Nos siga nas redes sociais

Sem categoria

‘Entre Nós’ é drama nacional com jeito de filme argentino

Longa tem elenco formado por atores com amizade entre si,para retratar o processo de amadurecimento de grupo de joven

Avatar

Publicado

Filme Entre Nós busca retratar uma geração

Os atores Carolina Dieckmann, Caio Blat, Maria Ribeiro e Paulinho Vilhena são amigos na vida real. Justamente por isso, foram escalados para o elenco de Entre Nós, que estreia nesta quinta-feira nos cinemas nacionais. Filme de Paulo Morelli (Cidade dos Homens), codirigido por seu filho, Pedro Morelli, o longa se utiliza do vínculo afetivo real que une os atores para retratar o processo de amadurecimento de um grupo de jovens que, abalado por uma tragédia aos vinte e poucos anos, se reencontra uma década depois. O clima no estilo “sexo, drogas e rock n’ roll” é quebrado pela atmosfera melancólica, permeada por muitos (até demais) momentos de introspecção.

O drama geracional reúne algumas boas atuações, outras nem tanto, porém o elenco variado não compromete seriamente o andamento do enredo, louvável, aliás, por se diferenciar da atual safra de comédias milionárias que loteiam o cinema nacional. Segundo o diretor, o longa mira no estilo reflexivo e ancorado em tipos complexos, que marca a cinematografia argentina. “Não me vejo retratada no cinema brasileiro”, diz Maria Ribeiro, casada com Caio Blat, que interpreta Silvana, a líder da turma.

“Somos amigos há mais de dez anos e nossa intimidade e carinho transbordam da tela. Todo mundo teve uma turma como essa e se lembra dela ao ver o filme”, diz Blat. O ator protagoniza o filme no papel do escritor Felipe, que conquista o sucesso na carreira às custas de uma tragédia pessoal. Carolina Dieckmann interpreta Lúcia, casada com Felipe e ex-namorada do tímido Gus (Paulinho Vilhena). 

O enredo conta a história de uma turma que passa o fim de semana em uma casa de campo na Serra da Mantiqueira. Durante uma tarde de bebedeira, Felipe e Rafa (Lee Taylor) pegam o carro para buscar mais bebida e acontece um grave acidente. Antes disso, os amigos escrevem cartas para si mesmos e as enterram para ser abertas após dez anos. O conteúdo dessas cartas pauta o reencontro cheio de importantes revelações sobre o passado.

Com muitas improvisações, as falas correm soltas em muitas cenas. Em uma das principais, quando os amigos voltam a se encontrar na mesma casa de campo, há menções sobre o momento político de 2002 e o personagem Cazé (Julio Andrade), um crítico de literatura, canta o famoso jingle Lula Lá, que marcou a vitória de Luiz Inácio Lula da Silva nas urnas. A conversa gira também em torno da Copa do Mundo daquele ano, vencida pelo Brasil. Entre Nós se propõe a fazer um recorte no tempo para ressaltar as mudanças que aconteceram no país entre o início das décadas de 1990 e 2000. “Escolhemos esse período porque abarca um tempo de muita esperança que acabou não se concretizando no Brasil”, diz Morelli.

O longa ganhou o prêmio de melhor roteiro no Festival do Rio e representou o Brasil na oitava edição do Festival Internacional de Cinema de Roma, na Itália.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Funcionário da prefeitura de São Bento do Una morre após acidente na PE-180, em Belo Jardim

Servidor público perdeu o controle do carro e colidiu com um caminhão.

Marcelo Passos

Publicado

Servidor público perdeu o controle do carro e colidiu com um caminhão.

Um funcionário público da Prefeitura de São Bento do Una morreu na madrugada da quarta-feira (14) após um acidente na PE-180, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, Sandro José Cavalcante dos Santos, de 40 anos, conduzia um carro quando perdeu o controle do veículo.

O acidente ocorreu em uma lombada, quando a vítima colidiu o veículo na lateral de um caminhão. O servidor público foi socorrido para o hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O motorista do caminhão acionou o Corpo de Bombeiros e permaneceu no local do acidente.

O acidente ocorreu em uma lombada, quando a vítima colidiu o veículo na lateral de um caminhão.

