Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Morre o ator Paulo Goulart aos 81 anos após luta contra o câncer

A informação foi confirmada pela produção Nicete Bruno Produções Artísticas.

Avatar

Publicado

O ator  Paulo Goulart morreu, aos 81 anos, em decorrência de um câncer, na cidade de São Paulo. A informação foi confirmada pela produção Nicete Bruno Produções Artísticas.

Em 2012, Paulo Goulart passou algumas semanas internado no setor de oncologia do Hospital Beneficência Portuguesa, em São Paulo, para tratar de um câncer do mediastino, uma cavidade no centro do tórax, localizada entre os pulmões. Há sete anos, o ator já havia passado por uma cirurgia para a retirada de um tumor no rim.

Paulo Goulart é o nome artístico de Paulo Afonso Miessa, que nasceu no dia 9 de janeiro de 1933, em Ribeirão Preto, em São Paulo. O Goulart veio de um tio, o radialista Airton Goulart. A carreira artística começou na Rádio Tupi, em 1951, como ator de radionovelas. No mesmo ano, Goulart fez seu primeiro trabalho na TV ao lado de Mazzaropi.

Família
Goulart conheceu a atriz Nicette Bruno, em 1952, quando ela procurava um galã para atuar ao seu lado na peça “Senhorita, Minha Mãe”. Goulart fez um teste e foi aprovado pela própria Nicette. Pouco depois, os dois começaram a namorar e permaneceram casados por toda a vida de Paulo. Juntos eles tiveram três filhos, sete netos e dois bisnetos. Os três filhos do casal, Beth Goulart, Bárbara Bruno e Paulo Goulart Filho, são atores, assim como as netas Vanessa Goulart e Clarissa Mayoral.

Trabalhos
“Helena”, de 1952, foi a primeira novela de Goulart, que passou pelas TVs Continental, Tupi, Rio, Excelsior até chegar na rede Globo. Em 1972, deu vida ao industrial Claude Antoine Geraldi em “Uma Rosa com Amor”. Na novela, Goulart fazia par romântico com Marília Pêra. A química entre os dois agradou os fãs, que criaram uma grande torcida para que eles ficassem juntos no final.

Em 1977, ele voltou para a Tupi para atuar em “Éramos Seis”. Nos anos 80, Goulart atuou em Plumas e Paetês (1980), “Jogo da Vida” (1981), “Transas e Caretas” (1984), “Roda de Fogo” (1986) e Fera Radical (1988). Em 1993, Goulart viveu outro papel de destaque como o vilão Donato, de “Mulheres de Areia”, inimigo de Tonho Da Lua.

Após fazer “As Pupilas do Senhor Reitor” (1995), no SBT, “O Campeão” (1996), “Zazá” (1997), “Esperança” (2002), na Globo, Goulart foi escalado para viver o padrasto da protagonista Sol (Deborah Secco), em “América”, em 2005, também na TV Globo. Seu personagem sofria de um problema cardíaco grave, o que motivou a protagonista a trabalhar nos Estados Unidos. O ator também participou das minisséries “O Auto da Compadecida” (1999), “Aquarela do Brasil” (2000), “Um Só Coração” (2004), “JK” (2006) e “Amazônia: de Galvez a Chico Mendes” (2007).
Já em tratamento neste ano, Paulo participou das gravações do filme “O Tempo e o Vento”, adaptação para o cinema do clássico de Erico Veríssimo, com direção de Jayme Monjardim. Em 2011, o ator fez parte do elenco da série “Louco por Elas” e da novela “Morde & Assopra”, ambas na TV Globo.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Presidente faz visita surpresa à igreja Assembleia de Deus e é abençoado pelo Círculo de Oração

Bolsonaro passava por comunidade quando viu igreja aberta e resolveu entrar.

Redação PortalPE10

Publicado

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), fez uma visita surpresa a uma congregação da Assembleia de Deus Ministério de Madureira no bairro Morro da Cruz, em São Sebastião (DF), comunidade perto de Brasília. As informações são do GospelPrime.

Bolsonaro estava passando de moto pelo local quando viu a igreja aberta e resolveu entrar, sendo abençoado por irmãs do Círculo de Oração que estavam presente. O presidente também deu uma rápida saudação para os fiéis antes de deixar o local.

