Nos siga nas redes sociais

Esportes

Marcelinho Carioca pede Timão forte no Dérbi: ‘É final de Copa do Mundo’

Marcelinho não entra mais em campo, mas fala como se fosse estar nele

Avatar

Publicado

A final da Copa do Mundo, este ano sediada na Rússia, está marcada para o dia 15 de julho, mas para Marcelinho Carioca ela acontece neste domingo às 16h no Allianz Parque. É assim que o Pé-de-Anjo, um dos maiores ídolos da história do Corinthians, define o confronto contra o Palmeiras, que vale o título de campeão paulista.

Marcelinho não entra mais em campo, mas fala como se fosse estar nele. Vencedor de duas finais contra o rival, 1995 e 1999, pede um espírito aguerrido desde o início aos comandados de Fábio Carille. Ele acredita no título.

– Contra eles, é final de Copa do Mundo. Para o corintiano, o Brasil pode chegar na final da Copa e perder, mas o Corinthians não pode perder para o Palmeiras. Então, em quatro finais que disputei, perdi uma e ganhei três. Você treina diferente, o comportamento é diferente, se alimenta diferente. É num clássico que você fica marcado na história, você se torna ídolo, faz jogada memorável – declarou Marcelinho, em entrevista exclusiva ao LANCE!.

– Ali o torcedor quer ver a superação nesse momento Já vi jogador mudar de comportamento na semana, tomou dura no vestiário, porque contra pequeno jogava de um jeito, contra rival mudava. Não pode se esconder: é tiro porrada e bomba. É guerra, mano. É forte – completou.

Marcelinho não mostra preocupação com o discurso em clima bélico porque na visão dele o futebol está chato e as autoridades do país, enfraquecidas. Ele criticou ferrenhamente a questão da torcida única nos clássicos. Neste domingo, apenas palmeirenses acompanharão a final no Allianz, como foi no sábado na Arena Corinthians. Algo que inadmissível para o ex-camisa 7.

– É uma baita de uma covardia ter jogo de uma torcida só. É ridículo. Não é bom para ninguém, para os jogadores, futebol, nada. É só fazer as leis serem cumpridas, acabar com isso de embargos, aí o cidadão vai pensar duas vezes antes de cometer delito. Tem de parar de fazer do Brasil terra de ninguém, todo mundo faz o que quer, pinta e borda. Ninguém cumpre nada. Paga fiança. Lugar de marginal é na cadeia. Lugar de torcedor é no estádio – afirmou Marcelinho, em tom indignado.

– Cabem 40 mil? 30 mil de um e 10 mil de outo. Senão vou vibrar com quem? Faço o gol, saio correndo e o torcedor adversário acha que estou curtindo com ele. É até pior. Isso mata o futebol. O jogador quer ver a face do torcedor quando faz um lance. Mas não tem ninguém. Ele já chega acuado no ônibus. Aí você vai comemorar como? Liga para sua mãe e comemora com ela no telefone? – completou.

O ex-meia participou de um Dérbi memorável e que terminou em briga entre os atletas. Foi em 99, na última decisão de Paulista entre Corinthians e Palmeiras. O Timão venceu e no fim houve confusão pelas embaixadinhas de do Capetinha Edílson.

Dezenove anos depois, houve quem dissesse que aquelas cenas influenciaram na briga da primeira final em Itaquera. Felipe Melo e Clayson acabaram expulsos. Mas para Marcelinho, não tem nada a ver. Ele prega o clima aguerrido, mas sem excessos.

– São situações diferentes. Em jogos decisivos, era tudo controlado, brigava contra time pequeno. Agora no clássico você tem de dar tudo. Em 99, eu fiquei na área com o Rogério do Palmeiras. Eu nem me meti, nem me envolvi porque sabia que iam me culpar. Tem de jogar bola, se não é mau exemplo, não tem de ficar nervoso nesse jogo. É com calma, equilibrado, consciente, saber o que tem de fazer – amenizou.

Jogador mais vitorioso da história do Corinthians com dez conquistas, Marcelinho disputou duas finais de Paulista contra o Palmeiras e ganhou ambas. Mais: fez gols em todos os jogos da final. Em 95, o primeiro jogo foi 1 a 1 e o segundo, 2 a 1 para o Timão, com um golaço de falta do Pé-de-Anjo. Em 99, Marcelinho marcou na vitória por 3 a 0 no jogo de ida e deixou sua marca na volta, no empate por 2 a 2.

Neste domingo, o Corinthians sai em desvantagem, pois perdeu a ida por 1 a 0. Precisa de pelo menos dois gols para ser campeão no tempo normal e um, para levar para os pênaltis. Marcelinho acredita. Veja o que ele disse sobre o jogo:

Você ganhou duas finais contra o Palmeiras, quais dicas pode dar para os jogadores do Corinthians??

