Nos siga nas redes sociais

Cotidiano

Vivemos cada vez mais solitários e espalhados

Ao longo das décadas, porém, há cada vez menos pessoas morando próximas umas das outras.

Avatar

Publicado

Copacabana, no Rio de Janeiro: taxa de concentração de pessoas comparável a de Paris e Nova York

Por que todo mundo gosta de Nova York? As respostas costumam dividir-se entre “Tem de tudo”, “Chega-se facilmente em qualquer lugar” e “Dá pra fazer tudo a pé”. Não é por acaso que os lugares mais interessantes, agradáveis e fáceis de se viver são os que concentram muitos habitantes. Quanto mais concentrada é a população, menor a necessidade de deslocamentos de seus moradores. Distâncias curtas requerem menos tempo no trânsito, além de poderem ser atravessadas a pé ou de bicicleta. Calçadas repletas de gente favorecem o comércio e a segurança. No fundo, trata-se da mesma coisa: alta densidade. É o que faz Nova York, Paris ou Copacabana serem tão vivas. Veja abaixo:

Densidades metropolitanas

São Paulo – 7.216 pessoas por quilômetro quadrado
Copacabana (RJ) – 20.400 pessoas por quilômetros quadrado
Paris – 25.417 pessoas por quilômetros quadrado
Manhattan (NY) – 27.394 pessoas por quilômetros quadrado

Ao longo das décadas, porém, há cada vez menos pessoas morando próximas umas das outras. Em um comparativo entre 1900 e agora, dá para ter uma boa ideia do problema*

Em 1900, cada hectare de área urbana continha:
2 000 pessoas, com média de 4 moradores por domicílio
475 moradias, em que cada residente dispunha em média de 10 metros quadrados

Em 2000, cada hectare de área urbana continha:
280 pessoas, com média de 1,8 morador por domicílio
155 moradias, em que cada residente dispunha em média de 60 metros quadrados.

Esse contexto se converte em maior gasto com transporte e infraestrutura por parte dos governantes e piora da qualidade de vida dos cidadãos, reféns do trânsito e da precaridade das áreas mais periféricas. O fato é que vivemos cada vez mais solitários e espalhados. E nossas cidades são o reflexo disso.

*dados publicados em “Cidades Para Pessoas”, de Jan Gehl

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Cotidiano

Polícia Federal deflagra operação para combater pedofilia e pornografia infantil no sertão de Pernambuco.

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Divulgação/PF)

Na manhã de hoje, 11, a Polícia Federal, através de sua delegacia em Salgueiro/PE, deflagrou a Operação Protect I, para cumprimento de 2 (dois) mandados de prisão temporária e 3 (três) de busca e apreensão, na intenção de coibir prática de crimes de estupro de vulnerável e pornografia infantil contra uma criança de apenas 5 anos de idade. A ação foi deflagrada nas cidades de Araripina/PE e Caldeirão Grande do Piauí/PI.

A investigação contou com o auxílio da INTERPOL e retratou um gravíssimo caso de abuso sexual infantil intrafamiliar. A suspeita é que o crime venha sendo praticado desde agosto de 2020 pelo pai da vítima.

Os abusos contra a menor eram registrados em vídeos e imagens e posteriormente compartilhados na rede mundial de computadores através da chamada DeepWeb. O material pornográfico era produzido pelos próprios investigados e difundido entre outros usuários da rede.

A INTERPOL mantém um banco de dados de imagens de abuso sexual infantil, o qual é alimentado por policiais de 61 países membros e pela EUROPOL. O Brasil faz parte dos países autorizados e certificados para a utilização do sistema desde 2009. Nesse contexto, a Polícia Federal instituiu uma Força Tarefa composta de policiais federais e civis, treinados na referida ferramenta da Interpol, que tem por objetivo a identificação das crianças brasileiras vítimas de abuso.

Salienta-se que o Brasil, como país membro da Interpol, aderiu à resolução 08 da Assembleia Geral da Interpol em 2011, por meio da qual se comprometeu a promover o gerenciamento de material de operações voltadas ao combate ao abuso sexual infanto-juvenil de maneira centrada na vítima.

Os dois presos foram conduzidos à Delegacia da Polícia Federal em Salgueiro/PE onde foram autuados pelos crimes de Estupro de vulnerável e produção e difusão de pornografia infantil.

Continuar Lendo

Brasil

Presidente faz visita surpresa à igreja Assembleia de Deus e é abençoado pelo Círculo de Oração

Bolsonaro passava por comunidade quando viu igreja aberta e resolveu entrar.

Redação PortalPE10

Publicado

Presidente Jair Bolsonaro (Foto: Reprodução/Twitter)

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), fez uma visita surpresa a uma congregação da Assembleia de Deus Ministério de Madureira no bairro Morro da Cruz, em São Sebastião (DF), comunidade perto de Brasília. As informações são do GospelPrime.

Bolsonaro estava passando de moto pelo local quando viu a igreja aberta e resolveu entrar, sendo abençoado por irmãs do Círculo de Oração que estavam presente. O presidente também deu uma rápida saudação para os fiéis antes de deixar o local.

Em sua breve passagem pela congregação, o presidente agradeceu pela recepção e pelas bênçãos, recebendo uma oração das evangélicas presentes.

Na mesma comunidade, o presidente visitou uma casa onde venezuelanas que fugiram do regime socialista de Nicolas Maduro estão abrigadas. Bolsonaro aproveitou para alertar sobre os riscos do Brasil chegar a essa condição, passando a uma ditadura.

