Nos siga nas redes sociais

Pernambuco

Governo de PE aguarda aprovação da Anvisa para vacinar população contra a Covid-19 no estado

Segundo o estado, o governador Paulo Câmara (PSB) afirmou, após reunião com o ministro da Saúde, nesta terça-feira (8), que falta de planejamento ocorrida no início da pandemia não pode se repetir na imunização.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

(Foto: Reprodução)

O governo de Pernambuco informou, nesta terça (8), após reunião no Ministério da Saúde, que mantém a determinação de seguir o Plano Nacional de Imunização (PNI) contra a Covid-19. Além disso, o estado deve iniciar a vacinação após aprovação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Pela manhã, o governador Paulo Câmara (PSB) e outros governadores do país estiveram reunidos com o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, para discutir o Programa Nacional de Imunização.

Em Pernambuco, até esta terça, ainda não havia sido determinada a data do início da vacinação. A Secretaria de Imprensa de Pernambuco informou que o governo voltou a cobrar a implantação do Plano Nacional de Imunização.

A determinação de seguir o plano nacional já havia sido mencionada pelo secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, em uma coletiva de imprensa na quinta-feira (3).

“Tão logo esteja disponível uma vacina aprovada pela Anvisa, que nós estejamos em condições de fazer a aplicação. Nós acreditamos que não vai prevalecer o poder econômico ou qualquer outro tipo de articulação em detrimento do programa nacional de imunizações, respeitando todos os brasileiros que inicialmente tenham necessidade de aplicação”, disse Longo, na ocasião.

Por meio de nota, divulgada após o encontro com o ministro, o governo de Pernambuco informou que, na reunião com Pazuello nesta terça (8), Câmara mencionou a “falta de coordenação nacional do enfrentamento ao coronavírus no início de pandemia” e disse que “isso não pode acontecer de novo com relação às vacinas”.

Antes do encontro, ao ser questionado se os governadores dos estados brasileiros consideram comprar vacina contra a Covid-19 sem registro da Anvisa, mas com aval de agências de outros países, o governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB) apontou que a lei permite.

“Tem que avaliar caso a caso e a própria legislação aprovada esse ano já prevê essas cooperações entre as agências reguladoras no mundo todo. Então, cabe também ao país ter essa condição de unidade”, afirmou.

De acordo com a lei 14.006, publicada no Diário Oficial da União do dia 29 de maio de 2020 e assinada pelo presidente Jair Bolsonaro, há “autorização excepcional e temporária para a importação e distribuição de quaisquer materiais, medicamentos, equipamentos e insumos da área de saúde sujeitos à vigilância sanitária sem registro na Anvisa considerados essenciais para auxiliar no combate à pandemia do coronavírus”.

É preciso, no entanto, que o material tenha registro em pelo menos uma das autoridades estrangeiras como a Food and Drug Administration (FDA), European Medicines Agency (EMA), Pharmaceuticals and Medical Devices Agency (PMDA) e National Medical Products Administration (NMPA).

“Nós precisamos é que haja coordenação nacional, a unidade e ver as oportunidades. Onde tiver vacina que tenha eficácia, que tenha registro, verifique se esse registro está adequado com a normas brasileiras e vamos vacinar a população”, disse o governador de Pernambuco.

Brasil

Policial de Pernambuco é preso suspeito de matar flanelinha em Maceió

Redação PortalPE10

Publicado

Um policial penal, natural de Pernambuco, foi preso, nesta terça-feira (11), suspeito de ter praticado homicídio contra um flanelinha, no bairro da Pajuçara, em Maceió.

Segundo informações da Polícia Civil, o assassinato ocorreu no último dia 7 de abril, em frente a um hotel do bairro.

“A vítima tinha 29 anos e foi morta em plena via pública, mediante disparos de arma de fogo”, frisou a delegada Talita Aquino, da Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Ela afirmou, ainda, que o suspeito alegou, em seu depoimento, que a vítima queria furtar o celular dele.

Continuar Lendo

Pernambuco

Integrantes de quadrilha envolvida em roubo a bancos são presos após troca de tiros com a PRF

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Integrantes de uma quadrilha envolvida em homicídios e roubo a bancos e casas lotéricas foram presos após uma troca de tiros com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) de Alagoas na noite da segunda-feira (10), em Águas Belas, no Agreste de Pernambuco.

