Nos siga nas redes sociais

Política

Insatisfeito com o PSB,João Fernando Coutinho devera sai do partido e seguir FBC

João Fernando Coutinho vai sair do PSB e estará ao lado de FBC, em novo partido

Avatar

Publicado

Nos bastidores da política local, o que se comenta é que o racha no PSB terá inevitavelmente reflexo sobre a bancada federal. Alguns falam em revoada, com políticos buscando se reacomodar.

Entre os nomes mais citados, João Fernando Coutinho desponta com folga. Acredita-se que ele estará ao lado do projeto do grupo de FBC, em função da proximidade que construíram nos anos recentes. Na última eleição da mesa da Câmara, FBC trabalhou para incluir o nome do socialista, mas aliados do PSB trabalharam contra. FBC conseguiu eleger a líder do partido, Tereza Cristina, que acaba de entrar em uma polêmica no partido ao admitir que uma ala do partido negociava entrada no Democratas ou mesmo PMDB.

A primeira amargura de João Fernando Coutinho ocorreu nas eleições de Jaboatão dos Guararapes, quando Eduardo Campos estimulou a disputar, mas depois optou por outro candidato. No caso, em troca de indicar Heraldo Selva vice, deu apoio a reeleição de Elias Gomes (PSDB). Nas eleições passadas, mais uma vez preterido, agora com Heraldo Silva candidato a prefeito pelo PSB, não trabalhou pelo candidato socialista, pedindo votos para o adversário Neco, do PDT.

“Não serão apenas os deputados. Quando os prefeitos virem o rolo compressor, vão se abraçar com ele (FBC)”, conta um observador da cena local. Oficialmente, João Fernando Coutinho não é peremptório. “Eu aposto sempre no esgotamento da capacidade de diálogo que possamos exercer na busca do reagrupamento e do fortalecimento da unidade do PSB. Tenho conversado com parte dos insatisfeitos do partido para que tenham paciência, calma. Mas esperamos o aceno concreto por parte das principais lideranças do partido”, relatou.

A atuação parlamentar tem sido alvo de constrangimento. O deputado é um dos integrantes do PSB que entraram na mira da direção nacional do partido por ter votado a favor da reforma trabalhista. O parlamentar virou alvo do conselho de ética da legenda Entre os defensores da reforma trabalhista, também está o senador Fernando Bezerra Coelho (PSB), a quem João Fernando Coutinho é ligado.

Para fustigar os aliados, João Fernando Coutinho lembra Eduardo Campos. “O então candidato a presidente Eduardo Campos defendia uma flexibilização da legislação trabalhista, uma legislação da década de 40 em que sequer computador existia. Agora as relações de trabalho são bem distintas. Essa é uma decisão (votar pela reforma trabalhista) que busca valorizar o emprego formal, novos empreendedores. Foi baseado nisso que tomamos o nosso posicionamento de votar a favor da reforma”, disse ao JC, nesta quinta.

“Parte do partido deseja a expulsão de alguns parlamentares, inclusive a minha, ou a punição. Eu, que tenho uma história de mais de 20 anos de militância do PSB, que não comecei hoje no partido. Sou do tempo das vacas magras, do tempo em que éramos oposição ao primeiro governo Jarbas Vasconcelos (PMDB, hoje aliado do PSB). Naquele instante, após a derrocada do partido em 98 poucas pessoas tiveram a disposição de enfrentar as urnas e ajudar na última eleição de Miguel Arraes”, destacou.

“Não estou em uma lista dos insatisfeitos. A relação em que me encontro é dos que receberam processos no conselho de ética. O PSB, que historicamente nunca teve esse tipo de comportamento por parte da direção nacional do partido, nos coloca numa posição desconfortável”, declarou.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Palmares

Eleições 2020: Agenaldo Lessa tem candidatura deferida após recurso em Palmares

Candidatura havia sido indeferida

Redação PortalPE10

Publicado

Candidato a Prefeito de Palmares Agenaldo Lessa (PSD) (Foto: Reprodução/PortalPE10)

Candidato a Prefeito de Palmares Agenaldo Lessa (PSD) (Foto: Reprodução/PortalPE10)

O candidato a prefeito de Palmares , Agenaldo Lessa (PSD), teve o registro deferido pela Justiça Eleitoral. A candidatura havia sido indeferida na semana passada e o vice-prefeito entrou com recurso para tentar reverter a decisão. Com isso, ele permanece na disputa para eleições de 2020 em Palmares.
Deferimento

No TRE-PE, após ser apreciado o processo, o registro do candidato pode ser considerado “apto” ou “inapto”. Caso o candidato preencha todas as condições de elegibilidade, isto é, não tenha nenhuma contestação e o pedido tenha sido acatado, a situação que aparecerá no sistema será “apto” e “deferido”.

