Nos siga nas redes sociais

Sem categoria

Orkut completa 10 anos e vira alternativa à badalação do Facebook

Site já foi a maior rede social do Brasil, mas perdeu terreno para o Facebook e acabou esquecido até pelo Google

Avatar

Publicado

Na última sexta-feira, (24), marcou  o aniversário de dez anos do Orkut, o serviço que fez o brasileiro conhecer, se familiarizar e adotar o conceito de web 2.0. Foi graças ao Orkut que o Facebook é o que é por aqui, e se não fosse por ele talvez não tivéssemos aceitado tão facilmente a chegada de produtos como Twitter e LinkedIn. Mas os dias de glória desta que já foi a maior rede social do país são passado, e o próprio Google lutou pouco para impedir a derrota do site.

A queda do Orkut foi tão acentuada que levou apenas dois anos para o site despencar da 1ª à 7ª posição em termos de participação de usuários de redes sociais no Brasil. Boa parte disso, aliás, em pouquíssimos meses, porque o Orkut ainda era a 3º rede mais acessada em maio de 2013, mas em dezembro havia perdido quatro posições.

Reprodução

Se no último mês de 2011 33,44% das visitas feitas por brasileiros a sites do gênero miravam o Orkut, em dezembro de 2013 apenas 0,64% dos internautas daqui ainda voltavam ao serviço, de acordo com levantamento feito pela Experian Hitwise.

Não é só isso. Dados obtidos  junto à comScore revelam que entre julho e dezembro passados o Orkut perdeu 6,5 milhões de visitantes únicos (foi de 12,5 mi a 6 mi), enquanto a quantidade de internautas do país não parou de crescer. Hoje, o site só chega a 7,6% da população conectada do Brasil.

O abre alas da internet

Antes desse declínio, o Orkut foi a rede social do brasileiro e sua importância era tão grande para a formação do internauta no país que alguns especialistas – e o Google – consideram que o site foi a porta de entrada à rede para muita gente.

“A sensação de fazer parte de uma rede e pertencer a não uma, mas várias comunidades com conteúdo pertinente e 100% brasileiro foi contagiante”, comenta Marcelo Bressan, analista de Marketing em Negócios do C.E.S.A.R. (Centro de Estudos e Sistemas Avançados do Recife). “Rapidamente o internauta brasileiro conseguiu ter uma presença significativa em uma rede global, com algo em torno de 60% de presença brasileira.”

Para o professor Almir Meira Alves, que coordena os cursos de Engenharia da Computação e de Produção 2.0 da FIAP, foi o Orkut que abriu caminho para a chegada de outras redes sociais por aqui – inclusive o Facebook. “Por muito tempo a principal ferramenta da web 2.0 foi o Orkut”, diz ele.

Por que perdeu?

Há mais de uma explicação para a derrota do Orkut, mas de certa forma todas têm relação com o Facebook. O site de Mark Zuckerberg teve de fazer mais de uma tentativa para entrar no Brasil, pois na primeira os internautas daqui ainda não estavam prontos para a mudança. “No início ele parecia voltado a quem tinha um nível educacional mais elevado”, comenta Alves, explicando que o Facebook era mais complicado que o Orkut e ainda não havia sido traduzido do inglês.

Depois, à medida que a rede foi tomando corpo, o brasileiro passou a se sentir mais confortável com ela e começou a adotá-la de vez, deixando o site do Google para trás. “Uma vez que um dos pontos fortes do Orkut eram as comunidades, bastou um número relevante de formadores de opinião migrar para redes sociais novas que algumas comunidades foram gradualmente eliminadas, por perderem em peso e relevância”, avalia Bressan.

Então o Google mexeu seguidas vezes no site, mas nunca a ponto de prender a atenção do usuário, e acabou desistindo da luta. O blog oficial da rede social não recebe atualizações desde outubro de 2012 e, quando pedimos comentários sobre os dez anos da plataforma, a empresa se limitou a enviar a seguinte nota:

“Lançamos o Orkut em janeiro de 2004 e, ao longo da última década, a plataforma evoluiu para se tornar um exemplo de como as pessoas se relacionam na internet. No Brasil, o Orkut foi a porta de entrada à internet para muitos usuários.”

O que restou

Restam alguns usuários persistentes, a maioria de São Paulo, na faixa entre 15 e 34 anos, com uma pequena vantagem para os homens, conforme os dados da comScore. São pessoas que resistem ao Google+ e preferem o Orkut vazio, sem tantas comunidades recreativas.

De ponto de encontro na internet brasileira, o site se transformou em rede de fóruns de nicho. Um lugar para quem quer fugir do Facebook.

E você leitor do PortalPE10 Deixou o Orkut e migrou para Facebook ,por quê ?

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Funcionário da prefeitura de São Bento do Una morre após acidente na PE-180, em Belo Jardim

Servidor público perdeu o controle do carro e colidiu com um caminhão.

Marcelo Passos

Publicado

Servidor público perdeu o controle do carro e colidiu com um caminhão.

Um funcionário público da Prefeitura de São Bento do Una morreu na madrugada da quarta-feira (14) após um acidente na PE-180, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, Sandro José Cavalcante dos Santos, de 40 anos, conduzia um carro quando perdeu o controle do veículo.

