Nos siga nas redes sociais

Sem categoria

Estudo revela: redes sociais aumentam conflitos entre casais

Quanto maior a atividade dos usuários, maior é a insatisfação no relacionamento

Avatar

Publicado

Nada passa em branco nas redes sociais: uma curtida naquela foto nova de perfil ou um comentário mais gracioso em alguma publicação são suficientes para semear a desconfiança sobre as verdadeiras intenções por trás dos contatos virtuais.

“Quem é aquela pessoa?” e “de onde vocês se conhecem?” são perguntas recorrentes. Com o tempo, ciúmes e insegurança acabam desgastando o relacionamento.

Uma pesquisa divulgada pela Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, concluiu que o Twitter é responsável por potencializar conflitos na relação a dois, facilitando situações de infidelidade e desconfiança, separação e até divórcio – em casos mais extremos. Tudo isso porque, quanto mais ativo é o usuário dessa rede social, mais insatisfeito fica o parceiro, propenso a discutir e monitorar a vida digital do outro.

“Nas redes sociais, você pode passar uma imagem que, na vida real, não é tão verdadeira assim. Desse jeito, é mais fácil começar novas amizades e é isso que acaba incomodando a outra pessoa, principalmente se ela já tiver um histórico de insegurança e desconfiança”, afirma a psicóloga comportamental Fernanda Corrêa, da clínica terapêutica Viva, em Campinas.

A distorção da realidade também é um ponto comum em sites como Facebook, Twitter e Instagram, entre outros. Muitas vezes, um comentário inocente acaba interpretado da maneira errada, motivado pela dúvida em relação ao sentimento do parceiro. Se essas pequenas frustrações não forem discutidas com sinceridade, o problema pode ficar ainda mais grave.

“Saber que o parceiro pode estar em contato com ex-namoradas e outras mulheres, talvez solteiras, é uma coisa que mexe com o temperamento de qualquer um. Mesmo que o casal faça um pacto de não interferir na individualidade do outro, as redes sociais podem acabar envenenando o relacionamento aos poucos”, acredita Margareth Signorelli, terapeuta e coach de relacionamentos. Para a especialista, a melhor solução é evitar a exposição e se distanciar das redes sociais.

Fora da vitrine virtual

 

Valéria Pereira, securitária, e Davide Ferrara, tradutor, estão juntos há quatro anos, mas de um ano para cá resolveram se abster de qualquer rede social – até mesmo do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp. A decisão foi tomada em conjunto, após o casal perceber que a vida digital de cada um estava comprometendo a relação.

“Quando tínhamos Facebook, brigávamos muito por causa de ciúmes e desconfiança, ficávamos monitorando o perfil um do outro para questionar qualquer comentário ou curtida em foto, principalmente se fosse com pessoas desconhecidas”, lembra Valéria. Como nenhum dos dois podia acessar a rede social do trabalho, os dias pareciam mais longos e ansiosos do que o normal.

“Você passa a viver em função daquilo, só esperando o momento de fuçar na vida da pessoa”, afirma ela.

Davide, que é italiano e mora há alguns anos no Brasil, precisou encontrar outra maneira de manter contato com amigos e familiares do outro continente.

“Quando saí do Facebook, acabei perdendo contato com várias pessoas, naturalmente. Mas quem realmente se importa conversa comigo até hoje pelo Skype, sem problema nenhum”, conta ele. Valéria acredita no mesmo.

“Quem é amigo de verdade tem o meu telefone, meu e-mail e o meu endereço, é só me procurar”, diz.

Para ambos, o relacionamento ficou muito mais sereno e feliz depois do isolamento digital, sem tanta cobrança e a necessidade de conhecer todas as pessoas adicionadas no perfil do outro.

“No começo, até deu um pouquinho de saudade, mas acessar as redes sociais é só um hábito. Quando você se acostuma a ficar sem, percebe que a única função delas é para xeretar a vida dos outros, e ninguém precisa disso. Meus relacionamentos hoje têm mais qualidade”, reforça Davide.

Juntar, proibir ou excluir?

Uma opção para quem não quer se livrar de uma vez por todas das redes sociais são as páginas duplas. Apesar de parecer uma boa ideia, a criação de perfis únicos para os casais acaba sendo um desconforto para os amigos, que precisam “adivinhar” quem está logado a cada vez, para evitar gafes ou comentários errados, para os parceiros errados.

