Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Vazamento de óleo pode ter acontecido na região do pré-sal

Além disso, a Universidade Federal de Alagoas detectou um padrão característico de manchas de óleo no oceano, com 55 km de extensão, a uma distância de 54 km da costa da Bahia

Avatar

Publicado


A origem do derramamento de óleo no Nordeste ainda é desconhecida pelo Governo Federal. No entanto, estudos do Laboratório de Análise e Processamento de Imagens (Lapis), da Universidade Federal de Alagoas (Ufal), levantam a hipótese de que a poluição pode ter sido causada por um grande vazamento em minas de petróleo, além de também poder ter acontecido na região do pré-sal. A observação foi feita por um satélite da Agência Espacial Europeia.

Se tal suspeita se confirmar, a teoria de que o petróleo veio da Venezuela, levantada pelo Ministério do Meio Ambiente, pode cair por terra. De acordo com o Lapis, nesta última segunda-feira (29), foi detectado um padrão característico de manchas de óleo no oceano, com 55 km de extensão e 6 km de largura, a uma distância de 54 km da costa da Bahia. 

O pesquisador do laboratório, Humberto Barbosa, aponta que o vazamento pode estar acontecendo abaixo da superfície do mar. “Foi a primeira vez que observamos, neste caso, uma imagem de satélite que detectou uma faixa da mancha de óleo original ainda não fragmentada e ainda não carregada pela correnteza”, explica Barbosa.

As imagens foram observadas retroativamente, desde o mês de maio, processando esses dados por faixas, a partir de uma grande quantidade de dados de toda a Costa do Nordeste brasileiro, chegando até o Espírito Santo. 

A pesquisa aponta que as imagens demonstram que se trata de algo maior do que um mero derramamento acidental ou proposital de óleo a partir de um navio. Humberto alerta que é um vazamento que está abaixo da superfície do mar, consequência de perfuração. “Tivemos um grande impacto porque, pela primeira vez, encontramos uma assinatura espacial diferenciada”, disse Barbosa.

Por meio de nota, a Marinha negou que haja óleo no mar próximo à costa da Bahia. “Em relação à possível mancha que estaria avançando pelo mar da Bahia, informamos que não se trata de óleo. Foram feitas quatro avaliações para confirmar: consulta aos especialistas da ITOF, monitoramento aéreo e por navios na região e por meio de satélite”, sustenta a nota. “Segundo especialistas do ITOF, ela possui diversas características, podendo ser nuvem, fenômeno da ressurgência no mar etc”.

A Marinha acrescentou que “a gravidade, a extensão e o ineditismo desse crime ambiental exigem constante avaliação da estrutura e dos recursos materiais e humanos empregados, no tempo e quantitativo que for necessário”.

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Sensitiva diz que teve contato pós-morte com Paulo Gustavo

Lene Sensitiva afirma que teve contato com o ator por intermédio de uma “senhorinha”.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação)

A morte do ator Paulo Gustavo, na última terça-feira (4), causou comoção no Brasil. Fãs e artistas que conviveram com o humorista prestaram diversas homenagens ao ator nas redes sociais. Até mesmo uma improvável nota de condolências foi emitida nos perfis oficiais do presidente Jair Bolsonaro.

No sábado (8), quatro dias após o falecimento do ator, uma mulher de Sorocaba, interior de São Paulo, afirma ter entrado em contato com o espírito de Paulo Gustavo. As informações são do Diário Online.

Lene Sensitiva, famosa nas redes sociais, publicou em seu perfil do Instagram que viu Paulo Gustavo, com o auxílio de uma “senhorinha”. O ator teria deixado uma mensagem para os fãs e familiares.

“Eu amo todos vocês, sou grato a todos vocês que fizeram parte da minha vida, que me ajudaram, a me tornar quem eu fui em vida. Eu amo meus filhos, amo meu marido, meus pais e minha família, gratidão”, teria sido a mensagem enviada por Paulo Gustavo.