A primeira e a última bola tem de ser do Corinthians, marcação, não se acovardar, dividir a bola de cabeça. Pode perder pra todo mundo, menos pra eles. Tem de jogar a mil por hora, faca na boca.

O Corinthians tem chance de título? Como vê o time?

Acho que o Corinthians tem um todo, não tem individual. Acho que tem de ter inteligência, não pode ficar esperando, tem de ir pra cima para pressionar. O peso da camisa empurra. E tem jogadores que têm estrela, o Emerson Sheik tem estrela. E no futebol tudo pode acontecer, 1 a 0 vai para os pênaltis.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Título do Brasileirão rende ao Flamengo premiação de R$ 33 milhões

Redação PortalPE10

Publicado

O sucesso no Brasileiro foi a única meta batida pelo time na previsão de orçamento para temporada 2020, que previa a chegada na final da Copa do Brasil e ao menos na semifinal da Libertadores. No caso do Brasileiro, a projeção era de terminar pelo menos em segundo.

Para a temporada 2021, otimismo segue, e a previsão é de, por exemplo, chegar ao menos na semifinal da Libertadores. A estimativa é de alcançar uma receita de até R$ 953 milhões.

Veja a lista de prêmios em dinheiro e leia as observações no fim:

  • Flamengo: R$ 33 milhões
  • Internacional: R$ 31,3 milhões
  • Atlético-MG: R$ 29,7 milhões
  • São Paulo: R$ 28 milhões
  • Fluminense: R$ 26,4 milhões
  • Grêmio: R$ 24,7 milhões
  • Palmeiras: R$ 23,1 milhões
  • Santos: R$ 21,4 milhões
  • Athletico-PR: R$ 19,8 milhões
  • Bragantino: R$ 18,1 milhões
  • Corinthians: R$ 14,2 milhões
  • Ceará: R$ 13,2 milhões
  • Atlético-GO: R$ 12,2 milhões
  • Bahia: R$ 11,9 milhões
  • Sport: R$ 11,5 milhões
  • Fortaleza: R$ 11,2 milhões

OBS: Os valores-base são referentes a 2019, sem correção. As equipes rebaixadas não recebem valor algum. E os times que assinaram com a Turner na TV fechada (Inter, Palmeiras, Santos, Athletico-PR, Ceará, Bahia e Fortaleza) podem apresentar pequena variação.

Continuar Lendo

Esportes

Sport perde para Galo na Ilha, mas segue na Série A

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

Sport e Atlético-MG entraram em campo com objetivos claros. Até porque o resultado tem impacto na a permanência do Leão na Série A, nas vagas da Sul-Americana e da Libertadores. Dessa vez, o Galo terminou vencendo por 3 a 2, mas ambas as equipes cumpriram metas em um duelo marcado por confusão e gol decisivo no apagar do luzes. O time mineiro abriu o placar com Jair e viu o rival empatar com Dalberto. No segundo tempo, ampliou com Thyere (contra), viu o Leão empatar de novo – de pênalti, com Thiago Neves -, mas garantiu a vitória com um gol de Marrony no fim.

O Sport segue na 14ª posição, com 42 pontos, e apesar da derrota, está garantindo na Série A 2021. Isso porque o Vasco, que tem 38 pontos e abre o Z-4, empatou com o Corinthians. O Atlético-MG, por sua vez, saltou para 65 pontos e está agora na 3ª posição.

No Brasileirão, o Sport visita o Athletico na Arena da Baixada, enquanto o Atlético-MG recebe o Palmeiras no Mineirão. Ambas as partidas acontecem na quinta-feira, às 21h30, pela despedida do campeonato.

Antes disso, o Rubro-negro estreia no Pernambucano contra o Vera Cruz, às 19h da quarta-feira.

Continuar Lendo

Esportes

Internada em dezembro, mãe de Ronaldinho morre aos 71 anos de Covid-19

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Ronaldinho Gaúcho e sua mãe Miguelina de Assis — Foto: Pedro Souza / Atlético

Morreu na noite deste sábado em Porto Alegre Miguelina Elói Assis dos Santos, mãe do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho. Dona Miguelina, como era conhecida, tinha 71 anos e estava internada desde dezembro do ano passado após complicações decorrentes de um quadro de Covid-19.

A informação foi publicada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo ge com pessoas ligadas ao estafe de Ronaldinho. Sobrinho de Ronaldinho e filho de Assis, Diego Assis também confirmou que a avó “foi descansar”.

Em dezembro passado, Ronaldinho usou os seus perfis nas redes sociais para pedir orações para a mãe. Ela havia sido internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, após contrair coronavírus.

– Queridos amigos, minha mãe está com Covid e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe – escreveu o ex-jogador.

O Hospital Mãe de Deus não divulga informações sobre pacientes.

Em nota oficial, o Atlético-MG se solidarizou com Ronaldinho e declarou que o clube está em luto pela morte de Dona Miguelina. O meia foi campeão da Libertadores e é ídolo do Galo.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.