Nos siga nas redes sociais

Brasil

Lava Jato denuncia Wassef por desvio de verba e lavagem de dinheiro

Na acusação, apresentada à 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Wassef é acusado de ter se beneficiado com o desvio para si de 2,685 milhões de reais do orçamento da Fecomércio-RJ

Lucas Passos

Publicado

© Jonne Roriz/VEJA   O advogado Frederick Wassef

A força-tarefa da Operação Lava Jato no Rio de Janeiro denunciou nesta sexta-feira, 25, o advogado Frederick Wassef, ex-defensor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), pelos crimes de lavagem de dinheiro e peculato (desvio de verbas públicas). Na acusação, apresentada à 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, Wassef é acusado de ter se beneficiado com o desvio para si de 2,685 milhões de reais do orçamento da Fecomércio-RJ.

Wassef já tinha sido alvo de uma ordem de busca e apreensão há duas semanas, como parte da Operação E$quema S, que investigou pagamentos milionários feitos pela Fecomércio-RJ durante a gestão de Orlando Diniz, que fez acordo de delação premiada.

Os procuradores argumentam que, embora os pagamentos a Wassef tenham sido disfarçados na forma de honorários advocatícios, nenhum serviço foi efetivamente prestado. Isso porque, em depoimentos no seu acordo de delação premiada, Diniz revelou que Wassef, na verdade, foi subcontratado pela ex-procuradora Luiza Nagib Eluf com a missão de cuidar de “inquéritos policiais” que jamais existiram.

O ex-presidente da Fecomércio-RJ alega que usou o caixa da entidade para pagar Wassef e Eluf, para que atendessem a seus interesses pessoais. No fim de 2016, Diniz tentava impedir a divulgação de informações sobre seus negócios na entidade. O ex-dirigente disse em delação que imaginava ser vítima de uma conspiração de sua ex-mulher, a advogada Daniele Paraíso, também funcionária do sistema S no Rio, e de outros funcionários. Na prática, no entanto, a conspiração jamais foi provada e a atuação de Wassef em inquéritos para “criminalizar condutas pessoais de Daniele” também não foi necessária, ainda de acordo com Diniz. Mesmo sem prestar nenhum serviço, e subcontratado por Eluf, Wassef recebeu 2,685 milhões de reais entre dezembro de 2016 e maio de 2017, acusam os procuradores.

Informações: VEJA

Brasil

Vacina chinesa é segura e começa a ser produzida este mês, diz diretor do Butantan

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou, nesta segunda-feira (19), que a vacina produzida pela empresa chinesa Sinovac deverá ter sua eficácia comprovada até o final de ano

Lucas Passos

Publicado

Foto: Koen Van Weel/AFP

O diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, anunciou, nesta segunda-feira (19), que a vacina produzida pela empresa chinesa Sinovac deverá ter sua eficácia comprovada até o final de ano. Segundo Covas, a imunização, cujo estudo vem sendo conduzido em parceria com o instituto, é a mais segura das que estão em desenvolvimento.

“É uma vacina muito segura, isso já é esperado pela própria tecnologia envolvida nessa vacina. Na realidade, neste momento, é a vacina que tem o perfil de segurança melhor entre todas as vacinas que estão sendo testadas”, disse o diretor do Butantan em entrevista à GloboNews.

A declaração foi dada no mesmo dia em que o governo de São Paulo, responsável pelo Instituto Butantan, divulgou  os resultados da segurança da vacina com base nos testes clínicos feitos em 9 mil voluntários no Brasil.

“As manifestações clínicas adversas são muito leves, não tivemos nenhuma manifestação clínica que tenha exigido uma atenção médica maior. Então, é um perfil de segurança muito apropriado. Nós aguardamos o fim dessa fase de estudos, obviamente que é um estudo clínico que ainda demanda outras fases, principalmente a fase de eficácia, e que nós aguardamos aí até o fim do ano que possa ocorrer a demonstração da eficácia para que a nossa Anvisa possa registrar a nossa vacina”, disse Covas.

De acordo com diretor, os resultados dos ensaios realizados no Brasil foram similares aos da China, onde 94,7% dos mais de 50 mil voluntários que participam dos testes não apresentaram efeito adverso.

“As manifestações clínicas adversas são muito leves, não tivemos nenhuma manifestação clínica que tenha exigido uma atenção médica maior. Então, é um perfil de segurança muito apropriado. Nós aguardamos o fim dessa fase de estudos, obviamente que é um estudo clínico que ainda demanda outras fases, principalmente a fase de eficácia, e que nós aguardamos aí até o fim do ano que possa ocorrer a demonstração da eficácia para que a nossa Anvisa possa registrar a nossa vacina”, disse diretor.

Com informações da Globo News.

Continuar Lendo

Brasil

Ministra Damares Alves pede ‘cadeia imediatamente’ para Robinho

Jogador foi condenado por violência sexual contra uma mulher embriagada, mas recorre e diz ser inocente. Processo tramita na Itália, e jogador não pode ser preso no Brasil.

Marcelo Passos

Publicado


A ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, afirmou nesta segunda-feira (19) que defende “cadeia imediatamente” para o jogador Robinho, condenado na Itália por violência sexual contra uma mulher embriagada.

O jogador foi condenado em primeira instância, mas recorreu e diz ser inocente. No estágio atual do processo, Robinho não pode ser preso no Brasil. Quando as possibilidades de recursos se esgotarem, se a condenação for mantida, Brasil e Itália deverão chegar a um acordo sobre o cumprimento da pena.

“Cadeia imediatamente, não tenho outra palavra para falar. Ainda cabe recurso, mas o vazamento dos áudios, gente. Querem mais o quê? Cadeia. Nenhum estuprador pode ser aplaudido. O cara quer voltar para o campo para posar como herói”, declarou.

Damares comentou o caso ao chegar ao Palácio do Planalto, nesta segunda, para uma cerimônia com o presidente Jair Bolsonaro sobre tratamentos para a Covid-19. A ministra disse acreditar que o Santos Futebol Clube agiu certo ao rescindir o contrato com Robinho, que havia acertado seu retorno ao time no último dia 10.

Continuar Lendo

Brasil

Genro ateia fogo em sogra de 82 anos para chamar atenção de esposa

Ele foi preso e autuado por tentativa de homicídio doloso, quando há intenção de matar.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

(Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Para chamar atenção da esposa, um homem ateou fogo na própria sogra, uma idosa de 82 anos, neste domingo (18), em Limoeiro do Norte, no Ceará.

Ele foi preso e autuado por tentativa de homicídio doloso, quando há intenção de matar.

O caso ocorreu no Bairro Doutor José Simões. A idosa foi socorrida para uma unidade hospitalar da cidade, mas não há informações sobre seu estado de saúde.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social do Ceará (SSPDS), o genro estava sob efeito de bebida alcoólica e confessou o crime.

O Corpo de Bombeiros Militar do Ceará (CBMCE) foi acionado e esteve no local para apagar as chamas que atingiram parte da casa.

Um inquérito policial foi instaurado na Delegacia Regional de Russas, da Polícia Civil do Estado do Ceará (PCCE), e as circunstâncias do caso serão apuradas pela Delegacia Municipal de Limoeiro do Norte.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.