Continuar Lendo

Cotidiano

Juliette diz que vai gravar a música ‘Deus me Proteja’ com Chico César

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/Twitter)

A campeã do Big Brother Brasil 21, Juliette Freire, 31, confirmou que vai gravar a música “Deus me Proteja” com o cantor Chico César, 57. Em entrevista ao jornal JPB2, da TV Paraíba (afiliada da Globo), a paraibana disse que, assim que ela “conseguir dormir e respirar”, vai fazer a parceria.

Lançada em 2008, a música alcançou o primeiro lugar na Parada Viral do Spotify quando Juliette a cantou dentro da casa do BBB, em fevereiro. Em entrevista ao F5 em março, Chico César, que também é paraibano, disse que estava muito grato à conterrânea pela visibilidade dada à sua canção. As informações são da Folhapress.

“Eu já estava muito satisfeito com essa música desde que eu a gravei, mas, o fato de ela ter aparecido agora, na voz de uma mulher paraibana, foi bem simbólico e me deixa muito feliz”, afirmou. O cantor também falou que, por meio da canção, muitas pessoas puderam conhecer mais de sua carreira.

Durante a entrevista, Juliette disse que ainda não sabe se vai seguir carreira na música. “O povo diz que sou cantora. Não sou cantora ainda. Eu amo a música, eu amo cantar. Eu posso estudar e ser cantora.”

“A gente tira leite de pedra, então o que colocarem para a gente fazer a gente faz. Eu vou fazer o que me der paz, o que me der felicidade, porque dinheiro eu já tenho. Estou rica”, brincou.

Em conversa online com a imprensa, realizada na quarta-feira (5), um dia depois da final do reality, ela já havia dito que não pretendia ser famosa quando se inscreveu no BBB 21, buscava na verdade segurança financeira.

A advogada e maquiadora venceu o BBB 21 com 90,15% dos votos, em uma disputa com a influenciadora digital Camilla de Lucas, 26, e o ator e cantor Fiuk, 30. Ela levou assim o prêmio de R$ 1,5 milhão do programa -os outros dois levaram R$ 150 mil e R$ 50 mil, respectivamente.

Continuar Lendo

Brasil

Bolsonaro convoca apoiadores às ruas no dia 15: ‘Eu vou lá para o meio’

Redação PortalPE10

Publicado

Entidades de produtores rurais nos Estados organizam atos de apoio ao mandatário, contra o STF e pelo fim das medidas de isolamento social adotadas por governadores e prefeitos. (Foto: Reprodução/Facebook)

O presidente Jair Bolsonaro convocou, neste domingo (9), apoiadores para participarem de manifestações no próximo dia 15 de maio. Entidades de produtores rurais nos Estados organizam atos de apoio ao mandatário, contra o Supremo Tribunal Federal (STF) e pelo fim das medidas de isolamento social adotadas por governadores e prefeitos.

“Dia 15 pessoal, está todo mundo convocado. Eu vou lá para o meio da rua com o pessoal do campo. O pessoal do agronegócio está tomando Brasília e vou estar lá no meio deles, se Deus quiser, agradecendo pelo trabalho que eles fizeram que ao longo da pandemia eles e as outras categorias não pararam. Um abraço a todos e até o dia 15, se Deus quiser”, bradou em discurso após passeio de moto a motociclistas simpatizantes. Sem máscara, o presidente os cumprimentou com apertos de mãos, abraços e tirou selfies em meio a aglomeração e várias pessoas sem máscara ou fazendo uso inadequado do equipamento. As informações são do Correio Braziliense.

Enquanto o país registra mais de 420 mil mortos, a vacinação no país caminha a passos lentos e o isolamento social é desrespeitado pelo próprio mandatário, que incentiva a população a ir às ruas. Os eventos em questão têm como principais articuladores a Associação Brasileira dos Produtores de Soja (Aprosoja Brasil), a Associação Nacional de Defesa dos Agricultores, Pecuaristas e Produtores da Terra (Andaterra) e a Associação dos Cafeicultores do Brasil (Sincal).

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.