Nos siga nas redes sociais

Mundo

Trump deixa Casa Branca pela última vez como presidente

PortalPE10 com informações UOL

Publicado


Donald Trump deixou a Casa Branca às 8h15 (10h15 em Brasília), pela última vez como presidente dos Estados Unidos.

Ao lado da mulher, Melania, ele embarcou no helicóptero Marine One, que decolou minutos depois rumo à base de Andrews, onde pegará um voo para a Flórida. Ele fará um discurso ao lado do avião, antes de partir. Será sua última viagem oficial no Air Force One.

“Foi uma grande honra, a honra de uma vida”, disse Trump aos jornalistas. “É um adeus, mas espero que não por muito tempo”.

Trump decidiu não ir à posse de Joe Biden, e deixar o cargo sem cumprimentar o novo presidente, como é tradição no país. Ele é o primeiro mandatário a faltar na posse do sucessor em mais de um século.

Outros líderes só deixaram Washington após a transição de cargo, e muitas vezes tiveram a companhia do novo presidente até o helicóptero que os levaram embora. Assim, a saída de Trump foi comparada pela imprensa americana à partida de Richard Nixon, que deixou o cargo após renunciar, em 1974.

Nas últimas horas no cargo, Trump deu perdão presidencial a mais de cem pessoas, incluindo Steve Bannon, que foi seu estrategista na campanha de 2016 e era acusado de fraude ao pedir doações para a construção de um muro na fronteira.

Mundo

Assista: Após ser roubada, idosa persegue e derruba ladrão com ‘golpe ninja’

“Não sei o que deu em mim naquele momento”, afirmou a vítima em entrevista ao site, ressaltando que não deixaria ninguém atrapalhar ou arruinar sua festa de aniversário.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Na última sexta-feira (19), câmeras de segurança próximas a um restaurante na cidade de Gold Coast, na Austrália, registraram as cenas de uma briga inusitada. Após ter sua bolsa furtada, uma idosa correu atrás do assaltante e conseguiu recuperar seus pertences após usar um “golpe ninja” para derrubar o suspeito.

De acordo com o site 7 News, a vítima estava comemorando seu aniversário na Taverna Pimpana quando percebeu que um homem estava roubando sua bolsa. Sem pensar duas vezes, ela tirou os sapatos e iniciou uma curta perseguição, que terminou poucos metros depois da porta do estabelecimento.

As imagens gravadas mostram a dupla já do lado de fora e a mulher atingindo o suspeito diversas vezes. Quando ele tenta fugir em direção ao estacionamento, ela corre atrás dele e consegue derrubá-lo no chão.

Por alguns segundos, a luta pela bolsa segue com os dois já deitados, até que o homem desiste e corre em direção a um veículo estacionado. Vencedora, a idosa ainda tem tempo de atirar um dos chinelos do suspeito, que havia caído durante o embate.

“Não sei o que deu em mim naquele momento”, afirmou a vítima em entrevista ao site, ressaltando que não deixaria ninguém atrapalhar ou arruinar sua festa de aniversário.

Após a celebração, ela foi encaminhada para um hospital da região, onde tratou os leves ferimentos adquiridos durante a briga.

Segundo o site 7 News, o suspeito foi encontrado pela polícia de Queensland poucas horas depois. Ele foi levado a delegacia, onde foi acusado de furto.

Continuar Lendo

Mundo

Mundo: Guiné declara epidemia de ebola após confirmação de 3 mortes pela doença

De acordo com o ministério, as autoridades da Guiné já pediram vacinas contra o ebola à Organização Mundial da Saúde (OMS). A nova vacina melhorou enormemente as taxas de sobrevivência da doença nos últimos anos.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Goran Tomasevic/Reuters)

A Guiné declarou no último domingo (14) um novo surto de ebola, após testes terem dado positivo para o vírus para três pessoas que morreram e outras quatro que estão com sintomas. É o primeiro ressurgimento da doença no país desde o pior surto global, que aconteceu entre 2013 e 2016.

Os sete pacientes apresentaram diarreia, vômitos e sangramentos depois de participarem de um enterro na subprefeitura de Goueke. Os que sobreviveram foram isolados em centros de tratamento, informou o Ministério da Saúde. *Com informações CNN Brasil.

