Nos siga nas redes sociais

Sem categoria

Lançamento de novos CDs de frevo busca renovar o ritmo

Artistas enfrentam dificuldade para propiciar surgimento de novas músicas e atrair o público

Avatar

Publicado

Período marcado por lançamentos de discos carnavalescos, as prévias das folias de Momo colocam no mercado uma série de álbuns de frevo pouco aproveitados pela indústria fonográfica. Independente, com baixa tiragem e pouca divulgação, parte dos novos CDs passa despercebida do grande público. O grupo Som da Terra traçou estratégia para driblar a falta de apoio. Contratou um carro de som para circular pelo Grande Recife oito horas por dia, até 28 de fevereiro, divulgando o novo álbum Nem céu, nem sol, nem mar.

“Falta divulgação. E, se a rádio não toca, o Som da Terra Móvel toca na rua”, contou um dos integrantes, Rominho Pimentel. Nem a Lei Momento do Frevo – instituída para garantir pelo menos duas músicas ao dia nas rádios locais – surte efeito. Sem o caráter punitivo, fica a critério das emissoras escolher a programação. “É muito difícil entrar na faixa FM”, diz o compositor Roberto Cruz. O motivo, alegam diretores das rádios, seria o gosto do ouvinte. “O frevo não é atrativo”, diz um. “São as mesmas músicas”, fala outro.

Não é bem assim. O músico Don Tronxo lança hoje, na Passa Disco (19h), no Parnamirim, álbum com 12 faixas inéditas, o Frevo acústico. Também divulga a participação no CD do Galo da Madrugada, Frevo no Auto do Reino de Ariano, tributo ao escritor. “Os dois trabalhos somam mais de 30 músicas inéditas. No álbum, resgatei o lirismo do frevo tradicional, mas tive coragem de fazer um disco com violão, sax e pandeiro”, frisa Tronxo.

Nas paredes acolchoadas do Estúdio Fábrica, o frevo se renova. “André Rio, Orquestra Contemporânea de Olinda… tem muito músico associando o clássico a uma sonoridade moderna. A linguagem mudou de 2007 para cá, ano do centenário do frevo”, avalia o coordenador de produção Jeff Moura. O CD do I Festival de Frevo da Humanidade foi gravado lá. Dividiram o microfone Dudu do Acordeom e o veterano J. Michiles, vitoriosos na disputa feita pela Prefeitura do Recife em 2013.

Dos 15 contemplados, parte era de veteranos, como Getúlio Cavalcanti, Bráulio Castro e o próprio Michiles, e o restante, rostos menos conhecidos, como Dudu, Bruno Santos e Roberto Cruz. “O frevo não pode perder a essência nem ficar no passado. Há um receio de chegar no Galo e tocar o que não é conhecido. É preciso coragem para renovar”, acredita Cruz. Alceu Valença é apontado como referência de bom contraponto entre clássico e moderno. No novo álbum, Amigo da arte, mescla canções como Voltei, Recife com faixas não lançadas em discos de carreira – Frevo dengoso, com Tronxo.

“Renovação é fazer o que o povo consome. Músicas de Alceu vão tocar por mais 100 anos”, profetiza J. Michiles. Fábio Cabral, da Passa Disco, sente falta de novos intérpretes e compositores: “Vinte anos atrás, o Mangue Beat bebeu do maracatu e do coco… Talvez as novas bandas tenham receio de se apropriar do frevo e achar que se repetem”. O músico Ortinho, que integrou a coletânea Pernambuco frevando para o mundo (2012), tem outra teoria. “Falta afinidade. A rapaziada mais nova faz parte de outro universo musical. A nova geração curte frevo na brincadeira do carnaval”, diz. Se assim for, a renovação dos clarins fica à mercê dos veteranos e apaixonados. Resta torcer por eles.

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Mutação da Covid-19 fecha fronteiras e acende novo alerta às vésperas do Natal

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação/Getty Imagens)

O alerta veio do Reino Unido, que classificou como “fora de controle” uma variação do novo coronavírus, em uma cepa que indica ser muito mais contagiosa do que a que se disseminava até então no país.

O sinal amarelo provocou uma reação em cadeia, com diversos países anunciando restrições a viajantes oriundos do Reino Unido e de outras nações onde há indicativos ou casos confirmados dessa mutação da Covid-19.

Em solo britânico, o primeiro-ministro Boris Johnson fez um recuo brusco na reabertura do país e anunciou uma série de novas restrições, a fim de conter a disseminação do novo coronavírus.

O primeiro-ministro vinha indicando que iria no sentido contrário, flexibilizando as orientações com a proximidade das festas de final de ano. “Isso agora está se espalhando muito rápido”, alertou Johnson. “É com o coração muito pesado que digo que não podemos continuar com o Natal como planejado.”

Como quase tudo que diz respeito à pandemia, as decisões políticas estão tendo de ser tomadas com o carro andando, quando ainda não se sabe tudo a respeito dos desafios pela frente. Até agora, o panorama é de uma contaminação mais rápida, mas não mais mortal ou imune a uma vacina.

“Existe alguma evidência de que esta cepa pode ser mais infecciosa. Não há evidência de que seja mais mortal e não há evidência de que será mais resistente a uma vacina”, resumiu, em entrevista à analista da CNN Abby Philip, o médico Ashish Jha, da Escola de Saúde Pública da Universidade de Brown.

