Nos siga nas redes sociais

Brasil

TSE orienta que o eleitor baixe o e-Título até 23h59 deste sábado (28)

Praticidade, facilidade e segurança para o cidadão na hora de votar.

Redação PortalPE10

Publicado

E-Título pode ser usado como documento oficial no dia da votação. - (Foto: Reprodução/Gazeta do Povo)

E-Título pode ser usado como documento oficial no dia da votação. – (Foto: Reprodução/Gazeta do Povo)

Não deixe para a última hora para fazer o download gratuito do documento digital que substitui o título eleitoral e dispensa a impressão de uma segunda via: o aplicativo e-Título. O app, desenvolvido pela Justiça Eleitoral, oferece diversas facilidades ao eleitor:

– Acessar local de votação;
– Consultar a situação do eleitor:
– Se identificar na seção (se tiver feito biometria); e
– Justificar a ausência.

O cidadão que quiser baixar a ferramenta para utilizar no segundo turno das Eleições Municipais, dia 29 de novembro, deve fazê-lo o mais rápido possível. A habilitação das funcionalidades da plataforma estará disponível para download até as 23h59 deste sábado (28). A medida visa garantir que o usuário que precisa do serviço no domingo tenha uma melhor experiência.

No domingo (29), só quem já tiver baixado o app poderá utilizar as funcionalidades. Será permitida apenas a atualização da versão. O funcionamento do app volta ao normal a partir de segunda-feira (30).

Atualmente, cerca de 16 milhões de eleitores (mais de 10% do eleitorado) estão cadastrados no e-Título. No primeiro turno das Eleições Municipais de 2020, mais de 2,2 milhões de pessoas justificaram ausência por meio da ferramenta. O Sudeste foi a região onde o app foi mais utilizado: mais de 7,5 milhões de pessoas usaram o aplicativo.

Veja como é fácil utilizar o e-Título.

Utilização e segurança

Para fazer o download gratuito do app, basta acessar as lojas on-line Google Play e App Store no seu smartphone ou tablet. Já para validar o aplicativo, é importante que o eleitor preencha os dados corretamente: se houver o preenchimento de alguma informação em discordância com as do cadastro eleitoral, o sistema não aprovará a solicitação de emissão, e assim, o eleitor não poderá utilizar o app.

O documento digital exigirá a resposta do eleitor a uma série de perguntas. Apenas as pessoas que responderem com sucesso a esse desafio poderão usar o aplicativo e suas funcionalidades. Embora soluções de segurança como essa possam tornar a experiência do usuário menos fluida, elas são relevantes para a proteção dos dados do eleitor. Outra mudança de segurança implementada pela Justiça Eleitoral no e-Título foi a necessidade de criação de senha de acesso do eleitor ao app.

Foto no aplicativo

Caso a sua foto esteja disponível no aplicativo você poderá votar utilizando o e-título.

Local de votação e certidões

O e-Título também informa o endereço do local de votação e fornece informações sobre a situação eleitoral, além de permitir que o eleitor emita as certidões de quitação eleitoral e de crimes eleitorais. Essas declarações são emitidas por meio do QR Code do aplicativo, o que possibilita a leitura pelo próprio celular.

Justificativa de ausência

Os eleitores que estiverem fora do seu domicílio eleitoral no dia da eleição poderão utilizar o e-Título para justificar a ausência, por meio da geolocalização do aplicativo. Ou seja, o app identificará que o eleitor está fora do município no domingo e vai liberar a justificativa sem necessidade de apresentar documentos. Essa funcionalidade estará disponível somente no dia da eleição, das 7h às 17h.

Para fazer a justificativa fora do dia da eleição, o eleitor deverá apresentar documento comprobatório que motivou a ausência. É possível justificar em até 60 dias após cada pleito (considerando cada turno como uma eleição) ou em até 30 dias após o retorno ao Brasil. Essa justificativa pode ser feita pelo e-Título, site do TSE ou cartório eleitoral.

O TSE processará os pedidos de justificativa o mais breve possível, porém o prazo para registro desta modalidade será até 07 de janeiro de 2021, conforme o calendário eleitoral. Se você tem uma justificativa “deferida” ela servirá como prova da sua quitação para o turno correspondente.

ATENÇÃO: Nenhum dos serviços prestados pelo e-Título é exclusivo do aplicativo. Isso significa que as consultas também podem ser obtidas pelo computador ou junto ao cartório eleitoral. Além disso, é possível acessar serviços e informações por meio do chatbot, o Tira-Dúvidas Eleitoral, no Whatsapp. Basta salvar o número: (61) 9637-1078 e iniciar uma conversa.

Com informações do TSE

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Vídeo: apoiadores recepcionam Bolsonaro com carreata em Maceió

Redação PortalPE10

Publicado


O presidente Jair Bolsonaro foi recepcionado com a presença de vários apoiadores no Aeroporto Zumbi dos Palmares, por volta das 9h, em Maceió. Vestidos com as cores da bandeira e gritando palavras de apoio, grupos organizaram uma recepção calorosa ao presidente no saguão do aeroporto.