Em sua breve passagem pela congregação, o presidente agradeceu pela recepção e pelas bênçãos, recebendo uma oração das evangélicas presentes.

Na mesma comunidade, o presidente visitou uma casa onde venezuelanas que fugiram do regime socialista de Nicolas Maduro estão abrigadas. Bolsonaro aproveitou para alertar sobre os riscos do Brasil chegar a essa condição, passando a uma ditadura.

Continuar Lendo

Brasil

Nova lei de trânsito: como ficam as regras para os motociclistas

Foi criada infração específica para quem pilotar com a viseira do capacete levantada. Mudanças começam a valer nesta segunda (12).

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

Assim como os motoristas, os motociclistas também devem estar atentos às regras da nova lei de trânsito brasileira, que entra em vigor nesta segunda-feira (12). A principal mudança se refere ao uso do capacete: a nova legislação criou uma infração específica para quem trafegar com a viseira levantada ou sem os óculos de proteção. A conduta passa a ser punida com pontuação média, sujeita à multa de R$ 130,16.

“Na prática, a nova lei corrigiu uma impropriedade. Antes, os agentes de fiscalização autuavam da mesma forma o motociclista que estava sem o capacete (infração gravíssima) e aquele que estava sem a viseira, em que o risco é muito menor”, disse Frederico de Moura Carneiro, diretor-geral do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), durante participação na #LiveJR na sexta-feira (9). “Agora, as infrações estão separadas, de acordo com sua gravidade.”

Além disso, o tráfego de motocicletas com os faróis apagados pode gerar, a partir de agora, uma infração média. Antes, a penalidade era gravíssima, com multa de R$ 293,47, recolhimento da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e suspensão do direito de dirigir.

Por fim, vão mudar as normas para o transporte de crianças. A nova lei aumentou de 7 para 10 anos a idade mínima para que meninos e meninas sejam levados na garupa de motocicletas, motonetas e ciclomotores. As crianças que não possuem condições de cuidar da própria segurança seguem proibidas de viajar na garupa. O desrespeito a essa mudança é infração gravíssima, com multa e suspensão do direito de dirigir.

Confira, a seguir, as principais mudanças na legislação de trânsit:

Pontuação

A quantidade de pontos para a suspensão de CNH considera três limites: 20 pontos para quem possui duas ou mais infrações gravíssimas; 30 pontos, para aqueles com uma infração gravíssima, e 40 se não houver nenhuma infração gravíssima. A punição, para os casos de suspensão direta, pode variar de dois a oito meses, ou de oito a dezoito meses se houver reincidência.

Para os motoristas profissionais, valerá a regra de 40 pontos, independentemente da natureza das infrações cometidas. Essa mudança era uma antiga demanda de caminhoneiros. O legislador entendeu que, por permanecerem mais tempo ao volante do que os demais condutores, o limite para esses profissionais deveria ser diferenciado, posto que a suspensão do direito de dirigir impactaria a própria capacidade de subsistência de suas famílias.

Emissão e renovação de CNH

O aumento da validade da CNH passou de cinco para dez anos para condutores de até 50 anos. Aqueles entre 50 e 70 anos passam a renovar a cada cinco anos. Já os motoristas com mais de 70 passam a renovar a cada três anos. A regra é a mesma para os motoristas profissionais. As mudanças só valem para as habilitações expedidas após 12 de abril de 2021.

Além disso, a CNH passa a ser documento oficial de identificação, com previsão legal expressa. Quando o motorista tiver acesso à Carteira Digital de Trânsito, será dispensado o porte da CNH.

Multas e descontos

Com a nova regra, será obrigatória a substituição de multas leves ou médias por advertência para o motorista que não cometeu nenhuma outra infração nos últimos 12 meses. Além disso, as infrações terão o prazo de 30 dias para que seja indicado o verdadeiro condutor. A defesa prévia passa a ser mais simples, podendo ser eletrônica.

Além disso, os órgãos autuadores do SNE (Sistema de Notificação Eletrônica) devem permitir ao motorista infrator pagar somente 60% do valor da multa. Contudo, o abatimento de 40% ocorrerá apenas se o condutor quitar a infração no aplicativo do SNE.

