Nos siga nas redes sociais

Pernambuco

Grave acidente na PE-60 também matou grávida de sete meses

Karla Catariny de Araújo e o cachorro do casal, Snoopy, de 9 anos, também morreu na colisão

Marcelo Passos

Publicado

Karla Catariny de Araújo ao lado do marido, Gerciony Celerino de Souza. O cachorro do casal, Snoopy, de 9 anos, também morreu na colisão

A colisão frontal entre dois veículos no fim da manhã da sexta-feira ((25/9), no km 31,6 da rodovia PE-60, altura do município de Ipojuca, no Litoral Sul de Pernambuco, também resultou na morte da supervisora de monitoramento Karla Catariny de Araújo, de 32 anos e grávida de sete meses. A mulher chegou a ser socorrida pelo Corpo de Bombeiros para o Hospital Metropolitano Dom Hélder, no Cabo de Santo Agostinho, mas faleceu após sofrer duas paradas cardíacas. O bebê, que se chamaria Arthur, teria falecido ainda a caminho do hospital.

Karla Catariny de Araújo Sousa viajava no veículo Onix, placa PDV-2968/PE, ao lado do marido, Gerciony Celerino de Souza, com quem estava casada há quase três anos. Especialista em controles internos da Excelsior Seguros, Gerciony segue internado na UTI do Hospital Português. Segundo familiares, tem fraturas nas pernas e passou por uma cirurgia ainda na sexta-feira, devendo ser submetido a outros procedimentos nos próximos dias. O quadro de saúde é estável e ele estaria consciente, mas ainda sem saber da morte da esposa e do filho. O cachorro do casal, Snoopy, com nove anos, também morreu na colisão.

“Está sendo uma dor imensurável para a nossa família, iríamos comemorar a luz de uma nova vida na família em breve e, hoje, estamos chorando a perda de duas. Por imprudência, impaciência no trânsito. Acabou com duas lindas famílias. Quantos sonho, quantos planos se findaram ali? Que Deus possa consolar e confortar os nossos corações e também da filha do casal que sobreviveu”, lamentou Luma Vitória da Silva, prima de Karla Catariny.

A família da gestante afirma que a colisão frontal teria sido provocada por uma ultrapassagem forçada realizado pelo motorista do Ford KA, placa PGX-6562/PE, o sargento Marcio Luiz Martins Lemos. “O policial rodoviário que esteve no local e atendeu o telefone da minha prima quando familiares buscaram notícias deles confirmou que a ultrapassagem foi feita num local inadequado. Também tivemos informações de testemunhas oculares de que houve imprudência do veículo Ford KA”, afirmou Luma Vitória da Silva.

A informação, no entanto, não foi confirmada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária Estadual (BPRv), que é responsável pela fiscalização nas estradas estaduais. O BPRv informou à TV Jornal, não ser possível indicar as causas da colisão naquele momento, apenas após a conclusão das perícias. Segundo familiares, Karla estava trabalhando em home office em Tamandaré e retornava para casa, em Campo Grande, na Zona Norte do Recife, quando aconteceu a colisão. A gestante será velada no Cemitério Morada da Paz neste domingo (27/9), a partir das 7h, e sepultada às 13h. As informações são do JC Online 

 

 

Palmares

Estoques de oxigênio devem ser informados todos os dias por hospitais públicos e privados, diz Cremepe

Redação PortalPE10

Publicado

Hospital Regional de Palmares - (Foto: Reprodução/PortalPE10)

Hospital Regional de Palmares – (Foto: Reprodução/PortalPE10)

O Conselho Regional de Medicina de Pernambuco (Cremepe) informou, neste sábado (16), que notificou os diretores técnicos e diretores clínicos de unidades de saúde públicas e privadas, para que informem diariamente o estoque de oxigênio medicinal. Os estabelecimentos também deverão informar a disponibilidade de equipamentos de proteção individual e insumos.

Em nota divulgada pela diretoria, o órgão também disse que as medidas adotadas pelo governo do estado para prevenção da Covid-19 “vêm se comprovando ineficazes para diminuição da taxa de infecção e mortalidade” pela doença.

