Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Policia prende em Quipapá,homem que estava na lista dos mais procurados

Ele seria integrante de grupo criminoso e teria provocado um incêndio.

Avatar

Publicado

Suspeito seria integrante do grupo de “Neguinho de Quipapá”, que já está preso. (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)A equipe Malhas da Lei cumpriu mandado de prisão contra Cláudio do Nascimento Nunes, de 22 anos, no município de Quipapá, na Mata Sul. De acordo com a Secretaria de Defesa Social de Pernambucano (SDS-PE), ele teria provocado incêndio e seria integrante de um grupo criminoso, em 2012, e constava no Livro de Procurados do estado, como um dos alvos prioritários.

Ainda segundo a SDS, o suspeito faz parte do grupo de Antônio Magno do Nascimento, conhecido por “Neguinho de Quipapá”, que já está preso.

Cláudio do Nascimento foi levado ao Presídio Doutor Rorenildo da Rocha Leão, em Palmares, também na Mata Sul do estado. Trabalharam na ação as polícias Militar e Civil de Quipapá.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Médico escolhido para ser primeiro vacinado contra Covid-19 morre horas antes de ser imunizado

Divaldo Brandão morreu na madrugada desta quarta-feira (20), em Mutuípe, dormindo; não há informações sobre a causa do óbito.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Médico escolhido para ser primeiro vacinado contra Covid-19 em Mutuípe morre horas antes de ser vacinado — (Foto: Arquivo Pessoal)

Um médico de 95 anos escolhido para ser o primeiro vacinado contra a Covid-19 em Mutuípe, cidade que fica a cerca de 250 km de Salvador, morreu na madrugada desta quarta-feira (20), horas antes de ser imunizado em evento que aconteceria pela manhã.

Segundo informações do prefeito de Mutuípe, Digão (MDB), Divaldo Brandão, que foi o primeiro médico da cidade, morreu dormindo. Ainda não há informações sobre a causa do óbito.

O velório de Divaldo Brandão ocorreu na manhã desta quarta-feira na Câmara de Vereadores da cidade. Em seguida, o corpo do médico foi levado para Salvador, onde vai ser sepultado.

Divaldo Brandão chegou em Mutuípe em 1952 durante o surto de febre tifoide na região. O médico atendia as áreas de clínica médica geral e ginecologia.

“Ele foi o primeiro médico de Mutuípe, ele trabalhou aqui a sua vida profissional toda. Então, trabalhou no hospital por muitos anos, no posto de saúde do município”, disse o prefeito Digão.

Nas redes sociais, a Prefeitura de Mutuípe publicou uma nota de homenagem ao médico e disse que ele deixou um “legado de alegrias com seu sorriso sempre contagiante”. Confira a nota:

“É com pesar que a Prefeitura Municipal de Mutuípe, comunica o falecimento do servidor Divaldo Brandão (20/01/21). A passagem de Dr° Divaldo, um verdadeiro líder, um exemplo ativo na construção de Mutuípe, um homem que se dedicou por muitos anos a salvar vidas, deixa um legado de alegrias com seu sorriso sempre contagiante. Um profissional de excelência. Aos familiares e amigos os nossos profundos sentimentos e o desejo de que seus bons exemplos estejam sempre vivos em nossa memória”.

Vacinação em Mutuípe

Com a morte do médico Divaldo Brandão, a primeira pessoa vacinada contra a Covid-19 em Mutuípe foi a técnica de enfermagem do Hospital Clélia Rebouças, Alvina Sousa.

Mutuípe recebeu 138 doses da vacina contra Covid-19. O prefeito informou que a prioridade na vacinação será para os funcionários da saúde que tratam diretamente com a doença.

“Prioridade divididos entre o Hospital Clélia Rebouças, profissionais do Samu, motoristas de ambulâncias, agentes vacinadores e os funcionários dos hospitais”, explicou o prefeito .

Continuar Lendo

Brasil

Vacinação contra Covid-19 em Manaus é suspensa para replanejamento

Objetivo é discutir os critérios que definirão quais profissionais de saúde têm prioridade para receber as doses, já que a quantidade de vacinas disponibilizada pelo governo federal é insuficiente e há denúncias de irregularidades.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Profissionais da saúde são vacinadas no primeiro dia da campanha em Manaus — (Foto: Matheus Castro/G1)

A vacinação contra a Covid-19 em Manaus foi suspensa nesta quinta-feira (21) para replanejamento da campanha. O objetivo é discutir os critérios que definirão quais profissionais de saúde e de quais unidades têm prioridade para receber as primeiras doses, já que a quantidade de vacinas disponibilizada pelo governo federal é insuficiente. Somente profissionais que atuam no Samu seguem recebendo o imunizante.

