Nos siga nas redes sociais

Brasil

Volta às aulas no Colégio Militar de BH: ‘Escola que age assim forma ditadores’, diz médico

Lucas Passos

Publicado

© Ítalo Lopes/Divulgação

Para o diretor da Sociedade Mineira de Infectologia, Carlos Starling, a retomada das aulas presenciais no Colégio Militar de Belo Horizonte, iniciada nesta segunda-feira (21), é perigosa e “desrespeita princípios básicos de civilidade”.

“Muito me admira que um colégio público, mantido com dinheiro público, negue a ciência, passe por cima de uma decisão judicial e desrespeite princípios tão básicos civilidade. Que tipo de alunos essa instituição vai formar? Escola que age assim, para mim, forma ditadores”, avalia o médico.

Segundo o infectologista, para que o retorno seja considerado razoavelmente seguro, a cidade precisa atender ao parâmetro técnico de até 20 infectados pela COVID-19 por 100 mil habitantes durante 14 dias. O critério é da agência americana Centers for Disease Control and Prevention (CDC), adotado em países como Estados Unidos e Holanda. A capital mineira, de acordo com Starling, atualmente, apresenta 160 casos da doença por 100 mil habitantes, média classificada como de alto risco.

“Países como a Coreia do Sul estabeleceram padrões ainda mais rígidos, de 5 casos por milhão de habitantes. Essa escola se esquece de que, antes de ser um ente federal, está inserida em uma comunidade. Se houver um surto de COVID-19 ali, todo o processo de flexibilização de BH pode ser derrubado e o sistema de saúde, seriamente comprometido”, alerta.

O infectologista afirma que os protocolos sanitários anunciados pela escola – tais como número máximo de 15 alunos por sala e distanciamento de 1,5 metro entre as carteiras – não protegem os jovens e profissionais da instituição no atual cenário da pandemia. Ele explica que as medidas só são eficientes dentro do contexto de baixo risco de transmissão.

“Outra questão séria é que as crianças infectadas pela COVID-19 comumente desenvolvem a síndrome inflamatória, quadro tratado com imunoglobulinas (medicamento que contém contém anticorpos). E nós sequer temos estoque suficiente desse medicamento para o dia a dia, para tratar outras doenças inflamatórias não relacionadas à COVID. Como é que vamos tratar as crianças infectadas?”, questiona Starling.

Retorno

Fechado desde 11 de março, o Colégio Militar de Belo Horizonte retomou as aulas presenciais na manhã desta segunda-feira (21), com revezamento de turmas. Estudantes do ensino médio frequentam a escola às segundas, quartas e sextas, em de forma alternada. Os do ensino fundamental – 8º e 9º ano – às terças e quintas.
Na noite de sexta-feira (18), a Justiça Federal barrou o retorno dos 620 alunos do colégio. A decisão atende ao requerimento do Sindicato dos Trabalhadores Ativos, Aposentados e Pensionistas no Serviço Público Federal em Minas Gerais (Sindsep-MG).

Em comunicado emitido aos pais no domingo (20), a escola argumentou que a retomada estaria amparada em parecer de força executória da Procuradoria-Geral da União (PGU) e da Advocacia-Geral da União (AGU). Juristas consultados pela reportagem, no entanto, argumentam que uma decisão judicial só pode ser sobreposta por outra.

O Estado de Minas procurou o Exército Brasileiro, responsável pelo Colégio Militar de BH (14 em todo o Brasil), para comentar o impasse, mas não obteve resposta. As informações são do site Estado de Minas

Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Brasil

Candidato a vereador é achado morto dentro de casa com golpes de faca

Evangelista de Sousa Jerônimo, 51 anos, conhecido como Batista da Banca, estava desaparecido desde a noite de domingo (25). Corpo foi encontrado com marcas de faca.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Candidato a vereador de Caucaia foi encontrado morto na própria casa. — Foto: Arquivo pessoal

Um candidato a vereador de Caucaia, na Região Metropolitana de Fortaleza, foi encontrado morto dentro da própria casa na noite desta segunda-feira (26), no Bairro Nova Metrópole. Evangelista de Sousa Jerônimo, 51 anos, conhecido como Batista da Banca, estava desaparecido desde a noite de domingo (25).

Segundo a polícia, o corpo do candidato apresentava perfurações de faca. Batista da Banca morava sozinho em frente ao comitê onde ele trabalhava a campanha de vereador pelo Partido Socialista Brasileiro (PSB). O homem era dono de uma banca de revistas, localizada no mesmo bairro onde ele morava.

Testemunhas informaram que viram Batista da Banca entrando na casa dele com um homem no domingo (25). Como a vítima não compareceu ao comitê e nem à banca de revistas, vizinhos foram até a residência dele, onde encontraram o homem já sem vida. A polícia investiga o caso.

