Nos siga nas redes sociais

Empregos

Oportunidade: MPPE seleciona estagiários de Direito para estagio

Podem se inscrever os alunos do 5º ao 9º período ou do 3º ao 5º ano de faculdades oficiais ou reconhecidas, conveniadas

Avatar

Publicado

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) irá realizar seleção pública para 252 vagas no programa de estágio universitário para estudantes de Direito, que serão preenchidas a partir de 5 de janeiro de 2015. Podem se inscrever os alunos do 5º ao 9º período ou do 3º ao 5º ano de faculdades oficiais ou reconhecidas, conveniadas ao MPPE. As inscrições serão realizadas a partir das 9h de 1º de agosto e se encerrarão às 23h59 de 1º de setembro deste ano, exclusivamente no endereço eletrônico do Instituto Sustente (www.sustente.org.br). Cada candidato pagará a taxa de inscrição de R$ 35, impreterivelmente até o dia 2 de setembro.

No ato de inscrição, o candidato deverá optar por apenas uma localidade de estágio. O mapa das várias localidades, com quantidade, distribuição de vagas e horários de trabalho, assim como demais informações, está disponível no edital da Escola Superior do Ministério publicado Diário Oficial do Estado de 3 de julho de 2014, que pode ser acessado pela internet no endereço www.cepe.com.br da Companhia Editora de Pernambuco (Cepe) .

O candidato também deve estar atento que o exercício de atividades concomitantes em outro ramo do MPPE é incompatível com o programa de estágio, assim como exercer atividades na advocacia pública ou privada, ou o estágio nessas áreas, bem como o desempenho de função ou estágio no Judiciário ou na Polícia Civil, Militar ou Federal.

A prova será uma redação em língua portuguesa sobre algum tema atual com foco nas áreas de atuação do Ministério Público, contendo no mínimo 25 e no máximo 30 linhas, à qual será atribuída nota de zero a dez. A redação será realizada no dia 21 de setembro em quatro cidades pernambucanas: Recife, Caruaru, Serra Talhada e Petrolina. Os endereços da prova serão divulgados a partir do dia 18 de setembro.

O candidato escolherá apenas um dos quatro municípios para fazer a prova, independentemente da localidade de estágio que optou. Ele deve comparecer ao prédio com antecedência mínima de uma hora, munido de documento de identidade original (ver relação dos aceitos no edital), com foto atualizada, além de caneta esferográfica azul ou preta.

O tempo de duração da prova será, no máximo, de três horas, começando às 9h e terminando às 12h. O candidato, no entanto, terá de permanecer no local por, no mínimo, uma hora após o início. Serão aprovados os que obtiverem nota igual ou superior a seis. As notas serão divulgadas no dia 15 de outubro e no dia 29 a relação dos aprovados. Em caso de empate na classificação, serão seguidos os seguintes critérios de hierarquia: 1) estar mais adiantado no curso de graduação em Direito, 2) ter mais idade.

Os aprovados receberão uma bolsa de estudo como auxílio financeiro não superior a um salário mínimo mensal, auxílio transporte, seguro anual múltiplo contra acidentes pessoais e período de recesso de 30 dias remunerados, integral ou proporcionalmente ao período cumprido. O estágio será sob a supervisão da Escola Superior do Ministério Público de Pernambuco, pelo prazo de um ano com uma carga horária geral de, no mínimo, 930 horas, sendo quatro horas por dia, de segunda a sexta-feira, totalizando uma jornada semanal de 20 horas de estágio, exceto para os estagiários com deficiência, para o qual será reservado um percentual de 10% das vagas.O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado – Ministério Público de Pernambuco no dia 3 de julho, edição de n°114.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Seleção simplificada oferece 142 vagas no Hemope com salários de até R$ 9,8 mil

Divulgação do edital ocorreu nesta quinta-feira (21), no Diário Oficial do Estado. Inscrição começa na segunda-feira (25) e pode ser feita até o dia 28 de janeiro.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Hemope fica localizado no bairro das Graças, na Zona Norte do Recife — (Foto: Marlon Costa/Pernambuco Press)

O governo do estado divulgou, no Diário Oficial do Estado desta quinta-feira (21), o edital da seleção pública simplificada para contratar 142 profissionais dos níveis fundamental, médio e superior para a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope). Os salários são de até R$ 9.886,16.

