Nos siga nas redes sociais

Política

Em Recife,Lula diz que há uma ‘trama’ jurídica para que ele não seja candidato

Ao lado de Dilma, Lula ainda ironizou a falta de apoio popular de Temer e o desafiou a ir à ruas.

Avatar

Publicado

A imagem pode conter: 3 pessoas, pessoas em pé, chapéu e atividades ao ar livre

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva afirmou na noite desta sexta-feira (25), em discurso no Recife, que existe uma “trama”, uma “coisa jurídica” para impedir sua candidatura em 2018.

“Não estou reivindicando nada, não temos eleições este ano. Mas tudo que leio, tudo que ouço é que eles estão tentando uma trama qualquer, uma coisa jurídica qualquer para impedir que o Lula volte; senão, não teria sentido ter dado um golpe na Dilma e depois de dois anos anos voltar”, afirmou.

A declaração de Lula veio no mesmo dia em que a Folha mostrou que o trâmite de chegada do recurso da condenação do juiz Sergio Moro contra o ex-presidente foi o mais rápido de toda a Lava Jato.

“Se esses cidadãos que estão me julgando acharem um real na minha conta roubado, eu venho aqui pedir desculpas a vocês”, declarou Lula.

O petista ainda desafiou que o Judiciário barre sua candidatura, caso ela tenha apoio popular. “Quero que saibam uma coisa: eu já fui presidente, e quero que eles saibam que quem vai decidir [se sou candidato] é o povo brasileiro. Eu conto pra todo mundo: quem nasceu no Nordeste como eu nasci e não morri de fome até os cinco anos não tem que ter preocupação com nada. Quero que o povo seja respeitado”, afirmou.

Lula voltou a repetir que, se for realmente candidato, irá “para ganhar”. “E ganhando eles sabem que não só sei governar, mas cuidar do povo desse país”, afirmou.

Ao lado de Dilma, Lula ainda ironizou a falta de apoio popular de Temer e o desafiou a ir à ruas. “O Temer está no lugar dessa daqui. Mas eu duvido que ele tenha coragem de fazer um ato como esses daqui, porque só fala com o povo quem gosta do povo”, disse.

Mais cedo, em Ipojuca (no Grande Recife), Dilma havia comentado o caso. “Eles farão um enorme esforço que não mude essa situação [de destruição das conquistas petistas]. Um desses esforços vai ser usar sempre dois pesos, duas medidas. Eles tentarão impedir que nós ganhemos a eleição outra vez, que nós ganhemos com o presidente Lula. Mas nós temos de resistir”, disse.

O ato em Ipojuca também teve ataques de sindicalistas à Lava Jato, que seria a responsável pelo desemprego no país.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

‘Virei boiola, igual maranhense’, diz Bolsonaro no Maranhão após beber refrigerante rosa

Presidente fez piada homofóbica ao tomar guaraná Jesus durante visita para entrega de obras no estado

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

O presidente Jair Bolsonaro cumprimenta apoiadores nesta quinta-feira (29) em sua primeira visita ao Maranhão – Alan Santos/Presidência da República

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) fez uma piada preconceituosa nesta quinta-feira (29) em sua primeira visita oficial ao Maranhão.

Enquanto se encaminhava para o segundo compromisso do dia, saindo da capital São Luís rumo à cidade de Imperatriz, Bolsonaro brincou de forma homofóbica após beber um copo do guaraná Jesus, bebida típica do estado.

Em meio a uma grande aglomeração de pessoas e sem usar máscara, o presidente se divertiu com a cor rosa da bebida. Logo após beber os primeiros goles, ele começou a fazer piadas com as pessoas próximas enquanto sua equipe fazia uma transmissão ao vivo em suas redes sociais.

“Agora eu virei boiola. Igual maranhense, é isso?”, disse o presidente entre risos. “Guaraná cor-de-rosa do Maranhão aí, quem toma esse guaraná aqui vira maranhense”, emendou depois Bolsonaro, mostrando a bebida.

