Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Dona Irene bota pra torá

Conhecida na internet, potiguar põe bordão na boca do povo

Avatar

Publicado

Para uma plateia de universitários, Dona Irene, 57 anos, confessa: perdeu seu nome pela segunda vez na vida. A primeira já faz um bom tempo. Precisando do registro de nascimento para regularizar alguns documentos, foi a Caraúbas, no Oeste do Rio Grande do Norte, localizar a certidão no cartório onde foi registrada. “Meu filho, reviraram tudo e não acharam nenhuma Maria Irene. Mas no meio dos papéis lá tinha uma Maria Irani, filha da minha mãe e nascida um mês depois de mim. Já pensou a pessoa depois de velha descobrir que seu nome é outro?”, ri. “Para completar, descobri que no registro não tenho o sobrenome de meu pai. Parece até que sou filha de Guaiamum”. 

Um pulo para hoje e as coisas começam a ter uma nova configuração. Agora, Dona Irene quem conta, quando está no Recife já é reconhecida de outra maneira. “No hotel onde fico o povo só me chama de Pra torá. Na rua do mesmo jeito”, explica. 

A nova alcunha, claro, é fruto do comercial que protagoniza. Competindo em popularidade com o sabe de nada, inocente do Compadre Washington, Dona Irene é a senhora do hit publicitário do momento. Anunciando máquinas de lavar, celulares, e os notebooks vendidos pela Eletro Shopping, a moradora mais ilustre da potiguar Mossoró invade os televisores das casas, diariamente, adjetivando os preços baixos com a expressão que hoje lhe serve de epíteto.

Sucesso instantâneo, a incursão de Dona Irene no universo publicitário é bem recente, apesar de já ser conhecida há mais de quatro anos na web. Em novembro do ano passado, foi convidada para anunciar as ofertas da rede de eletros durante a campanha da Black Friday. Bréqui fridai, frai, freide, o comercial mostrava Dona Irene tentando ensinar o público a açuletrar o nome da promoção. Ali, o vídeo fazia uma reprodução do quadro Aulas da Dona Irene, apresentado no programa Keké isso na TV, da TV Mossoró, e também sucesso na internet, com vídeos que ultrapassam, facilmente, a casa dos seis dígitos em visualizações no Youtube. 

Com a repercussão do primeiro comercial, a humorista foi contratada para encabeçar a campanha fixa da empresa. Desde janeiro, é o único rosto dos comerciais. Além disso, o bordão nas ruas comumente passou a ser visto estampado em todo os lugares. Desde o isopor do vendedor de cerveja até em cartazes de torcedores nos estádios. De olho nisso, a Aleixo Comunicação, agência responsável pela campanha da Eletro Shopping, rapidamente patenteou a frase. Mais que isso, ainda assinou um contrato de exclusividade, em vigor desde quinta-feira passada, com a pupila. Até 2015 Dona Irene é a porta voz das ofertas da Eletro Shopping. 

De passagem pelo Recife esta semana, ela e os diretores da agência conversaram com estudantes de comunicação das Faculdades Integradas Barros Melo, em Olinda, para apresentar o case aos alunos. Malcom Hermes, mídia da Aleixo, no auditório, apresentou os resultados da campanha: crescimento de 30% nas vendas em janeiro, se comparado com o mesmo período do ano passado. Bingo!

HISTÓRIA – Casada e mãe de três filhos, Dona Irene caiu na rede por acaso. Kerginaldo Bezerra, um de seus filhos, juntava-se em casa com o amigo Jedson Leandro para gravarem – na época, com uma câmera de 7 MP – esquetes de humor. Nesse período, Irene, que trabalhava como auxiliar de serviços gerais em um hospital na periferia de Mossoró, estava afastada do trabalho e passava os dias em casa. “Eu tava no trabalho e quando deu três horas da tarde – isso numa sexta-feira – senti uma dor na vista. Fui para casa e fiquei três anos sem enxergar nada”, conta ela. Foi assim que, enquanto os amigos gravavam, ela aparecia, sem querer, sempre soltando uma pilhéria na frente da câmera. As aparições rapidamente chamaram atenção dos internautas e logo dona Irene ganhou mais espaço nos vídeos. 

Convidados a levar os números para a TV educativa da cidade, a trupe está, já há quatro anos, apresentando um programa nas tardes de domingo. “Não tem medidor de audiência em Mossoró, mas as pesquisas que são feitas eventualmente dizem que o nosso programa bate o público de Faustão”, conta Kerginaldo, o Keké.

