Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

HPV: mais de 3,4 milhões de meninas já foram vacinadas

Número representa 83% da meta do MS, que é vacinar 4,1 milhões de garotas de 11 a 13 anos até o fim do ano

Avatar

Publicado

Um mês após o lançamento da campanha de vacinação contra HPV no Brasil, mais de 3,4 milhões de adolescentes entre 11 e 13 anos já foram imunizadas contra o vírus, segundo informou o portal do Ministério da Saúde nesta sexta-feira. Esse número representa 83% da meta da pasta, que é vacinar 4,1 milhões de meninas nessa faixa etária até o fim do ano. A primeira etapa da vacinação começou no dia 10 de março e teve como foco a mobilização nas escolas públicas e privadas de todo o país.

O ministro da Saúde, Arthur Chioro, avaliou o resultado como positivo e atribuiu os bons números ao “esforço” de Estados e municípios, que seguiram a recomendação do órgão e fizeram as mobilizações nas escolas. A segunda fase da campanha começa nesta sexta-feira e tem como foco os postos de saúde. Chioro lembra, contudo, que a estratégia deverá continuar em algumas escolas e que, por isso, os pais devem se informar até quando a vacinação vai acontecer.

O Ministério da Saúde afirma que a vacina contra HPV, que é ofertada gratuitamente pelo SUS, ficará disponível nas 36 000 salas espalhadas pelo Brasil. O esquema de vacinação é composto por três doses, sendo a segunda delas aplicada com intervalo de seis meses e a terceira, de reforço, cinco anos após a primeira dose. Em 2015, a previsão da pasta é vacinar adolescentes de 9 a 11 anos e, em 2016, começam a ser imunizadas meninas que completam 9 anos de idade.

Apesar de, em alguns Estados, como o Rio Grande do Sul, terem surgido casos de reação à vacina, o Ministério da Saúde assegura que o medicamento é seguro, sendo recomendado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) e usado como estratégia de saúde pública em 51 países. De acordo com a pasta, a vacina protege contra quatro subtipos do HPV, com eficácia de 98%, sendo dois deles os responsáveis por cerca de 70% dos casos de câncer de colo de útero em todo o mundo. No Brasil, o Instituto Nacional do Câncer (Inca) prevê o surgimento de 15 000 novos casos desse tipo de câncer e aproximadamente 4 800 óbitos apenas neste ano.

 

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Polícia apreende passaporte e R$ 470 mil na casa de Nego do Borel no Rio

Cantor estava em São Paulo. Agentes recolheram ainda computadores e celulares. Defesa dele não quis se manifestar.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Polícia conta dinheiro em espécie encontrado na mansão de Nego do Borel no Recreio, na Zona Oeste do Rio — (Foto: Reprodução)

A Polícia Civil de São Paulo, com apoio de agentes fluminenses, cumpriu nesta quinta-feira (28) dois mandados de busca e apreensão contra Nego do Borel.

Os policiais apreenderam R$ 470 mil em espécie e o passaporte do cantor na mansão dele na Zona Oeste do Rio. O material seria enviado para São Paulo.

As buscas estão relacionadas ao boletim de ocorrência que Duda Reis, ex-noiva do cantor, registrou na 1ª Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), em São Paulo há 15 dias. Eles terminaram o relacionamento em dezembro do ano passado.

Duda afirma ter sido vítima de violência e de ameaças feitas pelo ex-noivo — ele nega.

Um dos mandados foi cumprido na mansão de Nego no Recreio dos Bandeirantes. Lá, policiais encontraram e retiveram o passaporte do artista. Em um cofre, os agentes encontraram as cédulas.

A outra busca foi em um endereço em São Paulo, onde o cantor estava.

Agentes apreenderam ainda telefones e um computador nos dois endereços.

(Foto: Reprodução/Instagram)

A defesa do funkeiro não quis se manifestar sobre a operação.

Nego também prestou queixa contra a atriz, por injúria, calúnia e difamação.

No dia 15, policiais apreenderam na casa de Nego no Recreio uma réplica de fuzil, usada para a prática de airsoft.

A 42ª DP (Barra) apurava a denúncia publicada em meios de comunicação de que ele teria um fuzil em casa.

Continuar Lendo

Cotidiano

Hotmart abre 400 vagas de emprego home office; confira

Empresa pretende aumentar contratações este ano.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Pixabay)

A Hotmart está com 400 vagas de emprego home office abertas para o seu time de tecnologia. A modalidade de trabalho é válida para sedes no Brasil (São Paulo e Belo Horizonte) e nos escritórios fora do país.

Após o ano de 2021, os escritórios da empresa serão abertos, mas os funcionários não terão obrigação de voltar ao trabalho presencial, podendo continuar o trabalho home office.

“Nossa ideia é criar escritórios tão incríveis que, mesmo sem obrigatoriedade, muitos vão querer estar lá, próximos uns dos outros. Mas isso não será uma imposição da empresa”, destaca o CEO e cofundador da Hotmart, João Pedro Resende.

A Hotmart pretende aumentar as contratações este ano. Pessoas de qualquer parte do país poderão se inscrever. Veja as vagas nesse site.

*Com informações da Exame

Continuar Lendo

Cotidiano

Influenciadora Ygona Moura morre devido à Covid-19

Ela estava internada havia dez dias em uma UTI em São Paulo. Ygona passou a ser conhecida ao minimizar efeitos da pandemia de Covid-19.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/Instagram)

A influenciadora digital Ygona Moura morreu, nesta quarta-feira (27), por complicações da Covid-19. Ela estava internada em Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de um hospital em São Paulo havia dez dias, de acordo com informações do portal UOL. A confirmação do óbito foi dada via perfil dela no Instagram — “Pessoal, perdemos a Ygona”, dizia a postagem.

Mais cedo, familiares da influenciadora usaram a rede social para divulgar detalhes do quadro de saúde de Ygona. “Ygona ainda está intubada e em coma. O quadro se mantém estável e sem nenhuma previsão. Continuamos firmes na fé”, relataram.

Negacionismo da Covid-19

A influenciadora passou a ser conhecida ao minimizar os efeitos da pandemia do novo coronavírus. Ela chegou a postar vídeos com aglomerações. “Gente, que noite foi essa? Noite de aglomeração com sucesso”, disse em um dos registros. “Aglomerei mesmo e recebi bem para isso”, sentenciou na ocasião.

Hoje, estou aqui pela Tiradentes, estou caçando um baile, quero aglomerar de novo, estava morrendo de saudade de aglomerar”, disse ela, à época, dias antes de ser internada.

Contágio pelo novo coronavírus

Um registro de Ygona desfalecida sobre uma maca foi publicado no perfil dela no dia 16 de janeiro. Na foto, havia uma marcação da música “Indestrutível”, da cantora Pabllo Vittar, e um pedido: “Gente, quem gosta da Ygona peço que orem por ela. Hoje teve uma crise muito forte e nesse está desacordada”.

As respostas à postagem traziam deboche e desaprovação. Alguns satirizaram com a frase “Partiu aglomerar” em referência a manifestações da influencer em outros episódios. Outros desejaram melhoras, mas relembrando ações de Ygona. “Na hora de debochar do Covid-19 e das medidas profiláticas cê fez né? Desejo que você melhore sim e que aprenda essa lição”, disse uma usuária da rede.

Na postagem mais recente feita em ambiente hospitalar, datada de 17 de janeiro, ela se mostrou otimista: “Vai dar tudo certo”, comentou. Vários usuários seguiram com risadas e comentários irônicos. “Partiu aglomerar no IML?”, questionou outra usuária.

*Com informações Diário do Nordeste.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.