Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Em Catende moradores reclamam de falta de pavimentação no distrito de Roçadinho

O prefeito já prometeu realizar obras aqui porém as obras nunca começaram. “Ficou só no papel”, declarou.

Avatar

Publicado

O distrito de Roçadinho que pertence a cidade de Catende na Mata Sul, existe há mais de 30 anos, apesar disso nenhuma das ruas possui calçamento, é o que denuncia o estudante Luiz  da comunidade.Além da ausência de pavimentação, os moradores reclamam da existência de buracos nas vias e falta de segurança no distrito.

Segundo o estudante, existe pessoas idosas e doentes e que precisam transita pela principal rua do distrito. O prefeito já prometeu realizar obras aqui porém as obras nunca começaram. “Ficou só no papel”, declarou. De acordo com estudante, no período das chuvas outro problema deixa os moradores alertas. “Além das ruas estarem esburacadas, a água da chuva leva areia para as bocas de lobo”, afirmou o estudante  no futuro o acúmulo de terra pode levar a uma obstrução no sistema de esgoto do bairro.

Segundo a estudante a falta de calçamento não é exclusividade da rua onde mora.“Outras ruas sofrem bastante, junta muita água na época das chuvas ,Rua do Conselho, Rua do Apontador, Rua da Rodagem, Rua da Linha, Rua da Quadra entre outras ruas” O estudante enviou um vídeo para nossa equipe e mostra a situação das ruas no distrito(assista a abaixo)

O estudante informa que a Prefeitura de Catende foi beneficiada pelo PAC 2 do Governo Federal e recebeu maquinas que poderiam ser patroladas. As maquinas poderiam ser usadas para nivelar o chão batido. A assessoria de comunicação da Secretaria de Infraestrutura de Catende não informou se existe previsão para o início das obras de pavimentação no distrito.


Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Pernambuco ultrapassa a marca de 10 mil mortes provocadas pela Covid-19

Dados foram divulgados no boletim deste domingo (17). Segundo o governo, nas últimas 24 horas, foram confirmados mais 482 casos do novo coronavírus e 27 óbitos.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

No dia em que o Brasil teve a aprovação de uso emergencial de duas vacinas contra a Covid-19, Pernambuco ultrapassou, neste domingo (17), a marca de 10 mil mortes provocadas pela doença. Os dados estão no boletim divulgado pela Secretaria Estadual de saúde (SES). Nas últimas 24 horas, de acordo com o boletim, foram confirmados 482 casos e 27 óbitos.

As mortes confirmadas neste domingo ocorreram entre o dia 9 de junho de 2020, sete meses atrás, e a sexta-feira (15). Segundo o governo, desde o início da pandemia, em março Pernambuco registrou 241.087 casos do novo coronavírus e 10.020 óbitos.

Do total de novos casos, 50 (10,5%) são de Síndrome Respiratória Aguda Grave (Srag) e 432 (89,6%) são leves. Dos 241.087 casos confirmados desde o início da pandemia, 30.310 são graves e 210.777, leves. Há ocorrências em todos os 184 municípios pernambucanos e no arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 205.719 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.770 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 186.949 eram casos leves.

Mortes

Foram confirmadas, neste domingo, as mortes por Covid-19 de 14 homens e 13 mulheres. As novas mortes são de moradores de Abreu e Lima (1), Afrânio (1), Carpina (1), Caruaru (1), Itapissuma (1), Jaboatão dos Guararapes (3), Limoeiro (1), Recife (17) e Vitória de Santo Antão (1). Com isso, o Estado totaliza 10.020 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 34 e 96 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (2), 40 a 49 (1), 50 a 59 (2), 60 a 69 (4), 70 a 79 (9) e 80 ou mais (9).

Do total, 24 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (18), diabetes (9), doença renal (5), obesidade (4), doença respiratória (2), hipertensão (1), histórico de tabagismo (1) e doença de Alzheimer (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Os demais estão em investigação.

Ocupação de leitos

A ocupação de leitos dedicados à Covid-19, em Pernambuco, neste domingo, está em 77%, sendo 86% das unidades de terapia intensiva (UTIs) e 66% das enfermarias.

Testagem

Desde março, foram realizados 1.019.538 testes para detecção do novo coronavírus em Pernambuco.

Continuar Lendo

Cotidiano

Pernambuco receberá cerca de 270 mil doses da vacina contra a Covid-19 no primeiro lote

O primeiro lote irá garantir as duas doses da imunização para 129 mil pessoas entre profissionais de saúde, idosos acima de 60 anos que vivem em asilos e indígenas aldeados.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

O Governo do Estado anunciou, neste domingo (17), que Pernambuco receberá 270 mil doses da vacina CoronaVac, oriunda do primeiro lote disponibilizado no Brasil. A expectativa é que, das 4,3 milhões de doses que serão compartilhadas entre os estados brasileiros, esse montante (270 mil) seja destinado para Pernambuco.

O governador Paulo Câmara vai acompanhar do Recife a cerimônia de entrega das primeira doses da vacina contra a Covid-19, marcada para o início da manhã desta segunda-feira (17), em São Paulo.

O Gabinete de Enfrentamento ao Novo Coronavírus estará mobilizado a partir das 7h, no Palácio do Campo das Princesas, para coordenar o início da imunização em Pernambuco.

O primeiro lote irá garantir as duas doses da imunização para 129 mil pessoas entre profissionais de saúde, idosos acima de 60 anos que vivem em asilos e indígenas aldeados.

*Com informações Portal Folha de Pernambuco

Continuar Lendo

Brasil

Vacinação no Brasil vai começar na quarta às 10h, diz ministro da Saúde

Distribuição a todos os estados será iniciada na segunda-feira (18/1), às 7h, com aviões da FAB.

Redação PortalPE10

Publicado

O ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, afirmou neste domingo (17/1) que a vacinação contra a Covid-19 vai começar na próxima quarta-feira (20/1), em todo o país. Segundo ele, esse tempo entre a distribuição e a aplicação é necessário para que os estados se organizem e iniciem a imunização de forma simultânea.

“Esse tempo de um dia e meio é a logística do estado”, afirmou.

“Volto a dizer: não podemos, em hipótese alguma, relaxar as medidas preventivas: uso de máscaras, álcool em gel na mão, o distanciamento social, aglomerações e todas as medidas que a gente já conhece”, frisou o ministro.

O ministro frisou que a autorização para uso emergencial da Coronavac é para as 6 milhões de doses importadas.

“O Butantan ainda tem que pedir e comprovar as suas ações para conseguir autorização de uso emergencial para as doses produzidas no Brasil. Deve acontecer nos próximos dias”, afirmou.

Estarão disponíveis, neste primeiro momento, 6 milhões de doses da vacina Coronavac. Como são necessárias duas doses do imunizante, 3 milhões de brasileiros serão vacinados.

Para aplicação da segunda dose, a previsão é de um intervalo de entre 14 e 28 dias após a aplicação da primeira dose.

“Vamos atingir os objetivos de cada vacina, no caso do Butantan, em mais de 40 dias depois da primeira dose”, disse o ministro.

*Com informações Metrópoles

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.