Não está claro se a pessoa enterrada em 1º de fevereiro também morreu de ebola. Tratava-se de uma enfermeira de um posto de saúde local que morreu de uma doença não especificada, depois de ser transferida para tratamento em Nzerekore, uma cidade na fronteira com a Libéria e a Costa do Marfim.

“Frente à situação e de acordo com os regulamentos internacionais de saúde, o governo da Guiné declara uma epidemia de ebola”, disse o ministério em comunicado.

A epidemia de ebola de 2013-2016, na África ocidental, começou em Nzerekore, o que dificultou o controle do vírus pela proximidade a fronteiras movimentadas. O surto matou 11,3 mil pessoas, sendo a grande maioria na Guiné, Libéria e Serra Leoa.

Combater o ebola colocará uma pressão adicional ao sistema de saúde da Guiné, que já luta contra o coronavírus. O país de 12 milhões de habitantes já contou 14.895 infectados e 84 mortos pela Covid-19.

O vírus do ebola causa vômito e diarreia severos e é transmitido pelo contato com fluidos corporais. É muito mais mortal que a Covid-19, embora não seja transmitido por pessoas assintomáticas.

De acordo com o ministério, as autoridades da Guiné já pediram vacinas contra o ebola à Organização Mundial da Saúde (OMS). A nova vacina melhorou enormemente as taxas de sobrevivência da doença nos últimos anos.

Tanto os imunizantes quando tratamentos mais avançados ajudaram a acabar com a segunda maior epidemia do ebola registrada, que foi declarada em junho do ano passado na República Democrática do Congo (RDC) e matou mais de 2.200 pessoas. Neste domingo, porém, a RDC reportou quatro novos casos de ebola.

Continuar Lendo

Mundo

CoronaVac: estudo mostra eficácia de até 100% em pessoas acima de 60 anos

As doses aplicadas nos voluntários foram de 1,5 micrograma, 3 microgramas e 6 microgramas da CoronaVac.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

Um estudo feito com 422 pacientes voluntários na China mostrou que a vacina contra a COVID-19, a CoronaVac produzida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica chinesa Sinovac, demonstra eficácia e eficiência em detectar anticorpos em pessoas acima de 60 anos que tomaram as duas doses.

A faixa etária estudada foi de média de idade de 65,8 anos e 66,8 anos. A pesquisa foi publicada na revista científica The Lancet Infectious Diseases em 3 de fevereiro de 2021. As informações são do Estado de Minas.

Esse é o primeiro artigo que aponta resultados da CoronaVac em idosos, um dos grupos mais suscetíveis a complicações do novo coronavírus. Os dados publicados na Lancet, contam com a revisão de diversos cientistas, e é um passo importante para a confiança na eficiência do imunizante.

Na publicação, os resultados das fases 1 e 2 mostram que a CoronaVac é bem tolerada e doses de 3 microgramas são suficientes para desencadear a resposta imune em idosos.

Na primeira fase, 72 pacientes com idade média de 65,8 anos receberam vacinação divididos em dois grupos. Um grupo tomou uma dose mais baixa e outro uma dose mais alta da vacina. Outras 24 pessoas tomaram placebo.

No grupo que tomou doses mais baixas, houve 100% de soroconversão, ou seja, todos os 24 pacientes que tomaram a vacina tiveram anticorpos detectáveis.

Já no grupo que recebeu doses mais altas, 23 pacientes dos 24, desenvolveram anticorpos representando 95,7% dos casos após as duas doses. Pessoas que tomaram placebo 0%.

Na segunda fase, 350 pacientes com idade média de 66,6 anos receberam as doses da CoronaVac. Outras 50 pessoas tomaram placebo. Houve soroconversão em 88 pessoas dos 97 que receberam as doses mais baixas. Para as doses mais altas, 96 pessoas desenvolveram os anticorpos dentre as 98 testadas, sendo 90,7% de eficácia.

No grupo que recebeu doses intermediárias, houve 98% de soroconversão com 96 dos 98 pacientes desenvolvendo anticorpos. No grupo com doses altas 97 dos 98 converteram para 99% de eficácia. Pessoas que tomaram placebo, 0%.

As doses aplicadas nos voluntários foram de 1,5 micrograma, 3 microgramas e 6 microgramas da CoronaVac.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.