Hoje, depois de recuperar 20% da visão do olho esquerdo, dona Irene comemora a repercussão que o programa tomou. Convidada para aparecer em emissoras de TV País afora, também foi sondada para integrar o casting da Rede Record – convite que recusou para manter o trabalho com a mesma equipe que tem hoje. Acostumada com a fama inesperada, só agora ela pôde comemorar a paz na vida conjugal. “Meu marido não gostava do que a gente fazia, reclamava e dizia que era besteira. Mas agora, ganhando um dinheirinho bom, deixou de reclamar, né?”.(Jc)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Rede Globo cogita Ivete Sangalo para substituir Fausto Silva

Apresentador vai deixar a emissora até o final deste ano.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Após o anúncio da saída de Fausto Silva da Rede Globo, de pois de 32 anos no ar, muitos nomes começaram a ser cotados para substituir o apresentador. De todos os nomes cogitados, o favorito seria o da cantora Ivete Sangalo. As informações são do colunista Fefito, do UOL.

A baiana já possui experiência no comando de atrações televisivas, como o programa Estação Globo. Ivete também foi jurada do The Voice Brasil.

Os outros nomes cogitados pela direção global são Xuxa Meneghel, Eliana e Marcos Mion. Nenhuma decisão foi tomada por enquanto porque a grade de programas da emissora para 2022 ainda não foi fechada.

Uma outra hipótese é que atrações jornalísticas e esportivas ganhem mais espaço aos domingos, tendo outros nomes para assumir a programação dominical.

Continuar Lendo

Brasil

Brasil está entre os 20 países que mais vacinaram contra a Covid

País já vacinou mais de 700 mil pessoas.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Aluísio Moreira/SEI)

Apesar da pandemia de Covid-19 forte, o Brasil segue avançando no combate à doença. E até esta terça-feira (26), o país já vacinou mais de 800 mil pessoas contra a doença, o que coloca o Brasil entre os 20 países do mundo que mais imunizaram sua população.

De acordo com dados divulgados pela Universidade de Oxford, o Brasil se encontra em 16º lugar na lista.

Até o momento, o Brasil já vacinou cerca de 0,33% da população. A vacinação no país começou no dia 18.

*Com informações Pleno.News

Continuar Lendo

Brasil

São Paulo confirma três casos de variante da Covid vinda do Amazonas

Nova cepa do vírus surgiu em Manaus em dezembro e vem se disseminando rapidamente pela capital amazonense.

Redação PortalPE10

Publicado

Com 48 horas de infecção, células começam a apresentar prolongamento que pode contribuir com o avanço da Covid; em azul, as partículas virais — Foto: LMMV/IOC/Fiocruz, LVRS/IOC/Fiocruz e Nulam/Inmetro

A Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo confirmou, na terça-feira (26), três casos importados de Covid-19 no Estado causados pela nova variante brasileira do coronavírus, identificada pela primeira vez no Amazonas e que vem sendo apontada como uma das razões para a explosão de casos da doença em Manaus.

Esses são os primeiros registros da nova variante fora do Amazonas. De acordo com a secretaria, a confirmação foi feita por meio de sequenciamento genético feito no Laboratório Estratégico do Instituto Adolfo Lutz, que é referência nacional e vinculado à pasta estadual.

– O vírus foi sequenciado a partir de amostras com resultados positivos de exames processados pelo Centro de Virologia de três pessoas que tiveram Covid-19 e passaram por atendimento em serviços da rede pública de saúde em São Paulo, com histórico de viagem ou residência em Manaus – disse a pasta, em nota.

Segundo estudos feitos por pesquisadores da Universidade de São Paulo (USP) e Fiocruz Amazonas, a cepa teria surgido em Manaus em dezembro e vem se disseminando com rapidez na capital amazonense. A variante, chamada de P.1, tem mutações importantes na proteína spike, responsável por permitir a entrada do patógeno nas células humanas.

A P.1 é derivada de uma das variantes predominantes no país, a B 1.1.28. É provável que ela tenha maior poder de transmissão por causa da mutação N501Y, presente também nas variantes identificadas no Reino Unido e na África do Sul.

– Essas mutações poderiam estar associadas a um maior potencial de transmissão, apesar de ainda não haver comprovação científica de que esta variante seja mais virulenta ou transmissível em comparação a outras previamente identificadas – informou a secretaria.

Outra mutação que causa preocupação é a E484K, já associada em estudos a um potencial de escapar de anticorpos, o que pode favorecer reinfecções e até afetar a eficácia de vacinas. Novas pesquisas estão sendo feitas para determinar se a variante brasileira e as demais são mais contagiosas, letais ou se afetariam o desempenho dos imunizantes.

Os sequenciamentos realizados pelo Lutz foram depositados no banco de dados online e mundial Gisaid (Iniciativa Global de Compartilhamento de Todos os Dados sobre Influenza). De acordo com a secretaria, eles têm alta qualidade e confiabilidade, correspondendo a 99,9% do genoma do vírus.

*Com informações Estadão.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.