A nota foi divulgada devido ao colapso do sistema de saúde em Manaus (AM), que teve recorde de internações e falta de oxigênio nas unidades de saúde.

Na nota divulgada pelo Cremepe, o órgão afirma que a divulgação dos estoques de oxigênio e insumos deve ocorrer devido à “urgente manutenção de estoques condizentes com o aumento esperado de pacientes graves para os próximos meses”.

A decisão se baseia em resoluções do conselho que falam sobre a necessidade de atualização do sistema de notificações de Covid-19.

O Cremepe também afirma que devem prevalecer os princípios que norteiam o tratamento do paciente com Covid-19, como “valorização da relação médico-paciente, apoio irrestrito às condutas propostas pelas sociedades nacionais de especialidades médicas e comunidade científica internacional, apoio incondicional à conduta dos nossos médicos pela postura e autonomia ética demonstradas em defesa dos seus pacientes, tendo por foco uma medicina baseada em critérios puramente técnico-científicos”.

A nota também afirma que a vacinação, que ainda não começou no Brasil devido à falta de aprovação de imunizantes pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), “deve ser fortemente estimulada no país, sendo um ato de proteção individual, mas, sobretudo, um ato cívico que beneficiará toda a população, devendo ser realizada pelo estado de forma compulsória”, conforme entendimento do Supremo Tribunal Federal.

Continuar Lendo

Pernambuco

Prefeito do Recife, João Campos, e deputada Tabata Amaral anunciam que estão com Covid-19

Redação PortalPE10

Publicado

O prefeito do Recife, João Campos (PSB), anunciou neste sábado (16), que testou positivo para Covid-19. O gestor informou através de suas redes sociais o resultado do exame. Ele afirma estar assintomático e que seguirá o trabalho de forma remota.

“Ao longo de toda a pandemia, realizei exames de forma periódica para Covid-19, sempre com o resultado negativo. Procedimento que repeti por duas vezes nos últimos dois dias. O primeiro teste, na sexta, deu negativo, porém a contraprova, realizada neste sábado, deu positivo”, relatou João Campos em seu Twitter e Instagram. O chefe do executivo municipal afirma que seguirá o isolamento.

Continuar Lendo

Brasil

PE: São José da Coroa Grande, Barreiros e outras 7 cidades perdem prazo e não irão receber recursos da Lei Kandir

De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), no Brasil quase 200 cidades não enviaram a documentação no prazo.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/O Globo)

Nove cidades de Pernambuco perderam o prazo de formalização da declaração de renúncia no Sistema de Informações Contábeis e Fiscais do Setor Público Brasileiro (Siconfi) da Secretaria do Tesouro Nacional, e por isso não irão receber os recursos referente ao compensação da Lei Kandir.

Para receber os recursos compensatórios por perdas, os municípios tinham até o último dia 14 para enviar os dados para o Tesouro Nacional.

Os repasses referentes à compensação por perdas com a Lei Kandir chegam a R$ 58 bilhões para Estados e Municípios até 2037. A partir de 2021, os valores anuais serão pagos em doze cotas, transferidas mensalmente. De 2020 a 2030, serão entregues, a cada exercício, R$ 4 bilhões aos Estados e Municípios – de 2031 a 2037, esse montante será reduzido progressivamente em R$ 500 milhões a cada exercício.

Os 09 municípios alagoanos que deixarão de receber os recursos compensatórios da Lei Kandir são: Abreu e Lima, Barreiros, Cabrobó, Camutanga, Carpina, Limoeiro, Paranatama, Paulista e São José da Coroa Grande.

De acordo com a Confederação Nacional dos Municípios (CNM), no Brasil quase 200 cidades não enviaram a documentação no prazo.

Sobre a lei Kandir: Feita pelo então ministro do Planejamento Antonio Kandir, no governo de Fernando Henrique Cardoso, a medida de isenção fiscal tem o objetivo de dar maior competitividade ao produto brasileiro no mercado internacional. Para isso, as Prefeituras e Governos Estaduais recebem um valor compensatório, pelas perdas fiscais ocorridas ao longo do ano. Ocorrendo como um seguro receita.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.