Nos siga nas redes sociais

Política

Para governador de Pernambuco, Ciro Gomes tem potencial para ter apoio do PSB

A união do PSB em torno do pedetista se fortaleceu após a desistência do ministro aposentado do STF (Supremo Tribunal Fe

Avatar

Publicado

A imagem pode conter: 4 pessoas, terno

O pré-candidato Ciro Gomes (PDT) evidentemente tem potencial para ser o presidenciável apoiado pelo PSB, disse nesta sexta-feira (11) o governador pernambucano, Paulo Câmara.

A união do PSB em torno do pedetista se fortaleceu após a desistência do ministro aposentado do STF (Supremo Tribunal Federal) Joaquim Barbosa em disputar a Presidência da República.

Fotos: Hélia Scheppa/SEI

Há um bom motivo para a alternativa: Ciro ganhar musculatura dentro do partido. Entre as siglas com presidenciáveis definidos, o PDT é o que tem mais pontos de contato com o PSB nos estados -e isso pode gerar palanques regionais importantes para a legenda do governador de Pernambuco.

“O ex-governador do Ceará tem um valor importante para nós”, que é ser nordestino, disse Câmara. Ele nasceu em Pindamonhangaba (SP), conterrâneo de Gerado Alckmin, mas se radicou no reduto eleitoral da família, Sobral (CE).

Câmara ressaltou que a questão de quem apoiar ainda está sendo debatida internamente no PSB. Do congresso partidário, realizado em maio, saíram três diretrizes: coligação, candidatura própria (enfraquecida após a saída de cena de Barbosa) e neutralidade.

O pernambucano disse esperar que o bloco de centro-esquerda saia com uma ou duas candidaturas -hoje há, além de Ciro, Lula ou um potencial plano B do PT, Manuela D’Ávila (PC do B) e Guilherme Boulos (PSOL) no páreo.

A reportagem questionou se, para Câmara, o PT deveria abrir mão da cabeça de chapa. Ele respondeu que o partido precisa sentar e conversar com os outros. Um segundo turno sem a centro-esquerda seria temeroso, disse.

O governador contou que, após a desistência do colega de sigla, conversou com Barbosa por WhatsApp rapidamente. Se ele vai ou não se envolver no pleito, mesmo sem ser candidato, é uma dúvida. “Não sei o grau de disposição [do ministro aposentado] de discutir” questões eleitorais, afirmou. “Ele sempre teve a precaução de dizer que tem compromissos profissionais.” Com informações da Folhapress. 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Política

Guilherme Boulos começa a sentir sintomas da Covid-19 e médico é chamado

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

O candidato a prefeito de São Paulo Guilherme Boulos (PSol) começou a sentir os primeiro sintomas da Covid-19 na manhã deste sábado (28/11). Ele apresentou febre, dores pelo corpo e dificuldade em respirar. A equipe de campanha divulgou, em nota, que um médico vai visitar o candidato na tarde de hoje.

“Na manhã deste sábado (28), o candidato Guilherme Boulos apresentou sintomas da Covid-19. Por medida de precaução, receberá uma visita médica em sua casa por volta das 14h30”, informa a nota da campanha.

Guilherme Boulos foi diagnosticado com Covid-19 na sexta-feira (27/11). Por causa disso, foi cancelado o debate com Bruno Covas (PSDB), que seria transmitido pela TV Globo.

O concorrente do PSol restringiu a agenda na última semana de campanha após a aliada, a deputada federal Sâmia Bomfim (PSol-SP), ter testado positivo para o novo coronavírus na segunda-feira (23/11).

Desde o anúncio de Bomfim, o PSol organizou sete encontros com a presença de Boulos. A equipe do psolista diz que os encontros foram feitos em ambientes controlados, no entanto o Metrópoles presenciou algumas aglomerações, mesmo em encontros a céu aberto. A equipe do ativista chegou a pedir várias vezes por distanciamento, no entanto os pedidos não foram totalmente acatados pelas pessoas presentes.

Aglomerações também ocorreram nas agendas de Bruno Covas (PSDB). O prefeito pegou Covid-19 em junho. Agora em novembro ele minimiza a alta de casos na cidade de São Paulo. “Não vamos fazer discurso alarmista em véspera eleitoral, superestimando esses dados. Também não vamos fazer discurso de que a pandemia acabou”, declarou o prefeito.

 

 

Continuar Lendo

Brasil

TSE orienta que o eleitor baixe o e-Título até 23h59 deste sábado (28)

Praticidade, facilidade e segurança para o cidadão na hora de votar.

Redação PortalPE10

Publicado

E-Título pode ser usado como documento oficial no dia da votação. - (Foto: Reprodução/Gazeta do Povo)

E-Título pode ser usado como documento oficial no dia da votação. – (Foto: Reprodução/Gazeta do Povo)

Não deixe para a última hora para fazer o download gratuito do documento digital que substitui o título eleitoral e dispensa a impressão de uma segunda via: o aplicativo e-Título. O app, desenvolvido pela Justiça Eleitoral, oferece diversas facilidades ao eleitor:

– Acessar local de votação;
– Consultar a situação do eleitor:
– Se identificar na seção (se tiver feito biometria); e
– Justificar a ausência.

O cidadão que quiser baixar a ferramenta para utilizar no segundo turno das Eleições Municipais, dia 29 de novembro, deve fazê-lo o mais rápido possível. A habilitação das funcionalidades da plataforma estará disponível para download até as 23h59 deste sábado (28). A medida visa garantir que o usuário que precisa do serviço no domingo tenha uma melhor experiência.

