Nos siga nas redes sociais

Esportes

Vasco marca aos 48 e larga na frente do Bota na decisão

Duelo da tarde deste domingo foi marcado pelo equilíbrio na maior parte do tempo

Avatar

Publicado

Sem trocadilho de chocolate no domingo de Páscoa. Mas o Dia da Mentira, neste domingo, no Estádio Nilton Santos, promoveu um inacreditável terceiro 3 a 2 seguido entre Botafogo e Vasco nesta temporada. O Glorioso saiu na frente, com Renatinho; Yago Pikachu empatou e virou para o Cruz-Maltino; Brenner igualou o marcador e, nos acréscimos da segunda etapa, Andrés Rios definiu o placar. Vantagem mínima para a segunda partida da final do Campeonato Carioca, no domingo, desta vez no Maracanã.

Gol relâmpago e domínio

O Botafogo começou melhor. Trocava passes, marcava avançado. Mas aos três minutos, quando a jogada parecia mais inofensiva, Paulão bobeou na saída de bola e Renatinho abriu o placar. Daí até os 28…

A virada, também relâmpago

O Glorioso parecia soberano. Mas Rodrigo Lindoso recebeu a bola e demorou a repassá-la. Giovani Augusto lhe roubou, Wagner cruzou e Yago Pikachu, de primeira, empatou. Dois minutos depois, Riascos faria grande jogada pela direita e rolaria para Pikachu marcar o segundo dele e virar o jogo.

Vaias, empate e aplausos

Ainda no primeiro tempo, a torcida botafoguense começou a vaiar Marcinho, envolvido pelo ataque cruz-maltino no segundo gol. Mas o lateral botafoguense foi quem iniciou a jogada do empate, com Brenner. Alberto Valentim, então, abraçou e levantou o camisa 4. A torcida passou a aplaudi-lo.

Por que saí?

Se a primeira etapa foi repleta de emoção, os primeiros 29 minutos do segundo tempo praticamente não existiram. Valencia e Brenner até chamaram atenção, mas por reclamarem de Alberto Valentim após serem substituídos.

‘Gol’ de Marcinho

Aos 30, Thiago Galhardo foi ao fundo, tirou de Gatito e rolou para trás. Rios mandou para o gol, mas Marcinho salvou.

Mais um 3 a 2

Thiago Galhardo havia entrado bem. Foi ele quem cobrou o escanteio que sobrou para Andrés Rios transformar em gol. A torcida vascaína cantava o nome de Paulão, mas foi o argentino o herói da tarde.

FICHA TÉCNICA

BOTAFOGO 2 X 3 VASCO

Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)

Data-Hora: 1/4/2018 – 16h

Árbitro: Rodrigo Carvalhaes (RJ)

Auxiliares: Wagner de Almeida Santos e Michael Correia (RJ)

Público/renda: 16.337 pagantes /19.117 presentes /R$ 541.370,00

Cartões amarelos: Carli, Lindoso, Renatinho (BOT); Rafael Galhardo, Fabrício, Rios e Wellington

Cartões vermelhos: –

Gols: Renatinho (3’/1ºT 1-0), Yago Pikachu (28’/1ºT 1-1 e 30’/1ºT 1-2), Brenner (44’/2ºT 2-2) e Rios (48’/2ºT 2-3)

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Marcinho, Carli, Igor Rabello e Moisés; Rodrigo Lindoso, Marcelo e Renatinho (Marcos Vinícius, 40’/2ºT); Luiz Fernando, Brenner (Kieza, 27’/2ºT) e Valencia (Rodrigo Pimpão, 20’/2ºT) – Técnico: Alberto Valentim.

VASCO: Martin Silva; Rafael Galhardo, Paulão, Erazo e Fabrício; Desábato e Wellington; Yago Pikachu, Giovanni Augusto (Paulinho, 34’/2ºT) e Wagner (Thiago Galhardo, 28’/2ºT); Riascos (Andrés Rios, 18’/2ºT) – Técnico: Zé Ricardo.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esportes

Título do Brasileirão rende ao Flamengo premiação de R$ 33 milhões

Redação PortalPE10

Publicado

O sucesso no Brasileiro foi a única meta batida pelo time na previsão de orçamento para temporada 2020, que previa a chegada na final da Copa do Brasil e ao menos na semifinal da Libertadores. No caso do Brasileiro, a projeção era de terminar pelo menos em segundo.