Após a definição dos critérios, as unidades de saúde deverão enviar a lista nominal dos profissionais, com o setor em que cada um trabalha, para a Secretaria da Saúde de Manaus reprogramar a vacinação. A previsão é que os trabalhos sejam retomados na sexta-feira (22).

A suspensão da campanha foi definida pelas secretarias de saúde de Manaus e do Amazonas, após uma reunião na noite de quarta-feira (20) com órgãos de controle do estado: Ministério Público Estadual, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Estadual, da Defensoria Pública da União e do Ministério Público do Trabalho.

Os participantes da reunião concluíram que devem ser priorizados os profissionais mais expostos ao coronavírus e que trabalhem em unidades de referência de média e alta complexidade, que tenham contato direto com pacientes com Covid, considerando também comorbidades e idade. Foi definido ainda que será garantida a segunda dose para os profissionais que já foram vacinados até esta quarta-feira.

A secretária municipal da Saúde, Shádia Fraxe, afirmou a prefeitura organizou 50 equipes de vacinação, com 200 profissionais, porém a definição de locais e de quem deve ser vacinado é de responsabilidade do governo do estado.

Já a Secretaria do Amazonas havia divulgado que a responsabilidade pela campanha era das prefeituras e que não era responsável pela definição das pessoas que receberão as doses, apenas entregava o imunizante aos municípios.

De acordo com a prefeitura de Manaus, nos primeiros dois dias de vacinação na capital, 1.140 profissionais de saúde receberam a primeira dose da CoronaVac. A Prefeitura recebeu, para esta primeira etapa da campanha, um total de 40.072 doses de vacina.

Profissionais da saúde são vacinadas no primeiro dia da campanha em Manaus — Foto: Matheus Castro/G1
O Amazonas tem mais de 238 mil casos e 6,5 mil mortes por Covid-19. A capital enfrenta colapso no sistema de saúde por falta de oxigênio nos hospitais: a demanda pelo produto cresceu após o recorde de internações.

Na quinta-feira, o prefeito David Almeida disse que iria proibir imagens de pessoas recebendo a vacina, depois que parentes de empresários locais postaram fotos sendo imunizadas em redes sociais. A prefeitura diz que não há irregularidade. O Ministério Público do Amazonas está investigando as denúncias.

Continuar Lendo

Cotidiano

Após se recuperar da Covid, cantor gospel Flávio Camargo morre de pneumonia

O cantor, de 33 anos, foi diagnosticado com Covid-19 em setembro e recebeu alta após tratamento.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução / Instagram)

O cantor gospel Flávio Camargo morreu na última terça-feira (19), aos 33 anos, vítima de pneumonia. Ele foi diagnosticado com Covid-19 em setembro do ano passado e ficou internado com 80% dos pulmões comprometidos. Após tratamento, o cantor recebeu alta.

Mas Flávio voltou a sentir-se mal em dezembro. De acordo com informações de familiares, ele foi internado no dia 5 de janeiro no Hospital Miguel Couto, no Rio de Janeiro, com mais de 90% dos pulmões comprometidos por uma infecção. Devido a gravidade do caso ele precisou ser transferido para o Hospital Ronaldo Gazolla, onde permaneceu na UTI.

Na última segunda-feira (18), a mulher do cantor pediu aos fãs e amigos que fizessem orações a ele. “Infelizmente o quadro clínico do meu esposo, Flávio Camargo, se agravou e ele precisou ser intubado. Segundo a equipe médica ele está muito grave e precisa de um verdadeiro milagre! Peço a todos que nos ajudem em oração porque apesar da gravidade cremos num Deus que pode todas as coisas e age no impossível!”, disse ela.

Segundo informações da rádio Rádio 93 FM, voltada ao público gospel, antes de ser entubado, Flávio escreveu no último sábado (16) uma carta a Suzanna, no qual declarou o amor à família e agradeceu a oração de todos. “Meu amor, te amarei para sempre. Tudo que quero é estar ao lado de vocês outra vez”, diz trecho da carta.

Flávio Camargo deixa a esposa, Suzanna, e o filho, Yohan. Ele foi enterrado na tarde desta quarta-feira, no Rio de Janeiro.

*Com informações Marie Claire

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.