Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Esta pensando em troca de carro ? Conheça os carros que estão chegando no Brasil

Para quem está pensando em trocar de carro em 2014

Avatar

Publicado

Atualmente o quarto maior mercado de carros no mundo, com mais de 3,7 milhões de unidades vendidas em 2013, o Brasil se torna interessante para qualquer fabricante, por isso todos os anos acompanhamos uma verdadeira enxurrada de novos produtos.

Carros:

No ano passado, o foco dos lançamentos ficou nos veículos populares e segmentos intermediários, com estreias de modelos que já iniciaram suas trajetórias obtendo sucesso de vendas e crítica, como os novos Chevrolet PrismaRenault LoganHyundai HB20SFord New Fiesta nacional, VW Golf VII, entre tantos outros.

Novo Toyota Corolla modelo europeu

A oferta de novos veículos até certo ponto acessíveis em 2014, porém, será menor. Com tantos carros populares lançados em 2013, além da renovação de outros, quase não sobrou novidades para este ano. Os motivos são variados e vão desde a Copa do Mundo no Brasil, que vai “sugar” verbas de publicidade das montadoras, e uma espécie de período de “estiagem”, uma vez que diversas montadoras iniciaram importantes investimentos no País justamente para lançar mais produtos e tecnologias mais adiante.

VW up! decreta o fim do popular “pelado”

Versão alemã VW Up!

O brasileiro não quer mais carros “pelados”. Veículos sem ar condicionado, rádio com conexão Bluetooth, bancos com regulagens, além de itens triviais como conta-giros e desembaçador do vidro traseiro, não têm mais chance no mercado nacional. É preciso um algo a mais nos carros e isso já está acontecendo.

up!, o compacto global da Volkswagen, é o carro que chega para acabar com os carros  “pé de boi”. Com uma plataforma moderna e segura, o carrinho deverá ter recursos para agradar a geração Y, que precisa estar conectada à internet até quando dirige. Com lançamento programado para fevereiro, o modelo da VW será o abre-alas do mercado automotivo em 2014.

Também seguindo uma proposta parecida com a do up!, o novo Renault Sandero promete agradar tanto quanto o Logan 2014, que segue as mesmas especificações de atualização. O visual está mais atraente, assim como o acabamento interno, e o veículo vai adotar uma interessante central multimídia com GPS. O modelo francês deve estrear ainda no primeiro semestre deste ano.

Já a Ford prepara a nova geração do Ka, que agora é carro global. O modelo, que será totalmente repaginado comparado ao modelo atual, deve estrear ainda no primeiro semestre.

Mais um “anti-EcoSport”

Peugeot ainda não bateu o martelo, mas é possível que neste ano chegue ao País o 2008, a variação SUV do 208. Com visual arrojado e interior bem construído, o modelo, como todo carro da marca francesa, vai conquistar pelo charme do design. A parte mecânica deve ser a mesma do compacto, com bloco 1.6 flex. Seu lançamento é aguardado para os últimos meses de 2014.

Também teremos um “EcoSport” de luxo no mercado, o Mercedes-Benz GLA. Primeiro SUV compacto da marca alemã, o modelo é muito parecido com o Classe A nas partes mecânicas e de acabamento interno, mas vai se diferenciar pela suspensão mais alta e a tração integral, que dará ao veículo alguma capacidade off-road. Interessados no carro terão de esperar até o segundo semestre para comprar o carro.

Porsche Macan, o “baby Cayenne”, também é outro SUV interessante que chegará ao Brasil em 2014 (a marca ainda não revela a data de lançamento). O veículo será o modelo mais acessível da marca e certamente deverá atingir novos consumidores.

Ataque asiático

Novo Honda Fit

A turma do oriente também prepara boas novidades para o mercado brasileiro. A Honda terá o novo Fit e City reestilizado e há também boatos sobre a possibilidade de lançar o Civic na versão esportiva Si e até híbrido, ao passo que a Toyota se prepara para avançar uma geração com o Corolla. Já aNissan vai nacionalizar os modelos March e Versa e também poderá lançar o monovolume Note até o final do ano, importado do México.

Esse também desembarca no País a Infiniti, a divisão de luxo da Nissan. O primeiro produto no mercado será o sedã Q50, previsto para o segundo semestre.

Da Coreia do Sul vem a nova geração do Kia Soul e também o luxuoso sedã Quoris, rival do novo Hyundai Genesis, que também será lançado no Brasil.

Mas neste ano, a principal fonte de lançamentos asiáticos é da China. Está programada a estreia de duas novas marcas, a Geely e a Zotye, além de uma série de lançamentos da JAC MotorsChery e Lifan, que vai lançar, por exemplo, o compacto 330, a nova geração do “clone” do Mini Cooper.

Luxo, luxo, luxo!

