse problema”, apontou.

O chefe do Executivo ainda voltou a defender o tratamento off label do que chama de “tratamento precoce”. Ele relatou fala em Chapecó, por onde passou mais cedo. “Há pouco falei em Chapecó, defendi o direito do médico em, não havendo medicamento específico, que use aquilo que acham que devem usar. O tratamento off label. A imprensa me massacrou dizendo que defendi medicamentos não previstos.O que eu defendi e defendo é o médico na ponta da linha receitar aquilo que ele achar mais conveniente em comum acordo com o paciente”, justificou.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.