Origem e disseminação
Em entrevista à rede britânica BBC nesse domingo (20), a líder técnica da Organização Mundial da Saúde (OMS), Maria Van Kerkhove, afirmou que os dados atuais indicam que a nova variante surgiu na Inglaterra, entre o sudeste do país e a capital, Londres.

Maria afirmou que casos de Covid-19 causados pela cepa mais contagiosa foram verificados na Dinamarca, na Holanda e na Austrália. No final do domingo, ao menos um caso já havia sido registrado também na Itália.

O final de semana se encerrou com crescentes anúncios de países impondo restrições de viagem a passageiros oriundos do Reino Unido.

A Holanda adotou uma das restrições mais longas, decidindo que voos oriundos do Reino Unido estarão impedidos de pousar no país até o final de 2020. O governo holandês afirmou que a cepa foi identificada em um paciente, diagnosticado no início de dezembro, e que está investigando se há outros casos.

Continuar Lendo

Sem categoria

Suspeitos de matar adolescente de 13 anos por causa de R$ 10,00 são presos em Caruaru

Os dois suspeitos foram levados para Delegacia de Polícia Civil de Bezerros onde prestam depoimento.

Redação PortalPE10

Publicado

Menina de 13 anos foi encontrada com ferimento no pescoço em Encruzilhada de São João.

Os suspeitos de matar uma adolescente de 13 anos em Encruzilhada de São João, em Bezerros, no Agreste de Pernambuco, foram presos nesta sexta-feira (18), em Caruaru. Segundo a Polícia Civil, um dos homens assumiu que teria matado a menina por causa de R$ 10.

Ainda de acordo com a polícia, a vítima, que tinha envolvimento com droga, comprou maconha ao suspeito. A polícia está investigando se o outro homem teve participação no crime.

Os dois suspeitos foram levados para Delegacia de Polícia Civil de Bezerros onde prestam depoimento.

Continuar Lendo

Mata Sul

Em São Benedito do Sul, Paulo Câmara entrega restauração da APE-48 e anuncia obra de abastecimento de água

Governador inaugurou o novo acesso, totalmente requalificado, e anunciou obra hídrica que vai eliminar o rodízio de abastecimento no município.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Douglas Fagner/SEI)

SÃO BENEDITO DO SUL – O governador Paulo Câmara esteve, na manhã desta quinta-feira (17.12), neste município da Mata Sul de Pernambuco, onde inaugurou a total restauração da APE-48, com o novo acesso à cidade, e anunciou o projeto de construção da barragem de nível no Riacho Bom Destino, além de uma estação elevatória de água bruta. A ação na rodovia, que contempla um trecho de 3 km de extensão, faz parte do programa Caminhos de Pernambuco, e teve um investimento de cerca de R$ 1 milhão.

“Estamos inaugurando o novo acesso da APE-48. São três quilômetros totalmente recuperados, um pleito da prefeitura. Agora, a gente vai iniciar uma nova etapa de uma obra que também é fundamental, que vai acabar com qualquer tipo de rodízio no abastecimento de água aqui em São Benedito do Sul. Vai haver a licitação e a gente quer, no máximo em março, iniciar a obra, para que no segundo semestre São Benedito já esteja totalmente livre de rodízio. É mais uma obra importante que vai se juntar a tantas outras que temos feito em parceria com o município”, afirmou Paulo Câmara.

Foram realizados na rodovia serviços de limpeza dos dispositivos de drenagem e recapeamento da pista, além da sinalização vertical e horizontal, incluindo tachas luminosas para garantir a segurança na trafegabilidade no período noturno. As obras foram executadas de setembro a novembro deste ano.

A secretária de Infraestrutura e Recursos Hídricos, Fernandha Batista, destacou o potencial turístico de São Benedito do Sul e afirmou que novo acesso totalmente requalificado vai melhorar ainda mais essa vocação. “Esse investimento de R$ 1 milhão, em que três quilômetros foram totalmente reconstruídos, além da sinalização feita, vai melhorar a vida dos moradores e de quem passa por aqui. O governador também autorizou novos investimentos para retirar o município do rodízio de abastecimento de água. Essa obra vai ser iniciada no primeiro semestre de 2021 e vai ser concluída no segundo semestre”, ressaltou.

O caminhoneiro Alexandro Campos da Silva, de 45 anos, faz o trajeto pela via todos os dias. Para ele, depois da restauração, a estrada ficou bem melhor. “Agora melhorou nosso tempo de viagem, porque tem menos buraco para desviar. Além disso, também melhorou a iluminação e sinalização, então temos mais segurança no caminho”, avaliou.

MAIS ÁGUA – O projeto de construção da barragem de nível no Riacho Bom Destino, anunciado pelo governador, inclui ainda uma estação elevatória de água bruta, com vazão de 19 litros por segundo, a reforma da Estação de Tratamento de Água (ETA) e a instalação de um macromedidor para controle da vazão de água na ETA. Na prática, será possível eliminar totalmente o rodízio da cidade e as pessoas vão receber água todos os dias, 24 horas por dia. A obra, que terá um investimento de R$ 315 mil, beneficiará cerca de 14 mil habitantes.

O diretor Regional do Interior da Compesa, Mário Heitor, explicou que a captação que era feita no riacho Água Fria sofria um problema de intermitência ao longo do ano. “O rio secava e a gente parava o abastecimento da cidade, que hoje fica 24 horas sem água. Com essa captação agora, no riacho Bom Destino, a gente vai conseguir ter uma continuidade no abastecimento da cidade e beneficiará toda a população de São Benedito do Sul”, disse o gestor, complementando que a obra terá duração de quatro meses, após a licitação.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.