Nos siga nas redes sociais

Brasil

PF faz operação em empresas que fraudavam espécies de peixe para comercialização

A suspeita de fraude começou em fiscalizações de rotina do Ministério da Agricultura

Avatar

Publicado

EBC

A Polícia Federal (PF) deflagrou hoje (10) em Itajaí (SC) a Operação Poseidon para combater fraudes na venda de pescados. Policiais e fiscais do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento estão cumprindo mandados de busca e apreensão em sete empresas nas quais foi detectada a substituição de peixes nobres por espécies mais baratas ou cuja captura é proibida no Brasil.

A partir desse ponto, começou um trabalho para comprovação da fraude. Amostras foram coletadas e encaminhadas ao laboratório pericial da PF em Brasília, apto a fazer análise de DNA de espécies. A identificação das trocas também foi feita por análise macroscópica, com treinamento dos fiscais para detectar visualmente as diferenças entre as espécies.A suspeita de fraude começou em fiscalizações de rotina do Ministério da Agricultura. “Verificamos a suspeita de troca de espécies”, relata Sidney Liberati, chefe da Divisão de Inspeção de Pescado da pasta. Segundo ele, fiscais agropecuários alertaram a Polícia Federal e o Ministério Público de Santa Catarina.

Liberati explica que, entre as substituições constatadas, estava, por exemplo, a do linguado pelo alabote, peixe cuja carne tem valor 300 vezes menor. Outras trocas comuns que foram identificada foram a da merluza pela polaca do Alasca; e da garoupa pelo mero. “A captura do mero é proibida no Brasil”, informa.

Além de enfrentar inquérito policial, as empresas Vitalmar; JMS Indústria e Comércio de Pescados; Costa Sul Pescados; Pescados Quatro Mares; Indústria e Comércio de Pescados Dona Rose; Leardine Pescados; e M.S. Luzitania entrarão em regime especial de fiscalização por parte do Ministério da Agricultura, com análise de todos os lotes que saírem desses estabelecimentos.

Liberati explica que, após analisadas todas as provas, elas podem ser punidas com penalidades que vão de multa à perda de registro no ministério para funcionamento.

Nesta quinta-feira, as sedes das empresas foram fechadas para análise de todo o estoque e levantamento da documentação de rastreabilidade dos produtos. Novas amostras de pescado devem ser encaminhadas para perícia. Segundo a Delegacia de Polícia Federal de Itajaí, a suspensão da atividade vale apenas para o dia de hoje. Ainda de acordo com a PF, após a análise do material, o próximo passo é o indiciamento dos responsáveis.

 

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Grávida de 4 meses e homem encontrados mortos em carro foram amarrados e queimados vivos, diz delegado

De acordo com a Polícia Civil, o jovem de 19 e a mulher de 36 anos assumiram que participaram do duplo homicídio durante interrogatório.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

 


A grávida e o homem encontrados carbonizados dentro de um carro, em Coroados (SP), foram amarrados e queimados vivos. Os dois eram amigos e, segundo a polícia, a mulher estava grávida de um dos suspeitos do crime. As informações são do delegado responsável pela investigação, Paulo de Tarso.

O crime aconteceu no dia 17 de outubro na estrada da Caximba, zona rural da cidade.

De acordo com a Polícia Civil, as vítimas foram identificadas como Ellen Priscila Ferreira da Silva, de 24 anos, e Ely Carlos dos Santos, de 39 anos.

Quatro suspeitos foram presos na manhã desta quinta-feira (29). Três homens, com idades de 38, 35 e 19 anos, e uma mulher, de 36, já foram interrogados.

Segundo Paulo de Tarso, delegado de Birigui e responsável pelo expediente de Coroados, os suspeitos jogaram gasolina nas vítimas e atearam fogo.

“Tenho quase 30 anos de profissão. Ou seja, já vi muitos crimes violentos, mas esse me chamou a atenção, pois realmente pegaram muito pesado”, afirmou.
Corpos encontrados carbonizados

Como o homem e a mulher foram encontrados carbonizados, a perícia técnica colheu material genético para que um laboratório especializado analisasse as amostras. Os resultados dos exames de DNA ainda não têm prazo para sair.

Apesar disso, familiares da grávida encontrada morta reconheceram características do carro.

“Sabemos que as vítimas são Ellen Priscila Ferreira da Silva, de 24 [anos], e Ely Carlos dos Santos de 39 anos. Estamos aguardando o resultado do exame para termos certeza absoluta”, disse o delegado.

Suspeitos interrogados

De acordo com a Polícia Civil, o jovem de 19 e a mulher de 36 anos assumiram que participaram do duplo homicídio durante interrogatório.

“A Ellen estava grávida do homem que a matou. Ele é casado, mas mantinha um relacionamento com a Ellen. A mulher do suspeito também estava grávida. Os dois queriam que a Ellen tirasse a criança, mas ela não aceitou”, afirmou o delegado.

Segundo Paulo de Tarso, a polícia trabalha com três linhas de investigação. A primeira é sobre Ellen ter sido testemunha em um caso de tentativa de homicídio cometido pelo suspeito. Além disso, ela possuía uma suposta dívida de drogas. Ely também devia dinheiro para um traficante, de acordo a polícia.