Faróis acesos

Os faróis que anteriormente eram obrigatórios em rodovias federais, agora serão necessários somente em casos de rodovias fora do perímetro urbano durante a luz do dia e também sob neblina, chuva, cerração e em rodovias de pistas simples.

Uso da cadeirinha

É obrigatório o uso para crianças de até dez anos ou que ainda não tenham atingido 1,45 metro de altura. O condutor que desrespeitar essa regra poderá ser autuado com uma multa de infração gravíssima, no valor de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira.

Ciclistas

Pedestres possuem a preferência sobre ciclistas que, por sua vez, possuem preferência sobre os demais veículos. Condutores de bicicletas devem trafegar nas ciclovias, ciclofaixas ou acostamentos. Quando não houver, devem utilizar o bordo da pista, no mesmo sentido dos demais veículos. Sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais é obrigatória.

Outra mudança diz respeito à alteração da gravidade da infração dos motoristas nos casos de ultrapassagem de ciclistas. Agora, deixar de reduzir a velocidade do veículo de forma compatível com a segurança do trânsito ao ultrapassar ciclista passa a ser infração gravíssima, no valor de R$ 293,47.

Pena de reclusão

Fica proibida a conversão da pena de reclusão (privativa de liberdade) por penas alternativas no caso de morte ou lesão corporal provocada por condutor sob efeito de álcool ou drogas.

Boa conduta

Para estimular a condução responsável, será criado o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), no qual deverão constar os dados dos condutores que não cometeram infração de trânsito sujeita à pontuação nos últimos 12 meses.

Continuar Lendo

Brasil

Artistas retratam menino Henry como anjo em muro no Rio

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Murilo Lemos, de 33 anos, teve a ideia do painel ainda no início das investigações do caso e grafitou o mural com outros três amigos — (Foto: Murilo Lemos/Reprodução)

Artistas e grafiteiros de Rocha Miranda, na Zona Norte do Rio, fizeram um muro em homenagem ao menino Henry Borel, de 4 anos, que morreu há um mês. As informações são do G1.

A polícia aponta que ele foi agredido pelo padrasto, o vereador Dr. Jairinho, com a conivência da mãe, Monique Medeiros. O casal foi preso pelo crime na última quinta-feira (8). A defesa alega inocência.

A obra mostra Henry sorrindo com asas e uma auréola de anjo. Jairinho e Monique são retratados como demônios, com chifres, olhos vermelhos. Um tridente aparece na mão do ser que representa o padrasto de Henry.

A obra foi feita na estrada do Barro Vermelho, a mais de 30 quilômetros de onde o menino morreu.

O artista responsável, Murilo Lemos, de 33 anos, contou que a ideia de fazer o mural surgiu quando o caso foi revelado. Ele e mais outros três artistas, no entanto, começaram a fazer a obra na manhã deste sábado (10), terminando por volta das 17h.

“Esse mural, na verdade, a gente estava para fazer desde que saiu o caso na televisão. Falei: ‘Bom seria se a gente pudesse impactar com o painel’. Aí, ontem, foi o estopim, na verdade, né? Entramos em contato, fizemos o grupo, e começamos 7h, terminamos agora, sem almoçar, sem beber nada”, relatou Murilo.

Ele diz que contou ainda com a ajuda dada pelo comércio da região, com alimentos e bebidas: “O comércio toda hora vinha, trazia uma maçã, trazia um café, e foi o combustível para conseguir terminar a obra”.

Filho da mesma idade

Murilo relatou que tem um filho, João Gabriel, da mesma idade de Henry, e que ficou muito impactado com o caso, que chocou o Rio.

“Toda vez que eu via reportagem, eu queria desligar a televisão, queria quebrar a televisão. Eu não queria imaginar se fosse com o meu filho, me impactou muito, e aí eu tomei essa iniciativa”, disse Murilo.

O artista considerou o resultado final do 400ml Crew, coletivo de grafiteiros responsável, “gratificante”. “Quem passou aqui durante a tarde inteira ajudou a gente. É gratificante para caramba”

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.