O segmento de luxo vai ter boas novidades em 2014. Além do Macan, já citado, devem pintar no Brasil máquinas como o Lamborghini Aventador Roadster e a nova Ferrari LaFerrari. Também estão confirmados as estreias do Audi A3 Sedan e o poderoso RS7, além dos novos BMW Série 2Série 4X5 e até o elétrico i3. A Mercedes-Benz também tem um “pacotão” para o mercado nacional, que contém os modelos CLA e GLA e a nova geração do sedã Classe C.

Como se vê, mais uma vez não vai faltar carro novo no Brasil, não importa o gosto ou bolso do consumidor.(Com informações Revista Quatro Rodas)

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Mais de 90 milhões de eleitores já votaram antecipadamente nos EUA

Cifra de votos antecipados indica a chance de votação recorde neste ano.

Marcelo Passos

Publicado

Eleições nos Estados Unidos - (Foto: Jim Watson, Saul Loeb / AFP)

Eleições nos Estados Unidos – (Foto: Jim Watson, Saul Loeb / AFP)

Os EUA atingiram neste sábado (31) a marca de 90 milhões de votos antecipados, de acordo com dados compilados pelo US Elections Project, iniciativa liderada por Michael McDonald, professor da Universidade da Flórida.

A data oficial da eleição presidencial dos Estados Unidos, entre Donald Trump e Joe Biden, é 3 de novembro, e a cifra de votos antecipados indica a chance de votação recorde neste ano.

O número de votos antecipados já ultrapassou, inclusive, metade do total dos votos registrados no pleito de 2016, entre Hillary Clinton e Donald Trump.

Como no país o voto não é obrigatório, convencer as pessoas a sair de casa e participar das eleições é um dos desafios dos candidatos e tema especialmente presente na corrida deste ano.

Na quarta (28), entidades que estimulam a participação dos americanos no processo eleitoral pediram que as pessoas parassem de mandar seus votos por carta, já que os correios estão sobrecarregados, e é possível que nem tudo chegue a tempo para a contagem.

A Suprema Corte, por outro lado, já decidiu que pelo menos na Pensilvânia e na Carolina do Norte serão aceitas cédulas por correio que cheguem dias depois da eleição -respectivamente, até dia 6 e 12 de novembro.

Continuar Lendo

Cotidiano

Baiana está entre as vítimas do atentado em basílica francesa, diz Consulado

Simone Barreto Silva, de 44 anos, nascida em Salvador (BA), morava na França há 30 anos e deixou três filhos.

Marcos Philipe Passos

Publicado

Uma das vítimas do atentado terrorista em basílica francesa, nesta quinta-feira (29), era a nordestina Simone Barreto Silva, de 44 anos, nascida em Salvador (BA). A informação foi divulgada pelo Consulado Geral do Brasil em Paris. O ataque ocorreu na basílica Notre-Dame, no centro da cidade de Nice.

Uma prima da vítima contou à rádio pública francesa RFI que Simone foi ferida a faca e morreu num restaurante quase em frente à catedral, onde tentou se abrigar. Ela estava na França há 30 anos e deixou três filhos.

Um dos proprietários do restaurante onde Simone chegou completamente ensanguentada, Brahim Jelloule, falou à TV France Info, ainda em estado de choque, que esteve em contato com Simone nas sua última hora de vida. Segundo Jelloule, Simone morreu uma hora e meia depois de ter sido ferida. O atentado ocorreu às 9h da França (6h da manhã em Brasília).

“Ela atravessou a rua, toda ensanguentada, e meu irmão e um dos nossos funcionários a resgataram, a colocaram no interior do restaurante, sem entender nada, e ela dizia que havia um homem armado dentro da igreja”, disse.

Segundo a reportagem da TV France, o irmão de Jelloule e o funcionário chegaram a entrar na igreja, mas viram o homem armado com uma faca, foram ameaçados pelo terrorista e saíram correndo para não morrerem também. Foram eles que chamaram a polícia.

O atentado

De acordo com o jornal francês “Le Parisien”, pelo menos uma das vítimas foi degolada pelo agressor, que tentou se esconder em um banheiro dentro da igreja após o ataque. O homem foi baleado e preso pela polícia.

Ainda de acordo com a publicação francesa, o prefeito de Nice, Christian Estrosi, teria afirmado que o homem, enquanto era socorrido, repetia a frase “Allahu Akbar” (“Alá é grande”, em português). Em uma publicação no Twitter, Estrosi comparou o ataque em Nice ao do professor Samuel Paty, morto há 13 dias por um adolescente muçulmano após mostrar caricaturas do profeta Maomé durante uma aula.