As inscrições podem ser feitas a partir da segunda-feira (25) pela internet. É possível se inscrever até o dia 28 de janeiro. As vagas são para as unidades do Hemope no Recife e Caruaru e para os hemocentros de Garanhuns, Petrolina, Serra Talhada, Salgueiro, Ouricuri e Arcoverde.

Para se inscrever, é preciso preencher um formulário de inscrição e anexar documentos como RG, CPF, comprovante de residência, certificado reservista (para candidatos do sexo masculino) e documento de comprovação de requisito para a função.

As contratações são para atender à necessidade gerada devido à emergência em saúde pública causada pela pandemia da Covid-19. Segundo o edital, pessoas com mais de 60 anos, grávidas puérperas ou que se enquadrem em outro grupo de risco da Covid-19 não podem participar da seleção.

O processo seletivo é realizado por meio de etapa única, de avaliação curricular, que tem caráter classificatório e eliminatório. A seleção simplificada tem validade de 12 meses e pode ser prorrogada pelo mesmo período.

A divulgação do resultado preliminar está prevista para o dia 4 de fevereiro. Os recursos podem ser enviados até 5 de fevereiro. Já o resultado final tem divulgação prevista para 10 de fevereiro, pela internet.

Continuar Lendo

Empregos

Ferreira Costa tem vagas de emprego para início imediato em Caruaru

Redação PortalPE10

Publicado

Apesar das dificuldades relacionadas à falta de emprego no País, alguns setores e empresas seguem ampliando e contratando profissionais de diversas áreas. Indo na contramão do desemprego, com data marcada para abertura em Caruaru, no Agreste de Pernambuco, a Ferreira Costa está com 15 vagas abertas para Supervisor de Logística e de Vendas.

A previsão de inauguração do Home Center em Caruaru é para meados deste ano. Após a abertura da unidade, há previsão para mais de 400 vagas entre empregos diretos e indiretos.

Todo o processo seletivo é online, por meio do site da Ferreira Costa.

A loja está sendo erguida na BR-104, no final da Avenida Agamenon Magalhães. O home center contará com 9.000 m² de área de vendas, além de espaço para cinco lojas de conveniência, estoque para pronta entrega no local e trará os serviços do clube do profissional, lista de casamento, vendas corporativas e centro automotivo.  CLIQUE AQUI SITE DA FERREIRA COSTA 

Continuar Lendo

Brasil

Trabalhador que se negar a tomar a vacina contra covid-19 poderá ser demitido por justa causa no Brasil

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

O Brasil iniciou neste domingo (17) a vacinação contra a covid-19. Por enquanto, apenas profissionais de saúde serão imunizados, mas o plano nacional de vacinação prevê a aplicação de doses em todos os brasileiros, que desejarem, nos próximos meses.

Apesar de o governo federal ter dito que a vacina não será obrigatória, especialistas dizem que os trabalhadores que não forem imunizados poderão ser advertidos e até demitidos por justa causa. O mesmo pode ocorrer se o profissional se recusar a seguir os protocolos de segurança, como o uso de máscaras, por exemplo.

Especialistas destacam que as empresas precisam garantir um ambiente seguro aos seus trabalhadores e, por isso, podem incluir em seu PCMSO (Programa de Controle Médico de Saúde Ocupacional) tanto o uso de máscaras quanto a vacinação obrigatória.

O advogado trabalhista Estacio Airton de Moraes, do escritório Faiock Advocacia, diz que o empregador não pode exigir a vacina, mas pode determinar que para trabalhar naquele ambiente o seu colaborador tenha que apresentar um comprovante de vacinação.

“Se o trabalhador não vacinado insistir em ir ao local de trabalho, ele pode ser alvo das punições previstas em lei, desde advertência, suspensão e demissão por justa causa”, diz Moraes.

“O próprio STF já decidiu que a vacina pode ser obrigatória, mas não compulsória. Significa dizer que ninguém pode ser vacinado à força, mas a pessoa pode ser privada de entrar em algum lugar ou ter algum benefício, por exemplo, sem a vacina”, diz a advogada trabalhista Gislaine Santos, do escritório VAS Advogados.

“O STF deu autonomia aos governos estaduais decidirem sobre a obrigatoriedade. Se o Estado definir que é obrigatório, a empresa pode exigir a vacina e quem se recusar pode ser demitido até por justa causa”, explica a advogada trabalhista Vivian De Camilis, do escritório Innocenti Advogados.

Os especialistas destacam que em caso de demissão por conta da não comprovação da vacina, dificilmente o trabalhador conseguirá reverter a demissão na Justiça do Trabalho.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.