Continuar Lendo

Pernambuco

EventosLAB chega ao Cabo de Santo Agostinho

A ação é gratuita e acontece nesta sexta-feira no Vila Galé Eco Resort.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Francisco Andrade/Divulgação)

(Foto: Francisco Andrade/Divulgação)

O projeto EventosLAB – Prepara Pernambuco desembarca nesta sexta-feira (16), na cidade do Cabo de Santo Agostinho. O evento acontece das 14h às 16h, no auditório do Vila Galé Eco Resort. O projeto do Sebrae-PE, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e da Empetur, mais a Abeoc/PE, o Recife CVB e o Porto de Galinhas CVB, percorre nove destinos, passando por todas as regiões do Estado.

O EventosLAB tem por objetivo trazer à normalidade o setor de eventos, por meio de oficinas voltadas aos empresários do segmento. O intuito é capacitar os profissionais de eventos para a prática dos protocolos sanitários, buscando ainda identificar ajustes e melhorias nos serviços oferecidos, definir padronização, documentar os processos e, sobretudo, motivar a indústria de eventos do Estado.

“Nossa meta é capacitar os produtores de eventos do Cabo e das cidades vizinhas acerca dos novos protocolos, informando o que é necessário para que se tenha um evento de qualidade e que respeite a saúde dos participantes”, comenta o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

O EventosLAB acontece sempre das 14h às 17h e os interessados podem realizar as inscrições gratuitamente pelo site https://www.even3.com.br/eventoslab A próxima edição será nesta terça-feira (20), em Garanhuns.

Continuar Lendo

Sem categoria

Mala apreendida em operação da Policia Federal guardava aproximadamente R$ 500 mil

Mala apreendida em operação da PF guardava aproximadamente R$ 500 mil

Marcelo Passos

Publicado

A mala com dinheiro apreendida nesta quarta-feira, 14, durante a “Operação Seguro-Mamata”, da Polícia Federal (PF), guardava aproximadamente R$ 500 mil. A informação foi passada pelo delegado Leopoldo Lacerda, da PF, em entrevista à TV Pajuçara. O valor exato da quantia será divulgado pela polícia em breve após a recontagem das cédulas.

Operação em AL e outros estados combate fraudes ao Seguro-Desemprego
A ‘Seguro-Mamata’ investiga a organização criminosa que atua desde 2016 em fraudes ao Seguro-Desemprego nos Estados de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo. Segundo a PF, os prejuízos causados pelo esquema criminoso totalizam quase R$ 12 milhões. Uma pessoa foi presa em Alagoas.

FOTOS: Operação Seguro-Mamata, que investiga fraudes no seguro-desemprego

O delegado destacou que a mala com diversas notas de R$ 50 e R$ 100 estava com uma servidora pública no município de Arapiraca. Porém, apesar de ter sido flagrada com a bagagem, a mulher não foi presa pelos agentes. A única prisão aconteceu no município de Boca da Mata e o detido atuava como empresário.

Ainda de acordo com Lacerda, o maior núcleo da organização funcionava em Arapiraca, com ramificações em outros municípios. Entre os integrantes estariam servidores públicos, contadores e empresários. Quarenta mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela PF.

Além do dinheiro, outros materiais recolhidos como documentos, aparelhos eletrônicos, notebooks e pen-drives, foram levados para a sede da PF em Maceió.

Fraudes no seguro-desemprego:Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Palmares

 

A investigação

O inquérito policial foi instaurado há cerca de um ano e meio. A PF informou que foram identificados dezenas de vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes com o objetivo de criar artificiosamente direito ao seguro-desemprego.

Foram 40 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão expedidos pela Justiça Federal em Alagoas sendo cumpridos em dezesseis municípios em Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo, além do afastamento cautelar de 16 servidores públicos.

​​Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de constituição de organização criminosa, inserção de dados falsos em sistemas de informações, peculato e estelionato, cujas penas máximas, se somadas, atingem 37 anos de reclusão.

Os municípios

Os municípios alagoanos onde a ação aconteceu foram Maceió, Anadia, Boca da Mata, Coruripe, União dos Palmares, Arapiraca, São Miguel dos Campos, Palmeira dos Índios, Atalaia, Limoeiro de Anadia, Maribondo.

As outras cidades foram Aracaju, em Sergipe, Palmares, em Pernambuco, e São Paulo, Franco da Rocha e Barueri, no Estado de São Paulo. Com informações TNH1 Alagoas

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.