O acidente ocorreu em uma lombada, quando a vítima colidiu o veículo na lateral de um caminhão. O servidor público foi socorrido para o hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O motorista do caminhão acionou o Corpo de Bombeiros e permaneceu no local do acidente.

O acidente ocorreu em uma lombada, quando a vítima colidiu o veículo na lateral de um caminhão.

Continuar Lendo

Pernambuco

EventosLAB chega ao Cabo de Santo Agostinho

A ação é gratuita e acontece nesta sexta-feira no Vila Galé Eco Resort.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Francisco Andrade/Divulgação)

(Foto: Francisco Andrade/Divulgação)

O projeto EventosLAB – Prepara Pernambuco desembarca nesta sexta-feira (16), na cidade do Cabo de Santo Agostinho. O evento acontece das 14h às 16h, no auditório do Vila Galé Eco Resort. O projeto do Sebrae-PE, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e da Empetur, mais a Abeoc/PE, o Recife CVB e o Porto de Galinhas CVB, percorre nove destinos, passando por todas as regiões do Estado.

O EventosLAB tem por objetivo trazer à normalidade o setor de eventos, por meio de oficinas voltadas aos empresários do segmento. O intuito é capacitar os profissionais de eventos para a prática dos protocolos sanitários, buscando ainda identificar ajustes e melhorias nos serviços oferecidos, definir padronização, documentar os processos e, sobretudo, motivar a indústria de eventos do Estado.

“Nossa meta é capacitar os produtores de eventos do Cabo e das cidades vizinhas acerca dos novos protocolos, informando o que é necessário para que se tenha um evento de qualidade e que respeite a saúde dos participantes”, comenta o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

O EventosLAB acontece sempre das 14h às 17h e os interessados podem realizar as inscrições gratuitamente pelo site https://www.even3.com.br/eventoslab A próxima edição será nesta terça-feira (20), em Garanhuns.

Continuar Lendo

Sem categoria

Mala apreendida em operação da Policia Federal guardava aproximadamente R$ 500 mil

Mala apreendida em operação da PF guardava aproximadamente R$ 500 mil

Marcelo Passos

Publicado

A mala com dinheiro apreendida nesta quarta-feira, 14, durante a “Operação Seguro-Mamata”, da Polícia Federal (PF), guardava aproximadamente R$ 500 mil. A informação foi passada pelo delegado Leopoldo Lacerda, da PF, em entrevista à TV Pajuçara. O valor exato da quantia será divulgado pela polícia em breve após a recontagem das cédulas.

Operação em AL e outros estados combate fraudes ao Seguro-Desemprego
A ‘Seguro-Mamata’ investiga a organização criminosa que atua desde 2016 em fraudes ao Seguro-Desemprego nos Estados de Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo. Segundo a PF, os prejuízos causados pelo esquema criminoso totalizam quase R$ 12 milhões. Uma pessoa foi presa em Alagoas.

FOTOS: Operação Seguro-Mamata, que investiga fraudes no seguro-desemprego

O delegado destacou que a mala com diversas notas de R$ 50 e R$ 100 estava com uma servidora pública no município de Arapiraca. Porém, apesar de ter sido flagrada com a bagagem, a mulher não foi presa pelos agentes. A única prisão aconteceu no município de Boca da Mata e o detido atuava como empresário.

Ainda de acordo com Lacerda, o maior núcleo da organização funcionava em Arapiraca, com ramificações em outros municípios. Entre os integrantes estariam servidores públicos, contadores e empresários. Quarenta mandados de busca e apreensão foram cumpridos pela PF.

Além do dinheiro, outros materiais recolhidos como documentos, aparelhos eletrônicos, notebooks e pen-drives, foram levados para a sede da PF em Maceió.

Fraudes no seguro-desemprego:Polícia Federal cumpre mandados de busca e apreensão em Palmares

 

A investigação

O inquérito policial foi instaurado há cerca de um ano e meio. A PF informou que foram identificados dezenas de vínculos empregatícios com empresas fantasmas e empregadores individuais inexistentes com o objetivo de criar artificiosamente direito ao seguro-desemprego.

Foram 40 mandados de busca e apreensão e 1 de prisão expedidos pela Justiça Federal em Alagoas sendo cumpridos em dezesseis municípios em Alagoas, Pernambuco, Sergipe e São Paulo, além do afastamento cautelar de 16 servidores públicos.

​​Os envolvidos foram indiciados pelos crimes de constituição de organização criminosa, inserção de dados falsos em sistemas de informações, peculato e estelionato, cujas penas máximas, se somadas, atingem 37 anos de reclusão.

Os municípios

Os municípios alagoanos onde a ação aconteceu foram Maceió, Anadia, Boca da Mata, Coruripe, União dos Palmares, Arapiraca, São Miguel dos Campos, Palmeira dos Índios, Atalaia, Limoeiro de Anadia, Maribondo.

As outras cidades foram Aracaju, em Sergipe, Palmares, em Pernambuco, e São Paulo, Franco da Rocha e Barueri, no Estado de São Paulo. Com informações TNH1 Alagoas

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.