A comitiva presidencial foi recebida também pelos prefeitos de Maceió, JHC e Rio Largo, Gilberto Gonçalves, e pelo deputado estadual Cabo Bebeto (PSL). Bolsonaro chegou a Maceió acompanhado do presidente da Câmara Federal, deputado Arthur Lira (PP) e o senador Fernando Collor (PROS).

Desde o desembarque do avião até a saída das dependências do aeroporto, Bolsonaro e sua comitiva foram acompanhados pelos apoiadores, munidos de celulares para registrar todo o trajeto.

 

Continuar Lendo

Brasil

Em carta, vizinho pede a jovem para deixar de usar “roupas vulgares”

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução)

Uma jovem de 22 anos recebeu uma carta anônima, escrita à mão por um “pai de família”, pedindo para ela deixar de usar “roupas vulgares” no condomínio onde mora, em Maringá, 428 quilômetros a oeste de Curitiba, no Paraná.

O bilhete foi deixado debaixo da porta de Ana Paula Benatti na sexta-feira (7). A jovem compartilhou o conteúdo da carta em uma rede social. As informações são do Metrópoles.

“Gostaríamos que tivesse o pudor e decência de usar roupas adequadas nas dependências do condomínio. Aqui mora pessoas casadas e de várias religiões, e a senhora não está tendo o respeito usando roupas vulgar [sic]”, diz a carta.

“Não sei de onde veio, mais aqui mora gente de família. Então, por favor, dá-se o respeito, porque eu, como homem e pai de família, fiquei com vergonha de estar com minha filha e a senhora quase nua lá fora [sic]”, prossegue.

Por fim, o remetente avisa que, se Ana Paula não mudar o jeito de se portar, ele irá conversar com a dona do apartamento.

(Foto: Reprodução)

Ao compartilhar o bilhete, a jovem disse se tratar de assédio e injúria. “Crimes morais. Estou totalmente abalada com o ocorrido. Tomarei as providências cabíveis”, assinalou.

Segundo o portal Uol Notícias, o caso foi denunciado nessa terça-feira (11/5) em um boletim de ocorrência na Polícia Civil do Paraná (PCPR).

Ana Paula afirma não saber com qual roupa especificamente o homem se incomodou, mas acredita que tenha sido um short e uma blusa. “Independentemente do que eu vestir, devo ser respeitada”, disse ao Uol.

Continuar Lendo

Brasil

Mais 2,4 milhões têm saque da 1ª parcela do auxílio liberado hoje

Nascidos em outubro já podem resgatar valor depositado em conta digital em abril, movimentada por meio do Caixa Tem.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

Mais 2,4 milhões de pessoas terão o saque da primeira parcela do auxílio emergencial liberado a partir desta quinta-feira (13). Os nascidos em outubro, inscritos pelo CadÚnico ou aplicativo da Caixa, que já tiveram o valor depositado no dia 27 de abril em conta digital, num total de R$ 505,8 milhões, vão poder resgatar em espécie ou fazer transferência.

Os saques da primeira parcela seguem até a próxima segunda-feira (17). Já o depósito da segunda parcela começa neste domingo (16), para nascidos em janeiro, e na terça-feira (18), para os inscritos do Bolsa Família. As informações são do R7.

O calendário é dividido em quatro ciclos, de créditos e saques. Primeiro, o valor é creditado e pode ser movimentado por meio do aplicativo Caixa Tem. Pelo sistema, os beneficiários conseguem pagar boletos, comprar pela internet e pelas maquininhas de estabelecimentos comerciais. Depois, o auxílio é liberado para saque e transferência.

Outra opção é movimentar o dinheiro usando o PIX, sistema de pagamentos instantâneo do Banco Central. A única exceção às transações se dá para os casos de transferência para conta de mesma titularidade.

A nova rodada do auxílio emergencial tem quatro parcelas, de abril a julho, com valor médio de R$ 250. Mulheres chefes de família receberão R$ 375 e pessoas que vivem sozinhas, R$ 150. A estimativa é de que as quatro cotas cheguem a cerca de 40 milhões de famílias.

Desde 2 de abril, as pessoas que se inscreveram pelos meios digitais da Caixa e os integrantes do Cadastro Único do governo federal podem conferir se têm direito a receber o benefício pelo site www.cidadania.gov.br/auxilio. Para quem teve o cadastro negado nesta data, o prazo para contestar a decisão, no entanto, terminou na semana passada.

As estimativas apontam que os novos pagamentos vão injetar R$ 44 bilhões na economia nacional. Desta vez, no entanto, o impulso para conter um tombo maior da economia em 2020 será usado por 98% dos moradores de favelas no Brasil para a compra de alimentos.

Além de alcançar menos beneficiados, com menor valor das parcelas, a nova rodada de pagamentos não aceita novos cadastros para quem ficou de fora do programa em 2020, mas agora precisaria da ajuda. Estão entre os beneficiados apenas aqueles que já estavam cadastradas pelo Cadastro Único, pelo aplicativo da Caixa ou Bolsa Família.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.