Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Unidades de Saúde no interior de PE começam a vacinar contra o HPV

Vacinas são distribuídas em postos de saúde e escolas de todo o país.3 doses serão aplicadas para garantir proteção

Avatar

Publicado

Tem início nesta segunda-feira (10) a vacinação contra o papapiloma vírus humano (HPV) para meninas de 11 a 13 anos. A vacina é oferecida pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e é distribuída em postos de saúde e escolas públicas e particulares de todo o Brasil.

A dose, que ajuda a proteger contra o câncer de colo do útero, estará disponível nos 36 mil postos de saúde da rede pública durante todo o ano, de acordo com o Ministério. Em 2015, o público-alvo serão as meninas de 9 a 11 anos e, a partir de 2016, a ação ficará restrita às meninas de 9 anos.

Para garantir proteção completa, a imunização ocorrerá de forma estendida, em três doses. A segunda aplicação deve ser feita 6 meses depois da primeira e a terceira, 5 anos depois.

A IV Gerência Regional de Saúde (Geres), compreende  32 municípios e tem como sede Caruaru, no Agreste Central pernambucano. Neste, as vacinas podem ser encontradas em 49 Unidades Básica de Saúde (UBSs), nove Centros de Saúde e uma sala de vacinação da Policlínica do Vassoural.

Na Mata Sul pernambucana, a III Geres é responsável pela distribuição em 22 municípios. Em Palmares, onde fica a sede da gerência, a vacina estará disponível em 18 unidades de saúde.
Em Garanhuns, no Agreste Meridional, fica a sede da V Geres, que responde por 21 municípios. Naquele, as vacinas estarão em 37 unidades de saúde. “Técnicos da saúde irão até às escolas vacinar as adolescentes”, explica a auxiliar técnica Bernadete Alves.

No Sertão, Arcoverde terá 17 unidades disponibilizando as vacinas. O município é a sede da VI Geres, que atende a 13 municípios.  Em Afogados da Ingazeira, as vacinas estarão disponíves inicialmente em três escolas. No município fica a sede da X Geres, que responde por 12. Já em Serra Talhada, 18 unidades oferecem as vacinas. O município é sede da XII Geres, que é responsável por dez municípios.


Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Após 14 dias, equipes resgatam 11 mineiros soterrados na China

Pelo menos 22 ficaram presos após desabamento em 10 de janeiro. Autoridades confirmaram uma morte.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

 

Grupo de mineiros está preso em uma mina de ouro que desabou em Qixia, no leste da China, em foto de 22 de janeiro de 2021 — (Foto: Aly Song/Reuters)

Equipes chinesas resgataram, na manhã deste domingo (24), 11 mineiros que estavam presos há 14 dias após uma explosão subterrânea em Qixia. Segundo a imprensa local, ao menos um dos funcionários teve ferimentos.

O primeiro mineiro retirado estava extremamente fraco. De acordo com informações da Reuters, equipes de resgate envolveram o homem em um cobertor antes de levá-lo ao hospital de ambulância.

Mais tarde, outros dez mineiros foram retirados de uma seção diferente da mina, que estava recebendo alimentos e suprimentos. Um deles estava ferido, mas os demais foram vistos caminhando, apoiados pela equipe de resgate. Todos receberão atendimento.

Pelo menos 22 trabalhadores ficaram presos após um desabamento em 10 de janeiro. Até o momento, autoridades confirmaram uma morte.

As autoridades enviaram mantimentos e remédios para os mineiros presos em uma operação que mobiliza mais de 500 agentes de grupos de resgate da China. Além de água e comida, os socorristas enviaram também um bilhete dizendo: “Esperamos por vocês, fiquem firmes!”.

A operação de resgate demorou para começar porque as autoridades da região tentaram conter a divulgação do acidente. O chefe local do Partido Comunista e o prefeito da cidade de Qixia foram responsabilizados e demitidos.

Os acidentes de mineração são frequentes na China, por conta das precárias medidas de segurança e ao descumprimento das normas. Apenas no ano passado, 573 mortes relacionadas a acidentes em minas foram registradas na China, segundo a Administração Nacional de Segurança em Minas.

Continuar Lendo

Cotidiano

Barreiros, Gameleira e Jaqueira voltam a registrar mortes por coronavírus

Números foram atualizados no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE).

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Oscar Del Pozo/AFP)

Os municípios de Barreiros, Gameleira e Jaqueira, registraram novas mortes por Covid-19. Os óbitos foram divulgados em no boletim epidemiológico da Secretaria Estadual de Saúde de Pernambuco (SES-PE) na noite deste sábado (23).

A Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) registrou, neste sábado (23/01), 1.652 casos da Covid-19. Entre os confirmados hoje, 68 (4%) são casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) e 1.584 (96%) são leves. Agora, Pernambuco totaliza 250.165 casos confirmados da doença, sendo 30.630 graves e 219.535 leves, que estão distribuídos por todos os 184 municípios pernambucanos, além do arquipélago de Fernando de Noronha.

Além disso, o boletim registra um total de 213.329 pacientes recuperados da doença. Destes, 18.929 eram pacientes graves, que necessitaram de internamento hospitalar, e 194.400 eram casos leves.

