Nos siga nas redes sociais

Entretenimento

“Me arrependo de ter feito campanha, mas não de ter votado em Bolsonaro”, diz Eduardo Costa

O cantor falou com a Coluna Leo Dias sobre suas recentes declarações em relação ao presidente da República.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Apoiador de Jair Bolsonaro nas eleições presidenciais de 2018, o cantor sertanejo Eduardo Costa revelou, durante entrevista ao programa Morning Show, da rádio Jovem Pan, que se arrependeu de fazer campanha para o atual presidente da República.

Procurado pela coluna, Eduardo Costa explicou que não se arrependeu de ter votado em Bolsonaro, mas de ter sido um cabo eleitoral do político.

“As pessoas distorcem o que a gente fala. Eu não disse que me arrependi de ter votado no Bolsonaro. Mas eu me arrependo de ter me envolvido nisso e ter dado a minha cara a tapa sobre o assunto. A única coisa da qual me arrependo é de ter feito campanha”, disse Eduardo a este colunista.

O intérprete de Chega fez questão de expor que já votou em outros partidos políticos e, inclusive, foi um eleitor do ex-presidente Lula. “Agora para e imagina para gente que estava começando. Quando eu estava começando a minha carreira, o Lula foi um grande presidente. O primeiro mandato dele foi bom para todo mundo. Daí eu votei no segundo mandato também. Votei na Dilma no primeiro mandato também. Acho que nós não podemos fazer uma só avaliação”, pontuou.

“Acho que naquela época o Lula foi um grande presidente e ajudou muito a quem estava iniciando as suas carreiras. As pessoas que eram pequenas e precisavam de dinheiro para trabalhar, sabe? Eu não tenho um partido político. Eu não sou um ‘torcedor’ de partido político. Se tiver de escolher alguém para votar, não vou optar por causa partido e sim pela pessoa, entende?”, concluiu.

Costa, no entanto, diz não ser capaz de dar uma nota ao atual governo. “Eu acho que que na época que o Bolsonaro estava se candidatando, eu acreditei no jeito dele. Mas ele é um cara bom, não conseguiu fazer muita coisa e ainda veio a Covid-19 para acabar com tudo. Depois disso, cabe a nós avaliarmos o que foi bom e o que foi ruim e assim saber se devemos escolher outra pessoa ou não. Mas, hoje, eu não posso fazer uma avaliação. Se fizesse isso, seria muito precipitado”, externou.

O sertanejo finalizou a entrevista dizendo que o ideal é aguardar. Ainda segundo ele, não é nada vantajoso o cidadão se envolver em assuntos políticos. “O que eu penso mesmo sobre política é que não devemos ‘entrar’ nela. Não sou de direita nem de esquerda. Muitos levam isso como o futebol”, finalizou.

*Com informações Metrópoles

Entretenimento

Whindersson Nunes nega traição de Luísa Sonza e é criticado na web

Redação PortalPE10

Publicado

A separação de Whindersson Nunes, 26, e Luísa Sonza, 22, ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira (10). O casamento dos dois chegou ao fim em 2020 e, desde então, a cantora foi acusada de ter provocado o fim da relação. Porém, não foi bem assim, segundo os envolvidos.

Tudo começou na madrugada, quando Sonza fez um comentário nas redes sociais sobre a situação do Brasil. “Está tudo uma merda”, disse.

CRÍTICAS

“Ver o Brasil nesse estado é desesperador. Todo dia é um esforço imenso para ter vontade de abrir um sorriso e seguir trabalhando e fazendo as coisas, como seguir vivendo vendo tanta gente morrendo nesse país por causa do descaso de um governo genocida?”

As críticas ao governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) prosseguiram. “Está triste demais ver um país tão incrível como o Brasil, com tanta riqueza e beleza nas mãos de um governo como esse”, afirmou.

“Torço e espero do fundo do meu coração que venham dias melhores para esse país que amo tanto.”

ATAQUES VIRTUAIS

Vítima de ataques virtuais desde o fim do casamento, a cantora foi apontada mais uma vez por seguidores como pivô da separação por causa de uma suposta traição. Muitos internautas acreditavam que ela tivesse traído Nunes com o atual namorado, o cantor Vitão.

Desta vez, porém, ela deu uma resposta em forma de desabafo. “Eu não trai ninguém. Nunca”, afirmou. “Eu nunca nem se quer larguei alguém, para início de conversa. Vocês não sabem de porra nenhuma do que realmente aconteceu. Inventaram uma novela para essa história e eu já tô cansada de ouvir também.”

‘NÃO FOI POR TRAIÇÃO’

Com a repercussão da postagem, Whindersson Nunes resolveu se pronunciar também. Pela primeira vez, desde o anúncio da separação, ele negou que o fim do casamento tenha sido causado por Sonza e também afirmou que não houve traição.

“Opa, rapaziada, ok, vamos lá, eu que terminei e não foi por traição”, afirmou. Depois da declaração, ele foi criticado por seguidores por não haver dito isso quando a ex-mulher estava sofrendo ataques na web: “Gente, eu não vi nada não, sério mesmo”.

POSICIONAMENTO

“Não sei se vocês percebem, mas nem na onda Big Brother eu entro com vocês, eu trabalho muito”, disse. “Também não acho que tenho que me posicionar sobre nada não, não viajem em época nenhuma.”

