Nos siga nas redes sociais

Empregos

Governo descarta surto de febre amarela apesar de aumento de casos

Enquanto longa filas se formam em São Paulo e no Rio em busca de vacinas.

Avatar

Publicado

Foto: Reprodução
O governo brasileiro descartou, nesta terça-feira, que o país sofra um surto de febre amarela, apesar do número de casos ter triplicado na última semana e da OMS ter considerado o estado de São Paulo como área de risco de transmissão. “Hoje estamos falando no aumento da circulação viral e no aumento da incidência no número de casos, mas não em surto”, afirmou o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Antônio Carlos Nardi, em Brasília.

Enquanto longa filas se formam em São Paulo e no Rio em busca de vacinas, o governo informou que desde julho passado foram confirmados 35 casos no Brasil, deixando 20 mortos, um aumento de 24 diagnósticos e 11 mortes em relação ao boletim da semana passada. Outros 145 casos seguem sob investigação.

Com 20 casos confirmados e 11 óbitos, o estado mais afetado é São Paulo, que já viveu um primeiro episódio de vacinações em massa em outubro, depois de que dezenas de macacos com o vírus morreram em vários parques. Nesta terça-feira, a OMS decidiu considerar este estado como área de risco de transmissão da febre amarela, pondo em alerta a megalópole de São Paulo.

“Consequentemente, a vacina contra a febre amarela é recomendada para os viajantes que visitem qualquer área do estado de São Paulo”, afirmou a OMS em um comunicado. 

Pouco depois, o governo local adiantou para o fim de janeiro sua campanha maciça de vacinação, que estava prevista para 3 de fevereiro. A dose será ministrada principalmente de forma fracionada para evitar uma escassez que já começa a ser registrada em várias clínicas privadas da cidade. Nardi garantiu que, se for necessário, o governo brasileiro está capacitado para aplicar esta dose fracionada a toda a população, mas se negou a detalhar o estoque atual. 

Para o secretário-executivo, o chamado da OMS obedece a um “excesso de zelo” que busca que todos os estrangeiros que visitam o estado de São Paulo estejam imunizados. Consultado sobre o Carnaval, que começará em três semanas e receberá milhões de turistas, Nardi afirmou que esta festa “transcorre em áreas urbanas, desta forma se os turistas não se dirigirem a áreas de matas estarão seguros”.

Entre dezembro de 2016 e julho de 2017, o Brasil sofreu seu pior surto de febre amarela desde o início das estatísticas, em 1980, com 777 pessoas infectadas e 261 mortes, 153 destas no estado de Minas Gerais. A febre amarela, uma doença que pode ser mortal, provoca febre, calafrios, fadiga, dores de cabeça e dores musculares, geralmente associados com náuseas e vômitos. Os casos graves levam a uma insuficiência renal e hepática, icterícia e hemorragia.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Empregos

Emprego: 285 vagas são oferecidas em nove municípios do Grande Recife e da Zona da Mata

Nesta segunda-feira (30), das oportunidades ofertadas pela Agência do Trabalho, 11 são para pessoas com deficiência e três são temporárias.

Redação PortalPE10

Publicado

A Secretaria do Trabalho, Emprego e Qualificação (Seteq-PE) oferece, nesta segunda-feira (30), 285 vagas de emprego em nove municípios do Grande Recife e da Zona da Mata pernambucana através da Agência do Trabalho. Do total de oportunidades, 11 são reservadas para pessoas com deficiência e três são temporárias.

Há vagas no Recife (216), Cabo de Santo Agostinho (30), Camaragibe (1), Escada (1), Igarassu (1), Ipojuca (24), Paudalho (1), Nazaré da Mata (1) e Vitória de Santo Antão (10).

Os interessados devem procurar uma das Agências do Trabalho do estado. O atendimento ocorre apenas com agendamento prévio, feito pelo site da secretaria ou pelo Portal Cidadão.

Confira as oportunidades AQUI.

Continuar Lendo

Brasil

Desemprego bate novo recorde e chega a 14,6% no 3º trimestre

É a maior marca da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, que calcula a desocupação oficial do país

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

(Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

(Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

A taxa de desemprego no trimestre encerrado em setembro atingiu o patamar recorde de 14,6%, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta (27).

É a maior marca da série histórica da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, que calcula a desocupação oficial do país e teve início em 2012.

Em termos absolutos, são 14,1 milhões de pessoas em busca de uma vaga de trabalho. Em comparação com o segundo trimestre, houve um aumento de 1,3 milhão de pessoas nessa categoria.

A alta representa um aumento de 10,2% frente ao trimestre anterior e de 12,6% em relação mesmo trimestre de 2019, quando 12,5 milhões declararam estar em busca de colocação.

Setembro também foi o primeiro mês em que o novo valor do auxílio emergencial, reduzido para R$ 300, começou a vigorar. Em agosto, segundo especialistas, a proximidade do fim do benefício já pressionava a taxa de desemprego no país.

O mercado de trabalho sofre o baque dos efeitos da pandemia de Covid-19 que eclodiu em março no Brasil. As medidas adotadas para evitar a disseminação da doença impuseram o fechamento de comércio e serviços, setores que mais empregam na economia brasileira.

O pagamento do auxílio emergencial, destinado sobretudo a trabalhadores informais que perderam sua fonte de renda no período, também ajudou a segurar a pressão sobre as vagas.

Com a reabertura da economia nos últimos meses e a redução do benefício, aumenta a procura por postos de trabalho, o que faz a taxa de desemprego subir.

O IBGE só considera desempregado quem está em busca de uma ocupação.

As informações são da FolhaPress

Continuar Lendo

Empregos

Luciano Hang, o ‘Véio da Havan’, já tem licença da Prefeitura para construção de loja em Maceió

Redação PortalPE10

Publicado

Três meses após visitar Maceió e anunciar uma filial da rede de lojas Havan na cidade, o empresário Luciano Hang, o “Véio da Havan” como é conhecido, obteve, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Territorial e Meio Ambiente (Sedet), a autorização ambiental para a instalação de seu empreendimento.

O terreno onde será construída a loja está localizado na Avenida Durval de Góes Monteiro, no bairro Jardim Petrópolis, parte alta da cidade. A licença tem prazo de validade de 2 anos, conforme publicação na edição do Diário Oficial do Município (DOM) desta quinta-feira, 26.

“Cada Havan que nasce é como se fosse uma filha minha, por isso quero o melhor terreno, as melhores e mais modernas instalações, os melhores colaboradores e o melhor atendimento. Nunca será apenas mais uma loja, será sempre a melhor loja” , disse Hang, durante sua visita a Maceió, no mês de agosto.

 

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.