Nos siga nas redes sociais

Sem categoria

Quando a justiça é feita pela própria internet

Repercussão de casos de preconceito em redes sociais muitas vezes termina em punição aos agressores

Avatar

Publicado

A internet para uns é terra de ninguém. A falsa sensação de proteção ou anonimato leva muitos usuários a se manifestarem de forma exagerada, a extravasar seus preconceitos com o pensamento de que sairão impunes. Embora a legislação possua uma lei que prevê crimes cibernéticos – a lei 12.737/2012, conhecida como “Lei Carolina Dieckmann” -, ela vale para infrações praticadas através da tecnologia, como roubo de dados e exposição de imagens sem autorização. A conduta de ódio no mundo online responde ao Código Penal, mas há quem prefira fazer justiça com as próprias mãos no teclado.

Quando uma pessoa pratica um crime evidente, ele recebe uma punição mais eficiente que qualquer sistema penal do mundo pode trazer”, explicou o presidente da OAB Pernambuco, Pedro Henrique Alves, citando como exemplo comentários preconceituosos sobre o Nordeste de um piloto da Avianca.Em janeiro deste ano, um professor da Universidade Federal Rural de Pernambuco (UFRPE) escreveu em seu perfil no Facebook um texto com teor homofóbico. Instantes depois, vários usuários começaram a criticá-lo. O post do docente foi compartilhado e muitos estudantes e movimentos sociais abriram uma denúncia contra o funcionário e a instituição ficou de investigar o caso. “As redes sociais são um ambiente que possui uma autorregulamentação grande.

Também no Facebook, o piloto publicou, em março, que tudo no Nordeste era “porco, nojento e medíocre”. O comentário gerou revolta e a companhia aérea informou, dias depois, que ele não fazia mais parte do quadro de funcionários da empresa. “Há uma reprovação social para esse tipo de conduta. O usuário sente os efeitos negativos desse comportamento virar contra si. O que ele escreveu está registrado, tem que pedir desculpas, sumir do mapa e esperar passar”, analisou Alves.

O presidente da OAB Pernambuco também atenta a esse novo tipo de “patrulhamento social”. “As pessoas são demitidas, ameaçadas quando postam comentários preconceituosos. A gente tem que aprender a conviver com essa nova realidade para que a intolerância não seja respondida com a intolerância”, afirmou. Na situação do professor da UFRPE, ele também recebeu comentários de ódio, o que o torna uma vítima. “Numa situação como essa, quem comenta retrucando pode ser punido”, disse Alves.

Mas nem todo caso pode ser resolvido dentro da própria internet. Como o exemplo da estudante de Direito Mayara Petruso, de São Paulo. Após as eleições presidenciais em 2010, ela incitou o assassinato de pessoas do Nordeste em seu perfil do Twitter ao escrever “Nordestino não é gente. Faça um favor a São Paulo, mate um nordestino afogado”. “Ela sofreu a sanção imediata do que fez pelos usuários das redes sociais. Foi moralmente atacada, mas o OAB também ingressou com uma ação e ela foi punida”, confirmou Pedro Henrique Alves. A garota foi condenada, em 2012, a cumprir um ano, cinco meses e 15 dias de prisão, mas a sentença foi convertida em prestação de serviços comunitários e pagamento de multa.


Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Sem categoria

Pernambuco registra 724 novos casos e 11 óbitos por Covid-19

Agora, Pernambuco totaliza 159.220 casos confirmados da doença, sendo 26.874 graves e 132.346 leves.

Marcelo Passos

Publicado

Total de mortos por covid-19 no mundo passa de 1,1 milhão. - (Foto: Sebastien Bozon/AFP)

Total de mortos por covid-19 no mundo passa de 1,1 milhão. – (Foto: Sebastien Bozon/AFP)

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste sábado (24), 724 novos casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 21 (3%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 703 (97%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 159.220 casos confirmados da doença, sendo 26.874 graves e 132.346 leves.

Também foram confirmados 11 novos óbitos, ocorridos desde o dia 17 de agosto. Com isso, o Estado totaliza 8.542 mortes pela Covid-19. Os detalhes epidemiológicos serão repassados ao longo do dia pela Secretaria Estadual de Saúde.

Continuar Lendo

Sem categoria

Funcionário da prefeitura de São Bento do Una morre após acidente na PE-180, em Belo Jardim

Servidor público perdeu o controle do carro e colidiu com um caminhão.

Marcelo Passos

Publicado

Servidor público perdeu o controle do carro e colidiu com um caminhão.

Um funcionário público da Prefeitura de São Bento do Una morreu na madrugada da quarta-feira (14) após um acidente na PE-180, em Belo Jardim, no Agreste de Pernambuco. De acordo com a Polícia Civil, Sandro José Cavalcante dos Santos, de 40 anos, conduzia um carro quando perdeu o controle do veículo.

O acidente ocorreu em uma lombada, quando a vítima colidiu o veículo na lateral de um caminhão. O servidor público foi socorrido para o hospital local, mas não resistiu aos ferimentos e morreu na unidade de saúde.

O motorista do caminhão acionou o Corpo de Bombeiros e permaneceu no local do acidente.

O acidente ocorreu em uma lombada, quando a vítima colidiu o veículo na lateral de um caminhão.

Continuar Lendo

Pernambuco

EventosLAB chega ao Cabo de Santo Agostinho

A ação é gratuita e acontece nesta sexta-feira no Vila Galé Eco Resort.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Francisco Andrade/Divulgação)

(Foto: Francisco Andrade/Divulgação)

O projeto EventosLAB – Prepara Pernambuco desembarca nesta sexta-feira (16), na cidade do Cabo de Santo Agostinho. O evento acontece das 14h às 16h, no auditório do Vila Galé Eco Resort. O projeto do Sebrae-PE, em parceria com o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Turismo e Lazer e da Empetur, mais a Abeoc/PE, o Recife CVB e o Porto de Galinhas CVB, percorre nove destinos, passando por todas as regiões do Estado.

O EventosLAB tem por objetivo trazer à normalidade o setor de eventos, por meio de oficinas voltadas aos empresários do segmento. O intuito é capacitar os profissionais de eventos para a prática dos protocolos sanitários, buscando ainda identificar ajustes e melhorias nos serviços oferecidos, definir padronização, documentar os processos e, sobretudo, motivar a indústria de eventos do Estado.

“Nossa meta é capacitar os produtores de eventos do Cabo e das cidades vizinhas acerca dos novos protocolos, informando o que é necessário para que se tenha um evento de qualidade e que respeite a saúde dos participantes”, comenta o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes.

O EventosLAB acontece sempre das 14h às 17h e os interessados podem realizar as inscrições gratuitamente pelo site https://www.even3.com.br/eventoslab A próxima edição será nesta terça-feira (20), em Garanhuns.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.