Continuar Lendo

Brasil

Nova lei de trânsito: como ficam as regras para os motociclistas

Foi criada infração específica para quem pilotar com a viseira do capacete levantada. Mudanças começam a valer nesta segunda (12).

Redação PortalPE10

Publicado

(Foto: Reprodução/PortalPE10)

Assim como os motoristas, os motociclistas também devem estar atentos às regras da nova lei de trânsito brasileira, que entra em vigor nesta segunda-feira (12). A principal mudança se refere ao uso do capacete: a nova legislação criou uma infração específica para quem trafegar com a viseira levantada ou sem os óculos de proteção. A conduta passa a ser punida com pontuação média, sujeita à multa de R$ 130,16.

“Na prática, a nova lei corrigiu uma impropriedade. Antes, os agentes de fiscalização autuavam da mesma forma o motociclista que estava sem o capacete (infração gravíssima) e aquele que estava sem a viseira, em que o risco é muito menor”, disse Frederico de Moura Carneiro, diretor-geral do Denatran (Departamento Nacional de Trânsito), durante participação na #LiveJR na sexta-feira (9). “Agora, as infrações estão separadas, de acordo com sua gravidade.”

Além disso, o tráfego de motocicletas com os faróis apagados pode gerar, a partir de agora, uma infração média. Antes, a penalidade era gravíssima, com multa de R$ 293,47, recolhimento da CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e suspensão do direito de dirigir.

Por fim, vão mudar as normas para o transporte de crianças. A nova lei aumentou de 7 para 10 anos a idade mínima para que meninos e meninas sejam levados na garupa de motocicletas, motonetas e ciclomotores. As crianças que não possuem condições de cuidar da própria segurança seguem proibidas de viajar na garupa. O desrespeito a essa mudança é infração gravíssima, com multa e suspensão do direito de dirigir.

Confira, a seguir, as principais mudanças na legislação de trânsit:

Pontuação

A quantidade de pontos para a suspensão de CNH considera três limites: 20 pontos para quem possui duas ou mais infrações gravíssimas; 30 pontos, para aqueles com uma infração gravíssima, e 40 se não houver nenhuma infração gravíssima. A punição, para os casos de suspensão direta, pode variar de dois a oito meses, ou de oito a dezoito meses se houver reincidência.

Para os motoristas profissionais, valerá a regra de 40 pontos, independentemente da natureza das infrações cometidas. Essa mudança era uma antiga demanda de caminhoneiros. O legislador entendeu que, por permanecerem mais tempo ao volante do que os demais condutores, o limite para esses profissionais deveria ser diferenciado, posto que a suspensão do direito de dirigir impactaria a própria capacidade de subsistência de suas famílias.

Emissão e renovação de CNH

O aumento da validade da CNH passou de cinco para dez anos para condutores de até 50 anos. Aqueles entre 50 e 70 anos passam a renovar a cada cinco anos. Já os motoristas com mais de 70 passam a renovar a cada três anos. A regra é a mesma para os motoristas profissionais. As mudanças só valem para as habilitações expedidas após 12 de abril de 2021.

Além disso, a CNH passa a ser documento oficial de identificação, com previsão legal expressa. Quando o motorista tiver acesso à Carteira Digital de Trânsito, será dispensado o porte da CNH.

Multas e descontos

Com a nova regra, será obrigatória a substituição de multas leves ou médias por advertência para o motorista que não cometeu nenhuma outra infração nos últimos 12 meses. Além disso, as infrações terão o prazo de 30 dias para que seja indicado o verdadeiro condutor. A defesa prévia passa a ser mais simples, podendo ser eletrônica.

Além disso, os órgãos autuadores do SNE (Sistema de Notificação Eletrônica) devem permitir ao motorista infrator pagar somente 60% do valor da multa. Contudo, o abatimento de 40% ocorrerá apenas se o condutor quitar a infração no aplicativo do SNE.

Faróis acesos

Os faróis que anteriormente eram obrigatórios em rodovias federais, agora serão necessários somente em casos de rodovias fora do perímetro urbano durante a luz do dia e também sob neblina, chuva, cerração e em rodovias de pistas simples.

Uso da cadeirinha

É obrigatório o uso para crianças de até dez anos ou que ainda não tenham atingido 1,45 metro de altura. O condutor que desrespeitar essa regra poderá ser autuado com uma multa de infração gravíssima, no valor de R$ 293,47 e 7 pontos na carteira.

Ciclistas

Pedestres possuem a preferência sobre ciclistas que, por sua vez, possuem preferência sobre os demais veículos. Condutores de bicicletas devem trafegar nas ciclovias, ciclofaixas ou acostamentos. Quando não houver, devem utilizar o bordo da pista, no mesmo sentido dos demais veículos. Sinalização noturna dianteira, traseira, lateral e nos pedais é obrigatória.

Outra mudança diz respeito à alteração da gravidade da infração dos motoristas nos casos de ultrapassagem de ciclistas. Agora, deixar de reduzir a velocidade do veículo de forma compatível com a segurança do trânsito ao ultrapassar ciclista passa a ser infração gravíssima, no valor de R$ 293,47.

Pena de reclusão

Fica proibida a conversão da pena de reclusão (privativa de liberdade) por penas alternativas no caso de morte ou lesão corporal provocada por condutor sob efeito de álcool ou drogas.

Boa conduta

Para estimular a condução responsável, será criado o Registro Nacional Positivo de Condutores (RNPC), no qual deverão constar os dados dos condutores que não cometeram infração de trânsito sujeita à pontuação nos últimos 12 meses.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2021 PortalPE10. Todos os direitos reservados.