Nos siga nas redes sociais

Brasil

Jovens acusados de matarem homem e cortarem cabeça são absolvidos em júri

Durante todo o dia, foram ouvidas oito testemunhas, sendo três arroladas pela Ministério Público de Goiás e cinco pela defesa

Marcelo Passos

Publicado

Os cinco acusados de matar e decapitar E.F.R de 32 anos, e jogar a cabeça dele em frente a um shopping, na Avenida Perimetral Norte, em janeiro de 2019, em Goiânia, foram absolvidos pelo Tribunal do Júri, nesta quinta-feira (29). A sessão, presidida pelo juiz Jesseir Coelho de Alcântara, da 3ª Vara dos Crimes Dolosos Contra a Vida e Tribunal do Júri durou terminou por volta das 22 horas. O Conselho de Sentença, formado por cinco homens e duas mulheres, entendeu que não havia provas suficientes.

Durante todo o dia, foram ouvidas oito testemunhas, sendo três arroladas pela Ministério Público de Goiás e cinco pela defesa. Destas, uma sigilosa em que o juiz determinou que o oficial de Justiça conduzisse de forma coercitiva até ao fórum, tendo em vista que o seu depoimento seria imprescindível para a acusação. A testemunha sigilosa afirmou que a morte do Erivaldo aconteceu no período em que o irmão dele estava foragido.

Oitiva
A mãe da vítima foi ouvida como informante e declarou que o filho não tinha envolvimento com o tráfico de drogas e que ele foi morto pequeno irmão dele tinha rixa com os réus. Ela afirmou que Erivaldo era um bom filho e contou como ficou sabendo da morte de filho. “Todo mundo sabendo, eu fui no quarto dele e não o vi. Eu vi pelo celular a cabeça dele. O caixão estava lacrado”, contou chorando.

O crime

O crime ocorreu no dia 12 de janeiro de 2019, no Setor Urias Magalhães, em Goiânia. A motivação, de acordo com os autos, foi a disputa de controle do tráfico de drogas na região. Segundo a denúncia, a verdadeira vítima deveria ser o irmão da vítima, E.F.R, que tinha envolvimento com uma facção criminosa rival da organização da qual acusados fazem parte.

Os acusados tentaram assassinar, no dia 20 de dezembro de 2018, E.F, que logo após o atentado, se mudou. Por não acharem E.F.R, assassinaram, então, seu irmão, que não possuía nenhum envolvimento com facção e era somente usuário de drogas.

No dia do crime, os denunciados contrataram E.F.R para capinar um lote na residência de Denis. Ao chegar no local, foi atingido por disparos de arma de fogo e, logo após, teve sua cabeça decapitada e nela desenhada, com um facão, as siglas uma sigla relacionada à facção criminosa dos réus.

Ainda de acordo com a denúncia, os disparos foram feitos por M.M.S , e a cabeça foi decapitada por L.M.F. Os outros denunciados, E.D.M e M.M.S, eram acusados de estarem presentes o tempo todo na residência durante o crime, e de incentivarem as agressões.

Assessoria TJGO

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Desemprego bate novo recorde e chega a 14,6% no 3º trimestre

É a maior marca da série histórica da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua, que calcula a desocupação oficial do país

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

(Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

(Foto: Camila Domingues/ Palácio Piratini)

A taxa de desemprego no trimestre encerrado em setembro atingiu o patamar recorde de 14,6%, informou o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) nesta sexta (27).

É a maior marca da série histórica da Pnad (Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios) Contínua, que calcula a desocupação oficial do país e teve início em 2012.

Em termos absolutos, são 14,1 milhões de pessoas em busca de uma vaga de trabalho. Em comparação com o segundo trimestre, houve um aumento de 1,3 milhão de pessoas nessa categoria.

A alta representa um aumento de 10,2% frente ao trimestre anterior e de 12,6% em relação mesmo trimestre de 2019, quando 12,5 milhões declararam estar em busca de colocação.

Setembro também foi o primeiro mês em que o novo valor do auxílio emergencial, reduzido para R$ 300, começou a vigorar. Em agosto, segundo especialistas, a proximidade do fim do benefício já pressionava a taxa de desemprego no país.