“Treze dias depois de Samuel Paty, nosso país não pode mais estar satisfeito com leis de paz para destruir o islamo-fascismo”, escreveu o prefeito de Nice. Em outra publicação, Estrosi afirma que duas pessoas foram mortas dentro da igreja e que Nice “pagou um preço muito alto, como nosso país nos últimos anos”.

Mulher e idosa mortas

De acordo com o jornal “Le Figaro”, as duas vítimas mortas dentro da igreja são uma mulher idosa, que teria sido quase decapitada próximo a uma pia de água benta, e um sacristão da igreja. A terceira vítima teria conseguido fugir e se refugiar em um café, mas foi morta com múltiplas facadas pelo agressor. A publicação também afirma que o agressor seria um jovem de aproximadamente 20 anos, identificado apenas como “Brahim”. Ele teria dito que agiu sozinho.

O ministro do Interior, Gerald Darmanin, convocou uma reunião de crise para acompanhar o caso. Em uma mensagem publicada em sua conta no Twitter, Darmanin disse que uma operação policial estava em curso e que havia conversado com o prefeito da cidade.

O presidente francês, Emmanuel Macron, também participou da reunião de crise, segundo a imprensa francesa. É esperado que Macron vá até Nice ainda na manhã desta quinta-feira para acompanhar a situação pessoalmente.

Histórico de ataques

Desde 2015, a França sofre com sucessivos atentados. Além do ataque à revista Charlie Hebdo, em novembro do mesmo ano, a casa de shows Bataclan, em Paris, foi alvo de um atentado terrorista com cerca de 90 mortos. A ação aconteceu simultaneamente a outros atentados na capital da França, dentre eles explosões nas proximidades de um estádio onde ocorria um jogo entre as seleções francesa e alemã. O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) reivindicou a autoria dos massacres, que totalizaram 130 vítimas.

A cidade de Nice também já foi alvo de um atentado, em 2016. Dezenas de pessoas morreram atropeladas por um caminhão enquanto celebravam o Dia da Bastilha.

Em 2018, três pessoas foram vítimas de um ataque terrorista a um supermercado no sul da França, mais uma vez reivindicado pelo EI.

Continuar Lendo

Cotidiano

Morre Lee Kun-hee, presidente da Samsung

De acordo com comunicado, Lee, que já estava hospitalizado em Seul, passou os últimos momentos ao lado dos familiares, incluindo seu filho Lee Jae-yong — que, com a doença do pai, lidera a Samsung.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

O presidente da empesa de tecnologia Samsung, Lee Kun-hee, morreu aos 78 anos neste domingo (25) (horário local), informou a companhia da Coreia do Sul.

De acordo com comunicado, Lee, que já estava hospitalizado em Seul, passou os últimos momentos ao lado dos familiares, incluindo seu filho Lee Jae-yong — que, com a doença do pai, lidera a Samsung.

Não se sabe a causa da morte. Ele foi hospitalizado em Seul em maio de 2014, quando sofreu ataque cardíaco. Lee, então, recebeu um procedimento para evitar a geração de material tóxico nos vasos sanguíneos ao desacelerar o metabolismo. Na década de 1990, o magnata se recuperou de um câncer pulmonar.

“Todos nós na Samsung vamos celebrar sua memória e somos gratos pela jornada que compartilhamos com ele”, diz o texto.

Crescimento da empresa e problemas na Justiça

Nascido em 1942, Lee ajudou a transformar a pequena empresa de seu pai, Lee Byung-chull, no maior conglomerado sul-coreano. Desde que assumiu a liderança da companhia em 1987, ele acompanhou a transição da Samsung como fabricante de televisores rumo à maior produtora de smartphones e chips de memória.

Com isso, o magnata se tornou o homem mais rico da Coreia do Sul, com fortuna estimada em US$ 20,7 bilhões, segundo a Bloomberg.

Lee também se envolveu em problemas com a Justiça envolvendo pagamentos de propinas a ex-presidentes. Um deles, Lee Myung-bak, que governou a Coreia do Sul entre 2008 e 2013, foi condenado em 2018 a 15 anos de prisão por aceitar US$ 5,4 milhões de propinas da Samsung para conceder perdão ao chefe da empresa por sonegação de impostos.

Um dos filhos de Lee Kun-hee, Lee Jae-yong tomou o controle da empresa sem que o pai deixasse a presidência por causa da doença e também se envolveu em problemas na Justiça. O herdeiro foi condenado em 2017 a 5 anos de prisão por pagamento de propinas a outra ex-presidente, Park Geun-hye, que sofreu impeachment. Ele deixou a prisão no ano seguinte.

As relações de Lee com o poder da Coreia do Sul transformaram a Samsung em uma das maiores impulsionadoras do desenvolvimento econômico do país asiático: sozinha, a empresa de tecnologia responde por 20% do capital na maior bolsa de valores sul-coreana.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.