“A partir do momento que você precisa proibir o outro de fazer alguma coisa, já é um sinal de que as coisas não vão bem, ou seja, de que a cumplicidade que deveria existir não está sendo colocada em prática. Excluir o Facebook é uma solução temporária, porque você não exclui a dúvida ou a desconfiança”, pondera Fernanda Corrêa.

A vontade de afastar o outro das redes sociais pode indicar problemas mais graves, sejam eles pessoais ou relacionados ao casal, como baixa autoestima e insegurança. Se esses sentimentos são a verdadeira fonte de descontentamento, novas proibições surgirão no futuro e poderão comprometer o relacionamento.

Para a assistente editorial Giovanna Victor, o descontentamento do ex-namorado em relação às atividades dela nas redes, ainda na época do Orkut, foi apenas o primeiro sinal de que as coisas não terminariam bem.

“Ele tinha muito ciúme dos meus amigos homens, e eu, apaixonada, acabei cedendo à pressão psicológica e exclui o meu perfil”, conta ela.

Quando os usuários começaram a migrar para o Facebook, Giovanna continuou fora da rede social, embora o ex tenha criado um novo perfil.

“Acabou não dando certo de qualquer forma, o Facebook só inibia o que já estava destinado a acontecer”, acredita. O relacionamento terminou e restou um pouco de arrependimento por ter estado tanto tempo longe de amigos e familiares nas redes.

“Perdi muita coisa, principalmente por estar no meu primeiro ano de faculdade”.

A melhor saída para evitar esses conflitos é adotar uma postura madura e conversar com o parceiro com sinceridade, expondo as dúvidas e receios em relação à presença nas redes sociais. Respeitar a individualidade do outro, com confiança e segurança, também diminui as discussões.

 

“O casal deve ser parceiro e trabalhar a sintonia e a segurança, sem precisar fazer coisas escondidas. Quando existe cumplicidade, parceria e transparência, não sobra espaço para a dúvida”, aconselha Fernanda Corrêa.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Mutação da Covid-19 fecha fronteiras e acende novo alerta às vésperas do Natal

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação/Getty Imagens)

O alerta veio do Reino Unido, que classificou como “fora de controle” uma variação do novo coronavírus, em uma cepa que indica ser muito mais contagiosa do que a que se disseminava até então no país.

O sinal amarelo provocou uma reação em cadeia, com diversos países anunciando restrições a viajantes oriundos do Reino Unido e de outras nações onde há indicativos ou casos confirmados dessa mutação da Covid-19.

Em solo britânico, o primeiro-ministro Boris Johnson fez um recuo brusco na reabertura do país e anunciou uma série de novas restrições, a fim de conter a disseminação do novo coronavírus.

O primeiro-ministro vinha indicando que iria no sentido contrário, flexibilizando as orientações com a proximidade das festas de final de ano. “Isso agora está se espalhando muito rápido”, alertou Johnson. “É com o coração muito pesado que digo que não podemos continuar com o Natal como planejado.”

Como quase tudo que diz respeito à pandemia, as decisões políticas estão tendo de ser tomadas com o carro andando, quando ainda não se sabe tudo a respeito dos desafios pela frente. Até agora, o panorama é de uma contaminação mais rápida, mas não mais mortal ou imune a uma vacina.

“Existe alguma evidência de que esta cepa pode ser mais infecciosa. Não há evidência de que seja mais mortal e não há evidência de que será mais resistente a uma vacina”, resumiu, em entrevista à analista da CNN Abby Philip, o médico Ashish Jha, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Brown.

Origem e disseminação
Em entrevista à rede britânica BBC nesse domingo (20), a líder técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou que os dados atuais indicam que a nova variante surgiu na Inglaterra, entre o sudeste do país e a capital, Londres.

Maria afirmou que casos de Covid-19 causados pela cepa mais contagiosa foram verificados na Dinamarca, na Holanda e na Austrália. No final do domingo, ao menos um caso já havia sido registrado também na Itália.

O final de semana se encerrou com crescentes anúncios de países impondo restrições de viagem a passageiros oriundos do Reino Unido.

A Holanda adotou uma das restrições mais longas, decidindo que voos oriundos do Reino Unido estarão impedidos de pousar no país até o final de 2020. O governo holandês afirmou que a cepa foi identificada em um paciente, diagnosticado no início de dezembro, e que está investigando se há outros casos.

Continuar Lendo

Sem categoria

Suspeitos de matar adolescente de 13 anos por causa de R$ 10,00 são presos em Caruaru

Os dois suspeitos foram levados para Delegacia de Polícia Civil de Bezerros onde prestam depoimento.