O mercado de trabalho sofre o baque dos efeitos da pandemia de Covid-19 que eclodiu em março no Brasil. As medidas adotadas para evitar a disseminação da doença impuseram o fechamento de comércio e serviços, setores que mais empregam na economia brasileira.

O pagamento do auxílio emergencial, destinado sobretudo a trabalhadores informais que perderam sua fonte de renda no período, também ajudou a segurar a pressão sobre as vagas.

Com a reabertura da economia nos últimos meses e a redução do benefício, aumenta a procura por postos de trabalho, o que faz a taxa de desemprego subir.

O IBGE só considera desempregado quem está em busca de uma ocupação.

As informações são da FolhaPress

Continuar Lendo

Brasil

Cartórios já podem autenticar documentos por meio digital

Certificação de cópias passa a ser de forma online

PortalPE10 Com informações FolhaPE

Publicado


Os cartórios brasileiros já podem autenticar documentos por meio eletrônico. O novo serviço possibilitará a certificação de cópias de forma online pelo site.

A novidade vem para complementar a digitalização de outros serviços que já estavam sendo prestados na plataforma de atos notoriais eletrônicos chamada e-Notoriado. Entre eles, assinaturas digitais de escrituras, procurações por videoconferência, atas notariais e testamentos, bem como separações e divórcios extrajudiciais.

Segundo o Colégio Notarial do Brasil (CNB), órgão responsável por gerir o módulo da Central Notarial de Autenticação Digital (Cenad), o novo recurso permite “a materialização e a desmaterialização” de autenticações em diferentes cartórios. Dessa forma, torna mais rápido o envio do documento certificado para pessoas ou órgãos, além de verificar de forma segura a autenticidade do arquivo digital.

A Cenad foi é o único meio nacional válido para a autenticação digital de documentos. Para tanto, será necessária a apresentação de um documento originalmente físico, junto a algum cartório de notas, para que ele seja digitalizado para, então, ser enviado para autenticação.

Segundo a presidente do CNB, Giselle Oliveira de Barros, o novo procedimento permite ao usuário trabalhar com o documento eletrônico, mas com segurança jurídica.

“Após o documento ser autenticado pela Cenad, ele pode ser enviado eletronicamente (email, whatsapp ou qualquer outra ferramenta) a órgãos públicos ou pessoas físicas e jurídicas para a concretização de negócios, tendo o mesmo valor que o documento original, físico ou digital, apresentado pelo cidadão”, informou.

Como acessar o serviço
Para acessar esse serviço, “o usuário deve solicitar a autenticação digital a um tabelionato de notas de sua preferência e enviar o documento por e-mail, caso o original seja digital. Se o documento a ser autenticado for físico, é necessário levar o impresso ao cartório para digitalização e autenticação.

Ao receber o documento por meio da plataforma, que segue as normas de territorialidade para distribuição dos serviços, o tabelião verifica a autenticidade e a integridade do documento”, informa o CNB.

A autenticação notarial gera um registro na plataforma, com dados do notário ou responsável que a tenha assinado, a data e hora da assinatura, e código de verificação. “O usuário receberá um arquivo em PDF assinado digitalmente pelo cartório. O envio do arquivo poderá ser feito por e-mail, WhatsApp ou outro meio eletrônico”, finaliza.

Continuar Lendo

Brasil

Bolsonaro diz que dorme armado até no Palácio da Alvorada

“Pessoa armada é respeitada”, completou Bolsonaro.

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

Presidente Jair Bolsonaro com indios durante cerimonia de hastiamento da bandeira nacional em frente | Sérgio Lima/Poder360 18.02.2020

O presidente Jair Bolsonaro disse hoje que dorme armado até mesmo no Palácio da Alvorada, sua residência oficial e, provavelmente, um dos lugares mais seguros e vigiados do País. Em conversa com um apoiador sobre o assunto, o presidente citou, sem detalhar, ações do governo para facilitar o uso de armamentos pela população, apesar de restrições da legislação vigente

“Fizemos decreto, instrução normativa. Mas o decreto não pode ir além da lei. Uma arma legal dá tranquilidade. Eu mesmo aqui, com segurança, eu durmo armado. Quando não era presidente, também dormia armado”, disse. “Pessoal fala que mata, (mas) salva vidas. Pessoa armada é respeitada”, completou Bolsonaro.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.