Também foram confirmados laboratorialmente 25 novos óbitos (15 masculinos e 10 femininos), registrados entre os dias 21/11/2020 e 22/01/2021. As novas mortes são de pessoas residentes dos municípios de Barreiros (1), Bezerros (1), Bom Conselho (1), Brejinho (1), Camaragibe (1), Fernando de Noronha (1), Gameleira (1), Garanhuns (2), Igarassu (1), Ipubi (1), Jaboatão dos Guararapes (1), Jaqueira (1), Mirandiba (1), Ouricuri (1), Paulista (1), Recife (8), São José do Belmonte (1). Com isso, o Estado totaliza 10.177 mortes pela doença.

Os pacientes tinham idades entre 32 e 97 anos. As faixas etárias são: 30 a 39 (1), 40 a 49 (2), 50 a 59 (2), 60 a 69 (5), 70 a 79 (7) e 80 ou mais (8). Do total, 22 tinham doenças pré-existentes: doença cardiovascular (12), hipertensão (9), diabetes (8), câncer (2), tabagismo (2), Alzheimer (1), doença respiratória, etilismo (1), Parkinson (1) – um paciente pode ter mais de uma comorbidade. Um paciente não tinha comorbidades e os demais estão em investigação.

Com relação à testagem dos profissionais de saúde com sintomas de gripe, em Pernambuco, até agora, 25.128 casos foram confirmados e 44.958 descartados. As testagens entre os trabalhadores do setor abrangem os profissionais de todas as unidades de saúde, sejam da rede pública (estadual e municipal) ou privada. O Governo de Pernambuco foi o primeiro do país a criar um protocolo para testar e afastar os profissionais da área da saúde com sintomas gripais.

Continuar Lendo

Cotidiano

Pernambuco vai receber 84 mil doses da vacina de Oxford contra Covid-19

Segundo Ministério da Saúde, lote com imunizante importado da Índia chega ao Recife na madrugada do domingo (24). Estado tem 9,6 milhões de habitantes.

Redação PortalPE10

Publicado

2 milhões de doses da vacina de Oxford desembarcam no aeroporto de Guarulhos, em SP, na sexta-feira (22) — (Foto: REUTERS/Amanda Perobelli)

Pernambuco vai receber 84 mil doses da vacina Oxford/AstraZeneca, que foram liberadas após análise da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) neste sábado (23), segundo o Ministério da Saúde. O lote do imunizante contra Covid-19 deve chegar ao Recife na madrugada do domingo (24).

O número de doses destinadas a Pernambuco coincide com a estimativa que a Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE) havia feito com base na população do estado, que tem cerca de 9,6 milhões de habitantes, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na segunda-feira (18), o estado recebeu 270 mil doses da CoronaVac.

O avião da companhia Gol deve decolar do Aeroporto Internacional Tom Jobim/Galeão, no Rio de Janeiro, na noite deste sábado (23) para trazer os lotes do imunizante vindo da Índia a Pernambuco.

Chegando ao Recife, as doses são levadas para a central de armazenamento de vacinas da Secretaria Estadual de Saúde. Elas só devem ser distribuídas depois de reuniões do Comitê Técnico Estadual para Acompanhamento da Vacinação contra a Covid-19 e da Comissão Intergestores Bipartite (CIB), convocadas para a tarde da segunda-feira (25).

Nesses encontros, segundo a SES, vão ser definidas as estratégias de distribuição e de uso, para então as doses serem encaminhadas e aplicadas na população.

O secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou em nota que a vacinação segue normalmente em Pernambuco, visto que municípios e unidades estaduais continuam o processo de vacinação normalmente com as doses já distribuídas da vacina CoronaVac.

Até a sexta-feira (22), 34.336 pessoas que fazem parte do público prioritário da primeira fase foram imunizadas contra a Covid-19 em Pernambuco, segundo a SES. Deste total, 28.712 eram trabalhadores da saúde (sendo 5.298 profissionais que atuam nos hospitais do governo estadual); 3.265, indígenas; 2.278, idosos institucionalizados; e 81 pertencem ao grupo de pessoas com deficiência institucionalizadas.

Primeiro lote

O primeiro carregamento com 2 milhões de doses da vacina feita com a farmacêutica AstraZeneca e produzidas no Instituto Serum, na Índia, chegou ao Rio de Janeiro na noite de sexta-feira (22), depois que o governo indiano autorizou as exportações comerciais do imunizante. A carga vinda da Índia passou por um processo de análise de segurança desde a madrugada.

Segundo o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, foi dada prioridade nesse momento para o estado do Amazonas, por conta da crise acentuada que se vive em Manaus. A cidade vive um colapso no sistema de saúde por causa da pandemia de Covid-19 e receberá 100 mil doses.

A vacina vinda da Índia era para ter chegado cinco dias atrás, no dia 17, mas na época o país não liberou o envio para o Brasil. O avião que sairia do Recife para buscar o imunizante acabou sendo destacado para levar oxigênio a Manaus e retornou para Campinas (SP).

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.