Entre muitas selfies com apoiadores, quase todos também sem máscaras, o presidente ainda voltou a insistir na piada pouco depois. “Guaraná cor-de-rosa. Fod…, fod…”, disse.

Em São Luís, Bolsonaro chegou na manhã desta quinta-feira provocando aglomerações e ignorou as medidas de prevenção à contaminação pelo novo coronavírus. O presidente participou na capital maranhense da inauguração de um trecho da rodovia BR-135.

No início da tarde, ele se encaminhou para Imperatriz, onde tem agenda programada para realizar mais entregas de obras.

Na visita ao Maranhão, Bolsonaro foi acompanhado de vários ministros, entre eles Fábio Faria (Comunicações), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo).

Desde a chegada a São Luís, Fábio Faria fez registros da interação de Bolsonaro com apoiadores. No caminho para Imperatriz, o ministro divulgou que o presidente fez uma parada surpresa em Bacabeira (MA). Novamente, as pessoas se aglomeraram em volta de Bolsonaro, quase todas sem máscaras.

Continuar Lendo

Brasil

Rompidos desde 2018, Lula e Ciro Gomes fazem as pazes depois de conversa em São Paulo

Gesto entre os dois políticos é sinal de reaproximação de partidos de esquerda mirando a sucessão do presidente Jair Bolsonaro

Marcelo Passos

Publicado

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e o ex-ministro Ciro Gomes (PDT) ensaiaram uma reaproximação em encontro ocorrido em setembro, na sede do Instituto Lula, em São Paulo.

Afastados desde as eleições de 2018, quando fracassou a tentativa de acordo eleitoral para a Presidência, os dois falaram da necessidade de união da esquerda após a vitória do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), mas não chegaram a traçar planos conjuntos para as eleições de 2022.

A reunião foi Revelada pelo jornal O Globo. O encontro foi intermediado pelo governador do Ceará, Camilo Santana (PT), então preocupado com o clima entre os dois partidos no estado.

O governador petista defende um pacto de não-agressão no Ceará, onde PDT e PT são adversários na disputa pela Prefeitura de Fortaleza.

Antes de consumado o encontro, Ciro costumava relatar que se dispunha a conversar a pedido de Camilo, um dos participantes do encontro.

Segundo o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, que acompanhou a negociação à distância, Ciro repetia que Camilo estava muito preocupado com o cenário político.

Continuar Lendo

Palmares

Confira quanto cada candidato à prefeitura de Palmares recebeu para a campanha

Confira os números da prestação de contas

Redação PortalPE10

Publicado

Candidatos a Prefeitura de Palmares nas Eleições 2020. - (Foto: Reprodução/PortalPE10)

Candidatos a Prefeitura de Palmares nas Eleições 2020. – (Foto: Reprodução/PortalPE10)

O site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) disponibiliza diversas informações sobre os candidatos a prefeito e vereador de todos municípios brasileiros. Um desses dados é a prestação de contas, para que os eleitores saibam quanto cada um deles recebeu para a campanha de 2020.

Em Palmares, na Mata Sul de Pernambuco, o candidato que mais recebeu recursos, até esta quinta-feira (29), foi o prefeito Altair Junior (MDB), que concorre à reeleição. Até a última atualização, ela havia recebido R$ 60.000,00

Em segundo lugar está Noé de Enó (DEM), com R$ R$44.500,00 recebidos. O terceiro lugar é de Junior de Beto (PP) que recebeu R$27.000,00, mais atrás vem, Junior Barreto (PTB) que recebeu R$ R$13.800,00; seguido do Alexandre Leão, (PSDB) com R$ R$12.800,00.

O candidato Major Hans-(AVANTE) recebeu R$10.000,00, Milena Melo do (PDT) recebeu R$1.500,00. Os candidatos Agenaldo Lessa (PSD) , Coronel Souza Filho(PSC) não tem valores declarados até está quinta-feira(29) a Justiça Eleitoral

No site do TSE, também é possível consultar a lista de bens declarados, eleições anteriores, propostas de governo, ranking de doadores, entre outros.

 

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.