Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Mães detentas poderão passar o dia delas com seus filhos

Todos os três presídios femininos de Pernambuco contam com berçário

Avatar

Publicado

Berçário Zilda Arns foi o primeiro a ser inaugurado em uma colonia penal em Pernambuco (Foto: Débora Soares/G1)

A Colônia Penal Feminina do Recife, no Engenho do Meio, Zona Oeste da cidade, foi a primeira de Pernambuco a inaugurar um berçário, em 8 de maio de 2009, pouco mais de cinco anos atrás. O espaço tem quatro quartos, com camas para as mães e berços para os bebês. Até os seis meses de idade, as crianças ficam lá, mas depois deste período, são entregues à familía e as mulheres retornam para suas celas.

Segundo a diretora da colônia penal, Charisma Tomé, das 956 reeducandas, 27 estão grávidas. “Ela fazem todo o pré-natal aqui mesmo, raramente temos que ir para um hospital, só na hora do parto.” De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Social e Direitos Humanos (SEDSDH) de PE, as 1.844 detentas do estado estão dividídas em três colônias penais femininas, no Recife, em Abreu e Lima (Região Metropolitana) e em Buíque (Agreste), e todas elas contam com um espaço reservado para as mães e bebês. “Aqui elas ficam à disposição total de suas crianças e em segurança, pois não é permitido que ninguém fume aqui, por exemplo. Assim garantímos a saúde de todos”, explicou a secretária-executiva de coordenação e gestão da SEDSDH.

Jessika tem outros dois filhos além do recém-nascido Mateus (Foto: Débora Soares/G1)

Jessika Dourado, 22, é a mais nova mamãe na unidade do Recife. Seu filho, Mateus, nasceu na última quarta-feira (7), de parto normal. Moradora de Cuiabá, no Mato Grosso, foi presa em dezembro em São Caetano, no Agreste de Pernambuco. “Eu tinha um trabalho com carteira assinada, com salário de R$ 700. Mas larguei o emprego e comecei a traficar. Na primeira viagem, ganhei R$ 4 mil e ia levar uns R$ 5 mil nessa outra, mas aí fui presa”, revelou.

Sua sentença ainda não saiu, mas uma certeza Jessika tem: passará o Dia das Mães de 2014 afastada de seus outros dois filhos, que moram em Cuiabá com a irmã e a mãe dela. “Estava grávida de quatro meses quando fui presa e pelo menos vou passar o dia com um dos meus meninos. Meus outros dois filhos, de 2 e 6 anos, não sabem que estou em um presídio. Pedi que minha mãe não contasse para eles. Quando falo com ela, só pergunto se estão bem. Não quero saber muito, para não ficar com saudades”, disse. Ela divide o berçário com outras nove mães.

Monique se diz feliz por poder passar o primeiro dia das mães com sua filha (Foto: Débora Soares/G1)

Entre elas está Monique de Oliveira, 20, mãe de primeira viagem. Ela foi presa quando já estava com 8 meses de gravidez, em dezembro. Sua filha, a pequena Mayenne de 4 meses, nasceu após uma cesária e teve que ficar 18 dias internada. “Tivemos algumas complicações no parto, mas nada muito sério. Ela ficou muito tempo pois estava em observação”, explicou. Monique também foi presa por tráfico de drogas e não sabe por quanto tempo ficará detida. “O que me conforta é saber que meu primeiro Dia das Mães será com minha filha. Mas logo depois, quando fizer seis meses, ela vai embora, morar com a avô”, lamentou.

Bárbara de Lima, 23, foi presa por desacato em abril e está grávida de 8 meses. “Já me sinto uma mãe, pois posso ter meu bebê a qualquer momento. Assim que cheguei, fiz logo alguns testes e está tudo certo”, relatou. Esta é a primeira vez que Bárbara foi presa. “Primeira e única. Nunca mais volto para cá. Vou criar meu filho longe de tudo isso”, prometeu a futura mamãe.(G1PE)

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Mãe que arrancou os olhos da filha e um pedaço da língua com tesoura diz que a criança estava possuída

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/YouTube)

Em depoimento concedido aos policiais da Delegacia Regional de Santana do Ipanema, Josimare Gomes da Silva, de 30 anos, que matou a própria filha nesse domingo (24), na cidade sertaneja de Maravilha, disse que a criança estava possuída por demônios.

Segundo a suspeita, que arrancou os olhos e parte da língua da filha com uma tesoura, apenas o demônio morreu e a criança estaria viva.

“Os olhos caíram no ralo depois que eu arranquei, mas foi do demônio, minha filha está viva”, teria dito ela, com demonstrações claras de que sofre de problemas psiquiátricos.

Josimare está sob efeitos de medicamentos e segue presa na Delegacia de Delmiro Gouveia, onde permanece à disposição da Justiça.

Policiais que atenderam a ocorrência se surpreenderam ao encontrar a criança sem os olhos, já morta, e a mãe rezando sobre o corpo.

Sobre o caso:

Na noite deste domingo (24) uma mãe que apresentava um quadro grave de depressão e outros problemas psiquiátricos, matou a própria filha de apenas cinco anos de idade. O caso foi registrado no município de Maravilha, no Sertão alagoano.

De acordo com informações, após matar a menina, a mãe, que não teve a identidade revelada, ficou ao lado do corpo da filha, rezando um terço. Ela foi presa em flagrante sem resistir à prisão. Policiais do 7º Batalhão de Polícia Militar (7GBM) encaminharam a mulher até à Delegacia Regional de Polícia Civil.

*Com informações 7Segundos

Continuar Lendo

Brasil

(Vídeo) Mãe amarra bebê com corda e chama filha de “ratazana”

Conselho Tutelar encaminhou o bebê aos cuidados da avó materna.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/YouTube)

Uma denúncia de maus tratos a uma bebê resultou na prisão da mãe da criança. O caso foi registrado neste domingo (24) em Girau do Ponciano, no Agreste de Alagoas.

A denúncia foi feita pela avó da criança, que mora na zona rural do município.

A Patrulha Maria da Penha foi acionada e quando os policiais chegaram ao local da denúncia, a avó mostrou o vídeo onde a criança está com as mãos e pés amarrados. Durante o vídeo gravado pela própria genitora, a menina é chamada de “ratazana”.

Os policiais acionaram o Conselho Tutelar que encaminhou o bebê aos cuidados da avó paterna.

A idosa relatou que o filho dela, pai do bebê, mora em outro estado e é separado da mãe da criança.

*Com informações 7Segundos.

Continuar Lendo

Cotidiano

Após 32 anos, Faustão deixa a Rede Globo em dezembro

O contrato de Faustão não sera renovado, e chega ao fim em dezembro de 2021. O motivo seria a renovação da grade de programas da Globo no ano seguinte, o que não está nos planos do apresentador.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/TV Globo)

O apresentador Fausto Silva chegou a um consenso com a Rede Globo, e deixará o comando do ‘Domingão do Faustão’. Ao todo, foram 32 anos no ar liderando a audiência nos domingos. As informações são do portal R7.

O contrato de Faustão não sera renovado, e chega ao fim em dezembro de 2021. O motivo seria a renovação da grade de programas da Globo no ano seguinte, o que não está nos planos do apresentador.

Ainda é estudado se o ‘Domingão’ será mantido no ar ou não. Faustão chegou a receber uma proposta de um programa nas noites das quintas, em um horário diferente, mas recusou.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.