Nos siga nas redes sociais

Política

Edson de Souza reassume cargo de prefeito em Brejo da Madre de Deus

Ato ocorreu após uma decisão do relator João Otávio de Noronha, do TSE.

Avatar

Publicado

Foto: Hoje é o diaHoje é o dia, eu posso até ver no seu rosto o sorriso e a alegria, os fogos, a festa.  Trazendo não só a alegria de um, mas de todos que compartilham com o sentimento de justiça e pelo que é certo. Nunca pensei que veríamos uma situação dessas. Foram dias, meses, um ano... de agonia, desespero, raiva, injustiça, medo, revolta... incertezas. Tudo isso misturado ao mesmo tempo, sonhos destruídos, uma cidade devastada. Mas hoje eu não quero falar de tudo isso que vivemos. Não! Hoje eu quero comemorar o certo, o justo, extravasar de felicidade, transpirar a emoção e agradecer a Deus por permitir que eu tenha vivido esse momento.  E reverenciar aquilo que me parece ser uma coisa que deveria ter ficado clara desde o começo, sem precisar de subterfúgios linguísticos ou interpretações imprecisas da hermenêutica jurídica abstrata. Queria apenas ver o respeito a maioria. Com o meu coração na mão, por uma ausência que parecia não ter fim, quantas terças e quintas esperei? Simplesmente porque acreditei realmente naquela máxima que dizia, enquanto há vida, há esperança, e enquanto há esperança de ver a justiça ser feita. Certas vezes me pegava ouvindo aquelas canções de um tempo que parecia tão distante, mas tão verdadeiros, “(...) esperei tanto a tua volta...”.E eis que a esperança virou realidade. Hoje temos tudo de volta, uma alegria sem tamanho invade essa cidade, a benção de Deus recai sobre nós, que nunca deixamos de acreditar que Nele estava nossa fortaleza, pois como é dito em Corintos 13,7 O amor tudo sofre, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. Quem tem o amor dentro de si experimenta sofrimentos mas sabe que alcançará a vitória. E esse amor se mostrou imenso, do tamanho desse Brejo da Madre de Deus, muito maior que a distância e o tempo que nos separaram.Hoje você voltou, para ser abraçado por sua gente, reconhecido pelos que o negavam, reconduzido ao lugar que nunca deveria ter sido tirado. Receba o carinho de seu povo, o abraço verdadeiro da sua gente, o beijo sincero da criança, o agradecimento dos mais velhos e a benção de Deus, que nunca lhe faltou, sempre esteve ao seu lado lhe protegendo em sua batalha. Agora estás de volta, como o prometido. Queremos agora matar a saudade, viver o momento e nos embriagarmos na emoção. Voltemos ao passado, mas com um futuro diferente, construído num presente justo e merecido. Seja bem vindo de volta, Dr. Edson.

José Edson de Souza (PTB) reassumiu o cargo de prefeito em Brejo da Madre de Deus, no Agreste de Pernambuco. A informação é do Fórum Eleitoral do município. O ato ocorreu após uma decisão do relator João Otávio de Noronha, do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

José Edson havia sido eleito prefeito em 2012, mas teve o diploma cassado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE-PE), em 16 de abril de 2013. Ele foi condenado por utilizar veículos da prefeitura para o transporte de pessoas a uma festa junina, onde também havia estandes que exibiam a logomarca do executivo municipal. O evento foi realizado em período eleitoral, ainda durante a primeira gestão do ex-prefeito.

Quem estava no poder executivo era Roberto Asfora (PSDB), após uma eleição suplementar realizada em 7 de julho de 2013. A decisão cabe recurso no TSE e já há um registro no sistema do Tribunal. O processo pode ser acompanhado no site do TSE, com o número 134333.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Eleitor que não votou no primeiro turno tem até quinta-feira para justificar voto

Justificativa para não votar deve ser feita pelo aplicativo e-Título. Para quem faltou no segundo turno, prazo vence em 28 de janeiro.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Aldo V. Silva / Arquivo JCS)

(Foto: Aldo V. Silva / Arquivo JCS)

Os eleitores que não votaram no primeiro turno das Eleições 2020 têm até 14 de janeiro para justificar a ausência para a Justiça Eleitoral.

Neste ano, por conta da pandemia, a justificativa deve ser feita pelo aplicativo e-Título ou por meio do Sistema Justifica. No caso de ausência no segundo turno, o prazo expira em 28 de janeiro.

Segundo o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), caso o eleitor não tenha smartphone ou acesso à internet, o processo pode ser feito, excepcionalmente, em qualquer seção eleitoral.