“Se [traição] foi algo que ela nunca fez, por que ninguém nunca me defendeu pelas piadas de corno? Já que não aconteceu?”, ironizou. “Sim, porque cada um cuida da própria vida, ela a dela, e eu da minha.”

REPERCUSSÃO

O nome do humorista acabou ficando em primeiro lugar nos trending topics do Twitter. Além das críticas sobre não ter defendido Sonza, alguns internautas também o atacaram por supostamente apoiar Bolsonaro.

“E que bolsominion o quê, galera, meu Deus olha para a minha cara”, rebateu. “Também fiz um trabalho para a Havan em 2018, aí começou as eleições e o véio virou, de fato, o véio da Havan, eu devolvi uma parte da grana e saí.”

Continuar Lendo

Entretenimento

Gil do Vigor ecebe homenagem do Governo de PE por incentivar e defender a educação no BBB21

Redação PortalPE10

Publicado

O pernambucano Gilberto Nogueira recebeu, na tarde desta segunda-feira (10), uma homenagem do Governo de Pernambuco por usar a sua visibilidade durante a após o Big Brother Brasil 21 para defender a educação pública e de qualidade social. Ao lado da mãe, o economista foi recebido pelo governador Paulo Câmara, ao lado da primeira-dama, Ana Luiza, no Palácio Campo das Princesas. “Eu sempre falo da importância da educação pois é algo que eu tive que batalhar muito e sei que sem educação temos cada vez menos oportunidades de vencer na vida. Educação para todos!”, disse Gilberto.

A placa da homenagem afirma: “Reconhecimento pela defesa da educação pública de qualidade social, sempre mostrando, inclusive pelo seu próprio exemplo, que esta é a saída para um futuro mais justo, humano, igualitário e fraterno para todos”.

“É muita honra receber esse pernambucano que fez tão bonito no BBB. Gil contou um pouco da sua trajetória, que hoje o Brasil já conhece, mas que tem um foco muito grande na educação pública”, afirmou Paulo Câmara. “Ele teve um apoio importante, que nos relatou aqui, da Facepe. Enquanto o Brasil diminuiu o número de bolsas, Pernambuco, mesmo com toda a crise, manteve a ajuda a muitos mestrandos e doutorandos. Isso faz a diferença no futuro que a gente quer para o nosso Estado”.

Gilberto estudou na Escola Nestor Gomes de Moura (Jaboatão dos Guararapes) e na Escola Luiz Delgado (Recife), onde cursou, de 2008 a 2010, o 1º, 2º e 3º ano do Ensino Médio. Em setembro, ele segue para a cidade de Davis, na Califórnia (EUA), onde fará pós-doutorado em economia na University of California. Ele é graduado em economia pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), onde também faz doutorado desde 2019.

“Gilberto é um exemplo de como a educação transforma a vida do cidadão. A nossa missão é seguir buscando projetos e ações que garantam uma educação pública de qualidade social, para que muitos outros exemplos como esse ganhem força em todo o País”, afirmou o secretário de Educação de Pernambuco, Marcelo Barros. Também estavam presentes os secretários estaduais Alexandre Gabriel (Chefe da Assessoria Especial do Governador); Gilberto Freyre Neto (Cultura); José Neto (Casa Civil); e o administrador de Fernando de Noronha, Guilherme Rocha.
Continuar Lendo

Cotidiano

Juliette diz que vai gravar a música ‘Deus me Proteja’ com Chico César

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/Twitter)

A campeã do Big Brother Brasil 21, Juliette Freire, 31, confirmou que vai gravar a música “Deus me Proteja” com o cantor Chico César, 57. Em entrevista ao jornal JPB2, da TV Paraíba (afiliada da Globo), a paraibana disse que, assim que ela “conseguir dormir e respirar”, vai fazer a parceria.

Lançada em 2008, a música alcançou o primeiro lugar na Parada Viral do Spotify quando Juliette a cantou dentro da casa do BBB, em fevereiro. Em entrevista ao F5 em março, Chico César, que também é paraibano, disse que estava muito grato à conterrânea pela visibilidade dada à sua canção. As informações são da Folhapress.

“Eu já estava muito satisfeito com essa música desde que eu a gravei, mas, o fato de ela ter aparecido agora, na voz de uma mulher paraibana, foi bem simbólico e me deixa muito feliz”, afirmou. O cantor também falou que, por meio da canção, muitas pessoas puderam conhecer mais de sua carreira.

Durante a entrevista, Juliette disse que ainda não sabe se vai seguir carreira na música. “O povo diz que sou cantora. Não sou cantora ainda. Eu amo a música, eu amo cantar. Eu posso estudar e ser cantora.”

“A gente tira leite de pedra, então o que colocarem para a gente fazer a gente faz. Eu vou fazer o que me der paz, o que me der felicidade, porque dinheiro eu já tenho. Estou rica”, brincou.

Em conversa online com a imprensa, realizada na quarta-feira (5), um dia depois da final do reality, ela já havia dito que não pretendia ser famosa quando se inscreveu no BBB 21, buscava na verdade segurança financeira.

A advogada e maquiadora venceu o BBB 21 com 90,15% dos votos, em uma disputa com a influenciadora digital Camilla de Lucas, 26, e o ator e cantor Fiuk, 30. Ela levou assim o prêmio de R$ 1,5 milhão do programa -os outros dois levaram R$ 150 mil e R$ 50 mil, respectivamente.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.