De acordo com a PRF, os cinco criminosos, que têm entre 27 e 39 anos, atiraram contra os policiais durante a abordagem ao carro em que o grupo estava, na BR-423. Na troca de tiros, dois dos suspeitos ficaram feridos e foram socorridos, mas um, o de 39 anos, não resistiu aos ferimentos, conforme informou a polícia.

“Durante a troca de tiros, o motorista do veículo, de 36 anos, ficou no acostamento e alegou ser um refém dos envolvidos”, no entanto, os policiais descobriram que o suposto refém fazia parte da quadrilha e era irmão de um dos integrantes, segundo a PRF.

“Depois de algum tempo, policiais civis em diligências no local encontraram mais um ferido e o encaminharam para o hospital. Ele tinha 33 anos e foi identificado com uma vasta ficha criminal, sendo que um desses crimes foi por ter assassinado um Sargento reformado da PM de Pernambuco no ano de 2018”, de acordo com a polícia.

A equipe da PRF estava no hospital quando recebeu informações que, próximo ao local dos disparos, um dos envolvidos estaria mantendo reféns em uma residência. Os policiais conseguiram prender o suspeito de 27 anos, que também integrava o grupo criminoso.

Dentro do veículo foram encontradas uma pistola calibre .40, uma espingarda e 19 munições. Dos cinco criminosos, dois ficaram feridos na troca de tiros e foram socorridos, mas um não resistiu aos ferimentos; dois foram presos; e um está foragido. O caso será investigado pela Polícia Civil.

Continuar Lendo

Cotidiano

Pernambuco recebe nova remessa da vacina da Pfizer contra a Covid-19

Doses serão destinadas aos municípios de Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Recife.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Heudes Regis/SEI)

O segundo lote de vacinas da Pfizer/BioNTech foi recebido por Pernambuco às 20h45 desta segunda-feira (10.05). As 46.800 doses chegaram ao Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre em sete caixas térmicas, e foram levadas para acondicionamento no Programa Estadual de Imunização (PNI-PE), onde ficarão disponíveis para os municípios de Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Recife. A orientação é que o imunizante seja aplicado nas pessoas com comorbidades, incluindo grávidas e puérperas (até 45 dias após o parto).

“Recebemos, esta noite, o segundo lote de vacinas da Pfizer/BioNTech. O primeiro lote, com 17.550 doses, chegou na segunda-feira passada (03.05). Isso aumenta nossa esperança de atender cada vez mais pernambucanas e pernambucanos. Sabemos que ainda há um grande contingente de pessoas a serem vacinadas, e permanecemos empenhados em garantir que novas remessas cheguem o mais rápido possível ao Estado”, afirmou o governador Paulo Câmara.

O imunizante da Pfizer/BioNTech está sendo armazenado no Programa Estadual de Imunização em freezers específicos, que o mantém na temperatura correta, entre -25°C e -15°C, podendo permanecer assim por até duas semanas. Ao ser entregue às cidades, a vacina deve ser guardada em temperatura entre 2° C e 8° C, mas somente por, no máximo, cinco dias. Após aberto o frasco, o prazo para utilização de todo o conteúdo, com seis doses, é de seis horas. Lembrando que, por orientação do Ministério da Saúde, a segunda dose deve ser feita três meses após a primeira.

“Pelas especificações técnicas desse fabricante, vamos manter as doses entre as cidades de Olinda, Jaboatão dos Guararapes e Recife, conforme pactuado anteriormente com o Governo Federal, Estado e municípios. O Programa Estadual de Imunização tem feito a guarda das vacinas e, sempre que solicitado, repassa ao ente municipal, além de reforçar a importância do planejamento para uso correto e dentro do prazo preconizado de todas as doses disponibilizadas”, explicou o secretário estadual de Saúde, André Longo. “Amanhã, no início da manhã, vamos começar a distribuição para que os municípios consigam utilizar as doses imediatamente”, detalhou a superintendente de Imunizações da Secretaria Estadual de Saúde, Ana Catarina.

Com mais essa remessa, Pernambuco soma 3.182.580 vacinas contra a Covid-19, sendo 1.830.160 da Coronavac/Butantan, 1.288.070 da Astrazeneca/Fiocruz e 64.350 da Pfizer/BioNTech. Já estão sendo imunizados nesta campanha todos os idosos a partir dos 60 anos, idosos e pessoas com deficiência abrigados em instituições, população indígena aldeada, povos e comunidades quilombolas tradicionais, trabalhadores de saúde, trabalhadores de forças de segurança e salvamento, pessoas com comorbidades, incluindo gestantes e puérperas, e pessoas com deficiência permanente cadastradas no BPC.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.