É possível justificar ausência em qualquer local de votação do país no dia da eleição e em postos da Justiça Eleitoral até 60 dias após cada turno. Caso o eleitor esteja fora do país, o cidadão tem até 30 dias contados da data de retorno ao Brasil.

A justificativa é válida somente para o turno ao qual o eleitor não compareceu. Assim, se ele deixou de votar no 1º e no 2º turno, terá que justificar a ausência em ambos, separadamente.

Prazos para justificativa

1º turno: 14 de janeiro.
2º turno: 28 de janeiro.
Download do e-Título
Android
iOS

Multa e consequências

O eleitor que não justificar a ausência dentro do prazo estipulado pelo TSE terá que pagar multa para regularizar a situação. A multa é de R$ 3,50 por turno.

Enquanto estiver em débito com a Justiça Eleitoral, ele não pode, por exemplo, tirar ou renovar passaporte, receber salário ou proventos de função em emprego público, prestar concurso público e renovar matrícula em estabelecimento de ensino oficial ou fiscalizado pelo governo – entre outras consequências.

Aquele eleitor que não votar por três eleições seguidas, não justificar nem quitar a multa devida terá sua inscrição cancelada. A regra não vale para eleitores que não são obrigados a votar, como analfabetos, maiores de 16 e menores de 18, e maiores de 70 anos.

Continuar Lendo

Entretenimento

Carlos Villagrán, o “Kiko” de Chaves, se candidata a governador no México

No próximo dia 6 de junho de 2021, o México realiza eleições que definiram uma série de cargos de nível federal e local.

Redação PortalPE10

Publicado

Carlos Villagrán (Foto: Reprodução)

O ator Carlos Villagrán, mais conhecido como o Kiko, do seriado Chaves, anunciou sua tentativa de entrar no mundo da política, tornando-se pré-candidato a governador e também à prefeitura em Querétaro, no México.

No próximo dia 6 de junho de 2021, o México realiza eleições que definiram uma série de cargos de nível federal e local, variando de quantidade de acordo com cada estado. O Partido Querétaro Independiente, ao qual Villagrán se filiou, deve decidir os candidatos finais até o próximo dia 8 de fevereiro.

“Depois de 50 anos fazendo as pessoas rirem, me encontro em outra plataforma, que me traz uma tremenda honra”, afirmou o ator durante coletiva de imprensa, segundo edição local da Forbes.

Em entrevista ao site ADN Informativo no último dia 8 de janeiro Connie Herrera Martínez, presidente do partido, comentou a candidatura de Kiko.

“Alguns tem lhe criticado muito por ser um ator, porém o homem é um extraordinário estudioso, comprometido, e sua profissão não implica que não tenha um conhecimento sólido a respeito das necessidades”, avaliou.

Recentemente, no último mês de abril, Carlos Villagrán chamou atenção por um discurso conspiracionista dado em entrevista à TV mexicana, em que chegou a alegar que “a covid-19 não existe”.

*Com informações Exame.

Continuar Lendo

Brasil

Ex-prefeita de Novo Lino é acusada de calote milionário em aposentados

Redação PortalPE10

Publicado


A Procuradoria-Geral de Justiça acatou a denúncia de um suposto calote milionário aos cofres do Fundo de Aposentados e Pensões da cidade de Novo Lino.

A denúncia foi publicada na manhã desta quarta-feira (06/01) no Diário Oficial do Ministério Público de Alagoas (MP-AL). De acordo com o documento, o dossiê encaminhado a PG está sendo analisado.

Trata-se de uma denúncia contra a ex-prefeita do município, Luciene Maria Ferreira (PSDB-AL), a Lucia de Vasco, que não realizava os repasses previdenciários mensalmente, como é exigido por lei.

Os levantamentos descritos na denúncia mostram que, apenas em 2017, o rombo aos cofres ocasionados pela falta do repasse dos valores chegou a R$ 771.966,92, e os números só cresceram desde então.

Em 2018, por exemplo, o valor chegou a R$ 865.963,09. e em 2019, R$ 278.827,03. Já no ano passado, o salto total do devedor chegou a R$ 977.570,62. O débito chega a mais de R$ 2,8 milhões.

Início da gestão:

A gestão de Lucia de Vasco teve início conturbado devido à oposição apresentar um documento pedindo que sua candidatura fosse inelegível apontando que ela (Lucia) seria analfabeta.

Na época, a prefeita eleita no município foi submetida a um teste de escolaridade, que mesmo com os resultados considerados “péssimos”, conseguiu comprovar que sabia ler e escrever.

Os resultados do exame fiz com que o Tribunal Regional Eleitoral de Alagoas (TRE-AL) optasse por manter seu mandato como prefeita da cidade de Novo Lino.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.