Para a temporada 2021, otimismo segue, e a previsão é de, por exemplo, chegar ao menos na semifinal da Libertadores. A estimativa é de alcançar uma receita de até R$ 953 milhões.

Veja a lista de prêmios em dinheiro e leia as observações no fim:

  • Flamengo: R$ 33 milhões
  • Internacional: R$ 31,3 milhões
  • Atlético-MG: R$ 29,7 milhões
  • São Paulo: R$ 28 milhões
  • Fluminense: R$ 26,4 milhões
  • Grêmio: R$ 24,7 milhões
  • Palmeiras: R$ 23,1 milhões
  • Santos: R$ 21,4 milhões
  • Athletico-PR: R$ 19,8 milhões
  • Bragantino: R$ 18,1 milhões
  • Corinthians: R$ 14,2 milhões
  • Ceará: R$ 13,2 milhões
  • Atlético-GO: R$ 12,2 milhões
  • Bahia: R$ 11,9 milhões
  • Sport: R$ 11,5 milhões
  • Fortaleza: R$ 11,2 milhões

OBS: Os valores-base são referentes a 2019, sem correção. As equipes rebaixadas não recebem valor algum. E os times que assinaram com a Turner na TV fechada (Inter, Palmeiras, Santos, Athletico-PR, Ceará, Bahia e Fortaleza) podem apresentar pequena variação.

Continuar Lendo

Esportes

Sport perde para Galo na Ilha, mas segue na Série A

PortalPE10 com informações UOL

Publicado

Sport e Atlético-MG entraram em campo com objetivos claros. Até porque o resultado tem impacto na a permanência do Leão na Série A, nas vagas da Sul-Americana e da Libertadores. Dessa vez, o Galo terminou vencendo por 3 a 2, mas ambas as equipes cumpriram metas em um duelo marcado por confusão e gol decisivo no apagar do luzes. O time mineiro abriu o placar com Jair e viu o rival empatar com Dalberto. No segundo tempo, ampliou com Thyere (contra), viu o Leão empatar de novo – de pênalti, com Thiago Neves -, mas garantiu a vitória com um gol de Marrony no fim.

O Sport segue na 14ª posição, com 42 pontos, e apesar da derrota, está garantindo na Série A 2021. Isso porque o Vasco, que tem 38 pontos e abre o Z-4, empatou com o Corinthians. O Atlético-MG, por sua vez, saltou para 65 pontos e está agora na 3ª posição.

No Brasileirão, o Sport visita o Athletico na Arena da Baixada, enquanto o Atlético-MG recebe o Palmeiras no Mineirão. Ambas as partidas acontecem na quinta-feira, às 21h30, pela despedida do campeonato.

Antes disso, o Rubro-negro estreia no Pernambucano contra o Vera Cruz, às 19h da quarta-feira.

Continuar Lendo

Esportes

Internada em dezembro, mãe de Ronaldinho morre aos 71 anos de Covid-19

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Ronaldinho Gaúcho e sua mãe Miguelina de Assis — Foto: Pedro Souza / Atlético

Morreu na noite deste sábado em Porto Alegre Miguelina Elói Assis dos Santos, mãe do ex-jogador Ronaldinho Gaúcho. Dona Miguelina, como era conhecida, tinha 71 anos e estava internada desde dezembro do ano passado após complicações decorrentes de um quadro de Covid-19.

A informação foi publicada pela Rádio Itatiaia e confirmada pelo ge com pessoas ligadas ao estafe de Ronaldinho. Sobrinho de Ronaldinho e filho de Assis, Diego Assis também confirmou que a avó “foi descansar”.

Em dezembro passado, Ronaldinho usou os seus perfis nas redes sociais para pedir orações para a mãe. Ela havia sido internada no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital Mãe de Deus, em Porto Alegre, após contrair coronavírus.

– Queridos amigos, minha mãe está com Covid e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe – escreveu o ex-jogador.

O Hospital Mãe de Deus não divulga informações sobre pacientes.

Em nota oficial, o Atlético-MG se solidarizou com Ronaldinho e declarou que o clube está em luto pela morte de Dona Miguelina. O meia foi campeão da Libertadores e é ídolo do Galo.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.