Nos siga nas redes sociais

Política

Em Palmares Marília Arraes realiza primeiro ato público na campanha de Armando

A vereadora Marília Arraes afirmou ter ficado muito feliz com o fato da sua primeira agenda pública ter sido em Palmares

Publicado

unnamed

Depois de abandonar o barco socialista, a vereadora do Recife, Marília Arraes, participou, nesta terça-feira (29), em Palmares, do seu primeiro ato público na campanha do candidato a governador Armando Monteiro da Coligação Pernambuco Vai Mais Longe.

A vereadora Marília Arraes afirmou ter ficado muito feliz com o fato da sua primeira agenda pública na campanha ter sido no município.

“Percorri lugares, por onde passei toda a minha vida. Fomos muito bem recebidos por amigos como o ex-prefeito de Palmares, Chiquinho, e o presidente da Câmara dos Vereadores, Luciano Júnior. Isso, para mim, mostra que estamos no caminho certo e que Pernambuco Vai Mais Longe”, disse.

Marília Arraes oficializou apoio à coligação Pernambuco Vai Mais Longe no dia 18 de julho. A vereadora do Recife estava vestida com uma camisa vermelha, cor usada pelo Partido dos Trabalhadores.

Em Palmares, Marília Arraes articulou um encontro de Armando Monteiro com o ex-prefeito Chiquinho (PSB) e com o presidente da Câmara Municipal, o vereador Luciano Júnior (PCdoB), neto do socialista. O ex-prefeito governou o município por duas gestões.

“Fiquei feliz de o primeiro evento que participei com Armando ser aqui em Palmares, principalmente porque eu vim aos mesmos lugares que eu sempre vim durante toda a minha vida. Isso significa que a gente está do lado certo, no caminho certo. E Pernambuco tem muito a ganhar votando nesse projeto que é representado por Armando”, enalteceu a socialista.

unnamed

O candidato a vice-governador na coligação Pernambuco Vai Mais Longe, o deputado federal Paulo Rubem, também participou da agenda.

A vereadora Marília Arraes garantiu que seu engajamento será total na campanha de Armando. “Estou completamente engajada na campanha do Recife e no que eu puder ajudar no interior. O que eu puder fazer para contribuir com a campanha de Armando vou me dedicar integralmente para isso”, afirmou.

Na sequência, o grupo seguiu para as ruas do centro da cidade, onde militantes acompanharam a movimentação da campanha em caminhada pelo comércio local.

O candidato a governador cumprimentou as pessoas e foi bem recebido.

Armando iniciou o discurso na escadaria da Praça Paulo Paranhos, agradecendo a presença de todos e destacou a força e a solidariedade recebidas pela vereadora Marília Arraes. Em seguida, falou sobre o seu compromisso com a Mata Sul.

“Durante muito tempo, Pernambuco extraiu as riquezas dessa região com o cultivo da cana de açúcar. O nosso Estado tem uma dívida com a Mata Sul e vamos soerguer essa área, atraindo fábricas para gerar empregos e terminando a reconstrução concluindo os colégios que a cheia de 2010 acabou e as casas que Dilma (Rousseff) enviou verba dentro do Minha Casa, Minha Vida”, declarou.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa, diz Bolsonaro sobre isolamento na pandemia

Publicado

Em conversa com apoiadores na manhã desta segunda-feira (17), o presidente Jair Bolsonaro chamou de “idiotas” as pessoas que ficam em casa ao obedecer medidas restritivas para evitar a disseminação do coronavírus.

Bolsonaro também enalteceu o agronegócio, que o homenageou em um ato na Esplanada dos Ministérios no sábado (15). Ele disse que o homem do campo não parou durante a pandemia e, assim, garantiu alimentos para quem deixou de sair às ruas.

“O agro realmente não parou. Tem uns idiotas aí, o ‘fique em casa’. Tem alguns idiotas que até hoje ficam em casa. Se o campo tivesse ficado em casa, esse cara tinha morrido de fome, esse idiota tinha morrido de fome. Daí, ficam reclamando de tudo”, disse Bolsonaro.

O isolamento é considerada a medida mais efetiva para frear o avanço da Covid-19, uma vez que o coronavírus é transmitido quando se entra em contato com secreções de outras pessoas contaminadas, como espirros ou mesmo como partículas de saliva comuns quando outras pessoas falam.

Junto do isolamento, outra maneira eficiente de conter a doença é o uso de máscaras, que servem justamente como uma barreira para essas gotículas de saliva.

Continuar Lendo

Brasil

Datafolha: 49% apoiam impeachment de Bolsonaro, e 46% se dizem contrários

Publicado

A parcela da população que apoia o impeachment do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) aparece pela primeira vez numericamente à frente dos contrários ao afastamento, de acordo com pesquisa Datafolha. São favoráveis ao processo 49% dos entrevistados ouvidos pelo instituto, ante 46% que se dizem contrários à saída dele do cargo dessa forma.

Os índices representam um empate técnico dentro da margem de erro e praticamente se inverteram em relação a março deste ano, quando 50% afirmavam se opor ao impeachment, ante 46% que se declararam a favor. O Datafolha entrevistou presencialmente 2.071 pessoas em todo o Brasil na terça (11) e na quarta (12). A margem de erro é de dois pontos percentuais, para mais ou para menos, com nível de confiança de 95%.

A tendência detectada em relação ao impeachment reflete os números negativos para Bolsonaro apontados em outros pontos da pesquisa feita nesta semana.

O presidente, por exemplo, atingiu sua pior avaliação no mandato nos levantamentos do Datafolha e apareceu muito atrás de seu principal adversário na corrida eleitoral para 2022, o ex-presidente Lula, do PT.

Avaliam o governo Bolsonaro como ótimo ou bom 24% dos entrevistados, queda de seis pontos percentuais em relação a dois meses atrás.

Continuar Lendo

Brasil

Atrás de Lula no Datafolha, Bolsonaro diz que petista só ganha eleição na fraude em 2022

Publicado

O presidente Jair Bolsonaro voltou nesta sexta-feira (14) a colocar o sistema eleitoral brasileiro em xeque, defendeu a aprovação do voto impresso e afirmou que o ex-presidente Lula (PT) só ganhará as eleições de 2022 na fraude.

“Um bandido foi posto em liberdade, foi tornado elegível, no meu entender para ser presidente. Na fraude. Ele só ganha na fraude no ano que vem”, disse Bolsonaro em Terenos (MS), onde participou de um ato para a entrega de títulos de posse de terra.

As declarações do presidente foram feitas dois dias após a divulgação da pesquisa Datafolha que apontou o ex-presidente Lula liderando a corrida eleitoral do próximo ano.

Segundo o Datafolha, Lula tem 41% das intenções de voto no primeiro turno, contra 23% de Bolsonaro. No segundo turno, Lula venceria Bolsonaro por 55% a 32%, desempenho puxado sobretudo pelas intenções de voto no Nordeste. A pesquisa ainda apontou queda de popularidade do presidente.

Em um segundo pelotão, embolados, aparecem o ex-ministro da Justiça Sergio Moro (sem partido), com 7%, o ex-ministro da Integração Ciro Gomes (PDT), com 6%, o apresentador Luciano Huck (sem partido), com 4%, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), que obtém 3%, e, empatados com 2%, o ex-ministro da Saúde Luiz Henrique Mandetta (DEM) e o empresário João Amoêdo (Novo).

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.