Redação PortalPE10

Publicado

Menina de 13 anos foi encontrada com ferimento no pescoço em Encruzilhada de São João.

Os suspeitos de matar uma adolescente de 13 anos em Encruzilhada de São João, em Bezerros, no Agreste de Pernambuco, foram presos nesta sexta-feira (18), em Caruaru. Segundo a Polícia Civil, um dos homens assumiu que teria matado a menina por causa de R$ 10.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima, que tinha envolvimento com droga, comprou maconha ao suspeito. A polícia está investigando se o outro homem teve participação no crime.

Os dois suspeitos foram levados para Delegacia de Polícia Civil de Bezerros onde prestam depoimento.

Continuar Lendo

Mata Sul

Em São Benedito do Sul, Paulo Câmara entrega restauração da APE-48 e anuncia obra de abastecimento de água

Governador inaugurou o novo acesso, totalmente requalificado, e anunciou obra hídrica que vai eliminar o rodízio de abastecimento no município.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Douglas Fagner/SEI)

SÃO BENEDITO DO SUL – O governador Paulo Câmara esteve, na manhã desta quinta-feira (17.12), neste município da Mata Sul de Pernambuco, onde inaugurou a total restauração da APE-48, com o novo acesso à cidade, e anunciou o projeto de construção da barragem de nível no Riacho Bom Destino, além de uma estação elevatória de água bruta. A ação na rodovia, que contempla um trecho de 3 km de extensão, faz parte do programa Caminhos de Pernambuco, e teve um investimento de cerca de R$ 1 milhão.

“Estamos inaugurando o novo acesso da APE-48. São três quilômetros totalmente recuperados, um pleito da prefeitura. Agora, a gente vai iniciar uma nova etapa de uma obra que também é fundamental, que vai acabar com qualquer tipo de rodízio no abastecimento de água aqui em São Benedito do Sul. Vai haver a licitação e a gente quer, no máximo em março, iniciar a obra, para que no segundo semestre São Benedito já esteja totalmente livre de rodízio. É mais uma obra importante que vai se juntar a tantas outras que temos feito em parceria com o município”, afirmou Paulo Câmara.

Foram realizados na rodovia serviços de limpeza dos dispositivos de drenagem e recapeamento da pista, além da sinalização vertical e horizontal, incluindo tachas luminosas para garantir a segurança na trafegabilidade no período noturno. As obras foram executadas de setembro a novembro deste ano.

A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, destacou o potencial turístico de São Benedito do Sul e afirmou que novo acesso totalmente requalificado vai melhorar ainda mais essa vocação. “Esse investimento de R$ 1 milhão, em que três quilômetros foram totalmente reconstruídos, além da sinalização feita, vai melhorar a vida dos moradores e de quem passa por aqui. O governador também autorizou novos investimentos para retirar o município do rodízio de abastecimento de água. Essa obra vai ser iniciada no primeiro semestre de 2021 e vai ser concluída no segundo semestre”, ressaltou.

O caminhoneiro Alexandro Campos da Silva, de 45 anos, faz o trajeto pela via todos os dias. Para ele, depois da restauração, a estrada ficou bem melhor. “Agora melhorou nosso tempo de viagem, porque tem menos buraco para desviar. Além disso, também melhorou a iluminação e sinalização, então temos mais segurança no caminho”, avaliou.

MAIS ÁGUA – O projeto de construção da barragem de nível no Riacho Bom Destino, anunciado pelo governador, inclui ainda uma estação elevatória de água bruta, com vazão de 19 litros por segundo, a reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA) e a instalação de um macromedidor para controle da vazão de água na ETA. Na prática, será possível eliminar totalmente o rodízio da cidade e as pessoas vão receber água todos os dias, 24 horas por dia. A obra, que terá um investimento de R$ 315 mil, beneficiará cerca de 14 mil habitantes.

O diretor Regional do Interior da Compesa, Mário Heitor, explicou que a captação que era feita no riacho Água Fria sofria um problema de intermitência ao longo do ano. “O rio secava e a gente parava o abastecimento da cidade, que hoje fica 24 horas sem água. Com essa captação agora, no riacho Bom Destino, a gente vai conseguir ter uma continuidade no abastecimento da cidade e beneficiará toda a população de São Benedito do Sul”, disse o gestor, complementando que a obra terá duração de quatro meses, após a licitação.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.