Continuar Lendo

Brasil

Pastor e fiel morrem por afogamento após batismo em represa de SP

Religioso tentou ajudar presbítero que estava se afogando, mas ambos acabaram mortos em represa de Nazaré Paulista.

Marcos Philipe Passos

Publicado

(Foto: Reprodução)

(Foto: Reprodução)

Um pastor e um fiel de uma igreja evangélica morreram afogados pouco depois da realização de batismos, em uma represa na região de Nazaré Paulista (64 km de SP), por volta do meio-dia deste domingo (25).

Segundo uma testemunha, o pastor Davi dos Santos, 40 anos, batizou algumas pessoas, durante a manhã, na represa Atibainha. Os ritos religiosos foram acompanhados por algumas pessoas, entre elas, pelo presbítero Samuel Sérgio, 38.
O pastor evangélico Davi dos Santos, 40 anos (esq), morreu afogado ao tentar ajudar o presbítero Samuel Sérgio, 38, quando ambos estavam em uma represa de Nazaré Paulista (Grande SP) neste domingo (25). Antes das mortes, pessoas foram batizadas pelo religioso no local.

Antes de os religiosos retornarem para casa, em Guarulhos (Grande SP), algumas pessoas resolveram se refrescar na represa. Instantes depois, Sérgio teria gritado por socorro, momento em que o pastor entrou na água para ajudar, sem sucesso, ao amigo e fiel da Assembleia de Deus.

Ambos morreram no local, como foi constatado após os corpos serem resgatados pelos bombeiros. As duas vítimas foram encaminhadas ao IML (Instituto Médico Legal). O caso foi registrado na delegacia de Nazaré Paulista como morte acidental.

Na redes sociais, amigos lamentaram a morte do pastor e do presbítero, que aparecem juntos em fotografias, uma delas inclusive durante um batismo em represa.

O estado de São Paulo tem registrado uma sequência de afogamentos. Somente no feriado de 12 de outubro foram 12 mortes.

Evite afogamentos e outros acidentes na água

As estatísticas apontam muitos casos de mortes entre pessoas que sabem nadar

Dicas gerais

  • Procure sempre local onde exista a presença de salva-vidas ou da equipe do Corpo de Bombeiros
  • Procure lugares seguros e sinalizados para as práticas de mergulho
  • Fique atento e respeite as placas de advertência
  • Não entre em águas com aviso de perigo
  • Não faça refeições pesadas antes de entrar na água
  • Cuidado redobrado ao mergulhar em águas desconhecidas
  • Procure conhecer a profundidade do local, principalmente em lugares que possuem pedras, como rios e cachoeiras
  • Evite nadar próximo a barcos ou outras embarcações.

Caso veja alguém se afogando

  • Acione imediatamente o Corpo de Bombeiros.
  • É muito perigoso tentar salvar uma vítima de afogamento sem o treinamento adequado
  • Tente jogar algum objeto para a pessoa flutuar ou uma corda

Na praia

  • Adultos sempre devem supervisionar as crianças
  • Não use boias infláveis, pois podem furar
  • Não ingerir bebidas alcoólicas ou drogas antes de entrar no mar

Na piscina

  • Nunca deixe brinquedos na beira da piscina
  • Em casa, a piscina deve ser totalmente cercada e ter o portão sempre trancado

Em cachoeiras, rios e represas

  • Não entre em locais com corredeiras. Se estiver embarcado, use colete salva-vidas
  • Em rios sem corredeiras, não ultrapasse a altura do joelho, pois o nível pode aumentar rapidamente
  • Em represas, cuidado para não enroscar partes do corpo na vegetação que pode estar no fundo

Fonte: Corpo de Bombeiros

Continuar Lendo

Brasil

Ventos de mais de 70km/h arrancam telhado de armazém em MS; veja vídeo

Segundo proprietário rural, no local havia apenas tratores na parte interna da estrutura que fica em uma fazenda de Itaporã. Prejuízos ainda não foram contabilizados.

PortalPE10 com informações G1

Publicado

Um armazém de soja teve o telhado arrancado após uma rajada de vento de mais de 70km/h na manhã desta segunda-feira (26), em uma fazenda de Itaporã, a 234 km de Campo Grande.

Os ventos chegaram a 74,52 km/h e vieram acompanhados de chuva: segundo as estações metereológicas Inmet, Semagro e Guia Clima, foram registrados 27,6 milímetros por volta das 7h30 da manhã. Parte do telhado atingiu dois caminhões que estavam estacionados nas proximidades.

Segundo o proprietário rural Roberto Marssura, a estrutura do armazém era antiga e, por isso, não suportou a força do vento. No momento do destelhamento, havia apenas tratores no local.

“Ninguém ficou ferido e ainda não fizemos o levantamento de danos materiais”, explicou.

Continuar Lendo

Mais Lidas

Copyright © 2013 - 2020 PortalPE10. Todos os direitos reservados.