Outro caso é quando o candidato aparece como apto, mas houve impugnações e a decisão é no sentido de negar o registro.
Nesse caso, a situação será “apto”, e o complemento será “indeferido com recurso”. Existe ainda o caso do candidato que apresentou o registro, e as condições de elegibilidade avaliadas foram deferidas pelo juiz; contudo, o Ministério Público Eleitoral (MPE) ou o partido recorreu da decisão. Nessa hipótese, a condição será “apto” e “deferido com recurso”.

Na situação de registro julgado como apto, ainda existem as possibilidades de “cassado com recurso” ou “cancelado com recurso”. Isso ocorre quando o candidato teve o registro cassado ou cancelado pelo partido ou por decisão judicial, porém apresentou recurso e aguarda uma nova decisão.

Continuar Lendo

Brasil

Mesários de Pernambuco receberão auxílio por aplicativo do Banco do Brasil

TREs estabelecerão valores e data de depósito do benefício

Marcelo Passos

Publicado

Urnas eletrônicas - (Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters)

Urnas eletrônicas – (Foto: Rodolfo Buhrer/Reuters)

Os mesários de 23 estados nas eleições municipais de novembro deste ano receberão o auxílio-alimentação por meio do smartphone. O benefício será pago por meio do aplicativo Carteira bB, carteira digital fornecida pelo Banco do Brasil.

O pagamento por meio digital resulta da parceria entre o Banco do Brasil e os Tribunais Regionais Eleitorais (TREs) dos seguintes estados: Acre, Alagoas, Amapá, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Rio Grande do Norte, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

Caberá a cada TRE definir o valor e a data de pagamento do auxílio-alimentação. As condições de recebimento podem ser verificadas no site da Justiça Eleitoral de cada estado.

Para receber o auxílio-alimentação, os mesários deverão instalar o aplicativo, disponível nos sistemas operacionais Android e iOS, e cadastrar-se na Carteira bB. Cada TRE encaminhará aos mesários um código que será usado para resgatar o benefício na data indicada. O saldo disponível aparecerá na tela inicial do aplicativo.

As eleições municipais ocorrerão em 15 de novembro, com o segundo turno em 29 do mesmo mês. Ao todo, serão preenchidos 67,8 mil cargos públicos eletivos de prefeitos e vereadores.

Lançamento
Lançada em março, a Carteira bB tem cerca de 1 milhão de clientes em todo o país. O aplicativo permite pagamentos por meio de Código QR (versão avançada do código de barras) em máquinas da bandeira Cielo. Também é possível fazer saques nos caixas eletrônicos do Banco do Brasil, recarregar celular, fazer transferências para qualquer conta bancária convencional e efetuar pagamentos com cartão virtual, usados em compras online, aplicativos de transporte e serviços de entrega.

Segundo o Banco do Brasil, o funcionamento simplificado do aplicativo atende às necessidades imediatas de serviços como os usados pelos mesários.

 

Continuar Lendo

Política

Eleições 2020: Saiba como encontrar seu local de votação

O aplicativo e-Título é outra maneira de consultar as informações.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Aldo V. Silva / Arquivo JCS)

(Foto: Aldo V. Silva / Arquivo JCS)

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) possui uma ferramenta de consulta que informa o número do título de eleitoral, da zona eleitoral e do endereço de seção da votação. Basta indicar o nome completo, a data de nascimento e o nome da mãe. Clique aqui para ter consultar seu local de votação.

O aplicativo e-Título é outra maneira de consultar as informações. Ele pode ser baixado em tablets ou smartphones que utilizam os sistemas operacionais Android ou iOS.

Além disso, você pode ligar para a Central do Eleitor de seu estado para obter informações. Em Pernambuco, o número é: (81) 3194-9400. Se você for de outro estado confira os número de cada Central neste link.

Vale ressaltar que você pode votar sem ter o título de eleitor em suas mãos. Para votar é necessário que você tenha em mãos qualquer documento oficial com foto e saiba o local de sua votação.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.