“Nós trabalhamos com três linhas de investigação. Dívidas de droga, crime passional e o fato de a Ellen ter delatado um outro crime que o homem cometeu”, afirmou.

“Até o momento, nós não temos certeza de como as vítimas foram abordadas. Sabemos o que aconteceu depois que eles estavam amarrados no carro. Estamos tentando comprovar que o homem e a mulher, que são casados, se juntaram com os outros dois suspeitos para cometer o crime”, completou o delegado.

Todos os suspeitos presos permanecem à disposição da Justiça para mais esclarecimentos. O caso continua sendo investigado pela Polícia Civil.

 

Continuar Lendo

Brasil

Juiz Eleitoral de Palmares fala sobre proibição de comícios, carreatas, bandeiraços, passeatas e caminhadas

Segundo TRE, estão vetados em todo o estado comícios, passeatas, carreatas e similares.

Redação PortalPE10

Publicado

O Juiz Eleitoral, Francisco Jorge de Figueiredo, falou ao PortalPE10 sobre a decisão que levou o Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) determina, na noite desta quinta-feira (29), a proibição de todos os atos presenciais de campanha causadores de aglomeração em Palmares a Policia Militar .

O juiz esclareceu que a fiscalização do TRE em Pernambuco deve ser feita em parceria com os eleitores. Um dos canais de denúncia é o aplicativo Pardal, em que podem ser enviados conteúdos sobre práticas irregulares. A população também pode denunciar práticas irregulares no site do TRE e pelo telefone (81) 3194-9400.

Segundo a Justiça Eleitoral, a medida foi tomada por causa do aumento do número de casos do novo coronavírus

Por meio de nota, o TRE de Pernambuco informou que ficam suspensos em todos os 184 municípios do estado comícios, “bandeiraços”, passeatas, caminhadas, carreatas e similares, além de confraternizações. Também foram vetadas ações para a arrecadação de recursos de campanha e eventos no modelo drive-thru.

A proposta de proibição dos atos presenciais de campanha foi apresentada em resolução pelo presidente do TRE-PE, desembargador Frederico Neves. A Corte Eleitoral de Pernambuco aprovou a decisão por 6 a 0. Houve uma abstenção.

A decisão não proíbe integralmente os atos presenciais de campanha. “A decisão fala de atos que tenham aglomerações. Não são todos os atos presenciais que estão proibidos, e sim atos de grande aglomeração, em desrespeito ao decreto”, afirmou.

TRE-PE proíbe comícios, carreatas, bandeiraços, passeatas e caminhadas em todo o estado de Pernambuco

Continuar Lendo

Brasil

Gabriel Diniz: mau tempo e erro do piloto levaram à queda de avião com o cantor, diz FAB

Cantor do hit ‘Jenifer’ morreu aos 28 anos em acidente no município de Estância (SE) em 2019.

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

Condições meteorológicas adversas e a atitude do piloto levaram à queda do avião que transportava o cantor Gabriel Diniz, 28, em maio de 2019, mostra relatório do Cenipa (Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos), da FAB (Força Aérea Brasileira), divulgado nesta quinta (29).

No dia 27 de maio do ano passado, Gabriel Diniz, do hit “Jenifer”, estava indo de Salvador para Maceió com o objetivo de encontrar a namorada, Karoline Calheiros, e a família, quando a aeronave caiu na cidade de Estância, na região de manguezal do Porto do Mato, perto da divisa entre Sergipe e Bahia.

No acidente, morreram Diniz e os outros dois ocupantes do avião, os pilotos Linaldo Xavier e Abraão Farias. De acordo com o Cenipa, era Xavier que estava no comando da aeronave e teria tomado atitudes consideradas erradas. Segundo o relatório do órgão, ele não avaliou adequadamente os parâmetros para a operação da aeronave com a decisão de prosseguir com o voo em condições meteorológicas desfavoráveis. Xavier estava com a habilitação de Avião Monomotor Terrestre (MNTE) válida.

O documento aponta um total de seis fatores que contribuíram para a queda. Além da atitude do piloto e das condições meteorológicas adversas, foram listados: indisciplina de voo, julgamento de pilotagem, planejamento de voo e processo decisório. “Além disso, é presumível inferir que o fato de transportar um artista que possuía compromissos familiares no destino tornou-se um dado relevante para a tomada de decisão, em detrimento a relevantes aspectos relativos à manutenção da segurança da operação”, diz o relatório.

Segundo informações da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil), a aeronave, que era propriedade do Aeroclube de Alagoas, não tinha autorização para fazer táxi aéreo, só poderia fazer voos de instrução. Ainda de acordo com a agência, o avião tinha o Certificado de Aeronavegabilidade, ou seja, autorização para voar, até 2023. A inspeção mecânica do monomotor também estava em dia e vigente até 2020.

Carreeira em ascensão
Natural de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Gabriel Diniz se tornou nacionalmente conhecido pelo single “Jenifer”. A canção entrou rapidamente na lista dos maiores hits da música nacional e foi um dos maiores sucessos do Carnaval de 2019. “Me sinto abençoado por Deus ter posto ‘Jenifer’ em minhas mãos”, chegou a dizer Diniz em entrevista à Folha.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.