No domingo (29), só quem já tiver baixado o app poderá utilizar as funcionalidades. Será permitida apenas a atualização da versão. O funcionamento do app volta ao normal a partir de segunda-feira (30).

Atualmente, cerca de 16 milhões de eleitores (mais de 10% do eleitorado) estão cadastrados no e-Título. No primeiro turno das Eleições Municipais de 2020, mais de 2,2 milhões de pessoas justificaram ausência por meio da ferramenta. O Sudeste foi a região onde o app foi mais utilizado: mais de 7,5 milhões de pessoas usaram o aplicativo.

Veja como é fácil utilizar o e-Título.

Utilização e segurança

Para fazer o download gratuito do app, basta acessar as lojas on-line Google Play e App Store no seu smartphone ou tablet. Já para validar o aplicativo, é importante que o eleitor preencha os dados corretamente: se houver o preenchimento de alguma informação em discordância com as do cadastro eleitoral, o sistema não aprovará a solicitação de emissão, e assim, o eleitor não poderá utilizar o app.

O documento digital exigirá a resposta do eleitor a uma série de perguntas. Apenas as pessoas que responderem com sucesso a esse desafio poderão usar o aplicativo e suas funcionalidades. Embora soluções de segurança como essa possam tornar a experiência do usuário menos fluida, elas são relevantes para a proteção dos dados do eleitor. Outra mudança de segurança implementada pela Justiça Eleitoral no e-Título foi a necessidade de criação de senha de acesso do eleitor ao app.

Foto no aplicativo

Caso a sua foto esteja disponível no aplicativo você poderá votar utilizando o e-título.

Local de votação e certidões

O e-Título também informa o endereço do local de votação e fornece informações sobre a situação eleitoral, além de permitir que o eleitor emita as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais. Essas declarações são emitidas por meio do QR Code do aplicativo, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

Justificativa de ausência

Os eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral no dia da eleição poderão utilizar o e-Título para justificar a ausência, por meio da geolocalização do aplicativo. Ou seja, o app identificará que o eleitor está fora do município no domingo e vai liberar a justificativa sem necessidade de apresentar documentos. Essa funcionalidade estará disponível somente no dia da eleição, das 7h às 17h.

Para fazer a justificativa fora do dia da eleição, o eleitor deverá apresentar documento comprobatório que motivou a ausência. É possível justificar em até 60 dias após cada pleito (considerando cada turno como uma eleição) ou em até 30 dias após o retorno ao Brasil. Essa justificativa pode ser feita pelo e-Título, site do TSE ou cartório eleitoral.

O TSE processará os pedidos de justificativa o mais breve possível, porém o prazo para registro desta modalidade será até 07 de janeiro de 2021, conforme o calendário eleitoral. Se você tem uma justificativa “deferida” ela servirá como prova da sua quitação para o turno correspondente.

ATENÇÃO: Nenhum dos serviços prestados pelo e-Título é exclusivo do aplicativo. Isso significa que as consultas também podem ser obtidas pelo computador ou junto ao cartório eleitoral. Além disso, é possível acessar serviços e informações por meio do chatbot, o Tira-Dúvidas Eleitoral, no Whatsapp. Basta salvar o número: (61) 9637-1078 e iniciar uma conversa.

Com informações do TSE

Continuar Lendo

Política

Boulos, candidato à Prefeitura de São Paulo, é diagnosticado com Covid-19

Guilherme Boulos irá cumprir o protocolo de quarentena pelo período necessário’, diz nota.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

O candidato Guilherme Boulos (PSOL) informou nesta sexta-feira (27) que deu positivo o exame para Covid-19 que ele fez nesta semana.

O debate da TV Globo entre ele e o candidato à reeleição, Bruno Covas (PSDB), está marcado para a noite desta sexta. Segundo a assessoria de Boulos, a campanha do PSOL vai propor a emissora que o confronto seja feito de maneira virtual. A emissora ainda não se manifestou.

A campanha divulgou a seguinte nota:

“Comunicamos que o candidato Guilherme Boulos testou positivo para Covid-19 na tarde desta sexta-feira, mesmo sem apresentar qualquer sintoma da doença.
Na segunda-feira, a campanha foi informada de que a deputada Sâmia Bonfim, do PSOL, que esteve em uma agenda pública da campanha na sexta-feira passada, havia testado positivo. No encontro, Boulos e Sâmia seguiram todas as medidas sanitárias recomendadas, como uso de máscaras e álcool em gel.

Seguindo as orientações do Ministério da Saúde, Guilherme Boulos suspendeu as atividades de rua, dedicou-se a agendas em locais reservados e com público restrito, sempre resguardando as recomendações sanitárias, e fez o teste RT-PCR.
Diante do resultado positivo, Guilherme Boulos irá cumprir o protocolo de quarentena pelo período necessário. Toda a equipe que trabalha na campanha e que tem contato próximo com o candidato será testado a partir de agora.
O candidato reforça a preocupação que tem afirmado nos últimos dias sobre os indícios de uma segunda onda da pandemia, até aqui negligenciada pelos governos estadual e municipal, responsáveis pela aplicação das medidas
A campanha seguirá atuante nesta reta final para apresentar o projeto de mudança que São Paulo precisa e fazer a esperança que a gente vê nas ruas desaguar numa vitória no próximo domingo.”

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.